Publicidade

Posts com a Tag Eduardo Cunha

terça-feira, 9 de junho de 2015 Brasil, Congresso, Eleições, Governo, Justiça, Partidos, Política | 13:57

Cardozo e Alckmin se reúnem para construir alternativa à redução da maioridade penal

Compartilhe: Twitter
O governador Geraldo Alckmin e a presidenta Dilma Rousseff (Foto: Epitácio Pessoa/AE)

O governador Geraldo Alckmin e a presidenta Dilma Rousseff (Foto: Epitácio Pessoa/AE)

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo (PT-SP) e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB-SP), se reúnem nesta tarde (9) para discutir uma alternativa à proposta de redução da maioridade penal, atualmente, em discussão na Câmara dos Deputados.

A proposta a ser feita por Cardozo ao tucano, a pedido da presidente Dilma Rousseff, será de integrar duas ideias. O governo encamparia a defesa do projeto do tucano,  que aumenta o prazo máximo de internação de menores infratores de três para oito anos e Alckmin encorporaria à proposta a ideia do Planalto de aumentar penas para adultos que exploram crianças e adolescentes para a prática criminosa.

O governo avalia que a proposta de Alckmin tem grande poder de aglutinar interesses, já que até o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que quer colocar a proposta de redução da maioridade penal em votação ainda neste mês, já sinalizou recuo. Já entre os tucanos, a discussão do assunto é um bom motivo para isolar o senador Aécio Neves (MG). Em vez de Aécio, que hoje presidente do partido, o governador paulista é que ganhará o protagonismo na discussão do assunto.

Entre os tucanos, a avaliação é de que o tema tem grande poder de mobilização nacional, o suficiente para ajudar a lançar luz sobre as intenções de Alckmin de se lançar candidato à Presidência da República em 2018.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 1 de junho de 2015 Congresso | 18:31

Cunha e Renan criam comissão para formatar Lei de Responsabilidade de Estatais

Compartilhe: Twitter

Os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), formalizaram há pouco a criação de uma comissão mista para acompanhar a tramitação do projeto de lei de responsabilidade das estatais.

Os dois já haviam anunciado a ideia de fazer uma espécie de Lei de Responsabilidade Fiscal para as Estatais.

Com a instituição dessa comissão mista, a previsão é de que em até 30 dias possa ser produzido um esboço de projeto para ir a votação nos plenários das duas Casas.

Segundo Cunha, a proposta deverá ser votada ainda antes do recesso parlamentar de julho. O projeto deve dar mais gerência ao Legislativo sobre as estatais e aumentará o poder do parlamento de interferir nas indicação dessas empresas.

Assista como foi o anúncio:

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 29 de maio de 2015 Congresso | 12:20

Viagens de Cunha pelos estados estão temporariamente suspensas.

Compartilhe: Twitter

Depois de receber vaias de militantes gays em vários dos estados que visitou desde que assumiu a Presidência da Câmara, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) suspendeu temporariamente as viagens do projeto Câmara Itinerante. O projeto inclui visitas do parlamentar aos 27 estados brasileiros até que se conclua seu mandato de dois anos.

A informação é da assessoria de imprensa do deputado. Entre os estados que já tiveram as visitas canceladas estão, Santa Catarina, Minas Gerais e Espírito Santo. Das visitas realizadas, Cunha foi vaiado em todos os estados e precisou enfrentar beijaços no Rio Grande do Sul, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 28 de maio de 2015 Congresso | 16:01

“Ninguém vai fazer uma loja da Louis Vuitton aqui, isso é palhaçada”, diz Cunha

Compartilhe: Twitter

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), rejeitou a possibilidade de que a aprovação do artigo que permite às duas casas do Congresso Nacional celebrar Parcerias Público-Privadas signifique que será construído um Shopping na Casa.

O polêmico artigo foi acabou colocado dentro do texto da Medida Provisória 668/15, que trata sobre o aumento das alíquotas de contribuição para o PIS/Pasep e da Confins na importação de bens. A MP 668/15 foi aprovado na manhã desta quinta-feira em votação simbólica no Senado.

Cunha disse que é “palhaçada” supor que a aprovação significará a construção de um shopping na Câmara dos Deputados.

“Ninguém vai fazer uma loja da Louis Vuitton aqui, isso é palhaçada”, disse ele.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 27 de maio de 2015 Congresso | 12:45

Com perspectivas de vaias, Cunha cancela visita ao Espírito Santo

Compartilhe: Twitter

Vaiado em vários estados por conta de suas posições conservadoras em relação aos direitos de gays e agora derrotado em sua proposta de reforma política, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), começou a cancelar as viagens que havia programado no projeto Câmara Itinerante.

O presidente de Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Foto: Alan Sampaio / iG Brasília

O presidente de Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Foto: Alan Sampaio / iG Brasília

A ideia de Cunha era percorrer com este projeto todos os estados brasileiros até o fim de seu mandato. No entanto, diante das possibilidades de vaias, cancelou a visita que faria na próxima sexta-feira (29) ao Espírito Santo.
Cunha seria recebido para um evento de discussão sobre reforma política, organizado pelo deputado estadual Josias Da Vitória (PDT), na Assembleia Legislativa do estado. A alegação apresenta ao deputado pelo gabinete de Cunha é de que ele estaria atarefado com as votações da reforma em Brasília.
Nas redes sociais, no entanto, o chamado para vaiar Cunha durante o evento já contava com a confirmação de mais de mil capixabas só no Facebook que protestariam contra o “machismo”, o “preconceito” e o “conservadorismo” do presidente da Câmara. Movimentos sociais de todo país tem se organizado para protestos em todas as viagens de Cunha. Ele já foi vaiado no Rio Grande do Sul, em São Paulo e no Mato Grosso do Sul, por estudantes e militantes de direitos humanos.
Diante do cancelamento da viagem, o deputado Da Vitória também cancelou o evento.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 26 de maio de 2015 Congresso | 16:45

Chico Alencar critica tramitação da Reforma Política: “Golpe”

Compartilhe: Twitter

O deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) criticou a dissolução da comissão especial da Reforma Política antes que o relatório do deputado Marcelo Castro (PMDB-PI) pudesse ser votado.

Alencar ironizou a manobra ao dizer que Castro foi “castrado”. “O golpe começou ontem com a dissolução da comissão especial que queria votar seu relatório e que pela primeira vez na história do parlamento foi esvaziada pelo  seu próprio presidente (Rodrigo Maia)”.

Segundo Alencar, a ordem de votação dos ítens da reforma no Plenário da Câmara poderá favorecer a aprovação do chamado distritão, sistema que transforma a eleição de deputados federais numa disputa majoritária.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 25 de maio de 2015 Política | 20:19

Dilma quer alternativa para poder vetar fim do fator previdenciário

Compartilhe: Twitter

Certo de que o fim do fator previdenciário será aprovado no Senado, junto com a Medida Provisória 664, a comissão de ministros criada para debater a questão da previdência no Planalto recebeu da presidente Dilma Rousseff a missão de apresentar uma alternativa para permitir que ela vete o fim do fator.

Na avaliação do governo, não dá para a presidente somente vetar, sem que se apresente uma solução para diminuir o crescente déficit da previdência no país.

O prazo é curto. Até o final do mês, a medida precisa ser votada no Senado para que não perca a validade. Além disso, o governo prefere que o Senado não faça mudanças na medida que motivem sua volta para apreciação na Câmara.

Apesar de o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) ter garantido que colocaria a emenda em votação de forma ágil, tudo que Dilma não quer é  ficar nas mãos de Cunha neste assunto.

Fazem parte da comissão os ministros da Previdência, Carlos Gabas; do Planejamento, Nelson Barbosa; da Casa Civil, Aloizio Mercadante; das Comunicações, Ricardo Berzoini; da Fazenda, Joaquim Levy, e da Secretaria Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto.

“Não dá para ser contra o fator previdenciário e colocar alguma coisa em seu lugar”, disse o ministro Nelson Barbosa, sem falar, no entanto, da intenção de veto.

“Não adianta ser bonzinho agora para lá na frente esse sistema ruir”, disse o ministro Gabas. “Sobre a sanção (do fator previdenciário), não temos nenhuma definição sobre a posição do governo. Ao final da votações é que o governo vai analisar a posição a ser adotada”, disse Gabas.

Autor: Tags: , , , , , , ,

segunda-feira, 11 de maio de 2015 Congresso | 19:44

‘Janot está forçando a barra’, diz Eduardo Cunha

Compartilhe: Twitter

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), rebateu as declarações do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de que as investigações da Operação Lava Jato seriam “absolutamente impessoais”.

De acordo com Cunha, a impessoalidade adotada em relação a outros citados nas delações premiadas – em especial o líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS) – não foi aplicada em seu caso. “O que está havendo aqui é o procurador forçando a barra e, mesmo que eu fosse o autor e tivesse assinado o requerimento, não teria nada a ver com o processo investigatório”, afirma o peemedebista.

“O que ele fez foi criar um constrangimento para mim e para o Poder Legislativo. Foi uma afronta à Câmara dos Deputados”, critica Cunha, “ele escolheu a mim para investigar e não adianta ele, com a palavra, dizer que o Ministério Público é impessoal”.

Cunha desconversou, no entanto, ao comentar a proposta que impediria a recondução do procurador-geral da República a seu cargo: “Propostas assim tem 200 na Casa, cada um que apresente a sua e vote”.

Assista:

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 7 de maio de 2015 Congresso | 09:00

O que Eduardo Cunha e a esteira do ambulatório da Câmara têm em comum

Compartilhe: Twitter
O presidente de Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Foto: Alan Sampaio / iG Brasília

O presidente de Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Foto: Alan Sampaio / iG Brasília

A esteira do ambulatório médico da Câmara dos Deputados ganhou um apelido em homenagem ao presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

“Sobe aí na Dudu”, ordena o médico que atende os deputados convocados para o check-up periódico, que inclui um ecocardiograma.

Desavisado, o novato Bruno Covas (PSDB-SP) foi perguntar ao médico o motivo do apelido: “Ué, é como o Eduardo. De vez em quando ela dispara”.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 29 de abril de 2015 Congresso | 17:31

Cunha barra viagens de deputados na semana da votação da Reforma Política

Compartilhe: Twitter
Eduardo Cunha (Foto: Renato Araújo/ABr)

Eduardo Cunha (Foto: Renato Araújo/ABr)

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), avisou os deputados que nenhuma viagem oficial será autorizada na última semana de maio.

Cunha pretende votar o texto da Reforma Política neste período e por isso não autorizará nenhuma viagem entre os dias 25 e 29 de maio.

O objetivo é assegurar quórum para a apreciação da reforma. Como será feita por meio de Proposta de Emenda à Constituição, são necessários 308 votos para sua aprovação no Plenário.

Desde que assumiu a presidência da Casa, Cunha já vem limitando esse tipo de viagem, seja em solo nacional ou internacional e só tem liberado esse tipo de missão sem ônus para a Câmara.

Autor: Tags: , ,

  1. Primeira
  2. 3
  3. 4
  4. 5
  5. 6
  6. 7
  7. 10
  8. 20
  9. Última