Publicidade

Posts com a Tag Damião Feliciano

segunda-feira, 24 de março de 2014 Congresso | 15:00

Comissão defende campanha própria da Câmara contra racismo na Copa

Compartilhe: Twitter
Deputado Damião Feliciano (PDT-PB), presidente da Comissão do Esporte

Deputado Damião Feliciano (PDT-PB), presidente da Comissão do Esporte

O deputado Damião Feliciano (PDT-PB), presidente da Comissão do Esporte, encaminhará amanhã requerimento para que a Câmara dos Deputados realize uma campanha específica de combate ao racismo na Copa do Mundo.

“Vamos chamar a atenção para o fato de que racismo é crime, e crime se paga”, afirmou Damião. A ideia é veicular o material não apenas nos meios de comunicação da Casa, mas também pelas grandes empresas patrocinadoras do evento.

Na campanha, os árbitros de futebol também serão incentivados a suspenderem a partida, ao perceberem casos de racismo. “Eles são a autoridade máxima no campo, têm autonomia para isso”, defendeu o deputado.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 21 de setembro de 2011 Congresso | 09:55

Aldo Rebelo e Ana Arraes são os favoritos na eleição de hoje para o TCU. Mas…

Compartilhe: Twitter

Aldo Rebelo e Ana Arraes (Foto-montagem do site Bahia Todo dia)

Hoje é o dia da eleição, pela Câmara, do substituto do ex-deputado Ubiratan Aguiar (PSDB-CE) como ministro do Tribunal de Contas da União.

O dia amanheceu com sete candidatos:

  • Aldo Rebelo (PCdoB-SP)
  • Ana Arraes (PSB-PE)
  • Átila Lins (PMDB-AM)
  • Damião Feliciano (PDT-PB)
  • Milton Monti (PR-SP)
  • Vilson Covati (PP-RS)
  • Rosendo Severo (único não-deputado, auditor federal indicado pelo PPS)

É provável que alguns desses nomes desistam antes da votação, que não terá segundo turno. Mas no final da noite de ontem, no Congresso, apenas dois nomes eram tidos como favoritos: Ana Arraes e Aldo Rebelo.

A primeira, com o apoio ostensivo de seu filho, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O segundo, com o apoio da ala mais rebelde dentro da base governista — à esquerda e à direita —  e da bancada ruralista, por ter sido um relator aliado no projeto do novo Código Florestal.

A candidatura de Átila Lins começou a fazer água com os rumores generalizados de traições dentro do PMDB, a começar pelo próprio líder, Henrique Eduardo Alves, que estaria trabalhando nos bastidores por Ana Arraes.

A bancada do PMDB, no entanto, anda em crise com o líder, e isto conta pontos em favor de Aldo. Mais ainda se Lins desistir, pois seus eleitores migrariam tranquilamente para o candidato comunista. Mas se o peemedebista não desistir, quem se beneficia é Ana Arraes, e Aldo terá que contar na legenda apenas com as traições do voto secreto.

No PT, o deputado Sérgio Barradas (BA), que desistitu da candidatura para assumir a relatoria do Código do Processo Civil, afirma que Ana Arraes conta com “enorme maioria”.

Ou seja, noves fora, a soma dos votos nos dois maiores partidos da Câmara está indefinida.

A situação na oposição é a seguinte:

Segundo o presidente do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE) — que é eleitor de Ana Arraes –, a deputada que também recebeu o apoio do senador Aécio Neves (MG) tem maioria na legenda, “mas não é tão grande assim. Aldo tem muitos votos também”. Na verdade, também fala-se muito em traições na bancada do PSDB.

No DEM, o líder ACM Neto, eleitor de Aldo, afirma que o candidato comunista “tem maioria avassaladora na bancada”. A lógica do DEM é simples: o arquiinimogo do partido, Gilberto Kassab, do PSD, ameaça formar um bloco parlamentar com o PSB de Eduardo Campos e manifestou apoio a Ana Arraes. Então o DEM vai em peso para o outro lado.

Resultado: indefinição completa também na oposição.

Tanto Aldo como Ana só vencerão se conquistarem o baixo clero.

E o baixo clero, no Congresso, é sempre uma incógnita: elegeu vários ministros do TCU contra a vontade dos governos e dos partidos majoritários.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

sexta-feira, 9 de setembro de 2011 Congresso | 12:56

Já são oito os candidatos a ministro do TCU

Compartilhe: Twitter

Termina hoje o prazo para inscrições de candidatos a ministro do Tribunal de Contas da União.

A vaga será preenchida em votação na Câmara dos Deputados.

Até esta manhã, a conta estava fechada em oito nomes:

  • Aldo Rebelo (PCdoB-SP);
  • Ana Arraes (PSB-PE);
  • Átila Lins (PMDB-AM);
  • Jovair Arantes (PTB-GO);
  • Damião Feliciano (PDT-PB);
  • Milton Monti (PR-SP);
  • Sérgio Brito (PSC-BA);
  • Rosendo Severo (único não-deputado, é auditor do TCU).

Mas no páreo mesmo, só os quatro primeiros citados.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,