Publicidade

Posts com a Tag Congresso

quinta-feira, 26 de março de 2015 Congresso | 16:56

Deu boi na linha da liderança do PMDB

Compartilhe: Twitter
A mensagem enviada aos deputados do PMDB

A mensagem enviada aos deputados do PMDB

A tarde desta quinta-feira foi de confusão para a bancada do PMDB. Cerca de uma hora depois de encerrada a sessão da Câmara convocada pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), todos os deputados do partido começaram a receber mensagens de texto da liderança do partido, pedindo que comparecessem ao plenário para uma votação nominal.

A primeira mensagem até foi entendida como um atraso no servidor, mas quando vieram a segunda e a terceira, quem já estava longe da Câmara começou a ficar preocupado. Telefonema vai, telefonema vem, ficou claro que havia ocorrido apenas um atraso na entrega das mensagens, atribuído pela liderança a uma falha na operadora. Por via das dúvidas, o partido enviou uma nova mensagem a todos os deputados, pedindo desculpas pelo transtorno.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 19 de março de 2015 Congresso | 09:00

Sobrou para Tiririca

Compartilhe: Twitter
Deputado Federal Tiririca (PR-SP). Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

Deputado Federal Tiririca (PR-SP). Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

Em meio a toda a confusão na Câmara que culminou na demissão do ministro Cid Gomes, acabou sobrando para o deputado Tiririca (PR-SP).

Como o clima pegou fogo mesmo quando Cid foi chamado de “palhaço”, a piada que rodou por horas no plenário era a de que o deputado do PR havia sido imediatamente procurado pelo Planalto, para ser convidado a assumir o ministério.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 6 de março de 2015 Congresso | 18:47

PDT evita se comprometer com pacote fiscal de Dilma

Compartilhe: Twitter

O PDT vem repassando nos bastidores o recado de que não vai se comprometer incondicionalmente com o pacote fiscal da presidente Dilma Rousseff. O partido avisa que pretende, sim, emendar as medidas provisórias que chegarem ao Congresso.

O ministro que representa a sigla na Esplanada, Manoel Dias (Trabalho), já disse, em uma das reuniões semanais que mantém com a bancada, que só soube dos ajustes fiscais uma hora antes de eles serem anunciados. E, dos partidos da base, o PDT foi o único que assinou em bloco o pedido de abertura da CPI.

 

Autor: Tags: , , ,

Congresso | 08:00

Inflação chegou à fatura do apoio do PMDB ao governo

Compartilhe: Twitter
Mesa principal do jantar de aniversário do PMDB - Em sentido horário, de costas: Paes de Andrade, Eduardo Paes e Romero Jucá. de frente: Eduardo Braga, Henrique Eduardo Alves, renan Calheiros, Valdir Raupp, Sérgio Cabral, Michel Temer (em pé) e Rose de Freitas.

Líderes do PMDB, reunidos em comemoração ao aniversário do partido

Empenhados em apertar ao máximo o governo Dilma, setores do PMDB têm se esforçado em fazer chegar ao Planalto que fatura para acalmar os ânimos inflacionou.

É que, com o desgaste crescente da presidente, a oferta de cargos no segundo escalão tem que ser bem mais atraente.

“É a lei da oferta e da procura. Se a coisa vai mal, sai mais caro. Até porque, agora, não tá chovendo gente querendo se associar a esse governo”, resume um peemedebista.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 5 de março de 2015 Congresso | 18:21

Dâmina Pereira é o nome de Eduardo Cunha para a bancada feminina

Compartilhe: Twitter
Dâmina Pereira (Foto: Divulgação)

Dâmina Pereira (Foto: Divulgação)

O nome que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pretende endossar para o comando da bancada feminina é o de Dâmina Pereira.

Ela é deputada pelo PMN de Minas Gerais. Se a empreitada vingar, ela ganha um assento no colégio de líderes.

A eleição será no dia 11.

Autor: Tags: , , ,

Congresso | 09:00

Marco Feliciano abandona o ‘estilo Gumex’

Compartilhe: Twitter
Marco Feliciano (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

Marco Feliciano (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

Um assunto que gerou comentário ontem, na reunião da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, foi o cabelo do deputado Marco Feliciano (PSC-SP). Adepto quase histórico do famoso ‘estilo Gumex’, o pastor agora resolveu pegar leve no gel de cabelo.

Só alguns retoques nas laterais, para enquadrar o farto topete. Mas teve gente que achou que ele caprichou mesmo foi no spray de cabelo para controlar as madeixas.

E, segundo o colega Jair Bolsonaro (PP-RJ), um outro retoque parece finalizar o look: “Já faz um tempo que ele anda meio cajuzinho”, disse, ao tentar se referir ao tom acaju de tintura para os cabelos.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 4 de março de 2015 Política | 01:08

Expectativa sobre lista da Lava Jato dá esperança à oposição e eleva tensão na base

Compartilhe: Twitter

A notícia de que 54 políticos estão na lista de nomes que serão investigados por conta das denúncias da Operação Lava Jato alimentou as esperanças de alguns setores da oposição e elevou a tensão na base aliada. Em meio à expectativa para a divulgação dos nomes assim que sair o aval do ministro Teori Zavascki, o tucanato apostava na noite desta terça-feira que um número reduzido de oposicionistas seriam confirmados na relação, permitindo que se mantenha o discurso crítico em relação ao governo.

Clima no Congresso é de apreensão (Foto: Mel Bleil Gallo / iG Brasília)

Clima no Congresso é de apreensão (Foto: Mel Bleil Gallo / iG Brasília)

A oposição considera fundamental a capacidade de manter a bandeira ética nos ataques ao governo da presidente Dilma Rousseff. O primeiro sinal de alento visto pelos adversários do governo foi a confirmação de que os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), serão alvos de inquéritos pedidos pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.  Se tudo correr como previsto, o plano é investir na tese de que os casos na oposição são pontuais. No próprio governo, a avaliação era, nesta terça-feira, de que dois tucanos tendem a ser confirmados na relação: o ex-presidente do PSDB, Sérgio Guerra, já falecido, e o senador Alvaro Dias (PR).

Mesmo cientes de que os partidos da base – em especial PT, PP e PMDB – tendem a se destacar na lista, líderes governistas dizem ver a chance de aliviar o clima de apreensão que tomou conta do Congresso. O motivo principal estaria no fato de o assunto permanecer na esfera da investigação, já que Janot optou por não pedir a abertura de ação penal contra os envolvidos. Se tudo corre no campo das suspeitas, explica um líder governista, haveria chances de as denúncias esfriarem progressivamente no médio prazo.

No entanto, o governo também entende que a divulgação da lista tende a acirrrar ainda mais o clima na base, agravado com os recados dados pelo senador Renan Calheiros ao Planalto – primeiro com a recusa do convite para o jantar com a presidente Dilma Rousseff, depois com a devolução da MP sobre a desoneração da folha.

Ainda assim, para o governo, quanto mais gente na lista, melhor. Isso ajudará a diluir o desgaste e poderia pavimentar um discurso de que a culpa, no fim das contas, é em boa parte do sistema político.

Leia mais: Presidente do Congresso não tem esse poder, diz líder do PT

 

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 3 de março de 2015 Congresso | 17:08

Um bom motivo para Renan sorrir

Compartilhe: Twitter
Renan Calheiros (Foto: Agência Senado)

Renan Calheiros (Foto: Agência Senado)

Em meio aos rumores de que pode estar entre os investigados da Lava Jato, o senador Renan  Calheiros (PMDB-AL) tem lá seus motivos para sorrir desde que recusou anteontem o convite para o jantar com a presidente Dilma Rousseff.

Nas palavras de um aliado, é tudo uma questão de se sentir confortável com a situação:  “Coloca o cara na oposição e ele é só felicidade”.

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 Congresso | 14:00

‘Ninguém mais aguenta compensar esse efeito-Tiririca’, diz Gilberto Nascimento

Compartilhe: Twitter

Animado com a entrada da proposta do modelo “distritão” de voto no debate sobre a reforma política, Gilberto Nascimento (PSC) explica o motivo da adesão de parlamentares de várias bancadas à proposta: “Hoje, a coisa está distorcida demais. Ninguém mais aguenta compensar esse efeito-Tiririca”.

O distritão, encampado pelo deputado Miro Teixeira (PROS-RJ) com apoio do PMDB, acaba com o voto proporcional para deputado. Com ele, os mais votados ficam com as vagas na Câmara. “Acho que tem muita chance de aprovação”.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015 Congresso | 12:00

‘Distritão’ vira dor de cabeça para o PT

Compartilhe: Twitter

A bancada do PT na Câmara já sentiu que vai ter trabalho com o avanço da proposta de implantar o sistema de voto apelidado de “distritão”, que, na prática, estabelece o voto majoritário para deputado. A preocupação é com o fato de integrantes do próprio partido custarem a disfarçar o entusiasmo com a articulação, apesar da posição histórica do PT pelo voto em lista fechada e o financiamento público de campanha.

Não seria a primeira vez que parlamentares da legenda, nos bastidores, dão uma ajudinha para angariar a apoio a propostas encampadas pela turma do novo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Foi assim com o projeto da reforma política que dá sobrevida ao financiamento privado de campanha, por exemplo.

 

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. Última