Publicidade

Posts com a Tag DEM

segunda-feira, 1 de outubro de 2012 Partidos | 05:01

Depois das eleições, DEM deve voltar a discutir fusão com outros partidos

Compartilhe: Twitter

Às vésperas das eleições, o presidente nacional do DEM, senador José Agripino Maia (RN), não gosta de falar sobre a possibilidade de fusão de seu partido com o PMDB.

Diz que o DEM está com chances de vencer em Fortaleza, Salvador, Macapá, Aracaju, Vila Velha e Mossoró, entre outras cidades.

— E essa conversa de fusão é uma bobagem recorrente que só faz atrapalhar — afirma.

Agripino classifica como “humores passageiros, mero sobe-e-desce” a queda dos correligionários Moroni Torgan (Fortaleza) e ACM Neto (Salvador) nas pesquisas para prefeito.

Mas que há chances de fusão com outros partidos, lá isso há, admitiu ao Poder Online:

— Chances existem, mas não têm a ver com estasas eleições. É que haverá uma mudança grande no quadro partidário em função de a Justiça ter decidido abrir as portas para os deputados do recém-criado PSD carregarem tempo de TV e recursos do Fundo Partidário que pertenciam a seus partidos de origem.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 20 de setembro de 2012 Eleições | 08:45

ACM Neto barra na Justiça seu próprio discurso

Compartilhe: Twitter

Enquanto isso na Bahia, a Justiça Eleitoral proibiu o candidato do PT a prefeito de Salvador, Nelson Pellegrino, de utilizar em sua propaganada eleitoral imagens do adversário, Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM), quando este subiu à tribuna da Cãmara e ameaçou “dar uma surra” no então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

ACM Neto julga que a divulgação prejudica sua campanha.

Os marqueteiros do PT, também.

Tanto que até o ex-presidente Lula fez menção ao episódio no sábado, quando participou de comício em Salvador:

— Se esse cidadão teve coragem de dizer que queria bater no presidente, imagina o que fará com os camelôs da cidade.

Autor: Tags: , , , , , ,

quarta-feira, 22 de agosto de 2012 Congresso | 18:19

Na nova composição do plenário da Câmara, DEM vai para o fim da fila

Compartilhe: Twitter

O presidente da Câmara divulgou para os partidos o novo formato em que as bancadas ocuparão as cadeiras do plenário.

O DEM, que era o segundo da fila do lado direito do plenário, foi realocado para a quinta fileira.

Na segunda fileira ficou o PSD, que foi criado na atual legislatura e acolheu boa parte dos democratas.

O PTB também ficou mais distante, perdendo uma fileira. Foi para trás do PSB.

Veja o mapa completo (clique sobre a imagem para ampliá-la em uma nova página):

Autor: Tags: , , ,

Eleições | 08:58

Lula aparece no programa do DEM do Recife

Compartilhe: Twitter

Candidato do DEM a prefeito do Recife, o deputado Mendonça Filho, não quis nem saber.

Em seu programa de TV colocou fotos suas ao lado do ex-presidente Lula, inaugurando obras quando governador do Estado.

Veja:

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 23 de julho de 2012 Eleições | 16:59

Irmã de Lula faz campanha contra o PT no Mato Grosso

Compartilhe: Twitter

Irmã do ex-presidente Lula por parte de pai, Ledinalva Silva dos Santos é candidata a vereadora pelo PTB de Cuiabá, no Mato Grosso, onde mora há quase 20 anos.

Em 2008, ela fez campanha pela reeleição do prefeito tucano Wilson Santos. Apareceu no programa eleitoral afirmando que o tucano era “como o Lula, porque trabalha para o povo e pelo povo”.

Neste final de semana, Ledinalva reapareceu em grande estilo em campanha contra o PT.

Desta vez, em Várzea Grande, a segunda cidade em importância do Mato Grosso, conurbada com Cuiabá.

A irmã do ex-presidente posou na inauguração do comitê de campanha de Lucimar Campos para prefeita. Trata-se da candidata do DEM, mulher do senador oposicionista Jayme Campos (DEM-MT).

Ledinalva continua adepta da mesma salada ideológica de 2008.

Afirmou que Várzea Grande “precisa de mulheres corajosas para governar a cidade. E, assim como a presidenta Dilma Rousseff, Lucimar é que vai fazer a diferença”.

Autor: Tags: , , , , ,

Internacional | 10:34

DEM estreita os laços com o Paraguai após destituição de Lugo

Compartilhe: Twitter

Como se sabe o Partido Democratas (DEM) foi contrário às manifestações do governo brasileiro condenando a destituição, pelo Congresso, do ex-presidente do Paraguai Fernando Lugo.

Assessor de Relações Internacionais do DEM, o ex-prefeito do Rio de Janeiro Cesar Maia chega hoje a Assunção, a convite dos partidos majoritários, “para contatos em nível presidencial” amanhã com o governo e parlamento paraguaio.

Maia acompanha o senador chileno Jovino Novoa,  presidente da União de Partidos Latino-americanos (Upla).

Autor: Tags: , , ,

domingo, 8 de julho de 2012 Congresso | 12:21

Presidente do DEM avalia que plenário do Senado cassará nesta quarta-feira Demóstenes Torres, ex-integrante da legenda

Compartilhe: Twitter

Presidente nacional do Partido Democratas (DEM), o senador José Agripino Maia (RN) não compareceu à votação da cassação de Demóstenes Torres (sem partido-GO) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, na última quarta-feira.

Por conta disso, surgiram especulações de que Agripino poderá votar contra a cassação de um senador que integrava as fileiras de seu partido.

Em entrevista ao Poder Online, o senador afirma que não foi à sessão porque sabia que seu voto não seria necessário. E porque está em missão partidária no EUA, participando de reuniões da IDC (Internacional Democrata Cristã) e da União de Partidos de Centro Latino-Americanos.

Agripino  diz que não revela o voto apenas para não dar chances a Demóstenes de pedir anulação do processo. Mas, na entrevista, deixa claro que foi ele quem liderou o DEM na decisão de expulsar o senador da legenda e que concorda com a avaliação do presidente do Senado, José Sarney, segundo a qual a situação de Demóstenes “é muito frágil”.

Ao explicar essa fragilidade, Agripino praticamente revela o voto: “Um sentimento de auto-defesa do Senado. Os senadores entendem que uma negativa à cassação deixaria a Casa exposta.”

Poder Online – O senhor faltou à sessão em que a CCJ votou pela cassação de Demóstenes Torres. Isso gerou especulações de que o DEM votará por sua absolvição nesta quarta-feira, no plenário.

José Agripino Maia – O DEM expulsou Demóstenes de seus quadros logo que as denúncias contra ele apareceram. Diante disso, ninguém tem moral para suspeitar do partido.

Poder Online – E qual será o seu voto?

José Agripino Maia – Pois é. Não revelei o voto publicamente e não revelarei agora porque isto beneficiaria o próprio Demóstenes, dando-lhe argumento para pedir a anulação do processo. Afinal, a Constituição determina a votação secreta para casos de cassação de mandatos. Mas basta ver como o DEM se comportou logo que apareceram as denúncias, sob a minha liderança, para concluir como nós do partido estamos, estivemos e estaremos nos comportando.

Poder Online – E por que o senhor não compareceu à votação na CCJ.

José Agripino Maia – Primeiro, porque o resultado já estava definido, independentemente do meu voto. Todos nós senadores já tínhamos essa avaliação. Depois, porque estava e ainda estou em missão partidária no exterior. Falo com você dos EUA, mas na segunda-feira já estarei no Brasil.

Poder Online – Quanto à votação de quarta-feira, qual deverá ser o resultado?

José Agripino Maia – O que posso dizer é que concordo com o residente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Ele avaliou que a situação do senador Demóstenes é muito frágil. Eu também acho.

Poder Online – Por quê?

José Agripino Maia – Porque há um sentimento de autodefesa do Senado. Os senadores entendem que uma negativa à cassação deixaria a Casa exposta, em choque muito frontal com aquilo que deseja a opinião pública.

Poder Online – E quanto ao Carlinhos Cachoeira? Qual sua avaliação? Ele comandava mesmo uma organização criminosa com tentáculos no meio político?

José Agripino Maia – Acho que o fundamental desse caso é apurar a conexão deste senhor com a construtora Delta. E elucidarmos os contratos da Delta. É aí que ocorreu o desvio do dinheiro público, e o fundamental é levantarmos como e quanto de prejuízo eles causaram aos cofres públicos.

Poder Online – E esse objetivo será alcançado?

José Agripino Maia – Acho que há tentativas de se contornar esse objetivo. Porque é evidente que a maior parte dos contratos da Delta foram fechados com o governo federal. A maior parte das obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) tinham a Delta.

Poder Online – Mas também tinham obras com governos estaduais. O caso das obras do Tietê, fechadas com o governo tucano de São Paulo, por exemplo…

José Agripino Maia – Seja lá de quem for. Tem que apurar todos os contratos da Delta. Chegue onde chegar. É aí que está o mau uso do dinheiro público.

Poder Online – A convocação do dono da Delta, Fernando Cavendish, ajuda?

José Agripino Maia – Claro que ajuda. A dele e a dos ex-diretor-geral do DNIT Luiz Antônio Pagot.

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 6 de julho de 2012 Congresso | 08:27

DEM também deve abandonar Demóstenes

Compartilhe: Twitter

Líder do DEM no Senado, José Agripino Maia (RN) tem dito a amigos que, se depender dele, Demóstenes Torres está cassado.

É que, com o avanço das investigações da CPI do Cachoeira, a cúpula do Partido Democratas concluiu que Demóstenes, Cachoeira, Dadá & Cia estavam por trás do vazamento do processo com os vídeo de Durval Barbosa com o ex-governador José Roberto Arruda e deputados distritais de Brasília recebendo dinheiro.

Arruda era a última estrela do DEM no país. Seu ocaso foi mortal para o partido. Só piorado agora com o Caso Cahoeira.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 5 de julho de 2012 Sem categoria | 10:27

Diretor-geral da Câmara manda investigar gastos de ex-deputado

Compartilhe: Twitter

Mesmo fora da Câmara, o ex-deputado Fernando de Fabinho (DEM-BA) está tendo seus gastos investigados por uma comissão criada pelo diretor-geral da Câmara, Rogério Teixeira.

A comissão apura a responsabilidade do ex-deputado pelos gastos excessivos com a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar e a Verba Indenizatória.

Segundo levantamentos preliminares, técnicos da Casa identificaram uso abusivo com as linhas telefônicas celulares e ramais.

A comissão apura a responsabilidade do ex-parlamentar com relação a estes gastos para quantificar eventuais danos e buscar o respectivo ressarcimento.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 29 de junho de 2012 Congresso | 09:58

Líder do DEM ameaça levar à Comissão de Ética vídeo com xingamento de presidente da Câmara a deputado

Compartilhe: Twitter

O líder do DEM na Cãmara, Onyx Lorenzoni (RS), ameaça apresentar uma representação com base no Código de Ética contra o presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS), por causa do bate boca entre o petista e o deputado Mendonça Prado (DEM-SE) na votação da redução da jornada de trabalho dos enfermeiros.

Lorenzoni já está de posse do vídeo com o momento em que Maia xinga o deputado de “um desqualificado” e afirma que, nem Prado, nem o DEM defenderam os enfermeiros junto à Presidência da Câmara.

Assista cópia do vídeo que está de posse do deputado:

Autor: Tags: , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 8
  3. 9
  4. 10
  5. 11
  6. 12
  7. 20
  8. 30
  9. 40
  10. Última