Publicidade

Posts com a Tag Ideli Salvatti

sexta-feira, 18 de setembro de 2015 Política | 10:41

Ideli trabalha para solução de crise entre Colômbia e Venezuela

Compartilhe: Twitter
Ideli Salvatti e o governador do Norte de Santander, Edgar Jesus Diaz  (Divulgação OEA)

Ideli Salvatti e o governador do Norte de Santander, Edgar Jesus Diaz (Divulgação OEA)

Depois de ter sido fiel escudeira dos governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nos momentos mais difíceis do escândalo do mensalão, e ter contribuído para tentar solucionar as constantes dificuldades do primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff na relação com aliados,  a ex-ministra Ideli Salvatti tem trabalhado agora para solucionar outra crise que não a da política brasileira.

Como , assessora de Direitos de Acesso e Igualdade da Organização dos Estados Americanos (OEA), Ideli, tem atuado na fronteira entre Colômbia e Venezuela,para ajudar a solucionar a tensão formada com o fechamento da fronteira, determinado, há três semanas, pelo presidente venezuelano Nicolás Maduro.
Nesta semana, a ex-ministra de Direitos Humanos do primeiro mandato de Dilma, participou da inauguração de uma escola para crianças colombianas, deslocadas da Venezuela.
A escola fica na região de Santander na Colômbia. Apesar da tensão entre os dois países, no início deste mês, o governo venezuelano permitiu o cruzamento das crianças, que ainda vivem na Venezuela e estudam Colômbia e estavam sem aula desde o início da tensão.
Cerca de 20.000 colombianos, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), foram afetados pelo fechamento da fronteira, justificado, de acordo com Maduro, por um ataque de “paramilitares colombianos” a militares venezuelanos, durante uma operação de combate ao contrabando.
De acordo com Ideli, a OEA tem trabalhado trabalha para que haja uma solução rápida em relação a crise entre Colômbia e Venezuela. Porém, a OEA exige que haja a garantia dos direitos das pessoas, principalmente, crianças e jovens. “Por isso, a importância dessa escola, nesse momento. É um aceno também de esperança”, disse.
A escola é uma iniciativa da OEA, por meio do programa educativo Virtual Educa, em conjunto com as autoridades colombianas.
Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 9 de junho de 2015 Brasil, Governo, Partidos, Política | 16:41

Sem mágoas do governo, Ideli assumirá cargo na OEA

Compartilhe: Twitter

Ex-ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti (PT-SC) precisou sair da pasta para dar lugar ao seu colega de partido Pepe Vargas (PT-RS) depois que ele foi demitido da articulação política do governo. Agora, Ideli arruma as malas para dar a “volta por cima”.

A ex-ministra, que também já ocupou as pastas da Pesca e cuidou da articulação política no primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff, está arrumando as malas para se mudar para Washington, nos Estados Unidos, onde assumirá o cargo de assessora especial do uruguaio Luis Almagro, recém nomeado secretário-geral das Organizações dos Estados Americanos (OEA).

O cargo é uma solução inicial. A pedido de Almagro, Ideli deverá comandar a criação de uma nova secretaria na estrutura da OEA: a de Acesso a Direitos e Equidade, que deverá presidir após a criação.

A ex-ministra garantiu que não há mágoa com sua saída do governo. “Sou o maior exemplo de que quando uma porta se fecha, outras se abrem”, disse ao Poder Online.

 

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 17 de abril de 2015 Governo | 09:00

Ideli Salvatti agora só pensa em Madri

Compartilhe: Twitter
A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

Após desocupar a pasta dos Direitos Humanos para a entrada de Pepe Vargas (PT-RS) e não ser confirmada na direção dos Correios, a ex-ministra Ideli Salvatti (PT-SC) está no aguardo da indicação de seu nome por parte do governo brasileiro para dirigir a Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI).

De sua casa, em Santa Catarina, a ex-ministra já deu inicio aos contatos por telefone e pessoalmente em busca de apoio para assumir a organização com sede em Madri, na Espanha.

Ideli tem aproveitado a experiência que adquiriu na campanha do petista José Graziano que assumiu, em janeiro de 2012, a direção-geral da FAO, agência das Organizações das Nações Unidas (ONU) para a Alimentação em Agricultura.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 9 de abril de 2015 Política | 14:48

PT paulista resiste em abrir mão dos Correios para acomodar Ideli Salvatti

Compartilhe: Twitter
A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

Um dos motivos que empacam as negociações para acomodar a ministra Ideli Salvatti no comando dos Correios, com a indicação de Pepe Vargas para a Secretaria de Direitos Humanos, é a resistência do PT paulista.

A ala paulista do partido da presidente Dilma Rousseff foi quem indicou o atual presidente da estatal, Wagner Pinheiro de Oliveira.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015 Governo | 07:30

Ideli tenta destravar divulgação da lista suja do trabalho escravo

Compartilhe: Twitter
A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

Em homenagem ao Dia Nacional de Combate a Trabalho Escravo, nesta quarta-feira, a ministra dos Direitos Humanos, Ideli Salvatti, pretende iniciar uma articulação junto ao Judiciário para que volte a ser autorizada a divulgação da lista suja do trabalho escravo, publicada desde 2004 pelo Ministério do Trabalho.

A ministra levará o tema para a reunião de hoje da Comissão Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo, que também conta com a participação do ministro do Trabalho, Manoel Dias. A ideia é montar uma força-tarefa para tentar reverter uma decisão tomada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski, a pedido da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias.

A última versão da lista suja do trabalho escravo, de julho de 2014, contava com 609 empresas. Dessas, 32 eram construtoras, o que colocava o setor como o 4º colocado. A lista reúne os donos de terras ou empresas flagrados com mão de obra escrava que tiveram a oportunidade de se defender em primeira e segunda instância administrativas. A partir de então, esses empregadores eram impedidos de receber empréstimos em bancos públicos como a Caixa Econômica Federal, que é a principal operadora do crédito imobiliário no País.

Leia também: Governo age para barrar retrocesso na lei contra trabalho escravo

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015 Governo | 14:56

Ideli agora é só internet

Compartilhe: Twitter
A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti, decidiu que vai virar conectada no novo governo.

Depois de participar de um Face-to-Face na semana passada, a petista hoje vai de Twittcam. Tudo para melhorar a comunicação de realizações da pasta.

Autor: Tags: ,

sábado, 17 de janeiro de 2015 Governo | 06:00

Ideli Salvatti anda avessa a ‘estrangeirismos’

Compartilhe: Twitter
A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

A exemplo de seus colegas de Esplanada, a ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti, também realizará conversas virtuais para tirar dúvidas e ouvir sugestões de internautas sobre o trabalho da Secretaria. A primeira será nesta tarde, reunindo os temas pátria educadora e direitos humanos.

Ideli já avisou, entretanto, que não quer saber de “estrangeirismos”. “Aqui, não tem esse negócio de Face to Face e Hangout. A gente chama de cara a cara e de bate-papo, mesmo”, diz a ministra, em referência aos aplicativos do Facebook e do Google.

Leia também: Ideli Salvatti também entra na Ravenna

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015 Governo | 16:30

Ideli Salvatti também entra na Ravenna

Compartilhe: Twitter
A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti, é mais uma das que aderiram à dieta do doutor Ravenna, famosa entre as autoridades.

Empolgada com os resultados obtidos pela presidente Dilma Rousseff e os colegas ministros Eleonora Menicucci, Kátia Abreu, Miriam Belchior e José Eduardo Cardozo, Ideli pretende perder 20 kg.

Leia também: José Eduardo Cardozo perdeu 5kg com a Ravenna

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 30 de dezembro de 2014 Governo | 19:02

Rui Falcão desautoriza nota petista que pede saída de Ideli Salvatti

Compartilhe: Twitter

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, desautorizou o Setorial Nacional de Direitos Humanos do partido, que divulgou nota terça-feira, em que pede a substituição da ministra da área, Ideli Salvatti.

Ao Poder Online, Falcão disse que o comando partidário não endossa a nota e reforçou que a escolha de ministros é atribuição exclusiva da presidente Dilma Rousseff. “Quem fala pelo PT é a presidência do PT, assim como quem escolhe o ministério é a presidente”, disse Falcão.

A nota divulgada nesta terça-feira, por meio das redes sociais, afirma que o governo precisa avançar nas políticas de ações afirmativas na Secretaria de Direitos Humanos da Presidência. “O governo Dilma está sendo atacado por colocar ministros completamente estranhos às suas pastas, manter a atual ministra na pasta de Direitos Humanos seria corroborar com isso”, diz a nota. Confira a íntegra do documento:

Secretaria Nacional de Direitos Humanos do PT
NOTA PELA TROCA DE COMANDO NA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS DO GOVERNO DILMA.

O Setorial Nacional de Direitos Humanos do Partido dos Trabalhadores entende ser necessário avançar nas políticas de ações afirmativas na Secretaria de Direitos Humanos da presidência da república.

Assim, diante do atual momento que setores conservadores da classe média e da elite brasileira começaram usar a entidade familiar (na concepção deles), para defenderem suas idéias e retroagirmos nas conquistas sociais e humanitárias.

Neste sentido, é fundamental darmos uma sinalização à esquerda e colocar quadro da área na SDH. O governo Dilma está sendo atacado por colocar ministros completamente estranhos às suas pastas, manter a atual ministra na pasta de Direitos Humanos seria corroborar com isso.

A SDH sempre se caracterizou por ser a pasta dos Governos Petistas mais próximas dos Movimentos Sociais e com um caráter essencialmente petista. Depois de termos figuras diretamente ligada aos Direitos Humanos como Nilmário Miranda, Paulo Vannuchi e Maria do Rosário, colocar alguém não caracterizado com a militância em Direitos Humanos, fez com que nenhuma política específica da pasta avançasse.

Ficando a SDH com o Partido dos Trabalhadores, há um entendimento que a Ministra deu a sua contribuição, mas é necessária para qualificação da SDH à nomeação de algum petista ligado a área dos Diretos Humanos.

Setorial Nacional de Direitos Humanos do PT

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014 Governo | 15:14

Dilma procura um destino para Ideli Salvatti

Compartilhe: Twitter

Ideli Salvatti (Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil)A presidente Dilma Rousseff mandou avisar à ministra Ideli Salvatti que pretende se sentar com ela ainda nesta semana, para definir seu destino.

No momento, a equipe de Ideli aponta duas alternativas: a primeira seria sua permanência nos Direitos Humanos. A segunda seria assumir o Ministério da Cultura, que ficou vago com a saída de Marta Suplicy.

Ideli, segundo interlocutores, hoje prefere ficar onde está. Embora ela tenha sido transferida sob desgaste das Relações Institucionais para a pasta, ela própria hoje se diz satisfeita.

 

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. Última