Publicidade

Posts com a Tag Hugo leal

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013 Eleições | 10:00

PROS aposta em puxadores de votos para chegar a 30 federais em 2014

Compartilhe: Twitter

O PROS trabalha com uma meta para eleger de 25  a 30 deputados federais nas eleições do ano que vem.

Para isso,conta com alguns puxadores de votos em diferentes estados, com destaque para o Ceará, onde o partido tem o maior número de deputados.

No estado, o PROS aposta na popularidade do trio Ariolto Holanda (CE), Domingo Neto (CE) e Edson Silva (CE).

No Rio de Janeiro, Hugo Leal é a aposta do partido para alavancar votos.

Valtenir Pereira, no Mato Grosso, e Maurício Trindade, na Bahia, são outras apostas do PROS para chegar a sua meta em 2014.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 17 de outubro de 2013 Congresso | 11:00

Deputado pede ajuda ao Ministério do Esporte para regulamentar MMA no Brasil

Compartilhe: Twitter

O deputado Hugo Leal (PROS-RJ) apelou ao ministro do Esporte, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), a respeito da criação de uma tábua de regras para o MMA no Brasil. Leal tem se posicionamento contra a proposta de José Mentor (PT-SP), que quer banir da TV as transmissões do UFC.

“O ministério do Esporte poderia contribuir para estabelecer um regramento mínimo”, disse Leal que afirmou que como o MMA é um evento novo no país, “Mesmo que a gente não queira reconhecer o MMA, dizer que não gosta, ele existe e está sendo praticado no Brasil”, acrescentou.

Leal disse estar preocupado com a realização de pequenos eventos de MMA sem qualquer tipo de regra de conduta que poderia resultar em acidentes com os praticantes.

 

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 2 de setembro de 2013 Congresso | 18:00

‘Vale tudo contra este vale-tudo’, diz deputado sobre UFC

Compartilhe: Twitter

O deputado José Mentor (PT-SP) ganhou um aliado em sua campanha para banir as transmissões do UFC da televisão aberta.  Trata-se do Pastor Eurico (PSB-PE), que tem mostrado enorme vigor em retirar da programação da televisão as lutas do UFC.

Leia também: Petista diz que MMA é como cigarro e cachaça

“Vale tudo contra este vale-tudo miserável que está sendo levado para as nossas crianças”, disse Eurico sobre as lutas de MMA.

Pelo menos dois deputados já se posicionaram claramente na outra ponta da discussão e defendem as transmissões do UFC na TV: o ex-presidente do PSDB, Sérgio Guerra, e Hugo Leal (PSC-RJ), qua admitiu ser apreciador de artes marciais.

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 9 de maio de 2013 Congresso | 12:00

Garotinho sinaliza que novo projeto dos royalties tem simpatia da bancada fluminense

Compartilhe: Twitter

O deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) disse acreditar que o novo projeto de lei que trata da destinação dos royalties do petróleo pode ter o apoio dos deputados do Rio de Janeiro.

“Provavelmente sim porque não mexe nos contratos vigentes”, disse Garotinho.

Nos próximos dias, o deputado Hugo Leal (PSC-RJ) deverá organizar uma reunião da bancada fluminense para debater mais detalhadamente o novo PL enviado por Dilma Rousseff (PT) ao Congresso Nacional.

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 11 de dezembro de 2012 Congresso | 19:00

Partilha indesejada

Compartilhe: Twitter

O deputado Hugo Leal (PSC-RJ) encontrou com os presidentes do Senado e da Câmara – José Sarney (PMDB-AP) e Marco Maia (PT-RS) – em missa em homenagem ao Natal realizada na entrada do Congresso.

Ao cumprimentá-los, disparou:

– Vim aqui ver se vocês não iam aproveitar o momento da partilha do pão para repartir os royalties.

Sarney e Maia riram amarelo.

Autor: Tags: , , , ,

sábado, 10 de novembro de 2012 Brasil, Congresso | 17:00

Indefinição bilionária

Compartilhe: Twitter

Enquanto governo e parlamentares discutem o que fazer com os royalties do petróleo, o deputado federal Hugo Leal (PSC-RJ) ressalta que o Congresso Nacional tem até dezembro para decidir o destino do Fundo de Participação dos Estados.

No ano passado, o FPE transferiu R$ 48 bilhões para os estados e o Distrito Federal.

O problema é que no fim deste ano se esgota o prazo dado pelo Supremo Tribunal Federal para que os critérios de distribuição sejam revistos. As normas atuais favorecem os estados mais pobres.

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 23 de abril de 2012 Congresso | 17:19

Para deputado de estado produtor de petróleo, prisão de prefeito que desviava royalties do petróleo não pode contaminar discussão

Compartilhe: Twitter

Na semana passada, a prisão do prefeito do município de Presidente Kennedy, Reginaldo Quinta, esquentou a discussão sobre a distribuição de royalties. A cidade é a maior arrecadadora de royalties de petróleo no Espírito Santo.

E amanhã o deputado Carlos Zarattini (PT-SP) deve apresentar seu relatório na Comissão Paritária criada na Câmara para discutir uma nova proposta para aa redistribuição.

O Hugo Leal (PSC-RJ), que integra a Comissão Paritária do lado dos estados produtores, argumenta que o prefeito desviaria recursos do municío independentemente de serem royalties ou não.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 15 de março de 2012 Governo | 06:01

Como Vaccarezza e Ideli se atrapalharam na indicação do ministro do Trabalho

Compartilhe: Twitter

A história circulou na imprensa assim:

A presidenta Dilma, em vez de um pedetista, quase colocou no comando do Ministério dos Trabalho o deputado Hugo Leal (RJ), apadrinhado pelo seu partido, o PSC,  e pelo PTB.

Mas ontem à noite —  como forma de ilustrar o mau relacioamento entre a coordenadora política do governo, Ideli Salvatti, e o recém-afastado líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza — o deputado Silvio Costa (PTB-PE) contou ao colega Miro Teixeira (PDT-RJ) como teria sido a tal quase-nomeação de Hugo Leal.

— Foi o seguinte —  disse Silvio Costa, completando: —  Após a votação do Funpresp (Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos), ao notar que o PDT votou em peso contra o governo, o Vaccarezza procurou-nos no PTB para dizer que o PDT não teria mais o Ministério do Trabalho. Pediu que nós e o PSC indicássemos um nome comum, e chegamos ao hugo Leal. O Vaccarezza falou com a Ideli ao telefone na minha frente, e marcou um encontro. Fomos todos ao Palácio do Planalto, como eles disseram. Pois é: a Ideli nem nos atendeu. Dá para entender um negócio desses?

Autor: Tags: , , , ,