Publicidade

Posts com a Tag Câmara dos Deputados

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015 Congresso | 07:00

Feliciano trabalha para assumir comissão na Câmara

Compartilhe: Twitter
Marco Feliciano (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

Marco Feliciano (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

Após ganhar projeção nacional por sua atuação como presidente da Comissão de Direitos Humanos, em 2013, o deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) tem trabalhado para voltar ao topo de alguma comissão.

Feliciano tem dito, no entanto, que não pretende comandar a CDH novamente. Embora se orgulhe do trabalho à frente do grupo, o pastor diz estar em busca de outros ares. Pelo acordo com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o partido terá direito à coordenação de uma comissão, na distribuição.

Atualmente, a busca do deputado enfrenta a resistência de seu correligionário Erivelton Santana (BA), a quem tinha sido prometida a vaga ainda em 2014. Na época, o baiano teve de se contentar com a vice-presidência de Zequinha Araújo (PSC-PA) na Comissão de Legislação Participativa.

Leia também: Bolsonaro desiste da Comissão de Direitos Humanos

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 Congresso | 17:07

Estreante, deputado fica sem acesso ao Plenário da Câmara

Compartilhe: Twitter
O deputado federal e presidente estadual do PMDB em São Paulo, Baleia Rossi. Foto: Agência Brasil

O deputado federal e presidente estadual do PMDB em São Paulo, Baleia Rossi. Foto: Agência Brasil

Recém-chegado à Câmara dos Deputados, o presidente estadual do PMDB em São Paulo, Baleia Rossi, passou por um leve aperto nesta semana. Rossi perdeu seu broche de identificação, que permite aos deputados transitarem livremente pela Casa e, sobretudo, pelo Plenário.

Desnorteado, pediu ajuda a alguns colegas que rapidamente o encaminharam para a Diretoria-Geral da Câmara – responsável pela distribuição do adereço.

O broche, que chegou a ser uma joia produzida em ouro pela H.Stern durante a Assembleia Constituinte, hoje custa cerca de R$ 0,60 e é fabricado com latão. De acordo com a Diretoria-Geral, a perda do objeto é comum e, somente em fevereiro, cerca de 500 já foram distribuídos aos 513 deputados – inclusive aos mais antigos.

Autor: Tags: , , , , ,

Congresso | 11:00

Processo de cassação de Argôlo será retomado caso baiano tome posse

Compartilhe: Twitter
Deputado Federal Luiz Argôlo (SDD-BA) responde a processo no Conselho de Ética. (Foto: Agência Câmara)

Deputado Federal Luiz Argôlo (SDD-BA) responde a processo no Conselho de Ética. (Foto: Agência Câmara)

Luiz Argôlo (SDD-BA) é um dos raros casos de suplente que não quer virar titular. Primeiro suplente da coligação que reuniu DEM, PMDB, PSDB, PTN, SDD, PROS, PRB e PSC na disputa proporcional na Bahia, Argôlo não deverá ter vida fácil caso tenha uma janela para voltar à Câmara dos Deputados.

Isso porque, o processo que corre no Conselho de Ética da Casa e cujo pedido de cassação já foi aprovado no grupo foi sobrestado pelo ex-presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).

Isso significa que se Argôlo assumir o mandato, o processo volta do ponto onde havia sido interrompido pelo ato do ex-presidente. Como houve um recurso de Argôlo na Comissão de Constituição e Justiça, o processo seria retomado a partir desse ponto.

Acontece que já há parecer do relator do recurso, Valtenir Pereira (PROS-MT), rejeitando o pedido de Argôlo, colocando o processo a um passo de ir para votação no Plenário. Nesse caso, a apreciação do pedido de cassação será feita por voto aberto.

Ou seja, a principal consequência caso Argôlo tome posse será a retomada do seu processo de cassação.

Autor: Tags: , , ,

Partidos | 09:00

‘É uma estratégia minha’, diz José Guimarães sobre reaproximação entre PT e PMDB

Compartilhe: Twitter
José Guimarães (Foto: Agência Câmara)

José Guimarães (PT-CE). (Foto: Agência Câmara)

Embora tenha partido de uma reunião da tendência majoritária do PT, a Construindo um Novo Brasil, o desenho de uma nova estratégia de reaproximação entre o governo federal e o PMDB, tem gente reivindicando para si a paternidade das medidas.

Leia mais: Lula entra em campo para ajudar Dilma com PMDB

“Isso não é estratégia da CNB. É uma estratégia minha, como líder do governo”, diz o deputado federal José Guimarães (PT-CE). “Nós estamos costurando e desenvolvendo a tese da concertação política no Congresso”, completa o cearense.

A estratégia, diz Guimarães, passa por uma recomposição da base governo, com o fortalecimento do colégio de líderes e uma reaproximação entre o Congresso Nacional e os ministros da presidente Dilma Rousseff. “A palavra de ordem”, defende, “agora é diálogo e construção da governabilidade”.

 

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015 Congresso | 11:00

Ex-BBB, deputado usa estigma para zombar de ala conservadora no Congresso

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ). (Foto: Divulgação)

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ). (Foto: Divulgação)

Depois de ganhar a quinta edição do Big Brother Brasil, Jean Wyllys (PSOL-RJ) teve de lutar contra o estereótipo de ex-BBB para conseguir iniciar sua nova carreira, como parlamentar.

Passada esta fase e já no segundo mandato na Câmara dos Deputados, Wyllys agora lança mão da mesma sigla que o estigmatizou no começo de sua carreira política para fustigar seus principais adversários na Casa.

O deputado fluminense tomou emprestado um termo cunhado por Erika Kokay (PT-DF) para zombar da ala que considera conservadora, composta por defensores das armas, ruralistas e religiosos.

“É a bancada BBB”, disse o deputado. “Bíblia, Boi e Bala”, explicou ele. A primeira vez que essa versão surgiu para definir as três bancadas foi durante reunião da bancada do PT, quando Erika arrancou risos de correligionários ao rotulá-los como BBB.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015 Congresso | 17:16

‘O governo tem se esforçado’, diz líder do PMDB na Câmara

Compartilhe: Twitter

Depois de muito tempo de querelas e desentendimentos, parece que governo e PMDB finalmente começam a se entender.

O esforço feito pelo Planalto nos últimos dias para conseguir dialogar com seu principal aliado no Congresso sobre as medidas provisórias para o ajuste fiscal parece ter sensibilizado o PMDB.

Segundo o líder da bancada, o governo mudou a forma de dialogar com a base e tem agora convidado aliados a participar do processo de elaboração das soluções. Picciani reconheceu que o governo tem feito seu esforço.

“O governo tem se  esforçado, tem se aberto ao diálogo. Tem sinalizado, e isso é fundamental, que a coalizão funcione como coalizão, ou seja, que os partidos discutam não só as soluções dos problemas, mas a construções das soluções e das políticas públicas e acho que isso passa a ser compreendido pelo governo, que durante um tempo não compreendeu isso”, disse o líder. “Esperamos que esse seja o procedimento daqui para frente”, acrescentou ele.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015 Congresso | 13:16

Deputado diz que PMDB não tem compromisso com medidas provisórias de ajuste

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Lucio Vieira Lima (PMDB-BA) (Foto: Divulgação)

O deputado federal Lucio Vieira Lima (PMDB-BA) (Foto: Divulgação)

Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) confirma que o PMDB terá postura independente com relação à votação das duas Medidas Provisórias (664 e 665) que o governo mandou ao Congresso como parte do pacote de ajuste para mudanças na política econômica.

“Não tem nenhum compromisso. Nem de aprovar, nem em desaprovar. Vamos discutir”, resume Lima.

O deputado baiano acredita que as votações das medidas provisórias poderiam ajudar a colocar o PMDB em posição de capitanear a discussão e assim se posicionar de forma clara sobre o tema, levantando uma bandeira  de atuação sem alinhamento automático com o Planalto.

“Ao discutir essas propostas, levantamos as bandeiras. As bandeiras surgem na sua atuação”, afirmou ele.

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015 Congresso | 11:00

PT define comissões prioritárias para 2015

Compartilhe: Twitter

Conformada em só ter direito à quarta escolha na distribuição das comissões parlamentares da Câmara dos Deputados, a bancada petista já definiu suas quatro prioridades para 2015.

A depender do que os outros partidos selecionarão na sua frente, o PT priorizará as comissões permanentes de Fiscalização e Controle, Minas e Energia, Relações Exteriores ou Educação.

Em 2014, à frente da maior bancada, a sigla conseguiu o comando das comissões de Constituição e Justiça, Direitos Humanos e Seguridade e Família, além da Comissão Mista de Orçamento.

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015 Congresso | 07:00

PT planeja paz com PSB para formar frente de esquerda

Compartilhe: Twitter

Enquanto cada vez mais setores do PSB defendem a tese de que o lugar do partido não será na esfera do PSDB, o PT pretende fazer um esforço especial para reatar seus melhores tempos com os socialistas.

PT e PSB se afastaram durante a disputa eleitoral de 2014, sobretudo depois dos ataques que os dois partidos trocaram ainda no primeiro turno a partir da entrada de Marina Silva (PSB) na disputa. As relações se desgastaram ainda mais depois que o PSB resolveu apoiar Aécio Neves (PSDB) no segundo turno.

Petistas na Câmara não apenas acreditam que o partido poderá melhorar as relações com o PSB, como demonstram disposição em trabalhar por isso. Parte da estratégia que o PT tem em seus planos para tentar romper um certo isolamento em que se vê desde a derrota eleitoral e especialmente ao perder a presidência da Câmara.

Parte de bancada tem defendido a criação de uma frente de esquerda para contrapor o sentimento anti-PT que tem isolado o partido neste início de legislatura. Nessa estratégia, o reatamento com o PSB é visto como quase fundamental, e a partir da próxima semana petistas pretendem reconstruir pontes com os socialistas.

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015 Congresso | 16:10

‘Ninguém quer ser fantoche do Executivo’, diz líder do PHS

Compartilhe: Twitter

Com apenas 27 anos e recém-chegado à Câmara dos Deputados, o mineiro Marcelo Aro foi escolhido para liderar a bancada do PHS, que elegeu cinto deputados federais neste ano. Desde 2011, a sigla estava sem representação parlamentar, após uma debandada para o PSD.

“Cada um na sua praia, nós queremos ser protagonistas nessa nova legislatura. Hoje, o que eu tenho pra dizer, é que a bancada do PHS vem pra fazer história, pra fazer a diferença”, afirma Aro.

Aliado de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o mineiro comemora o resultado da disputa pela presidência da Casa e diz que a vitória do peemedebista marcou o início da legislatura com o “pé direito”. “A gente chega sem a missão de ser uma oposição ferrenha, da mesma maneira que ninguém que vir pra ser um fantoche do Executivo. Queremos governabilidade, mas com independência.”

Assista:

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 3
  3. 4
  4. 5
  5. 6
  6. 7
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última