Publicidade

Posts com a Tag impeachment

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015 Política | 14:49

Dilma chama Ciro Gomes para ajudar na estratégia contra impeachment

Compartilhe: Twitter
Ciro Gomes

Ciro Gomes

A presidente Dilma Rousseff se encontrará entre hoje e amanhã com o ex-ministro Ciro Gomes, recém filiado ao PDT e provável candidato trabalhista à Presidência da República em 2018.

Ciro tem sido um dos mais ferrenhos opositores ao impeachment e um dos políticos mais críticos à atuação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que foi chamado de “achacador” pelo irmão de Ciro, o então ministro da Educação, Cid Gomes.

O encontro de Dilma e Ciro foi incentivado pelo governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), que tem sido um aliado de primeira hora da presidente e tem prestando atenção nos contundentes posicionamento de Ciro diante do quadro político.

Ciro ainda aposta na queda e na prisão de Cunha e chegou a taxar o vice-presidente Michel Temer, presidente do PMDB e principal benefiário do impeachment de “capitão do golpe”.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 8 de dezembro de 2015 Política | 19:43

Após se reunir com Dilma, Alckmin diz que “impeachment não é golpe”.

Compartilhe: Twitter

Ao comentar a vitória da oposição na Câmara em relação ao controle da comissão especial que analisará o impeachment, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse que isso reflete um sentimento importante da Câmara e que “impeachment não é golpe”.

O governador tucano preferiu não comentar a carta de Temer para a presidente. “Quem tem que falar sobre o assunto são ambos. Quem escreveu e quem recebeu a carta”, disse o governador depois de participar de reunião com a presidente Dilma Rousseff para discutir medidas de combate à microcefalia.

Autor: Tags: ,

Governo | 17:33

Governadores de 16 estados divulgarão carta de apoio a Dilma

Compartilhe: Twitter
Fernando Pimentel (Foto: Divulgação)

Fernando Pimentel (Foto: Divulgação)

A presidente Dilma Rousseff recebeu apoio de 16 governadores nesta terça-feira (8), dos nove estados do Nordeste, além de outros estados como o Distrito Federal, Rio de Janeiro, Roraima, Amapá, Acre e Santa Catarina.

Antes de se reunirem com a presidente, eles almoçaram o o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner e há uma expectativa de divulgação de uma carta de apoio ao final do dia.

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, ex-ministro e aliado de primeira hora da presidente, não compareceu ao encontro mas justificou a ausência, devido ao nascimento de sua filha, hoje, em Belo Horizonte.

Pimentel foi representado pelo vice, Antônio Andrade, ex-ministro da Agricultura do primeiro mandato de Dilma. Outros dois estados foram representados pelos vices. Piauí e Acre.

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015 Partidos, Política | 18:04

Picciani garante que continua líder do PMDB

Compartilhe: Twitter

O líder do PMDB na Câmara, deputado Leonardo Picciani (RJ), se disse confiante que se manterá na posição de líder da bancada peemedebista e que o movimento para tirá-lo do posto não obteve sucesso.

“Esse movimento não atingiu o seu objetivo. Eu continuarei líder prezando pela unidade da bancada”, disse Picciani.

O peemedebista disse ainda que preza pelo “bom senso”. “Evidentemente não controlo todas as posições de todos os deputados. Aqueles que têm posições mais exacerbadas, fazem o que acham que devem”, declarou.

Autor: Tags: , , ,

Política, Sem categoria | 14:22

Dilma quer conversa “cara a cara” com Eliseu Padilha

Compartilhe: Twitter
O ministro Eliseu Padilha. (Foto: Agência Brasil)

O ministro Eliseu Padilha. (Foto: Agência Brasil)

A presidente Dilma Rousseff espera uma conversa “cara a cara” com o ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Eliseu Padilha (PMDB-RS), mas ele preferiu não colocar os pés no Gabinete Presidencial por enquanto e  convocou uma coletiva na sede do PMDB, no Congresso Nacional, para explicar sua decisão de sair do governo, tomada na semana passada.

Padilha foi recebido nesta tarde pelo ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, que ainda tenta reverter a decisão de saída envolta em um clima de rompimento com o governo, diante do clima de desconfiança em relação ao impeachment.

Entre os argumentos de Wagner para ainda manter o peemedebista no governo está o de que Dilma fez um esforço muito grande para mantê-lo no governo na última reforma ministerial, apesar das reclamações da própria bancada do PMDB de que ele não teria votos suficientes que o cacifasse como ministros e não representava a bancada.

Autor: Tags: , ,

Política | 13:51

Em clima de desconfiança, Dilma e Temer cancelam compromissos e devem se encontrar ainda hoje

Compartilhe: Twitter
Michel Temer (Foto: Marcello Casal Jr./ABr)

Michel Temer (Foto: Marcello Casal Jr./ABr)

A presidente Dilma Rousseff cancelou a reunião de coordenação política que ocorreria na tarde desta segunda-feira (7) e o vice-presidente Michel Temer, cancelou sua participação na entrega do Prêmio Lide, em São Paulo, e deve voar para Brasília, após participar de um evento na Fecomércio, também em São Paulo.

Dilma informou que eles devem se encontrar ainda hoje para uma conversa.

O encontro ocorrerá após um fim semana em que Dilma reafirmou sua confiança no vice, enquanto Temer se movimentava em encontros com integrantes da oposição e governadores, à revelia do Planalto.

Os encontros de Temer com líderes da oposição, com os governadores de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB), alimentaram as suspeitas de conspiração por parte do vice para a saída da presidente.

 

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015 Sem categoria | 15:53

Para petistas, Temer “saliva” mais por impeachment que Aécio

Compartilhe: Twitter
O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB). Foto: Agência Brasil

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB). Foto: Agência Brasil

Embora o governo insista em dar a Temer a credibilidade esperada de um vice-presidente, petistas da Câmara se dizem reticentes com o comportamento do vice, considerado altamente suspeito de traição.

Nos bastidores, um petista graúdo fez um paralelo entre Temer e o senador Aécio Neves, presidente do PSDB, que tem adotado um comportamento de apoio mais “sóbrio” ao impeachment.

Na opinião do deputado do PT, só há uma pessoa que “saliva” mais pelo impeachment que Aécio: o vice.

Autor: Tags: , , ,

Política | 13:18

Celso de Mello será o relator de mandado de segurança contra decisão de Cunha

Compartilhe: Twitter

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello é que será responsável por dar o parecer sobre o Mandado de Segurança, impetrado pelo deputado Rubens Júnior (PCdoB-MA), contra a decisão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de dar andamento ao pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O pedido tem caráter liminar e pede ao STF a suspensão do recebimento da denúncia por parte de Cunha

No questionamento, o deputado alega que Cunha não cumpriu o rito necessário para a decisão, visto que não houve uma notificação prévia da presidente para que ela pudesse se defender das acusações constantes no pedido.

De acordo com o deputado, Cunha violou os princípios do devido processo legal, da ampla defesa e do contraditório, além de diversos dispositivos legais, que deveriam ser observados mesmo em um processo de natureza política.

“A natureza política do processo de impeachment não tem o condão de afastar garantias fundamentais, especialmente quando elas contribuem para a melhor solução do caso concreto, em prestígio à soberania popular e ao estado Democrático de Direito”, avaliou o deputado.

 

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 21 de outubro de 2015 Brasil, Congresso, Partidos, Política | 12:39

Em resposta ao “Natal sem Dilma”, líder do governo lança “Natal com CPMF”

Compartilhe: Twitter
José Guimarães (Foto: Agência Câmara)

José Guimarães (Foto: Agência Câmara)

Em resposta ao slogan “Natal sem Dilma”, adotado pelos movimentos pró-impeachment, o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE) rebateu com outra frase, considerada infeliz por setores do PT: “Natal com CPMF, DRU e Orçamento”, disse Guimarães, referindo-se à criação e aumento de  impostos propostos pelo governo.

Membros do PT avaliam que Guimarães perdeu a oportunidade e que a resposta obvia aos movimentos que pedem a saída de Dilma seria, no mínimo “Natal sem Golpe”.

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 18 de setembro de 2015 Congresso, Governo, Partidos, Política | 15:02

Governo conta com Cunha para barrar impeachment, mas teme articulação da oposição

Compartilhe: Twitter
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente Dilma Rousseff. (Foto: Divulgação)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente Dilma Rousseff. (Foto: Divulgação)

As devoluções, arquivamentos e postergações de decisão sobre os pedidos de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, por parte do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), são visto pelos auxiliares mais próximos da presidente como sinais de que ele não dará prosseguimento ao processo de impeachment, de forma monocrática, competência garantida ao presidente da Câmara, pela Constituição Federal.

No entanto, o governo teme que, diante de uma provável negação de Cunha, deputados de oposição, e até mesmo de partidos da base rebeldes ao governo, consigam aprovar recurso, dando início, em Plenário, à tramitação.

O assunto foi objeto de conversa da presidente Dilma com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na quinta-feira, no Palácio da Alvorada. Os dois se encontraram com o objetivo de traçar estratégia para enfrentar a deterioração do cenário político das últimas semanas, inclusive a eminência de um processo de impeachment a ser deflagrado na Câmara.

Na semana passada, a oposição levantou uma questão de ordem tratando deste assunto, que deve ser respondida por Cunha na próxima segunda-feira (21). Ao receber o principal pedido até agora, assinado pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior, Cunha disse que primeiro responderia a questão de ordem, depois decidiria sobre ele sem, no entanto, falar de prazos. Enquanto isso, a ordem no governo é negociação intensa no Congresso, principalmente na Câmara.

Dilma escalou seus ministros mais habilidosos para a função, entre eles o de Comunicação, Ricardo Berzoine, que também finaliza o novo desenho da Esplanada a ser anunciado na próxima quarta-feira (23); da Defesa, Jaques Wagner; além do chefe do Gabinete Pessoal da presidente, Giles Azevedo, que tem conseguido resultados importantes na negociação com a ala do PMDB mais rebelde da Câmara.

Autor: Tags: , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. Última