Publicidade

Posts com a Tag Henrique Eduardo Alves

terça-feira, 28 de junho de 2011 Congresso | 07:02

PMDB versus PMDB

Compartilhe: Twitter

Apesar de defender publicamente o nome de Mendes Ribeiro (PMDB-RS) para a liderança do governo no Congresso, o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), trabalha nos bastidores para embaçar a indicação do deputado ao cargo.

Acontece que Mendes Ribeiro não se bica com o deputado Eduardo Cunha (RJ).

E Cunha, como se sabe, é carne e unha com o líder peemedebista.

Autor: Tags: , , , , , , ,

segunda-feira, 6 de junho de 2011 Partidos | 07:02

Chalita aposta em Marta e Serra como adversários em 2012

Compartilhe: Twitter

Se havia alguma dúvida em algumas cabeças políticas sobre o candidato do PMDB a prefeito de São Paulo, em 2012, o evento de filiação do deputado Gabriel Chalita, no sábado, em São Paulo, tratou de dissipá-la.

Todos os discursos lançaram a candidatura de Chalita à sucessão de Gilberto Kassab. Os peemedebistas destacaram que, com Chalita em São Paulo, há uma união inédita do partido.

– O ex-presidente Lula sempre desafiou a mim e ao Michel [Temer] para unir o PMDB. Pois agora, eu digo a Lula: nunca antes na história desse país, o PMDB esteve tão unido – disse Henrique Eduardo Alves (RN), líder da bancada na Câmara.

Tem razão. Mas há ainda uma fissura, a todo instante lembrada: a resistência do ex-socialista Paulo Skaf, presidente da Fiesp, ao nome de Chalita. Mas a filiação ao PMDB demonstrou bem o tamanho de Skaf: seu evento foi bem mais modesto – embora alguns correligionários tivessem forçado a barra para dizer que ele entrou no partido em festa “concorrida”, em Brasília – e, no sábado, diante de um público bem maior, não teve direito sequer a discurso.

Chalita até já estuda o quadro de seus adversários no ano que vem e aposta em Marta Suplicy, pelo PT, e seu desafeto número 1, José Serra, pelo PSDB.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 27 de maio de 2011 Partidos | 10:58

Henrique Eduardo Alves e Dilma Rousseff estão em rota de colisão

Compartilhe: Twitter

Líder do PMDB na Câmara encaminha contra o governo na votação do Código Florestal (Foto: Renato Araújo/ABr)

Ao encaminhar contra o governo a votação do Código Florestal, o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), marcou pontos junto ao baixo clero e à oposição para sua campanha a presidente da Casa no biêncio 2013/14.

Mas perdeu mais pontos junto à presidenta da República,Dilma Rousseff, que já não confia muito na cúpula peemedebista da Câmara.

Resta saber se, até a data da eleição do sucessor de Marco Maia (PT-SP), Dilma e seu governo estarão com a popularidade em alta ou em queda.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 24 de maio de 2011 Congresso | 17:16

PMDB insiste em votar contra orientação de Dilma no Código Florestal

Compartilhe: Twitter

O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), bateu o pé e anunciou agora há pouco que o partido votará a emenda 164 ao Código Florestal, do deputado Paulo Piau (PMDB-MG) — aquela que prevê anistia a pequenos produtores que desmataram áreas de reserva legal até 2008.

Trata-se justo da emenda que a presidente Dilma Rousseff se posicionou contária em reunião ontem com ministros e parlamentares da base aliada. Na ocasião, Dilma alertou: Quem quiser aprovar do jeito que está, que assuma os riscos.

Veja só a entrevista de Henrique Alves:

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quarta-feira, 27 de abril de 2011 Partidos | 17:19

Sandro Mabel de olho no PMDB

Compartilhe: Twitter

Sandro Mabel (Foto: André Dusek/AE)

Em crise no PR desde que lançou candidatura própria para a presidência da Câmara, o deputado federal Sandro Mabel está de olho no PMDB.

Há algumas semanas, ele esteve com Michel Temer para discutir a troca de partido. As negociações estão sendo conduzidas pelo líder Henrique Eduardo Alves.

Autor: Tags: , , , ,

Partidos | 12:54

Marcada data de filiação de Chalita ao PMDB. Skaf foi convidado

Compartilhe: Twitter

O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves, postou agora há pouco em seu perfil no twitter que o evento de filiação do deputado Gabriel Chalita ao PMDB será no dia 28 de maio, em São Paulo:

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 18 de março de 2011 Partidos | 16:33

A sede de cargos no PMDB

Compartilhe: Twitter

A Chefe de Gabinete da Presidência do PMDB, Marilda Castelo Branco, no cargo desde os tempos do Deputado Ulysses Guimarâes foi exonerada esta semana.

A decisão foi do líder Henrique Alves que justificou a medida porque precisaria acomodar interesses dos novos deputados.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011 Partidos | 12:46

O trabalho hercúleo de Temer

Compartilhe: Twitter

Michel Temer (Foto: André Dusek/AE)

Depois de acalmar o apetite dos pemedebistas liderados por Henrique Eduardo Alves (RN), o vice-presidente Michel Temer começa agora, discretamente, um trabalho com formadores de opinião para melhorar um pouquinho a imagem do PMDB.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011 Governo | 19:39

Fera domada: Henrique Eduardo Alves encontra-se com Dilma

Compartilhe: Twitter

Depois de tantas trocas de farpas com o governo por conta da distribuição dos cargos no segundo escalão – e das ameaças de perder tudo -, o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), enfim, foi recebido pela presidenta Dilma Rousseff, hoje, no Palácio do Planalto.

Ao chegar no Congresso, falou com o Poder Online. Segundo ele, Dilma disse à governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini (DEM), presente à audiência, que o líder é “o melhor embaixador” que o Estado pode ter em Brasília. E que ele será presidente da Câmara daqui a dois anos, como pretende, com o apoio do governo.

Em contrapartida, o peemedebista jura que seu partido dará todos os votos que o governo precisar no Congresso. Veja:

Autor: Tags: , , ,

Governo | 09:12

Prefeito do Rio discute com Dilma criação da Autoridade Pública Olímpica

Compartilhe: Twitter

Eduardo Paes (Foto: Maurício Bazílio/AE)

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, ligou ontem para o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves, para pedir que a Medida Provisória que cria a APO (Autoridade Pública Olímpica) seja retirada da pauta de votações.

Acontece que Paes quer acertar os detalhes da criação e funcionamento da APO com a presidente Dilma Rousseff e com o governador do Rio, Sérgio Cabral, antes de a medida ser votada no Congresso.

Nos cálculos de Paes, a APO vai gerar ônus de cerca de R$ 4 milhões por mês para a prefeitura do Rio.

A audiência com Dilma e Cabral deve acontecer até o final desta semana. 

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 10
  3. 18
  4. 19
  5. 20
  6. 21
  7. 22
  8. Última