Publicidade

Posts com a Tag golpe de 1964

terça-feira, 2 de dezembro de 2014 Congresso | 13:54

Congresso faz audiência pública sobre relatório da Comissão Nacional da Verdade

Compartilhe: Twitter
João Capiberibe (PSB-AP). Foto: Divulgação

O senador João Capiberibe (PSB-AP). Foto: Divulgação

Por iniciativa do senador João Capiberibe (PSB-AP) e dos deputados Luiza Erundina (PSB-SP) e Renato Simões (PT-SP), o Congresso Nacional fará uma audiência pública conjunta para debater o resultado dos três anos de trabalho da Comissão Nacional da Verdade, que serão apresentados no dia 10 de dezembro.

Leia também: ‘Me surpreendeu’, diz Erundina sobre relatório da Comissão da Verdade

A audiência será no dia seguinte à entrega do relatório oficial e terá a presença do presidente da CNV, Pedro Dallari. Também foram convidados representantes da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência, da Ordem dos Advogados do Brasil, do Ministério Público Federal e das famílias de mortos e desaparecidos.

O debate faz parte de uma ampla programação para fechar o cinquentenário do golpe militar de 1964. Entre as atividades, estão previstos um ato público público para lembrar os 46 anos da publicação do Ato Institucional nº 5, uma reunião entre todas as comissões estaduais da Verdade e a apresentação dos relatórios independentes produzidos por comissões de índigenas e de camponeses sobre as violações de direitos humanos durante a ditadura militar.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

terça-feira, 15 de abril de 2014 Congresso | 08:00

Sindicato dos Jornalistas vai acionar Conselho de Ética contra Bolsonaro

Compartilhe: Twitter
"Você está censurada", disse o deputado Jair Bolsonaro, à jornalista da Rede TV. (Foto: Reprodução)

“Você está censurada”, disse o deputado Jair Bolsonaro, à jornalista da Rede TV. (Foto: Reprodução)

Na próxima quarta-feira, o Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal vai entrar com uma ação junto ao Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, apontando tentativa de censura do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) à repórter da Rede TV Manuela Borges.

Os deputados Amauri Teixeira (PT-BA), Chico Alencar (PSOL-RJ) e Jean Wyllys (PSOL-SP) se colocaram à disposição do sindicato para apresentar a ação – que precisa ser feita via deputado ou partido.

“Você é uma idiota. Você aprendeu onde isso aí?”, disse Bolsonaro, após a jornalista fazer uma pergunta sobre o golpe de 1964, no dia 02 de abril. “Você é uma analfabeta! Não atrapalhe seus colegas, você está censurada!”, completou o deputado, visivelmente exaltado.

Além da ação junto ao Conselho de Ética, o sindicato e a jornalista também pretendem entrar com uma ação nas esferas civil, por danos morais, e criminal.

 

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 31 de março de 2014 Militares | 17:51

Casa do coronel Ustra é alvo de escracho em Brasília

Compartilhe: Twitter
Manifestação na casa do coronel Ustra, nos 50 anos do golpe militar.

Manifestação na casa do coronel Ustra, nos 50 anos do golpe militar. (Foto: divulgação)

A casa do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, ex-chefe do Doi-Codi de São Paulo, foi alvo de um protesto nesta tarde, em Brasília. Ustra foi condenado por crimes de tortura, durante a ditadura militar, mas não chegou a ser preso. Atualmente, ele reside no Lago Norte, bairro nobre de Brasília.

Leia mais: Coronel Ustra é condenado a pagar R$ 100 mil por tortura durante a ditadura

O protesto é inspirado em manifestações semelhantes, organizadas por jovens do Chile e da Argentina, explica Bárbara Loureiro, uma das organizadoras, integrante do Levante Popular da Juventude no DF. “Onde não tem justiça, a gente faz escracho popular, para denunciar os torturadores que continuaram soltos depois da ditadura militar”, afirmou.

Autor: Tags: , , , ,

Congresso | 09:00

Pressão popular pode assegurar revisão da Lei da Anistia, diz Erundina

Compartilhe: Twitter
Deputada Luiza Erundina (PSB-SP) busca rever Lei da Anistia - (Foto: Beto Oliveira / Agência Câmara)

Deputada Luiza Erundina (PSB-SP) busca rever Lei da Anistia – (Foto: Beto Oliveira / Agência Câmara)

A deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP) decidiu aproveitar os 50 anos do golpe militar para resgatar sua velha bandeira de revisão da Lei da Anistia.

Erundina é autora do PL 573/2011, que está completamente parado na CCJ desde maio de 2013 – com parecer contrário do relator Luiz Pitiman (PSDB-DF).

“O Congresso é muito sensível às pressões sociais. A meu ver, a pressão tende a crescer e o clamor popular, nesse sentido, poderá levar até mesmo uma comissão com composição desfavorável na correlação de forças – como a CCJ – a atender ao anseios da sociedade”, afirmou Erundina.

A deputada reclamou da iniciativa do senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) de continuar tentando votar, no Senado, o projeto 237/2013 – com o mesmo objetivo. “Mesmo que ele seja aprovado lá, terá que voltar para a Câmara. É aqui que nós precisamos construir uma força política em torno dessa questão”, disse. O projeto altera o entendimento da lei, retirando a anistia concedida aos crimes praticados por agentes públicos contra pessoas que se opunham ao regime.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quinta-feira, 27 de março de 2014 Congresso | 12:00

Bolsonaro briga por espaço para defender a ditadura em sessão solene

Compartilhe: Twitter

Apesar de o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), ter negado o pedido do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) de realizar uma sessão em homenagem ao regime militar, o parlamentar ainda terá espaço para defender a ditadura.

Cada bancada pode indicar um representante para falar na sessão que lembrará o golpe e Bolsonaro garante que o líder do Partido Progressista na Câmara, Eduardo da Fonte (PE), já assinou sua indicação.

No entanto, o deputado quer esticar o tempo de fala para além dos cinco minutos previstos por partido. Ele diz que pode resumir os 21 anos da ditadura em 15 minutos. “Quinze minutos é o suficiente para eu contar todo o pré, o durante e o pós 31 de março de 1964”, afirmou.

A solenidade, realizada a pedido da deputada Luiza Erundina (PSB-SP), ocorrerá no dia 1º de abril, para “homenagear civis e militares que resistiram à ditadura”.

Assista:

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quarta-feira, 26 de março de 2014 Política | 11:00

Em ato, Comissão da Verdade pedirá desmilitarização da polícia

Compartilhe: Twitter

31marco_finalO ato em memória dos 50 anos do golpe militar que está sendo organizado pela Comissão da Verdade da Assembleia Legislativa de São Paulo terá, entre outras exigências, o pedido da desmilitarização da polícia.

O evento, que terá representantes dos governos federal, estadual e municipal, será realizado no dia 31 de março na antiga sede do DOI-Codi, na zona sul da capital paulista.

“A cultura da morte praticada pelas Polícias Militares é continuidade do que fizeram os assassinos do DOI-CODI, com a mesma falsa versão de resistência seguida de morte para ocultar o extermínio de jovens negros e pobres das periferias de nossas cidades. A banalização da violência por parte da PM é a pior herança da ditadura militar”, diz trecho do manifesto que será lido pelo presidente da Comissão, deputado Adriano Diogo (PT-SP).

Durante o ato, 437 fotos dos mortos e desaparecidos durante a ditadura serão expostos.

Autor: Tags: , , , ,