Publicidade

Posts com a Tag Esplanada dos Ministérios

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015 Política | 19:30

‘Estou na melhor situação do mundo. Sou ex-ministro’, diz Gilberto Carvalho

Compartilhe: Twitter
Gilberto Carvalho (Foto: Dida Sampaio/AE)

Gilberto Carvalho (Foto: Dida Sampaio/AE)

O ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, esteve presente à cerimônia de posse da nova presidente da Caixa Econômica, Miriam Belchior.

Ao deixar o ato, Carvalho acabou, num momento de descontração, dando um termômetro de como anda a Esplanada dos Ministérios.

“Estou na melhor situação do mundo. Sou ex-ministro”, comemorou ele em tom de brincadeira.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015 Governo | 09:00

Dilma já prepara recado para a equipe na reunião ministerial

Compartilhe: Twitter
Presidente Dilma Rousseff. (Foto: Agência Brasil)

Presidente Dilma Rousseff. (Foto: Agência Brasil)

A presidente Dilma Rousseff já avisou a alguns de seus auxiliares diretos, mas pretende dar o recado geral na próxima reunião ministerial. Vai dizer a todos os novos ministros que não quer saber de falação demais.

Espera que os integrantes da nova equipe se comportem quando o assunto é a relação com a imprensa. Falem pouco e ouçam muito.

Autor: Tags: , , , , , ,

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014 Governo | 07:00

Perda de espaço no governo faz PT elevar pressão sobre Dilma

Compartilhe: Twitter

A presidente Dilma Rousseff empurrou para o último minuto a conclusão de seu novo governo, em meio à perspectiva de que a nova Esplanada seja composta por uma equipe bem menos sulista e menos ligada ao núcleo central do PT. O aviso de que seria necessário cortar na carne petista em nome da governabilidade foi repassado antes mesmo da eleição. Mas a ala que tradicionalmente dá as cartas na legenda não esperava uma perda de espaço tão acentuada quanto aquela que começou a tomar forma nos últimos dias.

A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

Ontem, diante das especulações sobre o desenho final do ministério, integrantes da corrente petista Construindo um Novo Brasil (CNB) – a mesma de Lula, José Dirceu, José Genoino e Antonio Palocci –  queixavam-se  sucessivamente da falta de diálogo da presidente com o partido e da perda de representação no governo.

Há no PT, já faz algum tempo, promessas de intensificar o discurso crítico em relação a Dilma, o que se soma agora à pressão para que a presidente  faça um aceno claro ao partido.

Parte da CNB se queixa, por exemplo, do tratamento dado por Dilma ao presidente nacional do PT, Rui Falcão. O líder petista foi ouvido nas conversas e teve a oportunidade de dar sugestões para a equipe. O que não necessariamente significa que o desenho do ministério tenha caminhado nesse sentido. Em geral, a corrente diz que nem o ex-presidente Lula participou de maneira intensa do processo. Não palpitou “quase nada”, diz um interlocutor.

Uma preocupação no grupo é a consolidação de Aloizio Mercadante como homem forte do governo. Mercadante integra a CNB e é parte da ala majoritária da legenda. Mas está no centro do governo pela relação que construiu com Dilma e não por ação da corrente ou de Lula.

Até poucos dias, alguns dirigentes petistas ainda tentavam amenizar o clima de insatisfação, dizendo que tudo foi acertado com anuência do PT e de Lula. A tese é que o ex-presidente continuaria tendo  a mesma influência no governo e que ele próprio quis transmitir a mensagem de que Dilma terá mais autonomia. Ontem, os mesmos petistas admitiam em reservado que a insatisfação é grande. E avisavam que Dilma vai “pagar o preço” mais adiante.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 11 de novembro de 2014 Estados | 13:39

Governo do Distrito Federal é alvo de protestos após corte de gastos

Compartilhe: Twitter
O governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz (PT). (Foto: Cristiano Mariz)

O governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz (PT). (Foto: Cristiano Mariz)

A condução da reta final do governo de Agnelo Queiroz (PT) se transformou em alvo de protestos, no Distrito Federal. Na tentativa de diminuir o rombo dos cofres públicos antes de concluir a transição para o governador eleito Rodrigo Rollembeg (PSB), o petista determinou uma série de cortes de gastos, que têm sido contestados pela população local.

Além da greve que já soma três empresas de ônibus no DF, o Palácio do Buriti amanheceu com um protesto do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto. O grupo foi à Secretaria da Fazenda do DF, para se manifestar contra a falta de pagamento dos auxílios-aluguel dos meses de outubro e novembro. Algumas horas depois, saíram com a promessa de que os repasses seriam feitos a partir de amanhã.

Leia também: Militância petista tenta consolar Agnelo Queiroz

Também nesta tarde, artistas farão um ato em frente ao Palácio do Buriti, contra o atraso no pagamento de cachês por eventos culturais realizados pelo DF desde o início do ano. O protesto ocorre no dia seguinte ao anúncio feito pela Secretaria de Cultura de que a tradicional festa de ano novo da Esplanada dos Ministérios será cancelada, por motivos financeiros.

Ontem, funcionários do Serviço de Limpeza Urbana iniciaram uma paralisação na coleta de lixo, contra o atraso no pagamento de salários e auxílio-alimentação. Apesar de a SLU ter anunciado no mesmo dia o retorno às atividades, garis informaram que a coleta só será regularizada quando todos os pagamentos forem realizados.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

terça-feira, 4 de novembro de 2014 Governo | 15:00

Ala do PT defende que Berzoini assuma Comunicação Social do governo

Compartilhe: Twitter
Ricardo Berzoini

Ricardo Berzoini

Tido como alternativa para permanecer na Secretaria de Relações Institucionais ou mesmo para o Ministério das Comunicações, o ministro Ricardo Berzoini teve seu nome circulando nas especulações para outra cadeira na Esplanada.

Uma ala do PT tem defendido que ele seja deslocado para a Secretaria de Comunicação Social, hoje comandada por Thomas Traumann. No Planalto, entretanto, o comentário é que Dilma teria se mostrado satisfeita com o desempenho do atual ministro e estaria propensa a mantê-lo no cargo.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quarta-feira, 29 de outubro de 2014 Governo | 18:12

Ministro do Turismo tenta mostrar serviço para ficar no cargo

Compartilhe: Twitter

O ministro do Turismo, Vinícius Lages, atuou durante a Copa e quer agora acrescentar no seu currículo as Olimpíadas de 2016. Com futuro incerto apesar de ter o apoio de setores do PMDB e de entidades de classe, Lages está empenhado em mostrar serviço para continuar na pasta.

Até dezembro, ele programou uma série de entregas para a presidente Dilma Rousseff que inclui um novo plano de marketing para o Turismo, uma proposta para redefinir o papel da Embratur, um plano de qualificação para o setor e a revisão da Lei Geral de Turismo.

A permanência de Lages, no entanto, dependerá das negociações do PMDB com o governo. A indicação do titular da pasta é da cota do presidente do Senado, Renan Calheiros.

 

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 4 de setembro de 2014 Eleições | 16:39

Coro anti-Dilma no desfile do 7 de setembro preocupa petistas

Compartilhe: Twitter
A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

O Palácio do Planalto está em alerta para uma possível vaia contra a presidente Dilma Rousseff, anunciada para o desfile da manhã do 7 de setembro, na Esplanada dos Ministérios.

A militância petista já iniciou uma mobilização pró-Dilma, para tentar garantir um contraponto no evento de domingo.

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 25 de outubro de 2013 Governo | 12:00

Gabas chegou a ter nome cogitado para Relações Institucionais

Compartilhe: Twitter
O secretário-executivo da Previdência, Carlos Gabas (Foto: divulgação)

O secretário-executivo da Previdência, Carlos Gabas (Foto: divulgação)

Agora na lista de favoritos para comandar a Casa Civil, o secretário-executivo da Previdência, Carlos Gabas, chegou a ter seu nome cogitado para a Secretaria de Relações Institucionais, cargo hoje sob comando da ministra Ideli Salvatti.

A alternativa foi estudada no meio do ano, auge da crise no relacionamento entre o governo e a base no Congresso, em especial o PMDB da Câmara, liderado pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB).

Na época, o nome de Gabas foi sugerido diretamente à presidente Dilma Rousseff por representantes da bancada petista. Dilma, entretanto, fez chegar aos interlocutores que achava melhor não mexer no auxiliar. Queria Gabas firme no Ministério da Previdência.

Saiba mais: Gabas conversou meses atrás com Lula sobre futuro político

Autor: Tags: , , , , , ,

Governo | 09:00

Dilma monta cardápio para o comando da Casa Civil

Compartilhe: Twitter

Quem é próximo da presidente Dilma Rousseff afirma que, embora ela manifeste interesse claro em alguns nomes, o martelo ainda não foi batido sobre quem será o novo ministro da Casa Civil. Dilma estaria montando uma espécie de “cardápio” com as opções, para decidir em definitivo só mesmo mais perto do fim do ano.

A presidente Dilma Rousseff (Foto: Pedro Ladeira/Frame/AE)

A presidente Dilma Rousseff (Foto: Pedro Ladeira/Frame/AE)

Hoje, dizem petistas próximos à presidente, quem anda bem cotado na lista é mesmo o secretário-executivo da Previdência, Carlos Gabas. Como revelou o Poder Online, Gabas até desistiu de uma candidatura a deputado federal, atendendo a um pedido expresso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mas circula também a especulação de que ele pode ser alocado em alguma outra pasta.

O enfraquecimento de Aloizio Mercadante, hoje ministro da Educação, nessa lista ficou evidente nos últimos meses. Mas isso não significa que ele tenha sido eliminado da relação de alternativas.

Há quem diga que, nas mais recentes conversas sobre o assunto, Dilma teria sinalizado que ainda pode escolher um modelo como o adotado em 2010, quando o ministro Antonio Palocci ocupou simultaneamente a Casa Civil e um posto de destaque na coordenação da campanha.

O nome de Gabas cresceu diante dos rumores de que Dilma teria torcido o nariz para uma proposta de rearranjo na Esplanada, que envolveria a atual ministra do Planejamento, Miriam Belchior: ela iria para a Casa Civil e, para o seu lugar, retornaria o hoje ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. A própria Miriam, segundo os colegas, também não teria manifestado interesse.

A lista de opções é completada pelo nome do ministro da Advocacia-Geral da União, Luís Inácio Adams. Ele sempre pertenceu ao círculo de ministros com excelente trânsito junto à presidente. Uma vez enterrada a polêmica sobre investigações da PF que atingiram outros quadros da AGU, ele volta a figurar entre as alternativas.

As conversas de Dilma sobre a Esplanada têm ocorrido apenas com um grupo muito restrito: com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, em algumas ocasiões, o presidente do PT, Rui Falcão, e Mercadante. Alguns petistas, entretanto, foram recrutados para fazer sondagens sobre possíveis indicações do partido.

Leia também: Um requisito para ter espaço no ministério de Dilma

 

 

 

Autor: Tags: , , , , , , , ,

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013 Cidades | 14:51

Ônibus pega fogo na Esplanada dos Ministérios

Compartilhe: Twitter

Se as coisas andam meio paradas no Congresso Nacional às vésperas do Carnaval, um incidente envolvendo um ônibus acabou chamando a atenção na Esplanada dos Ministérios.

O veículo foi destruído pelo fogo e causou enorme congestionamento no trânsito da esplanada.

De acordo com o motorista do ônibus, Edenilson da Silva Aguiar, 45 anos, o fogo começou a partir de um problema elétrico no veículo e nada teve a ver com uma ação criminosa.

Assista:

Autor: Tags: , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última