Publicidade

Posts com a Tag Cândido Vaccarezza

terça-feira, 23 de abril de 2013 Eleições | 08:30

Deputados discutem proibir faixas e cartazes na eleição

Compartilhe: Twitter

O grupo de trabalho criado para produzir um projeto de lei contendo regras para as eleições do ano que vem discute a possibilidade de incluir no texto a restrição total à propaganda de campanha por meio de faixas, cartazes,  cavaletes e materiais semelhantes.

Leia também: Deputados preparam projeto de lei para definir regras da eleição

Segundo o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), que lidera o grupo, a ideia é permitir apenas a propaganda com esse tipo de material impresso quando houver militantes na rua. “Nós gostaríamos de proibir até mesmo faixa se não houver militância na rua. A ideia é deixar a eleição mais limpa”, diz Vaccarezza.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 18 de abril de 2013 Congresso | 15:37

Deputados pretendem apresentar ‘Simples das Domésticas’ até o fim do mês

Compartilhe: Twitter

A comissão encarregada de regulamentar a lei que aumenta os direitos trabalhistas de empregados domésticos planeja finalizar antes do dia 1º de maio uma proposta a ser apresentada ao Congresso. A comissão, presidida pelo deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), estabeleceu como uma das prioridades da proposta a criação do “Simples” do empregador doméstico.

O plano é simplificar o modelo de arrecadação de tributos e reduzir as alíquotas hoje cobradas no registro de funcionários domésticos. Assim, o empregador pagaria encargos trabalhistas por meio de um único boleto, no qual já estariam contemplados sua parcela do INSS e do FGTS. “Queremos que em três semanas isso esteja pronto para ser votado”, disse Vaccarezza.

Atualmente, o empregador doméstico paga 12% de INSS e 8% de FGTS – hoje este último encargo é opcional, mas a nova lei prevê o pagamento obrigatório assim que a medida for regulamentadas. O plano dos deputados é tentar reduzir o encargo total dos atuais 20% do salário para 15%.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013 Eleições, Partidos | 17:11

‘O PT é um partido aberto e pode abrir mão da cabeça de chapa em SP’

Compartilhe: Twitter

Quem endossou a operação Ciro Gomes (PSB-CE) liderada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2010 diz não ver problema algum na possibilidade de o PT abrir mão de ter candidato próprio em São Paulo em 2014. Desde que o motivo seja assegurar uma aliança sólida para a reeleição da presidente Dilma Rousseff.

Saiba mais: PT discute plano para amarrar PSB

(Foto: José Cruz/ABr)

“O PT é um partido aberto e pode perfeitamente abrir mão da cabeça de chapa em São Paulo”, afirma o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), que foi um dos principais patrocinadores da ideia de selar o apoio do PT a uma candidatura de Ciro Gomes ao governo paulista, em 2010. “O Ciro só não foi candidato porque não quis”, emendou.

Como a Poder Online adiantou na semana passada, começa a ganhar corpo no PT uma proposta para amarrar o PSB de Eduardo Campos na aliança. A ideia é tirar a vice do PMDB e entregá-la aos socialistas. Em troca, o Planalto montaria um pacote de compensação para o partido do atual vice-presidente Michel Temer, que incluiria a cabeça de chapa na eleição para o governo de São Paulo aos peemedebistas. O nome para a vaga seria o deputado Gabriel Chalita.

Vaccarezza, entretanto, diz duvidar de uma articulação para tirar a vice do PMDB. “A base de toda a aliança é a relação do PT com o PMDB. Na minha opinião, a chapa de 2014 é Dilma e Michel Temer”, disse o deputado.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 3 de outubro de 2012 Justiça | 09:16

Quando Jefferson concorda com o PT

Compartilhe: Twitter

No seu blog, o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB), um dos já condenados pelo Mensalão, vai na mesma linha expressa pelo deputado petista Cândido Vaccarezza (SP) aqui na coluna: ainda há muito por ocorrer neste processo.

Jefferson postou:

(…) A discussão sobre o crime de lavagem de dinheiro, mais do que as condenações que estão sendo divulgadas, mostra o que realmente será o julgamento do mensalão: algo a ser discutido por muito tempo e a ser superado no futuro. Com posições tão opostas entre os ministros, a discussão mostra que o julgamento não é o fim, mas o começo de um longo e atribulado caminho para a Justiça brasileira, especialmente a Criminal.

Autor: Tags: , , ,

Justiça | 06:02

Vaccarezza: “Se PTB e PL foram comprados, por que votaram contra o governo?”

Compartilhe: Twitter

Ex-líder do governo na Câmara, o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP) aponta um caso para contrariar a afirmação do ministro Joaquim Barbosa, no julgamento do Mensalão, segundo a qual PTB e PL teriam sido comprados para votar com o governo:

— Numa votação da reforma tributária, o PTB apresentou destaque para suprimir do item que tratava do teto salarial do funcionalismo a expressão ‘ou de qualquer outra natureza’. Tenho isso documentado. O partido tentava permitir que se somasse mais de uma fonte de remuneração . Essa questão era crucial para o governo, que orientou pela votação do ‘Sim’. Ou seja, pela manutenção do texto. Mas o PTB insistiu e orientou pelo ‘Não’, pela supressão do texto. E o então PL, do Valdemar Costa Neto, liberou a bancada. Como é que podem dizer que foram comprados?

Autor: Tags: , , , , ,

Justiça | 05:01

Mensalão: uma história ainda cheia de recursos e embargos

Compartilhe: Twitter

Cândido Vaccarezza

Assim como o deputado Valdemar Costa Neto, do PR (antigo PL), anunciou que recorrerá ao Tribunal de Haya contra sua condenação pelo Supremo Tribunal Federal (STF), outros atingidos também deverão se mexer.

Com isso, ainda há muita água para rolar por baixo da ponte do Mensalão.

O deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), por exemplo, não quer, antes do término do julgamento, opinar se seus colegas de partido arrolados devem recorrer ou não à Corte internacional.

Mas Vaccarezza adianta:

— Não me parece incorreto o raciocínio do Valdemar, segundo o qual não se pode suprimir o direto a que uma defesa que seja examinada em duas oportunidades distintas de julgamento. Acho, no entanto, que há outras possibilidades de apelação e embargos a serem analisados antes. Tem muita coisa ainda pela frente.

Em outras palavras: ainda há muito para ocorrer, até que essa história do mensalão chegue ao fim.

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 10 de julho de 2012 Congresso | 15:21

Parlamentares batem boca na CPI do Cachoeira

Compartilhe: Twitter

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) criticou a atuação do prefeito de Palmas, Raul Filho (PT) por estar fazendo um balanço de sua gestão durante depoimento na CPI do Cachoeira.

A queixa foi rebatida rapidamente pelo deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP). Ele afirmou que o primeiro a fazer balanço de governo na CPI foi o governador tucano Marconi Perillo (PSDB), do Goiás.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 5 de junho de 2012 Congresso | 16:37

Para Vaccarezza, depoimento de empresário leva CPMI a discutir quebra de sigilo de Perillo

Compartilhe: Twitter

O deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP) afirmou há pouco que o depoimento do empresário Walter Santiago incriminou o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB).

Santiago falou à CPMI do Cachoeira a respeito da compra de uma casa de Perillo, imóvel este em que Carlinhos Cachoeira foi preso em fevereiro.

De acordo com a avaliação do petista, está ficando cada vez mais inevitável a quebra do sigilo do governador goiano.

Assista:

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 23 de maio de 2012 Estados | 14:58

Vaccareza leva propostas das dívidas dos estados para o governo

Compartilhe: Twitter

Coordenador do Grupo de Trabalho (GT) das Dívidas dos Estados com a União, o deputado Cândido Vaccareza (PT-SP) se encontra logo mais com o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Ele vai levar as propostas do GT, para saber qual é a posição do governo.

Entre as propostas está a mudança do índice de correção da dívida, que hoje é IGP-DI + 6% a 7,5%, para o IPCA + 2%, limitado à taxa Selic.

No texto, que deve ser votado até o fim do mês, também há a proposta da criação do Fundo de Investimento em Infraestrutura (FIIE). Com este fundo, 50% do valor pago pelas prestações serão destinados aos estados para serem gastos em infraestrutura.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 19 de abril de 2012 Estados | 21:01

Vaccarezza reúne governadores em Brasília

Compartilhe: Twitter

O ex-líder do governo na Câmara Cândido Vaccarezza (PT-SP) trouxe para Brasília sete governadores e dois vice-governadores de estados da federação, nesta quinta-feira.

Eles estiveram em Brasília para discutir a renegociação das dívidas dos estados com a União.

Foram ao encontro os governadores de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), Minas Gerais, Antônio Anastasia (PSDB), Bahia, Jaques Wagner (PT), Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), Alagoas, Teotônio Vilela Filho (PSDB), Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), Roraima, José Anchieta Júnior (PSDB) e os vice-governadores do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB) e do Pará, Helenílson Cunha Pontes (PPS).

Autor: Tags: , ,

  1. Primeira
  2. 4
  3. 5
  4. 6
  5. 7
  6. 8
  7. 10
  8. Última