Publicidade

Posts com a Tag Eduardo Campos

terça-feira, 19 de agosto de 2014 Eleições | 10:30

‘A verdadeira terceira via é o PSOL’, diz Luciana Genro

Compartilhe: Twitter
A presidenciável pelo PSOL, Luciana Genro. (Foto: Divulgação)

A presidenciável pelo PSOL, Luciana Genro. (Foto: Divulgação)

Diante da confirmação de Marina Silva como candidata à Presidência da República pelo PSB, a campanha de Luciana Genro (PSOL) já definiu qual discurso será adotado.

“Claro que a substituição do Eduardo pela Marina afeta mais a nossa campanha, pelo simbolismo que a Marina carrega. Mas, na prática, ela não traz nenhuma novidade, é um híbrido de PT e PSDB. A verdadeira terceira via é o PSOL”, afirma Luciana.

Entre as principais críticas que o PSOL fará a Marina, estão a “falta de uma crítica radical à política econômica adotada pelo Brasil desde o FHC”, a influência da “convicção religiosa na elaboração de políticas públicas” e a filiação “pragmática” de Marina ao PSB, para disputar as eleições deste ano.

Autor: Tags: , , , , ,

Eleições | 09:00

Renata sempre ajudou, mas agora será alçada ao primeiro time da campanha

Compartilhe: Twitter
Eduardo e Renata Campos (Foto: Divulgação)

Eduardo e Renata Campos (Foto: Divulgação)

Quem convivia de perto com o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos sabe bem que não é de hoje que a viúva do socialista, Renata Campos, exerce um papel político relevante na campanha. Renata sempre participou ativamente da montagem da estratégia eleitoral do marido. Sua área de “expertise” era a comunicação. Mais especificamente, a apresentação de Campos.

Renata palpitava na aparência de Eduardo Campos, nas roupas que ele vestia e, principalmente, na forma como se apresentava no horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão. Dava pitacos ainda nos discursos e entrevistas do socialista.  Campos, dizem aliados, sempre ouviu com atenção as dicas da esposa.

Agora, socialistas avaliam que ela terá mais voz ao primeiro time da campanha. Até pela boa relação que desenvolveu com Marina Silva, a tendência é que ela acompanhe de perto toda a tomada de decisões.

Leia também: Mesmo com bebê a caminho, mulher de Eduardo Campos segue cada passo da campanha 

 

 

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 18 de agosto de 2014 Eleições | 18:00

‘Raiz’ no PSB joga a favor de Beto Albuquerque

Compartilhe: Twitter
Beto Albuquerque (foto: divulgação)

Beto Albuquerque (foto: divulgação)

Em meio às especulações para definir o vice de Marina Silva na corrida presidencial, um argumento repetido à exaustão para justificar o favoritismo do deputado Beto Albuquerque é o fato de ter “raiz” no PSB. A isso se soma a perspectiva de uma disputa difícil pelo Senado no Rio Grande do Sul.

A deputada Luiza Erundina (PSB-SP), por exemplo, não só enfrenta resistências na cúpula partidária, como tem origem no PT da presidente Dilma Rousseff. Já o deputado Júlio Delgado (PSB-MG), embora fosse bastante ligado a Eduardo Campos, é próximo ao senador Aécio Neves, presidenciável do PSDB.

Hoje, diz quem acompanha de perto a campanha, só mesmo a viúva Renata Campos bateria Albuquerque na bolsa de apostas.

Autor: Tags: , , , ,

domingo, 17 de agosto de 2014 Eleições | 08:00

‘Quem se sente representado por mim não vai mudar’, diz Pastor Everaldo sobre risco Marina

Compartilhe: Twitter
Pastor Everaldo, candidato do PSC à presidência. (Foto: Alan Sampaio / IG Brasília)

Pastor Everaldo, candidato do PSC à presidência. (Foto: Alan Sampaio / IG Brasília)

Diante da tragédia que levou à morte do presidenciável Eduardo Campos (PSB), o também candidato à Presidência da República Pastor Everaldo (PSC) suspendeu a agenda pública da campanha e diz ainda não ter tido tempo “para pensar em uma estratégia futura”, durante o luto.

Everaldo se mostra tranquilo, entretanto, diante da possibilidade de ter que disputar com Marina Silva o eleitorado evangélico e a personificação do desejo de mudança. “Estou caminhando com o que eu tenho, não com o que os outros têm”, afirma o pastor, em entrevista ao Poder Online. “Quem se sente representado por mim não vai mudar de opinião.”

Leia a seguir os principais trechos da conversa:

Poder Online: Pastor, como o senhor recebeu a notícia da morte do presidenciável Eduardo Campos (PSB), na última semana?
Pastor Everaldo (PSC): Estou chocado, obviamente. A primeira reação é o choque, ainda mais para nós, que éramos amigos. Essa é a primeira vez que eu vou falar,  sobre o assunto. Nós paralisamos tudo, Eduardo era um amigo fraterno. Mas a campanha continua. Ainda não deu para pensar no que vamos fazer, nem em uma estratégia futura.

A possível substituição de Campos por Marina Silva poderia fortalecer o discurso da terceira via adotada pelos socialistas e, com isso, prejudicar o crescimento do senhor, atualmente em quarto lugar?
Desde o início, sempre falei que o PSC representa o anseio da população que, como mostram as pesquisas, em mais de 70% deseja a mudança. É uma questão de tempo até as pessoas nos conhecerem. Hoje eu sou o candidato mais desconhecido, mas na hora em que entrarmos na TV, tenho a convicção de que vão se identificar e se reconhecer na nossa candidatura. Estou caminhando com o que eu tenho, não com o que os outros têm.

O senhor tem uma sólida base evangélica. A entrada de outra candidata religiosa poderia comprometer o apoio que o PSC já conquistou?
Acredito na democracia. Aqui não é Cuba, nem Venezuela. O bom da democracia é que o povo é livre e tem o direito de escolher quem achar melhor. O Partido Social Cristão não é um partido religioso, apenas segue princípios cristãos. Sou conservador de costumes e liberal na economia, queremos enxugar esse Estado. Quem se sente representado por mim não vai mudar de opinião. Todos os segmentos da sociedade têm me chamado para conversar e vamos atender a todo mundo, só precisamos organizar agenda.

Leia também: Programa de Pastor Everaldo terá tarja preta em homenagem a Campos

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 15 de agosto de 2014 Eleições | 16:14

Romário decide de última hora incluir imagens de Eduardo Campos em programa de TV

Compartilhe: Twitter
O deputado Romário (PSB-RJ)

O deputado Romário (PSB-RJ)

Dois dias depois da morte do ex-governador Eduardo Campos, o deputado Romário entrou em contato com o diretório nacional do partido. Decidiu mudar os planos de última hora e pediu à sigla que lhe enviasse imagens de Campos, para que sejam incluídas no seu programa no horário eleitoral na televisão.

A equipe de Romário ainda perguntou ao partido se não era possível já encaminharem as imagens editadas e cortadas. Para agilizar o trabalho.

Autor: Tags: , ,

Eleições | 13:35

Programa de Pastor Everaldo terá tarja preta em homenagem a Campos

Compartilhe: Twitter
Pastor Everaldo, candidato do PSC à presidência. (Foto: Alan Sampaio / IG Brasília)

Pastor Everaldo, candidato do PSC à presidência. (Foto: Alan Sampaio / IG Brasília)

O presidenciável Pastor Everaldo (PSC) decidiu inserir uma tarja preta em seu programa eleitoral na televisão, como homenagem de luto pela morte do candidato Eduardo Campos (PSB).

Leia também: Com 70 segundos, Pastor Everaldo promete espaço para todos aliados na TV

Everaldo gravou seus primeiros programas na última semana e optou pela tarja preta como uma forma de prestar a homenagem sem sacrificar o material já gravado nem parte dos seu pouco tempo de TV.

Autor: Tags: , , , , , , ,

Eleições | 12:00

Pressão por candidatura do filho chegou a provocar atritos entre Campos e aliados

Compartilhe: Twitter
Eduardo Campos e o filho João (Foto: Reprodução)

Eduardo Campos e o filho João (Foto: Reprodução)

Apontado como herdeiro político natural do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, o jovem João Campos, de 20 anos, já foi assunto de mais de uma divergência entre o socialista e alguns de seus aliados próximos.

Parte do PSB via a oportunidade de aproveitar a exposição da campanha presidencial para projetar politicamente o jovem. No auge das manifestações no ano passado, em especial, as pressões aumentaram. O argumento era que João traria a chance de uma aproximação com o eleitorado jovem, combinada à imagem de “tradição política”.

Campos chegou a discutir internamente o assunto. Mas acabou batendo o martelo pelo adiamento da candidatura. O socialista, que já se mostrava reticente, irritou-se ainda mais quando o assunto acabou virando motivo de disputa interna com algumas alas do partido. Em algumas ocasiões, Campos chegou a se irritar com interlocutores que insistiam na ideia. Dizia que o filho teria seu momento.

João vinha acompanhando o pai em agendas políticas sempre que conseguia. Já o fazia havia alguns anos. Os dois sempre bateram na tecla dos estudos para justificar publicamente a decisão de esperar – embora outros fatores também pesassem na decisão. João cursa Engenharia na Universidade Federal de Pernambuco. De qualquer forma, ficou acertado que o filho estaria ao lado do pai nas agendas políticas sempre a agenda estudantil permitisse.

Autor: Tags: , ,

Eleições | 06:00

Para petistas e tucanos, Marina pode tentar se firmar como ‘oposição real’

Compartilhe: Twitter
Marina Silva

Marina Silva

Apreensivos quanto ao novo rumo dado à corrida presidencial, PT e PSDB já trabalham com a tese de que a ex-senadora Marina Silva, uma vez confirmada candidata  do PSB ao Palácio do Planalto, pode endurecer imediatamente o discurso e tentar se firmar como uma espécie de “oposição real”.

Na visão de um integrante da coordenação da campanha da presidente Dilma Rousseff, Marina tende a subir fortemente o tom das críticas à presidente. Seria algo como um passo à frente do discurso da “nova política” encampado pelo ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos.

No PSDB, já se espera que ela bata insistentemente no episódio sobre a construção do aeroporto de Cláudio (MG), em terras que pertenciam à família do senador e presidenciável Aécio Neves (PSDB-MG).

 

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 14 de agosto de 2014 Eleições | 19:20

Após tragédia, Campos e Marina ganham mais de 500 mil seguidores no Facebook

Compartilhe: Twitter
Eduardo Campos e Marina Silva (Alan Sampaio / IG Brasília)

Eduardo Campos e Marina Silva (Alan Sampaio / IG Brasília)

Desde o acidente aéreo que matou o presidenciável Eduardo Campos (PSB), na última quarta-feira, os perfis pessoais da dupla no Facebook receberam, juntos, mais de 500 mil novos seguidores.

Leia também: Marina Silva e PSB manifestam luto em páginas oficiais

Atualmente com 1,4 milhão de seguidores, a página de Campos cresceu 3929%, ao receber 368,6 mil curtidas em apenas um dia.

Já sua candidata a vice, Marina Silva, ganhou mais de 167 mil novos seguidores – o que representa um crescimento de 2,523%. Ao todo, a página já recebeu 925,7 mil curtidas, concentradas sobretudo entre o público jovem de 25 a 30 anos, no estado de São Paulo.

Autor: Tags: , , , , ,

Eleições | 16:30

Aécio ainda aguarda julgamento de registro na Justiça Eleitoral

Compartilhe: Twitter
O senador Aécio Neves (Foto: ABr)

O senador Aécio Neves (Foto: ABr)

O tucano Aécio Neves é o único dos 11 presidenciáveis que ainda aguarda o julgamento do Tribunal Superior Eleitoral sobre seu registro de candidatura. A análise não tem data para ocorrer, mas a previsão é de que entre na pauta da próxima sessão colegiada, prevista para terça-feira que vem, às 19h.

Com a morte do candidato Eduardo Campos (PSB), o TSE também terá de analisar o pedido de registro da candidatura que substituirá o ex-governador pernambucano na disputa. Até o momento, nenhum recurso foi apresentado pelo PSB, que tem 10 dias a contar da morte de Campos, para indicar novo candidato.

Leia também: Roberto Freire: ‘Marina é nome natural, mas esperamos que siga à risca o projeto de Campos’

Autor: Tags: , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última