Publicidade

Posts com a Tag Geraldo Alckmin

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014 Estados | 09:00

Três tucanos são favoritos para presidir Assembleia de SP

Compartilhe: Twitter

Três tucanos lideram atualmente a lista de apostas para presidir a Assembleia Legislativa de São Paulo na próxima legislatura.

Embora o governador Geraldo Alckmin ainda evite articular em favor a um dos candidatos, os mais citados por interlocutores são Barros Munhoz, Vaz de Lima e Fernando Capez.

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 20 de novembro de 2014 Estados | 15:51

Em tratamento para colite, Alckmin pega leve na agenda

Compartilhe: Twitter
Governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP). Foto: Divulgação

Governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP). Foto: Divulgação

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anda pegando leve na agenda.

O tucano está em tratamento por conta de uma colite.

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 17 de novembro de 2014 Congresso | 09:00

Márcio França veste a camisa de vice

Compartilhe: Twitter
Márcio França. (Foto: Divulgação)

Márcio França. (Foto: Divulgação)

O deputado Márcio França (PSB-SP) ainda não assumiu como número dois do governo Alckmin, mas já veste a camisa. França, que bateu de frente com a ex-senadora Marina Silva para garantir a aliança com o PSDB em São Paulo, anda comentando entusiasmado os projetos do tucano pelos corredores da Câmara.

Um programa que ganhou o gogó do deputado é o que prevê a criação de Fatecs voltadas à economia criativa, com atenção para áreas como moda e gastronomia.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 12 de novembro de 2014 Estados | 14:12

Saulo de Castro deve deixar Casa Civil no governo Alckmin

Compartilhe: Twitter

Ao que tudo indica, Saulo de Castro Abreu deve mesmo deixar a Casa Civil do governo Alckmin em São Paulo. O governador ainda está acertando a reorganização do secretariado, mas é provável que o deputado Edson Aparecido (SP) volte a ocupar o cargo.

Saulo deve assumir a pasta de Transportes Metropolitanos. O secretário é tido como uma das apostas de Alckmin para a eleição de 2016. A nova função, dependendo dos resultados, poderia servir como bandeira na disputa pela prefeitura.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 10 de novembro de 2014 Eleições | 12:01

Alckmin põe em prática ‘oposição institucional’ a Dilma

Compartilhe: Twitter
Geraldo Alckmin (foto: divulgação)

Geraldo Alckmin (foto: divulgação)

Geraldo Alckmin vai colocar em prática nesta tarde a orientação repassada a todos os governadores tucanos pelo comando nacional do PSDB. Se no Congresso os líderes do PSDB prometem endurecer a relação com o governo federal, nos estados a ordem é manter “a boa convivência institucional” com a presidente Dilma Rousseff. Será uma ‘oposição institucional’.

Dilma e Alckmin têm reunião marcada para às 15 horas. O encontro é o primeiro do gênero desde a eleição e vai tratar de um assunto delicado para o tucano: a crise hídrica em São Paulo.

Dirigentes do PSDB afirmam que, diferentemente de nomes como Aécio Neves e José Serra, Alckmin tem de manter um discurso colaborativo em relação ao governo federal. Mas, naturalmente, sem abandonar as críticas ao modelo de gestão petista.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 6 de novembro de 2014 Partidos | 18:00

‘O povo não está preocupado com isso, nem nós’, diz Goldman, sobre disputa interna no PSDB

Compartilhe: Twitter
O ex-governador de São Paulo e coordenador local da campanha presidencial de Aécio Neves, Alberto Goldman (PSDB-SP). Foto: Divulgação

O ex-governador de São Paulo e coordenador local da campanha presidencial de Aécio Neves, Alberto Goldman (PSDB-SP). Foto: Divulgação

O ex-governador Alberto Goldman diz não ver motivo algum para preocupação com um acirramento da disputa interna no partido, de olho na eleição de 2018. Com Aécio Neves derrotado na corrida presidencial, o governador paulista, Geraldo Alckmin, e o senador eleito José Serra aparecem entram na lista de interessados na cabeça de chapa.

“O povo não está preocupado com isso, nem nós no PSDB. Pouco importa neste momento quem vai ser candidato a que cargo e quem vai disputar o que”, diz Goldman.

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 31 de outubro de 2014 Estados | 20:42

Oposição convoca ato contra Alckmin e crise da água em São Paulo

Compartilhe: Twitter
Governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP). Foto: Divulgação

Governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP). Foto: Divulgação

Partidos como PT, PSOL, PSTU e organizações que fazem oposição ao governador reeleito Geraldo Alckmin (PSDB-SP) convocaram, para este sábado, um ato contra a crise da água que atinge o estado.

Intitulado “Alckmin, cadê a água”, o evento no Facebook já tem mais de 17 mil presenças confirmadas para a manifestação, marcada para ocorrer no Largo da Batata, no centro da capital paulista.

“O verdadeiro culpado por essa crise não é São Pedro e sim o governador Geraldo Alckmin”, diz a convocatória para o ato.

Leia também: Presidente da CPI da Sabesp é otimista sobre investigação pós-eleições

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 30 de outubro de 2014 Eleições | 12:00

Desempenho ruim de Aécio em Minas vira afago a Serra e Alckmin

Compartilhe: Twitter
AecioNeves_AlanSampaio_IGBRASILIA

Aécio Neves (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

Quem é conterrâneo do senador e candidato derrotado à Presidência, Aécio Neves, encontrou pelo menos um lado positivo no desempenho ruim que o tucano teve seu estado, Minas Gerais. É que Aécio sempre foi criticado internamente por fazer corpo mole no estado quando os candidatos ao Planalto foram Geraldo Alckmin e José Serra.

Nos últimos dias, tucanos de Minas foram uníssones em repetir pelos corredores do Congresso a tese de que o resultado da eleição seria a prova de que Aécio não jogava contra os dois colegas. Quem é próximo de Serra e de Alckmin não se convenceu.

Leia também: ‘O PSDB vai governar 51 milhões de brasileiros’, diz tucano

 

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 9 de outubro de 2014 Eleições | 10:00

Edson Aparecido deve retornar ao governo Alckmin em 2015

Compartilhe: Twitter
Edson Aparecido, chefe da Casa Civil do governo Alckmin

Edson Aparecido, chefe da Casa Civil do governo Alckmin

Depois de deixar a poderosa Casa Civil do governo paulista para comandar a campanha de reeleição do governador Geraldo Alckmin, o deputado Edson Aparecido deve matar a saudade do mandato de deputado por alguns meses.

O mais provável é que ele só retorne ao governo na virada do ano, quando se iniciar o segundo mandato do tucano.

Uma ideia para acomodar o deputado, tido como braço direito do governador, seria turbinar a Secretaria de Governo. Assim, o substituto de Aparecido, Saulo de Castro Abreu, poderia permanecer na Casa Civil.

 

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 8 de outubro de 2014 Eleições | 12:00

Serra e Alckmin elevam pressão sobre Aécio pelo fim da reeleição

Compartilhe: Twitter

Além de figurar entre os pontos da negociação com a ex-senadora Marina Silva, a ideia de acabar com a reeleição no curto prazo motivou nos últimos dias um forte aumento das pressões lideradas pelo ex-governador José Serra e o governador Geraldo Alckmin sobre o presidenciável tucano Aécio Neves. Preocupado em atrair os dois colegas e assegurar um engajamento maior de ambos na campanha do segundo turno, Aécio aceitou abrir as conversas sobre o assunto.

Leia também: Se for eleito presidente, Aécio não se compromete a ficar só um mandato

José Serra e Geraldo Alckmin (Foto: Cris Castello Branco)

José Serra e Geraldo Alckmin (Foto: Cris Castello Branco)

O que serristas e alckmistas querem é que o candidato ao Planalto não só se comprometa a acabar com a reeleição – a proposta de Aécio é que o presidente permaneça por só cinco anos no poder-, mas garanta que ele próprio abrirá mão de disputar mais um mandato, se conseguir se eleger.

Aécio é crítico declarado da reeleição, mas desconversou ontem ao ser questionado sobre se aceitaria ficar no governo por apenas um mandato. O tucano passou a bola para o Congresso Nacional, a quem, segundo ele, cabe discutir esse assunto.

A titubeada, segundo um tucano com bom trânsito no partido, ocorreu justamente por causa das conversas que hoje estão em andamento na cúpula do PSDB. Aécio, de acordo com um interlocutor, já conversou com Serra sobre o assunto.

Reeleito com folga no último domingo, Alckmin é visto como concorrente natural do senador mineiro numa disputa interna pela candidatura presidencial do PSDB em 2018. Reeleito no maior colégio eleitoral do país no primeiro turno, o governador tende a ganhar mais força se Aécio sair derrotado das urnas no próximo dia 26.

Serra, por sua vez, já sinalizou aos mais próximos que, mesmo com a idade avançada, não tem a menor intenção de se retirar do páreo. Com o ex-governador agora eleito senador, seu grupo dentro do partido trabalha com a ideia de transformá-lo em líder da oposição no Congresso. Se Aécio for eleito, Serra poderia ainda integrar um ministério de peso, que poderia se transformar em vitrine para 2018.

 

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
  6. 6
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última