Publicidade

Posts com a Tag Daniel Almeida

segunda-feira, 4 de julho de 2011 Estados | 09:02

Deputado comunista ataca “ferocidade do PT”

Compartilhe: Twitter

Do deputado comunista Daniel Almeida (BA) sobre a reação do PT à pré-candidatura da correligionária Alice Portugal (PCdoB-BA) a prefeita de Salvador:

– O PT busca hegemonia com uma ferocidade além do limite e não gosta desse protagonismo. Mas, até agora, eles tem tratado com respeito.

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 20 de junho de 2011 Congresso | 15:49

Daniel Almeida sobre críticas de Romário: “Não tem santo no ambiente dos esportes”

Compartilhe: Twitter

Do deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA) — relator da medida provisória que criou a Autoridade Pública Olímpica — sobre as críticas do ex-jogador Romário (PSB-RJ) à organização da Copa, ao presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e ao Comitê Organizador Local (COL):

— Não tem santo nesse ambiente dos esportes. Há grandes interesses por trás, inclusive por parte do Romário. Ninguém pode negar ao Romário a legitimidade para falar do assunto, mas levantar problemas sem apontar soluções só contribui para turvar a água — disse ao Poder Online.

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 9 de março de 2011 Congresso | 17:40

PCdoB cobra diálogo de Dilma com Congresso sobre reajuste do imposto de renda

Compartilhe: Twitter

O deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA) afirmou ao Poder Online que o partido ainda não decidiu se defenderá, ou não, o reajuste da tabela de imposto de renda proposto pelo governo.

Segundo ele, os deputados se reunirão na próxima quarta-feira para discutir as propostas de reajuste de 4,5% do governo e de 6,46% das centrais sindicais.

— Vai haver um tensionamento. Nossa posição é negociar com o governo para tentar um reajuste maior. A presidente Dilma  não precisa mais provar que tem força no Congresso. Ela precisa entender agora necessidade de diálogo. O Parlamento já cedeu na questão do salário mínimo.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011 Governo | 12:53

Autoridade Olímpica: a medida provisória 171

Compartilhe: Twitter

Na reunião de ontem no Palácio em que foram enxugada a estrutura da Autoridade Pública Olímpica (APO), conforme Poder Online antecipou, o ministro-chefe da Casa Civil, Antônio Palocci e o relator da medida provisória sobre o novo órgão, deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA),  foram contando um a um os cargos que sobraram e os cortados.

Surpreenderam-se com o número final, 171.

— Esse número não é bom, precisamos mudar — brincou Palocci, referindo-se ao artigo 171 do Código Penal, que tipifica o crime de estelionato.

Até hoje pela manhã o número de cargos ainda não havia sido mudado.

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011 Governo | 20:45

Nova medida provisória enxuga órgão olímpico e divide poderes de Henrique Meirelles

Compartilhe: Twitter

Henrique Meirelles (Foto: Dida Sampaio/AE)

Terminada a reunião no Palácio do Planalto entre o ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, e o relator da medida provisória da Autoridade Pública Olímpica (APO), Daniel Almeida (PCdoB-BA). E o novo texto da MP já foi enviado ao Congresso. Deverá ser votado amanhã mesmo.

Convidado para assumir o comando do órgão, o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles venceu uma batalha contra o governador do Rio, Sérgio Cabral, e o prefeito Eduardo Paes: ele passa a ser diretamente subordinado ao Conselho Público Olímpico, composto por três membros apenas, representantes da União, dos Estados e dos municípios onde ocorrerão os Jogos no Brasil, e não mais ao Conselho de Governança, que tinha mais de 11 membros e, no novo texto, fica com nove.

Mas Meirelles perdeu no tamanho da APO. O texto da MP previa a criação de mais de 480 cargos comissionados sob sua subordinação. Agora ficaram apenas 171.

O ex-presidente do BC também terá que entregar a estados e municípios as licitações para obras das Olimpíadas, que antes seriam geridas pela APO direto com a empresa Rio-2016.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 20 de agosto de 2010 Eleições | 10:02

Partido Comunista planeja tornar-se uma legenda de médio porte no Congresso

Compartilhe: Twitter

O líder do PCdoB na Câmara, Daniel Almeida (BA), acredita que a legenda, que atualmente conta com apenas 11 deputados, deverá eleger para Câmara de 16 a 20 parlamentares.

Já para o Senado, o PCdoB aposta suas fichas na eleição de três candidatos: o presidente da Assembléia Legilativa do Acre, Edvaldo Magalhães (AC), a deputada federal Vanessa Grazziontin (AM) e o cantor Netinho de Paula (SP).

Se assim ocorrer, o partido vai contar com quatro senadores, incluindo Inácio Arruda (CE), que continua na próxima legislatura.

Autor: Tags: , ,