Publicidade

Posts com a Tag Gabriel Chalita

quarta-feira, 27 de abril de 2011 Eleições | 19:02

Temer promete a Chalita comando do PMDB na capital

Compartilhe: Twitter

Gabriel Chalita (Foto: Nelson Aguilar)

Quando conversou com o vice-presidente Michel Temer sobre sua filiação ao PMDB, há cerca de um mês, o presidente da Federação das Indústrias de São Paulo, Paulo Skaf, deixou claro sua intenção de disputar o governo de São Paulo em 2014. Agora, Skaf decidiu concorrer à prefeitura da capital.

Mas Temer, em café da manhã ontem, deixou claro a Skaf que sobre este novo plano estava “assumindo riscos” com a troca de legenda. O PMDB paulistano, disse Temer, deve mesmo lançar a candidatura de Gabriel Chalita (hoje no PSB).

Chalita, inclusive, arrancou de Temer a promessa de que será o presidente do PMDB na capital. O diretório municipal hoje é ocupado por Bebetto Haddad, secretário de Esportes do prefeito Gilberto Kassab.

Ou seja, Temer precisa dar um nó nessa fumaça.

Autor: Tags: , , , ,

Partidos | 18:02

Paulo Barbosa ficou R$ 1 bilhão mais poderoso

Compartilhe: Twitter

Paulo Barbosa (Foto: Divulgação)

Aos 32 anos, o novo secretário de Desenvolvimento Econômico, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), ficou três vezes mais poderoso no governo paulista.

Trocou um orçamento anual de R$ 638 milhões em sua antiga Secretaria de Desenvolvimento Social  por um de R$ 1,7 bilhão (sem contar universidades e faculdades), segundo a previsão da nova pasta para 2011.

No dia seguinte ao anúncio feito pelo governador Geraldo Alckmin, o tucanato paulista tenta digerir a nomeação do jovem Barbosa, diga-se de passagem, ligado ao deputado Gabriel Chalita (PSB-SP).

O constrangimento é maior porque muitos tucanos titulados na academia que boicotaram o nome de Barbosa para a pasta da Educação na época da formação do secretariado, agora, terão que conviver com o comando dele sobre as universidades e faculdades paulistas.

A propósito, Barbosa continua candidatíssimo a prefeito de Santos.

Autor: Tags: , , ,

Partidos | 12:54

Marcada data de filiação de Chalita ao PMDB. Skaf foi convidado

Compartilhe: Twitter

O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves, postou agora há pouco em seu perfil no twitter que o evento de filiação do deputado Gabriel Chalita ao PMDB será no dia 28 de maio, em São Paulo:

Autor: Tags: , , ,

Eleições | 05:04

Alckmin e Chalita, mais ajuda quem não atrapalha

Compartilhe: Twitter

A nomeação de Paulo Alexandre Barbosa para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico pode, neste momento, mais atrapalhar o deputado Gabriel Chalita (PSB-SP) do que ajudá-lo em sua empreitada de emplacar sua candidatura a prefeito de São Paulo.

Chalita desembarcará em duas semanas no PMDB, com grande festa de filiação. Mas para obter apoio do PT sofre resistências por sua forte ligação com Alckmin.

O governador sabe disso e se esforça para dar sinais públicos de que esses laços são mesmo fortes. A nomeação de Barbosa coloca os planos de Chalita ainda mais dependentes do apoio de Alckmin.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 20 de abril de 2011 Justiça | 12:03

Lei da fidelidade partidária é próxima polêmica jurídica

Compartilhe: Twitter

O próximo embate a causar polêmica nos tribunais superiores será a lei de fidelidade partidária. O texto da resolução do Tribunal Superior Eleitoral deixa em aberto o quarto item considerado como justa causa para o político trocar de partido sem perder o mandato: a “grave discriminação pessoal”.

Nos 13 artigos da resolução do TSE nenhuma especificação é feita quanto ao “grave” ou ao que seja considerado “discriminação”. Quem definirá isso, portanto, é o relator do processo e o plenário da Corte. Os casos podem cair na mesma polêmica do Ficha Limpa.

Quem entende do assunto e do Judiciário acredita que seria um paradoxo a Justiça acabar com a fidelidade partidária, na prática, enquanto discute-se reforma política – sendo que foi o TSE a dar o passo mais importante no tema.

Pelo menos dois casos podem entrar nessa situação: a dos vereadores paulistanos que anunciaram a debandada do PSDB e o caso do deputado Gabriel Chalita (PSB-SP). Com um pé no PMDB, ele  reúne, neste momento, material para provar que o PSB o excluiu das funções legislativas, partidárias e eleitorais. Já os vereadores esperam provar a discriminação com o tal DVD que, quem assiste garante que nem todos os tucanos passaram pela Sorbonne.

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 8 de abril de 2011 Estados | 14:02

PSDB e PT de São Paulo cortejam Chalita e o PMDB para a vaga de vice na disputa pela Prefeitura

Compartilhe: Twitter

Vice-presidente da República e presidente licenciado do PMDB, Michel Temer (SP) já dá como certa a filiação do deputado Gabriel Chalita (PSB) a seu partido.

Temer aposta na candidatura de Chalita a prefeito de São Paulo em 2012. Tem conversado sobre alianças tanto com com o PT como com o PSDB.

No PSDB, o governador Geraldo Alckmin vê a proposta com bons olhos. Mas José Serra e seus aliados no tucanato paulista dizem que não dá para a legenda abrir mão da cabeça de chapa.

No PT, Temer falou sobre o assunto com o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (SP), e com a senadora Marta Suplicy (SP). Ouviu o seguinte: os petistas terão candidato próprio a prefeito e, como diz o ex-deputado José Dirceu, não dá para ser peso pena.

Resultado da brincadeira: PT e PSDB reconhecem que Chalita e o PMDB são fortes, e os cortejam. Mas petistas e tucanos querem o futuro peemedebista na vaga de vice da chapa para a Prefeitura.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quarta-feira, 6 de abril de 2011 Eleições | 11:06

2012: PT com Chalita só no segundo turno

Compartilhe: Twitter

O deputado Gabriel Chalita (PSB-SP) trabalha a todo vapor para atrair o apoio do PT para sua candidatura a prefeito de São Paulo.

Mas quem tem peso no PT garante:

– Chalita sabe que o PT terá candidato próprio de qualquer jeito.

Embora o mesmo petista garanta: no segundo turno é outra coisa.

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 25 de março de 2011 Partidos | 12:19

Kassab, quem diria, torce pelo PV

Compartilhe: Twitter

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, está cruzando os dedos para Marina Silva se entender com o PV.

Por quê?

Porque se Marina resolver fundar um novo partido, esvazia o PSD de Kassab pela esquerda.

E ainda pode atrair os insatisfeitos do PSB e do PMDB, como Luiz Erundina, Gabriel Chalita, Paulo Skaf, Helio Costa…

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

Partidos | 10:02

No PMDB, Skaf prejudica planos de Chalita

Compartilhe: Twitter

Michel Temer e Paulo Skaf (Foto: Márcio Fernandes/AE)

Está praticamente certo que o presidente da Fiesp e candidato derrotado a governador de São Paulo pelo PSB, Paulo Skaf, mudará para o PMDB.

Daqui a pouco, Skaf tem uma reunião com Michel Temer, no escritório do vice-presidente, em São Paulo, para definir seu futuro político. Antes, Temer recebe o deputado estadual e presidente do PT de São Paulo, Edinho Silva, e o prefeito de Campinas, Dr. Hélio (PDT), para tratar de alianças no estado.

A ida de Skaf para o PMDB frustra os planos do deputado Gabriel Chalita (PSB-SP), que está em busca de uma nova legenda para viabilizar sua candidatura  a prefeito de São Paulo em 2012.

Autor: Tags: , , , , ,

domingo, 13 de março de 2011 Partidos | 06:04

PSB investe em Kassab e Ciro Gomes, mas aposta que Chalita e Erundina ficam no partido

Compartilhe: Twitter

Roberto Amaral (Foto: Valter Campanato/ABr)

Vice-presidente nacional do PSB, o ex-ministro da Ciência e Tecnologia Roberto Amaral recebeu o ex-deputado Ciro Gomes, uma semana antes do carnaval,  para um jantar em sua casa no Rio de Janeiro.

Em entrevista ao Poder Online ele garante: “Nem Ciro, nem seu irmão, Cid Gomes (governador do Ceará) deixarão o partido.”

Roberto Amaral também não acredita que os deputados Gabriel Chalita e Luiza Erundina abandonem a legenda ou partam para a criação de uma nova agremiação. Mas continua apostando na adesão do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), desafeto dos dois.

Ele aposta também na manutenção da aliança com PSDB e PT em Belo Horizonte, em torno da reeleição do socialista Marcio Lacerda. E anuncia a filiação ao partido do ex-ministro da Saúde José Gomes Temporão, possível candidato a prefeito do Rio de Janeiro pelo PSB.

Poder Online: Quais são as prioridades do PSB para 2012?

Roberto Amaral: Conservar, nas eleições, as Prefeituras que já temos e  avançar em cidades médias, como Campinas, onde teremos candidato. A ideia é disputar no maior número possível de cidades com candidatos próprios. E daremos prioridade absoluta ao chamado Triangulo das Bermudas (risos), ou seja, Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte.

Poder Online: Então vamos por partes. Qual a estratégia em Belo Horizonte?

Roberto Amaral: Lá, nós vamos investir na reeleição do prefeito Marcio Lacerda (PSB), com muitas esperanças de preservarmos a aliança tanto com o PT como com o PSDB.

Poder Online: Mas o PT quer lançar candidato próprio.

Roberto Amaral: Nessas coisas pesa muito o interesse federal.

Poder Online: Ou seja, o interesse do governo federal na aliança entre PT e PSB? Mas também já não há tanto interesse do governo federal numa aproximação com o PSDB de Aécio Neves.

Roberto Amaral: Olha, a coisa não é tão direta assim. E o jogo político já não é como antigamente, quando PT e PSDB jogavam com todas as peças do xadrez e os demais partidos somente com peões. O PSB hoje tem vários governadores, somos um partido de peso. Creio que haverá tanto o interesse nacional do PT em manter aliança conosco em Belo Horizonte, como o interesse do próprio Aécio Neves em também manter a aliança entre o PSDB e o PSB. No final, acho que há muitas chances de continuarmos todos juntos por lá.

Poder Online: E em São Paulo?

Roberto Amaral: Embora sempre tenhamos como meta a candidatura própria, em São Paulo creio que teremos um entendimento com o prefeito Gilberto Kassab e este novo partido que ele está lançando.

Poder Online: Mas tem a ameaça dos deputados Luiza  Erundina e Gabriel Chalita de deixarem o partido, se for feito o entendimento com o Kassab.

Roberto Amaral: Isso de sair dos partidos está cada dia mais difícil hoje em dia. A legislação é muito complicada. E nós temos todo interesse e consideração pela Erundina e pelo Chalita. Não vejo motivo nem condições objetivas para que eles saiam do partido, independentemente do que ocorra em relação ao Kassab.

Poder Online: Eles ameaçam criar uma nova legenda.

Roberto Amaral: Não creio. Eu já fundei partido e sei o quanto é penoso partir para uma eleição sem fundo partidário e sem horário de TV.

Poder Online: Mas o mesmo raciocínio vale para o Kassab. Para ir para o seu partido, ele antes teria que fundar o tal PDB. E nisso o PSB tem ajudado.

Roberto Amaral: Não, não temos nos metido. Agora, temos, sim, interesse na aproximação com o Kassab. Quanto ao novo partido que ele fundaria, trata-se do prefeito da maior cidade da América Latina e um projeto que ele diz incluir até governadores, vários prefeitos do interior, uma bancada de cerca de vinte deputados federais… Se metade disso se cumprir, será um projeto de peso, diferentemente de dois ou três deputados resolverem fundar um partido.

Poder Online: Eles ameaçam levar o governador do Ceará, Cid Gomes, e o irmão, o ex-deputado Ciro Gomes.

Roberto Amaral: Eu jantei com o Ciro em minha casa. Conversamos abertamente sobre todos os temas possíveis. Foi um encontro muito bom. Posso lhe dizer que não há hipótese desses dois saírem do PSB. O Ciro é hoje o principal nome nacional do partido e será tratado entre nós com toda a reverência que merece. Seu irmão, o Cid, é um dos maiores governadores do país e sabe muito bem da importância que damos a eles.

Poder Online: E quanto ao Rio de Janeiro?

Roberto Amaral: É um quadro mais difícil, na medida em que outras legendas têm nomes consolidados para disputar a Prefeitura. Mas devemos realizar nos próximos dias a filiação ao partido do ex-ministro José Gomes Temporão. Trata-se de um figura respeitada, um homem digno e conhecido nacionalmente. Quando ministro, trabalhou muito pelo Rio. Talvez seja uma opção. Quem sabe?

Autor: Tags: , , , , ,

  1. Primeira
  2. 10
  3. 18
  4. 19
  5. 20
  6. 21
  7. 22
  8. Última