Publicidade

Posts com a Tag escândalo

quinta-feira, 5 de abril de 2012 Congresso | 06:01

Até hoje, nenhum deputado procurou presidente da Câmara para dar explicações sobre envolvimento com Carlinhos Cachoeira

Compartilhe: Twitter

O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), disse que até hoje nenhum dos deputados envolvidos com o escândalo Carlinhos Cachoeira o procurou para dar qualquer tipo de esclarecimento sobre o caso.

Maia acredita que em breve começam a ser abertos os primeiros processos contra os envolvidos no Conselho de Ética da Casa ou na Corregedoria da Câmara.

Quanto a instauração da CPI do Cachoeira, Maia deve tomar uma decisão assim que a Procuradoria Geral da República enviar para a Câmara todas as informações sobre o caso.

Nos últimos dias, os deputados da oposição, que inicialmente eram contra, também se juntaram ao coro pela instauração da CPI.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 Governo | 18:52

Auditoria no Ministério do Turismo detecta irregularidades em todos os convênios

Compartilhe: Twitter

Do próprio site do Ministério do Turismo:

O Ministério do Turismo (MTur) (…) suspendeu, em setembro passado, todos os pagamentos relativos a convênios com entidades privadas sem fins lucrativos. As recomendações da CGU já estão sendo adotadas na íntegra. Em cumprimento ao Decreto Presidencial nº 7592, uma auditoria interna foi constituída para apurar possíveis irregularidades e o pagamento de todos os convênios vigentes foi interrompido.
(…)
Ao verificar 94 convênios vigentes com 78 entidades privadas sem fins lucrativos, todos vigentes, o grupo de trabalho do MTur detectou impropriedades em todos os processos, algumas sanáveis. Todos os convênios e pagamentos estão suspensos.”

Em tempo: o atual ministro, deputado licenciado Gastão Vieira (PMDB-MA), assumiu em setembro, em meio a escândalos na Pasta que causaram a demissão de Pedro Novais, também deputado pelo PMDB do Maranhão. Foi quando a presidenta Dilma mandou suspender todos os convênios.

Em tempo ainda: no PMDB, o que se houve é que o Ministério do Turismo perdeu seus atrativos

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011 Estados | 18:02

Coronel acusado de bater em estudante será exonerado

Compartilhe: Twitter

O coronel Cláudio Armond, da Polícia Militar de Brasília, teve sua nomeação como diretor da Central Integrada de Atendimento e Despacho publicada no Diário Oficial do Distrito Federal na última quinta-feira.

Hoje o Governo do DF divulgou nota informando que ele será exonerado do cargo comissionado.

Motivo: Armond responde a denúncia na  corregedoria da PM e na Comissão de Direitos Humanos da Câmara Distrital por agressão a uma estudante durante manifestações do Movimento Fora Arruda.

Lembra? Foi quando a PM baixou o pau nos estudantes que protestavam contra deputados distritais e o então governador de Brasília, envolvidos no chamado Mensalão do DF.

Pois é, o mundo dá voltas…

Autor: Tags: , , , , , ,

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010 Governo | 15:58

Líder do PMDB diz que partido não retira indicação de Pedro Novais para ministro do Turismo

Compartilhe: Twitter

O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves  (RN), foi quem indicou o deputado Pedro Novais (MA) para ministro do Turismo do governo Dilma Rousseff.

Ao Poder Online, ele afirma que o partido não retira a indicação de Novais por ele ter apresentado à Câmara, para ressarcimento de despesas, a nota fiscal de um motel no Maranhão.

Poder Online: Líder, segundo o jornal O Estado de S.Paulo, o ministro indicado pelo PMDB teria participado de uma festa com 15 casais no motel. Isso não o inviabiliza para o cargo?

Henrique Eduardo Alves:  Ele já divulgou nota de esclarecimento mostrando que isto é mentira. O deputado estava ao lado da mulher no dia que o jornal diz que ele estava lá.

Poder Online: Mas tem a nota fiscal…

Henrique Eduardo Alves: Ele esclareceu que se trata de um erro de sua assessoria. Admitiu o erro.

Poder Online: Mas, de qualquer maneira, o ministro indicado pelo PMDB apresentou uma nota falsa à Câmara.

Henrique Eduardo Alves: Não é nota falsa. É um erro da assessoria. Ele admitiu o erro e já está corrigindo.

Poder Online: Como assim corrigindo?

Henrique Eduardo Alves: Ele está, inclusive, ressarcindo a Câmara pelo erro de sua assessoria. Com isto, o caso está encerrado para o PMDB.

Poder Online: Mas não há o risco de, no Ministério, ele também cometer o mesmo erro?

Henrique Eduardo Alves: Temos que confiar nele. O PMDB confia. O Pedro Novais esteve por 16 anos na Comissão do Orçamento e não há uma só acusação contra ele.

Poder Online: Então o PMDB não retirará a indicação?

Henrique Eduardo Alves:  Não! Para o PMDB, o caso está esclarecido. Já surgiram denúncias contra  indicados por outros partidos – como o Fernando Pimentel (Desenvolvimento Indústria e Comércio), do PT, e o Fernando Bezerra Coelho (Integração Nacional), do PSB – e ninguém deixará de ser ministro por causa disso. Por que o PMDB retiraria a indicação? Para nós, o caso está encerrado.

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 6 de julho de 2010 Congresso | 18:12

Só mesmo Sarney para colocar ordem no Senado

Compartilhe: Twitter

O senador Magno Malta (PR-ES) entrou no plenário do Senado, agora à tarde, com o paletó nas mãos. Logo foi advertido por um garçon da obrigatoriedade do uso da indumentária. Sem sucesso.

O chefe da segurança fez nova tentativa e pediu a um policial legislativo para avisar Malta de que deveria vestir o paletó. Nada.

Assistindo à cena do alto da mesa diretora, o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), apelou ao colega Mão Santa (PSC-PI) para pedir modos a Malta. Foi atendido.

Só mesmo Sarney para colocar ordem no Senado.

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 5 de julho de 2010 Eleições | 07:02

Arruda manda recado para acalmar ex-aliados

Compartilhe: Twitter

O ex-governador de Brasília José Roberto Arruda foi obrigado a depor na sexta-feira sobre o escândalo de corrupção durante sua gestão no Distrito Federal.

Os promotores saíram dizendo que Arruda  “foi colaborativo”, mas nada mais revelaram.

Deixaram um monte de políticos e empresários do DF e de outros estados em pânico.

Mas Arruda mandou avisar a seus ex-aliados, por intermédio do amigo e ex-secretário Alberto Fraga (DEM), que nada declarou de importante.

O deputado federal acalmou os mais assustados. Pelo menos por enquanto.

Autor: Tags: , , , , , ,