Publicidade

Posts com a Tag Executiva

quinta-feira, 2 de junho de 2011 Partidos | 11:17

Executiva do PT discute caso Palocci

Compartilhe: Twitter

A executiva nacional do PT está reunida neste momento na sede do partido em Brasília.

Na pauta oficial estão as discussões sobre as eleições municipais de 2012 e as reformas política e estatutária.

Mas a expectativa, entre os petistas, é que a reunião resulte em um documento de apoio ao ministro-chefe da Casa Civil, Antônio Palocci.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 12 de maio de 2011 Partidos | 11:04

Tudo em família no PSDB de São Paulo

Compartilhe: Twitter

Na executiva do PSDB em São Paulo que será eleita nesta quinta-feira, a deputada Analice Fernandes está indicando seu marido, o ex-prefeito de Taboão da Serra Fernando Fernandes, para sucedê-la no cargo de vogal do partido. Seu companheiro, Antonio Perosa seguiu o exemplo e indicou a mulher, Ieda Areias, ex-assistente pessoal de José Serra, para assumir sua cadeira.

Autor: Tags: , , , , ,

domingo, 1 de maio de 2011 Partidos | 06:16

Assim como Delúbio e Rui Falcão, Ricardo Berzoini também está de volta à ribalta no PT

Compartilhe: Twitter

Ricardo Berzoini (foto de Renato Araújo/ABr)

O deputado Ricardo Berzoini (SP) assumiu a presidência do PT logo após o partido viver sua maior crise: o escândalo do mensalão. E deixou o cargo marcado por outra encrenca, a denúncia de que arapongas contratados por petistas — classificados pelo ex-presidente Lula de “aloprados” — teriam preparado dossiês contra o então candidato do PSDB ao governo de São Paulo, José Serra.

Agora a presidência do PT está sendo asumida por um colega de partido, Rui Falcão, que nas últimas eleições também se meteu numa polêmica em torno da elaboração de dossiês contra os tucanos. E num momento em que volta à legenda o ex-tesoureiro, Delúbio Soares, expulso do partido por protagonizar a crise do mensalão.

O próprio Berzoini voltou a participar ativamente das decisões partidárias. Não só da reunião do Diretório que elegeu Rui Falcão e decidiu pela volta de Delúbio, como, antes, das articulações que surpreenderam o governo elegeram  Marco Maia a presidente da Câmara, contra o líder Cândido Vaccarezza (PT-SP).

Poder Online — Com a reunião do diretório terminada neste sábado, o PT passou uma borracha nos episódios do passado?

Ricardo Berzoini — O PT não passa borracha em nada. Nem fazemos vereditos jurídicos. Avaliamos as situações politicamente, decidimos qual o melhor quadro e tratamos de avançar.

Poder Online — Mas o Delúbio voltou. O Rui Falcão assumiu a presidência do partido…

Ricardo Berzoine — Quanto ao Rui Falcão, é inimaginável que ele tenha participado de qualquer coisa. No caso do Delúbio, ele sofreu uma punição dura, foi expulso do PT.  Nesses mais de cinco anos de afastamento, manifestou sempre seu amor pelo partido. Então não houve nenhuma mudança em relação ao passado. O que o PT pensa sobre aquilo está formalizado nas resoluções do partido de 2005. Não estamos passando borracha alguma. Apenas achamos que o Delúbio cumpriu sua pena com dignidade e está na hora de voltar.

Poder Online — O sr. se acha vitorioso com a eleição do Rui Falcão?

Ricardo Berzoini — Acho que todos saimos vitoriosos. A escolha do Rui foi praticamente unânime. Incluindo as tendências mais à esquerda do partido, todos votaram a favor. O Rui é um militante e um dirigente experiente e vai conduzir o PT com tranquilidade. O pior dos mundos seria a interinidade.

Poder Online — Por que se falou tanto que o sr. estava estado chateado, deslocado dentro do partido?

Ricardo Berzoini — Isso é um movimento de grupos conservadores que querem disseminar a discórdia entre nós. E infelizmente é reverberado dentro do partido por uns poucos, que não se conformaram com o movimento vitorioso que levou à escolha de Marco Maia (PT-RS) como presidente da Câmara, do qual eu participei. De minha parte, tenho manifestado minhas posições sempre numa linha construtiva. Sem ressentimentos.

Poder Online — Mas diz-se que o sr. e o ex-presidente Lula teriam se distanciado desde aquele episódio dos chamados aloprados.

Ricardo Berzoini — Olha, isso é um mito absurdo. O Lula foi quem me convenceu a presidir o partido. E, também, quando eu não queria ser candidato à reeleição, ele insistiu e trabalhou para que eu continuasse no cargo.

Poder Online — E agora, como fica o PT? Qual o futuro?

Ricardo Berzoini — Precisamos preparar o partido para as eleições municipais de 2012. Especialmente para avançar naqueles pontos que nos diferenciam de qualquer outra legenda do país: conseguirmos ser governo e manter uma vida partidária ativa. E com forte penetração nos movimentos sociais, como os dos sem-terra, dos negros, das mulheres, dos homossexuais.  Só o PT tem isso: é governo, é partido e é movimento social. Acho que estamos num bom momento e em condições de acentuar essas vantagens em relação às demais legendas.

Poder Online — E a eleição em São Paulo? O candidato a prefeito será novo ou velho?

Ricardo Berzoini — Isso é um reducionismo com o qual me nego a raciocinar.

Poder Online — Mas é como muita gente no partido tem colocado. De um lado, aqueles que têm certeza da candidatura do tucano José Serra a prefeito. Eles apostam no lançamento de um candidato mais experiente, tipo Marta Suplicy. De outro lado, têm aqueles petistas que seguem a tese do ex-presidente Lula, segundo a qual São Paulo precisa de um nome novo, como o do ministro da Educação, Fernando Haddad.

Ricardo Berzoini — É. Mas tem também a terceira linha. Os que defendem um nome novo, mas que não é o Haddad, como os dos deputados Ricardo Zaratini e Jilmar Tatto.

Poder Online — O sr. está nesse grupo?

Ricardo Berzoini — Não. Estou no grupo dos que preferem esperar o segundo semestre. Por enquanto, não apoio nada.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

sexta-feira, 29 de abril de 2011 Partidos | 10:05

Petista perde mala com R$ 3 mil durante reunião da Executiva

Compartilhe: Twitter

O presidente do PT na Bahia, Jonas Paulo, perdeu uma mala com R$ 3 mil durante a reunião da Executiva do partido na sede, em Brasília.

Ao perceber que estava sem a pasta, ele voltou ao auditório já vazio do PT para procurar a mala. Após 10 minutos, o petista deixou o partido com a mala em mãos.

Mas ele não informou se o dinheiro estava lá.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011 Partidos | 14:40

Humberto Costa: José Guimarães deve assumir vaga na Executiva do PT

Compartilhe: Twitter

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), acaba de informar que o deputado José Guimarães (CE) deve assumir o seu lugar na Executiva do PT.

Costa ocupa a segunda vice-presidência da Casa e, com a liderança, participa automaticamente da Executiva.

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011 Partidos | 18:02

Substituições na Executiva do PT

Compartilhe: Twitter

Durante o ato do PT, no próximo dia 10, também serão definidas as substituições de nomes da Executiva do PT que foram para o governo federal, como os ministros José Eduardo Cardozo (secretário-geral do PT) e Iriny Lopes (secretária de Relações Internacionais).

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 6 de outubro de 2010 Eleições | 16:12

Executiva do PT reúne-se amanhã

Compartilhe: Twitter

 

O PT reúne amanha, às 10h, na sede do partido, os membros da Executiva para fazer, entre outras coisas, um balanço da eleição no primeiro turno.

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 11 de junho de 2010 Eleições | 15:40

Cúpula do PMDB conclui que terá de enfrentar Requião no voto

Compartilhe: Twitter

Reunida na casa do deputado Eunício Oliveira, a cúpula do PMDB acaba de concluir que não tem condições legais de evitar a inscrição do ex-governador do Paraná Roberto Requião e do jornalista Antônio Pedreira a pré-candidatos para presidente da República na Convenção Nacional do partido, amanhã.

Os aliados do presidente da legenda, Michel Temer, decidiram enfrentar no voto Requião, Orestes Quércia, Jarbas Vasconcellos e Pedro Simon.

Serão submetidas à convenção duas cédulas com três opções: apoio à aliança com o PT, indicando Michel Temer como vice de Dilma Rousseff; e candidatura própria, já com opção para o voto em Requião como nome do partido e outra com Pedreira.

Na reunião, Eunício chegou a brincar:

— Vamos derrotá-los no voto. Se eles ganharem, que fechem uma chapa do Requião com o Pedreira como vice.

Autor: Tags: , , , , , , ,

Eleições | 13:22

Temer acerta com cúpula do PMDB estratégia para retirar candidatura de Requião

Compartilhe: Twitter

A cúpula do PMDB está indo neste momento para a casa do deputado Eunício Oliveira, em Brasília, para acertar uma posição unificada para a reunião da Executiva Nacional do partido, às 16h. Presidente da legenda e pré-candidato a vice de Dilma Rousseff na chapa presidencial, Michel Temer não quer sofrer constrangimentos na convenção do partido, que ocorre amanhã.

Para isso, a cúpula peemedebista pretende obter da Executiva Nacional alguma deliberação capaz de derrubar as pretensões do ex-governador do Paraná Roberto Requião, de se apresentar como candidato do PMDB a presidente da República. Há outro nome também tentando se inscrever como pré-candidato a presidente da República pelo PMDB, o jornalista Antônio Pedreira.

Até agora há pouco, estava tudo acertado para passar a rasteira em Requião & Cia. Mas, no PMDB, tudo é possível.

Autor: Tags: , , , , , , ,