Publicidade

Posts com a Tag Copa 2014

sexta-feira, 11 de julho de 2014 Eleições | 15:25

Nike diz que ‘errou’ e altera sistema que permitiu ‘Fora Aécio’ em camisas da seleção

Compartilhe: Twitter

A Nike admitiu que houve um “erro” no sistema de personalização de camisetas da seleção brasileira. A polêmica em torno da empresa roda as redes sociais, após um usuário veicular um vídeo no qual mostra que era possível personalizar as camisetas com a frase “Fora Aécio” ou “Fora PSDB”, mas não “Fora Dilma” ou “Fora PT”, em referência ao presidenciável Aécio Neves (PSDB) e à presidente Dilma Rousseff (PT).

A empresa diz que o sistema é atualizado periodicamente, para evitar o uso de palavras e expressões de cunho político. E afirmou que a falha que permitiu que o Fora Aécio fosse inscrito nas camisetas já foi corrigida. Hoje, no site da Nike, já é impossível usar qualquer uma das duas expressões.

Assista ao vídeo que circulou na internet:

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 10 de julho de 2014 Eleições | 17:00

Na avaliação do PT, ressaca da derrota na Copa já começou a se dissipar

Compartilhe: Twitter
Alberto Cantalice (Foto: Divulgação)

Alberto Cantalice (Foto: Divulgação)

O PT avalia que o pior da ressaca da derrota do Brasil na Copa já passou. O monitoramento feito pela legenda nas redes sociais, considerando o potencial impacto na imagem da presidente Dilma Rousseff, mostra que, desde esta quinta-feira, o clima anda bem mais tranquilo na rede.

O  vice-presidente do partido Alberto Cantalice, encarregado da estratégia do PT nas redes sociais, diz que, em geral, o mau humor da derrota não foi associado pelos internautas à eleição presidencial.

E a expectativa, segundo ele, é de que o clima ruim se dissipe lentamente, tendo impacto reduzido na largada da campanha, na próxima semana. 

Autor: Tags: , ,

Copa 2014 | 13:30

Dilma já se prepara para mais xingamentos no Maracanã

Compartilhe: Twitter
A presidente Dilma Rousseff (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

A presidente Dilma Rousseff (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

No entorno da presidente Dilma Rousseff, ninguém duvida que haverá uma nova leva de xingamentos no Maracanã no próximo domingo. E a expectativa é de que as vaias venham pesadas.

A ordem é dar ao caso o mesmo tratamento da abertura da Copa. O time da presidente dirá que o público de uma final da Copa do Mundo não é o eleitor de Dilma e que a população não vê com bons olhos esse comportamento.

Leia também: Campanha de Padilha já fala em desempenho inferior ao patamar histórico do PT

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 7 de julho de 2014 Copa 2014 | 06:00

Mineirão é o primeiro estádio da Copa a receber certificação máxima de sustentabilidade

Compartilhe: Twitter
O Mineirão, em Belo Horizonte (Foto: Rodrigo Lima-Faquini/Portal da Copa)

O Mineirão, em Belo Horizonte (Foto: Rodrigo Lima-Faquini/Portal da Copa)

Palco do jogo da semifinal entre Brasil e Alemanha na próxima terça-feira, o Mineirão acaba de receber o selo LEED Platinum, certificação internacional máxima em sustentabilidade. É o único estádio do Brasil a receber o selo e o segundo do mundo, atrás apenas do Apogee, da Universidade do Norte do Texas.

Outros estádios brasileiros também possuem certificações LEED de construção sustentável, mas em outros níveis.Na lista, estão o Maracanã, no Rio de Janeiro, e as arenas Pernambuco, em Recife, e Fonte Nova, em Salvador, todos detentores do selo prata. Estádios como o Castelão, em Fortaleza, e a arena da Amazônia, em Manaus, têm certificação básica. Os outros seis estádios da Copa estão em processo de certificação.

Entre os quesitos que renderam a certificação ao Mineirão, estão, por exemplo, o reaproveitamento de entulhos e água usados na construção do estádio, ou ainda a iluminação de baixo consumo.

Autor: Tags: ,

terça-feira, 24 de junho de 2014 Copa 2014 | 12:00

Centrais pressionam por feriado em SP em dia de jogo

Compartilhe: Twitter

Nos bastidores da Câmara Municipal de São Paulo, a ideia de tentar votar novos feriados até o fim da Copa do Mundo é explicada menos pela ação do prefeito Fernando Haddad e mais pela pressão de algumas centrais sindicais.

Nos últimos dias, alguns líderes sindicais se revezaram em telefonemas a vereadores paulistanos, para intensificar o lobby.

Segundo um vereador que integra o primeiro time da Casa, a cobrança é forte para que seja assegurada a determinadas categorias a remuneração extra que viria com o trabalho nos dias não úteis.

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 23 de junho de 2014 Copa 2014 | 15:00

Câmara de SP ainda tentará aprovar feriados até o fim da Copa

Compartilhe: Twitter

A Câmara Municipal de São Paulo pretende pautar mais uma vez nesta semana a proposta de decretar feriado na capital paulista em dias de jogo Copa.

Os vereadores dizem sofrer lobby intenso das centrais sindicais.

Autor: Tags: ,

sábado, 14 de junho de 2014 Eleições | 09:00

Tom da campanha presidencial divide equipe de Dilma

Compartilhe: Twitter

A campanha da presidente Dilma Rousseff está divida em relação a qual deve ser o tom do discurso daqui para frente. Diante do desgaste apontado pelas pesquisas internas e das vaias e xingamentos que a presidente recebeu na abertura da Copa, o primeiro time da petista discute duas alternativas.

Dilma Rousseff (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

Dilma Rousseff (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

A primeira, defendida por nomes como o ex-ministro Franklin Martins, é endurecer o discurso. Aqui, a avaliação é a de que a presidente deve seguir uma linha mais dura, apoiada em críticas mais incisivas à oposição e em temas como a criação de um marco regulatório da mídia, bandeira histórica do PT.

A outra ala, na qual está inserido o marqueteiro João Santana, ainda entende que a adoção de um tom mais pacífico pode ser a chave para recuperar o bom desempenho. Aqui, pesam argumentos como o de que quem está no governo não deve partir para o ataque. Mais vale mostrar realizações e investir num ambiente mais pacífico para a campanha.

 

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 13 de junho de 2014 Copa 2014 | 12:54

Xingamentos permitiram que reação de Dilma às vaias saísse melhor que encomenda

Compartilhe: Twitter

A maneira como o governo reagiu às vaias e xingamentos recebidos pela presidente Dilma Rousseff foi cuidadosamente preparada, mas o fato é que o resultado saiu bem melhor que a encomenda.

Dilma Rousseff (foto: Alan Sampaio)

Dilma Rousseff (foto: Alan Sampaio)

As manifestações já eram mais que esperadas pelo Palácio do Planalto e pela campanha presidencial petista. Mas, antes da cerimônia, o plano era apenas minimizar as reações tirando o discurso do script e tratar as manifestações como algo corriqueiro, que atingiria qualquer governante – como aliás já ocorreu com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Dilma, em tese, sairia calada.

Mas os xingamentos e palavrões lançados contra a presidente logo após a cerimônia de abertura da Copa, viraram peça fundamental para sustentar o discurso feito hoje pela presidente, em Brasília.

Foi ali que ela ganhou a oportunidade de dizer que as ofensas verbais não a enfraquecem e de relembrar os tempos de militância ao dizer que foi alvo de agressões físicas “quase insuportáveis” no passado.

E Dilma não respondeu sozinha aos ataques. Vários ministros estão mobilizados para investir no mesmo discurso.

 Blog do Kennedy: Xingamento à presidente faz mal à política e ao país

Autor: Tags: , , ,

Copa 2014 | 11:10

New York Times registra reação dos brasileiros ao primeiro gol

Compartilhe: Twitter

No dia seguinte à abertura da Copa do Mundo, a primeira página do jornal norte-americano New York Times não trouxe protestos, relatos da mídia estrangeira sobre manifestações, nem balanço sobre as operações de segurança para a competição. Na home do jornal na internet, o que mais chamava a atenção na manhã desta sexta-feira era um videofeature com imagens registradas em locais diferentes, captando a reação dos brasileiros ao primeiro gol.

Assista ao vídeo do NYT:

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 12 de junho de 2014 Copa 2014 | 13:30

Não vai ter Copa para os ministros da Casa Civil e da Justiça

Compartilhe: Twitter

O bordão “não vai ter Copa” tem sido usado no Palácio do Planalto com uma conotação distinta dos manifestantes. Alguns ministros mais próximos da presidente Dilma Rousseff não devem fazer muito além de trabalhar. Nesta quinta-feira, por exemplo, enquanto Dilma participa da festa de abertura, em São Paulo, dois de seus auxiliares de primeira hora estão em stand by, encarregados de monitorar tudo que ocorre no país.

O chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, se ocuparão do Comitê Executivo de Segurança Integrada (Cesi), instância encarregada de monitorar e comunicar à presidente qualquer tipo de situação crítica, como ataques terroristas, por exemplo.

Só a presidente tem a competência para autorizar o uso do contingente de militares que estão de prontidão nos quartéis para agir em casos extremos. Além da Casa Civil e do Ministério da Justiça, também faz parte do comitê o general José Elito, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. Última