Publicidade

Posts com a Tag Clotilde Reiss

segunda-feira, 21 de março de 2011 Governo | 06:02

Os motivos diplomáticos da ausência de Lula no almoço de Obama

Compartilhe: Twitter

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: William Volcov/AE)

A história da ausência do ex-presidente Lula ao almoço em homenagem a Barack Obama, no Itamaraty, começou em março de 2010.

Durante a visita da secretária de estado, Hillary Clinton, ao Brasil, Lula e o então ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, decidiram abrir o diálogo com o novo governo dos Estados Unidos dando prioridade às reivindicações comerciais do Brasil e, sobretudo, à insistência de ferrenha defesa de Mahmoud Ahmadinejad, presidente do Irã.

Na ocasião, um diplomata norte-americano comunicou a Amorim, com todas as letras, que Obama só viria ao Brasil depois de Lula deixar o poder.

Obama cumpriu à risca a promessa. E Lula, agora, respondeu dando bolo no almoço.

Outro detalhe: o ex-presidente, até hoje, deve a Ahmadinejad explicações quanto ao caso da libertação da francesa Clotilde Reiss, negociada por Lula, e cuja contrapartida do francês Nicolas Sarkozy – exigida pelo iraniano e garantida pelo brasileiro – nunca chegara a Teerã.

Logo ficaria um pouco chato para aqueles que mais sustentam a imagem de líder mundial que Lula almeja, o ex-presidente aparecer em foto descendo louvores a Obama.

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 3 de novembro de 2010 Governo | 18:06

Antes de vender caças, Sarkozy precisa acertar as contas com Lula

Compartilhe: Twitter

Lula e Sarkozy (Foto: Ricardo Stuckert/PR)

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, está louco para conversar com o presidente Lula sobre os caças franceses (Rafale), durante a reunião do G20, em Seul.

Mas assim que tocar no assunto, Sarkozy vai ouvir. Lula esperou este encontro cara a cara para cobrar do líder francês a quebra de acordo no caso da libertação da francesa Clotilde Reiss, em maio, pelo regime do Irã.

Como se sabe, Lula foi fundamental para a libertação da acadêmica de 24 anos, condenada por Mahmoud Ahmadinejad por “espionagem” depois de ela passar emails a França dando conta de fraude na eleição do presidente iraniano. A pena era de 10 anos e foi, graças a Lula, revertida em multa de 350 mil euros. Ela ficou presa por 11 meses.

Pelo acordo fechado com Lula, Sarkozy deveria ter telefonado para Ahmadinejad assim que Clotilde pisasse em solo francês. E ele se recusou a fazer a deferência. É claro que Lula foi cobrado pelo presidente do Irã e sofreu um arranhão em sua pretensão de ser um mediador internacional.

O imbróglio diplomático pode até render um descontinho a mais na compra dos caças.

Autor: Tags: , , , , ,