Publicidade

Posts com a Tag Eleonora Menicucci

sexta-feira, 25 de setembro de 2015 Brasil, Partidos, Política | 10:10

Ministros demissionários resistem ao comando de Rossetto para novo ministério

Compartilhe: Twitter
Miguel Rossetto. (Foto: Agência Brasil)

Miguel Rossetto. (Foto: Agência Brasil)

O clima de tensão da conversa entre a presidente Dilma Rousseff com os ministros das secretarias de Mulheres, Eleonora Menicucci; da Igualdade Racial, Nilma Lino Gomes, e do Direitos Humanos, Pepe Vargas, foi agravado ainda mais pela exigência dos petistas de que o novo ministério a ser criado, seja, pelo menos, comandado por uma mulher.

A exigência foi colocada durante a reunião, no Palácio da Alvorada, da qual também estava presente, o atual ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, cotado para comandar o Ministério da Cidadania, que será resultado da fusão das três pastas.

A ideia partiu da ministra Eleonora e foi apoiada por Nilma e por Pepe. Dilma não disse nem sim, nem não, mas recuou da ideia de apresentar Rossetto como titular da pasta durante a reunião.

O nome de Rossetto já enfrenta resistências dos principais grupos parceiros das políticas afirmativas desenvolvidas pelo governo: feministas e integrantes do movimento negro, que esperam desdobramentos da reclamação. A avaliação é de que ele não teria sensibilidade para questões complexas envolvendo a discriminação de grupos não hegemônicos, além da perda de toda simbologia adotada pelos governos petistas de empoderamento desses grupos sociais.

Entre críticas à postura da presidente, os três ministros ainda reclamaram do nome escolhido para a nova pasta. Ministério da Cidadania inclui, na opinião de integrantes dos movimentos sociais, conceitos chamados “de direita”, excludentes da população muitas vezes marginalizada.

A sugestão dada à Dilma é de que ela mantenha dos nomes das pastas, consideradas conquistas simbólicas do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Desta forma, a pasta se chamaria Ministério dos Direitos Humanos, Igualdade Racial e Políticas para Mulheres.

Autor: Tags: , , , , ,

Governo, Política | 09:51

Pepe Vargas não esperará por Dilma e deve renunciar ainda hoje

Compartilhe: Twitter
O ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Pepe Vargas. (Foto: Agência Brasil)

O ministro de Direitos Humanos, Pepe Vargas (Foto: Agência Brasil)

O ministro dos Direitos Humanos, Pepe Vargas, não vai esperar o retorno da presidente Dilma Rousseff da viagem aos Estados Unidos, para sair da secretaria. Pepe deve renunciar ao cargo ainda nesta sexta-feira (25), para reassumir seu mandato de deputado federal na segunda-feira (28).

Na reforma ministerial que deverá ser anunciada na próxima semana, a Secretaria de Direitos Humanos (SDH) será fundida com as pastas de Igualdade Racial (SEPIR) e Mulheres (SPM), formando o Ministério da Cidadania.

As secretárias de Mulheres, Eleonora Menicucci, e da Igualdade Racial, Nilma Lino Gomes, também já foram informadas pela presidente sobre suas demissões, em uma conversa no Palácio da Alvorada, que contou com a presença do ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, cotado para comandar a nova pasta.

A conversa ocorreu em clima de tensão, na avaliação de petistas, diante da inabilidade política de Dilma. O comunicado de saída e de fusão ocorreu na frente do cotado para assumir a pasta. Ministros demissionários avaliaram que “foram os últimos a saber” dos planos da presidente para a área.

Pepe já havia sido retirado da Secretaria de Relações Institucionais (SRI), onde permaneceu por um curto espaço de tempo, no início do primeiro mandato de Dilma. Sua ida para Direitos Humanos se deu em um clima de compensação, que não mereceu da presidente nem uma cerimônia de posse.

Na época, Pepe também fez o papel de “último a saber”. Suas funções no Planalto acabaram sendo entregue ao vice-presidente Michel Temer, cujo partido, o PMDB, exigia sua saída da articulação.

 

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 23 de setembro de 2015 Brasil, Governo, Política | 16:10

Convite de Dilma a ministra das Mulheres é entendido como sinal de que pastas sociais não serão fundidas

Compartilhe: Twitter
A ministra de Política para Mulheres, Eleonora Menicucci. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Política para Mulheres, Eleonora Menicucci. (Foto: Agência Brasil)

Diante das incertezas em relação à reforma administrativa que a presidente Dilma Rousseff deverá anunciar nas próximas horas, os defensores da manutenção das pastas destinadas a políticas afirmativas comemoraram o convite feito pela presidente à ministra das Mulheres, Eleonora Menicucci para acompanhá-la na viagem a Nova Iorque.

O convite soou como uma sinalização de que Dilma não mexerá nas pastas que têm o status simbólico de ministério: Direitos Humanos, Mulheres e Igualdade Racial.

Além de Eleonora, a presidente ainda levará em sua comitiva o ministro da Fazenda, Joaquim Levy; o ministro de Relações Exteriores, Mauro Vieira; do Meio Ambiente Izabella Teixeira, e do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias.

A viagem a Nova Iorque ocorre por conta da abertura da  70ª sessão da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), na segunda-feira (28), na qual a presidente discursará.

 

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015 Governo | 16:30

Ideli Salvatti também entra na Ravenna

Compartilhe: Twitter
A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti, é mais uma das que aderiram à dieta do doutor Ravenna, famosa entre as autoridades.

Empolgada com os resultados obtidos pela presidente Dilma Rousseff e os colegas ministros Eleonora Menicucci, Kátia Abreu, Miriam Belchior e José Eduardo Cardozo, Ideli pretende perder 20 kg.

Leia também: José Eduardo Cardozo perdeu 5kg com a Ravenna

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015 Governo | 09:00

Eleonora Menicucci promete que Casas da Mulher Brasileira agora saem

Compartilhe: Twitter

Escolhida para permanecer no comando da Secretaria de Políticas para Mulheres no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff, a ministra Eleonora Menicucci tem como meta concluir projetos iniciados na gestão anterior, sobretudo na área de violência contra a mulher.

“A prioridade é inaugurar as Casas da Mulher Brasileira”, diz Eleonora, em referência à construção dos centros de acolhimento a mulheres vítimas de violência, anunciada em 2013. O atraso na entrega das casas chegou a ser motivo de irritação na campanha de Dilma, que pretendia usar as inaugurações para aumentar a proximidade com o eleitorado feminino.

A primeira casa já está em funcionamento na cidade de Campo Grande e, de acordo com a ministra, será inaugurada ainda em janeiro. “Até o final do ano eu tenho a meta de inaugurar todas”, completa Eleonora.

Assista:

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015 Governo | 17:30

Eleonora Menicucci cobra governadores, mas só um dá resposta

Compartilhe: Twitter
A ministra de Política para Mulheres, Eleonora Menicucci. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Política para Mulheres, Eleonora Menicucci. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Políticas para Mulheres, Eleonora Menicucci, diz que entra no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff decidida a cobrar dos governadores eleitos uma resposta formal sobre secretarias e políticas locais voltadas para a área.

Em dezembro, Eleonora enviou uma carta a cada candidato vitorioso solicitando que as secretarias de mulheres fossem mantidas nos estados onde já existiam ou criadas, onde a iniciativa ainda não havia sido tomada.

De acordo com a ministra, até hoje, o único governador que respondeu à solicitação foi o maranhense Flávio Dino (PCdoB), que nomeou a pedagoga Laurinda Pinto para a pasta.

Por outro lado, Eleonora disse ter visto “com muito pesar” a unificação das secretarias de Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos pelo novo governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 28 de novembro de 2014 Governo | 07:30

Governo monitora denúncias de estupro na USP

Compartilhe: Twitter
Protesto da Frente Feminista na USP de São Carlos (Foto: Divulgação)

Protesto da Frente Feminista na USP de São Carlos (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência da República começou a monitorar de perto as denúncias de estupro na Universidade de São Paulo. Os relatos foram apresentados em uma audiência pública da Assembleia Legislativa de São Paulo, no início do mês, e já existe um pedido para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito sobre o caso.

Apesar de oficialmente a SPM ainda não ter se pronunciado sobre o tema, a secretária-adjunta de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, Rosângela Rigo, irá pessoalmente à Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – de onde vieram parte das denúncias.

Rosângela participará de uma atividade hoje à noite, realizada pelo grupo de pesquisa Saúde e Gênero da Faculdade. A intenção do grupo é criar uma rede municipal de enfrentamento à violência de gênero. Além disso, o governo também já entrou em contato com deputados estaduais paulistas, para acompanhar os desdobramentos do pedido de investigação.

Leia também: Estupro na USP é culpa da negligência da faculdade com trote, diz especialista

Autor: Tags: , , , , , , ,

quinta-feira, 27 de novembro de 2014 Governo | 09:00

Briga de tendências no PT alimenta piada sobre Eleonora Menicucci

Compartilhe: Twitter
Ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci. (Foto: Agência Brasil)

Ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci. (Foto: Agência Brasil)

A disputa de tendências no PT anda alimentando as piadinhas sobre a ministra da Secretaria de Mulheres, Eleonora Menicucci.

Como ela tem chances de permanecer no governo, os desafetos dela no partido brincam sobre o fato de ela ser próxima da presidente. A corrente à qual ela pertence na legenda, dizem, é a AD. “Amigas da Dilma”.

 

 

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 19 de novembro de 2014 Governo | 16:30

Primeira ‘casa da mulher brasileira’ será inaugurada em dezembro

Compartilhe: Twitter
A presidente Dilma Rousseff e a ministra de Políticas para Mulheres, Eleonora Menicucci. (Foto: Agência Brasil)

A presidente Dilma Rousseff e a ministra de Políticas para Mulheres, Eleonora Menicucci. (Foto: Agência Brasil)

A primeira ‘Casa da Mulher Brasileira’ já está pronta para ser entregue em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. A inauguração está prevista para a segunda semana de dezembro e depende apenas de um espaço na agenda da presidente Dilma Rousseff, que irá à cidade na companhia da ministra de Políticas para Mulheres, Eleonora Menicucci.

A expectativa inicial era de que parte das casas fosse entregue antes de outubro. O atraso na entrega das casas, aliás, foi motivo de irritação na campanha de Dilma, que pretendia usar as inaugurações para reforçar o discurso de combate à violência contra a mulher.

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 17 de outubro de 2014 Eleições | 10:30

Ministros de Dilma se revezam para animar militância

Compartilhe: Twitter
Gilberto Carvalho (foto Antônio Cruz/ABr)

Gilberto Carvalho (foto Antônio Cruz/ABr)

Na reta final da campanha, ministros e ex-ministros de Dilma têm se revezado para participar de plenárias setoriais. A intenção é garantir a animação da militância, que a campanha considera ser fundamental para alcançar uma vantagem sobre o presidenciável tucano, Aécio Neves.

Leia também: Sem Dilma, campanha no Mato Grosso ganha reforço de ministro da Agricultura

Nesta semana, o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, se reuniu com lideranças de movimentos sociais no Rio de Janeiro. Hoje mesmo, o ministro das Relações Institucionais, Ricardo Berzoini, está em São Luis, onde participará de uma caminhada com sindicatos, estudantes e movimentos sociais maranhenses.

De Brasília, as ministras de Políticas para Mulheres, Eleonora Menicucci, e da Igualdade Racial, Luiza Bairros, têm, por sua vez, mobilizado lideranças mulheres, na companhia da ex-ministra Iriny Lopes.

Autor: Tags: , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última