Publicidade

Posts com a Tag Janete Pietá

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014 Partidos | 07:30

Janete Pietá faz planos para 2016

Compartilhe: Twitter
A deputada federal Janete Pietá (PT-SP). Foto: Divulgação

A deputada federal Janete Pietá (PT-SP). Foto: Divulgação

Sem mandato a partir do ano que vem, a deputada federal Janete Pietá (PT-SP) pretende voltar à atuação municipal, em Guarulhos.

Ao final dos oito anos de administração do atual prefeito da cidade, Sebastião Almeida (PT-SP), Janete e seu marido também petista, Elói Pietá, estudam quem dos dois se candidatará em 2016.

De toda forma, Janete tem dito aos mais próximos que a partir de 2016 se dedicará à mobilização local – seja para preparar a sua campanha à prefeitura ou a de Elói. De 2001 a 2008, Elói esteve à frente da prefeitura de Guarulhos.

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014 Congresso | 18:45

Líder da bancada feminina protesta contra Bolsonaro

Compartilhe: Twitter
Janete Pietá (Foto: Divulgação)

Janete Pietá (Foto: Divulgação)

A deputada Janete Pietá (PT-RJ), coordenadora da bancada feminina na Câmara, reforçou os protestos contra o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), que afirmou que não estupra a deputada Maria do Rosário (PT-RS) porque ela “não merece”.

Janete levantou nesta tarde no plenário da Casa um cartaz com a frase: “Nenhuma de nós merece ser estuprada”.

 

 

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 17 de novembro de 2014 Congresso | 10:30

Ex-deputadas planejam criar ‘rede de consultoras legislativas’

Compartilhe: Twitter
Ex-coordenadora da bancada feminina da Câmara dos Deputados, Janete Pietá (PT-SP). Foto: Divulgação

Ex-coordenadora da bancada feminina da Câmara dos Deputados, Janete Pietá (PT-SP). Foto: Divulgação

Diante da saída de nomes atuantes no dia a dia da bancada feminina, as parlamentares buscam uma forma de se manterem ativas na defesa de políticas públicas para mulheres. Até o momento, uma das alternativas que mais tem empolgado tanto reeleitas e aquelas que perderam o mandato é a criação de uma Rede de Consultoras Legislativas.

Leia também: Bancada feminina prepara reivindicações aos candidatos à presidência da Câmara

“Tivemos deputadas e senadoras que acumularam uma experiência muito importante na formulação de propostas legislativas, nas duas casas, e que, por várias circunstâncias, não foram reconduzidas para a próxima legislatura. O que nós pretendemos é que não se desperdice e não se desarticule um capital político de tamanha importância”, explica a atual coordenadora da bancada, Jô Moraes (PCdoB-MG).

De acordo com Jô, a consultoria seria voltada para contribuir com ações tanto no Congresso Nacional como em assembleias legislativas estaduais, câmaras municipais, partidos políticos e em atividades de formação de mulheres em geral. A princípio, a rede funcionaria de forma mais virtual, de maneira autônoma e não-governamental.

Entre os nomes que deixarão o Congresso Nacional no próximo ano estão a ex-coordenadora da bancada Janete Pietá (PT-SP) e a ex-ministra de Políticas para Mulheres Iriny Lopes (PT-ES), além das senadoras Ana Rita Esgario (PT-ES) e Ivonete Dantas (PMDB-RN) e das deputadas Perpétua Almeida (PCdoB-AC), Manuela d’Ávila (PCdoB-RS), Fátima Bezerra (PT-RN) e Rosane Ferreira (PV-PR).

 

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 10 de novembro de 2014 Congresso | 07:30

Bancada feminina terá perfil mais conservador na próxima legislatura

Compartilhe: Twitter
Coordenadora da bancada feminina, Jô Moraes (PCdoB-MG). Foto: Divulgação.

Coordenadora da bancada feminina, Jô Moraes (PCdoB-MG). Foto: Divulgação.

Líderes da bancada feminina na Câmara avaliam que, embora tenha crescido ligeiramente no número de cadeiras, o grupo terá uma composição consideravelmente mais conservadora da próxima legislatura. Tradicionalmente, a dianteira da bancada tem sido tomada por deputadas mais próximas da militância feminista, favoráveis a pautas como legalização do aborto, casamento igualitário e separação entre política e religião.

Leia também: Mulheres negras têm mais dificuldade em se reeleger

A expectativa de mudança no perfil se apoia na chegada de deputadas evangélicas Clarissa Garotinho (PR-RJ), Tia Eron (PRB-BA), Julia Marinho (PSC-PA), Geovania de Sá (PSDB-SC) e Eliziane Gama (PPS-MA). Ao mesmo tempo, saem de cena nomes como a ex-coordenadora da bancada Janete Pietá (PT-SP) e a ex-ministra de Políticas para Mulheres Iriny Lopes (PT-ES), além de Perpétua Almeida (PCdoB-AC), Manuela d’Ávila (PCdoB-RS), Fátima Bezerra (PT-RN) e Rosane Ferreira (PV-PR).

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 8 de outubro de 2014 Eleições | 07:30

Mulheres negras têm mais dificuldade em se reeleger

Compartilhe: Twitter
Ex-coordenadora da bancada feminina da Câmara dos Deputados, Janete Pietá (PT-SP). Foto: Divulgação

Ex-coordenadora da bancada feminina da Câmara dos Deputados, Janete Pietá (PT-SP). Foto: Divulgação

Dos 43 deputados negros eleitos para a atual legislatura, apenas 24 seguirão com seus mandatos. A proporção é levemente menor do que o índice de reeleição observado na Câmara dos Deputados como um todo, onde 56,5% candidatos estarão de volta nos próximos quatro anos.

Entre as mulheres, porém, a dificuldade é significativamente maior. Das sete deputadas negras eleitas em 2010, somente a baiana Luciana Santos (PCdoB) e a carioca Benedita da Silva (PT) conseguiram renovar seus mandatos.

Já a ex-coordenadora da bancada feminina Janete Pietá (PT-SP) e as deputadas federais Andréia Zito (PSDB-RJ) e Dalva Figueiredo (PT-AP) não obtiveram votos suficientes.

Além delas, a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB-AC) tentou uma vaga pelo Senado do Acre, mas ficou em segundo lugar na disputa contra Gladson Cameli (PP-AC). Recordista em ausências, a deputada federal Nice Lobão, esposa do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, não se candidatou nestas eleições.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 9 de julho de 2014 Eleições | 10:30

Feministas realizarão ato em defesa do aborto e apoio a Padilha

Compartilhe: Twitter
Ex-coordenadora da bancada feminina da Câmara dos Deputados, Janete Pietá (PT-SP). Foto: Divulgação

Ex-coordenadora da bancada feminina da Câmara dos Deputados, Janete Pietá (PT-SP). Foto: Divulgação

As lideranças feministas do PT e do PCdoB realizarão, no próximo dia 19 de julho, a “Caminhada do Lilás com Padilha”, no centro de São Paulo em apoio ao petista, que disputa o comando do Palácio dos Bandeirantes.

“Será um ato em defesa da livre decisão das mulheres, em todos os sentidos”, afirmou uma das articuladoras do ato, a deputada federal Janete Pietá, que disputa a reeleição. “Já que o Geraldo Alckmin nunca deu relevância para essa pauta, o Padilha terá de deixar claro seu compromisso com a pauta das mulheres.

O ato, que conta com o apoio da Marcha Mundial das Mulheres, será uma oportunidade para as feministas reforçarem bandeiras já debatidas com Alexandre Padilha em seu programa de governo, sobre temas como aborto, união homoafetiva, violência contra as mulheres e autonomia econômica.

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 23 de maio de 2014 Congresso | 10:30

Deputados instalam frente parlamentar em defesa das comunidades de terreiro

Compartilhe: Twitter
Ato dos povos de terreiro, no Congresso Nacional. (Foto: Mel Bleil Gallo / IG Brasília)

Ato dos povos de terreiro, no Congresso Nacional. (Foto: Mel Bleil Gallo / IG Brasília)

Deputados se articularam para instalar, finalmente, a Frente Parlamentar em Defesa das Comunidades de Terreiro. A mobilização veio após a polêmica decisão do juiz Eugênio Rosa de Araújo, de acordo com a qual Umbanda e Candomblé não poderiam ser considerados religião.

Assista ao vídeo: Em protesto, religiões de matriz africana fazem roda de terreiro no Congresso Nacional

Após intensa mobilização social, o juiz se retratou quanto à declaração, mas manteve a decisão de não retirar os vídeos ofensivos à umbanda e ao candomblé do ar como solicitado na ação do Ministério Público.

Aproveitando o momento, deputados como Érika Kokay (PT-DF), Janete Pietá (PT-SP), Valmir Assunção (PT-BA), Amauri Teixeira (PT-BA) e Domingos Dutra (SDD-MA) se mobilizaram para conseguir o mínimo de assinaturas e concluir a instalação da frente, em ato marcado para o dia 27 de maio.

 

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quinta-feira, 15 de maio de 2014 Congresso | 10:30

Bancada feminina se articula contra ofensiva evangélica

Compartilhe: Twitter

Representantes da bancada feminina e do movimento feminista se articularam, na última quarta-feira, para conter a ofensiva evangélica que pretendia reacender o debate sobre a chamada “cura gay” e o Estatuto do Nascituro, na Câmara dos Deputados.

Leia mais: Evangélicos se uniram para resgatar cura gay

Na Comissão de Direitos Humanos, as deputadas conseguiram barrar o requerimento do deputado Henrique Afonso (PV-AC) para realização de audiência pública sobre a “cura gay” e estão se articulando junto à bancada do PSB para garantir o arquivamento da proposta apresentada pelo Pastor Eurico (PSB-SE).

Além disso, por iniciativa das deputadas Jô Moraes (PCdoB-MG), Janete Pietá (PT-SP), Érika Kokay (PT-DF) e Iara Bernardi (PT-SP), o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Vicente Cândido (PT-SP), se reuniu com o movimento e se comprometeu a não pautar o projeto do Estatuto do Nascituro, na comissão.

Assista:

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 12 de maio de 2014 Diplomacia | 10:30

Deputadas cobram ação do governo sobre sequestro de meninas na Nigéria

Compartilhe: Twitter
Ex-coordenadora da bancada feminina da Câmara dos Deputados, Janete Pietá (PT-SP). Foto: Divulgação

Ex-coordenadora da bancada feminina da Câmara dos Deputados, Janete Pietá (PT-SP). Foto: Divulgação

As deputadas da bancada feminina e da Procuradoria da Mulher da Câmara dos Deputados cobram do Itamaraty e da Secretaria de Políticas para as Mulheres uma posição sobre o sequestro de centenas de adolescentes entre 12 e 18 anos, pelo grupo Boko Haram.

Saiba mais: Conheça as centenas de jovens raptadas na Nigéria

“Solicitamos ao governo brasileiro que exija dos organismos internacionais ações efetivas para a busca das estudantes, apuração do caso e punição dos envolvidos”, diz a nota.

O documento encaminhado aos órgãos e à embaixada da Nigéria no Brasil também cobra “a oferta de auxílio técnico e militar para a resolução deste atentado terrorista às jovens, suas famílias e aos tratados internacionais de direitos humanos”.

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 26 de março de 2013 Congresso | 16:53

MST embarca no movimento contra Feliciano

Compartilhe: Twitter

O MST entrou de vez na campanha contra o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) se juntando ao movimento LGBT, movimento negro, indígena e movimento de mulheres.

Hoje, o grupo que está acampado em Brasília participou na Câmara dos Deputados de um ato de repúdio à presidência de Feliciano na Comissão de Direitos Humanos e Minorias.

Quando Feliciano foi eleito, a Via Campesina, movimento que faz parte do MST, já havia emitido uma nota de repúdio ao parlamentar.

Na Câmara, os militantes do MST foram recebidos pelos deputados Padre Tom (PT-RO), Janete Pietá (PT-SP), Janete Capiberibe (PSB-AP) e Chico Alencar (PSOL-RJ), entre outros.

Autor: Tags: , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última