Publicidade

Posts com a Tag João Capiberibe

quarta-feira, 5 de outubro de 2011 Congresso | 17:25

Capiberibe: “Não vão conseguir evitar que eu assuma”

Compartilhe: Twitter

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá, Edinardo Souza, negou o pedido de diplomação do senador eleito João Capiberibe (PSB). Segundo o desembargador, o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, foi pouco claro em seu ofício determinando o reconhecimento do direito ao mandato no Senado.

Capiberibe vê na demora mais uma estratégia da oposição a ele no estado – liderada pelo senador José Sarney (PMDB-AP) – para protelar sua posse.

– Eles estão fazendo tudo para que eu perca o maior tempo possível do meu mandato. Não vão conseguir evitar que eu assuma – afirmou Capiberibe.

A terceira vaga do estado, atualmente, é ocupada pelo primeiro suplente Geovani Borges irmão do titular Gilvan Borges, ambos do PMDB e aliados a Sarney. Gilvan está em licença médica desde 31 de março – logo, o Senado está desembolsando dois salários para uma só vaga.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 16 de agosto de 2011 Justiça | 15:59

Fux garante mandato de Capiberibe

Compartilhe: Twitter

João Capiberibe (Foto: AE)

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, acaba de dar provimento ao pedido de João Capiberibe (PSB-AP) para assumir sua vaga no Senado Federal.

Capiberibe estava impedido, como se sabe, por força da Lei da Ficha Limpa.

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 22 de julho de 2011 Justiça | 06:02

Ficha Limpa: STF vai decidir vaga de Capiberibe no Senado

Compartilhe: Twitter

João Capiberibe (Foto: AE)

O ex-governador João Capiberibe (PSB-AP) entra hoje com mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal para pedir sua diplomação e posse.

Capiberibe foi eleito senador, mas impedido de assumir o mandato pela Lei da Ficha Limpa, que caiu para a eleição de 2010.

O caso está nas mãos do ministro Luiz Fux.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010 Partidos | 17:51

Eduardo Campos não compra a briga de Capiberibe

Compartilhe: Twitter

João Capiberibe (Foto: AE)

Em plena montagem do ministério de Dilma Rousseff, o PSB se vê em uma saia justa. O partido assiste à luta do senador eleito João Capiberibe (PSB-AP), para garantir o seu mandato em 2011, sem assumir essa guerra como uma questão prioritária para a legenda.

Capiberibe é tradicional adversário do senador José Sarney (PMDB-AP). Brigar com o PMDB neste momento, é claro, poderia ser prejudicial para os socialistas na conquista de espaço no governo. É uma briga que o presidente da legenda, governador Eduardo Campos (PE), tem comprado apenas com discursos, jamais com ações efetivas.

Grande amigo de Capiberibe, o presidente Lula também mantém-se distante.

Autor: Tags: , , , ,

Partidos | 17:49

Moção de apoio a casal Capiberibe é pouco…ou nada

Compartilhe: Twitter

Como se sabe, os poderosos adversários tentam impor a Capiberibe uma terceira cassação em sua biografia política. E, por enquanto, o ex-governador do Amapá combate a oligarquia Sarney e o poder dos narcotraficantes do estado sozinho.

Ou melhor, ao lado apenas de sua mulher, a deputada eleita Janete Capiberibe, também ameaçada com a perda de registro da candidatura, e do filho, o governador eleito Camilo Capiberibe.

Os seis governadores eleitos e reeleitos pelo PSB assinaram ontem moção em apoio ao casal Capiberibe. O documento foi produzido em razão da decisão da ministra Carmen Lúcia, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que determinou ao Tribunal Regional Eleitoral que proclame novo resultado das eleições para deputado federal e senador, excluindo os nomes do casal.

A moção, no entanto, tem pouco – ou nenhum – peso na decisão do TSE. O que Capiberibe precisa é de mais ação – do tipo que o governo sabe fazer quando os temas em questão no Judiciário lhe apertam os calos.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 14 de julho de 2010 Eleições | 20:20

Casal Capiberibe esbarra no Ficha Limpa

Compartilhe: Twitter

Enquanto o ex-senador João Capiberibe (AP) e a mulher, a deputada federal Janete Capiberibe, participavam hoje do anúncio do Índice de Transparência da Associação Contas Abertas, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Brasília, o Ministério Público Eleitoral do Amapá, com base na Lei Ficha Limpa, entrou com pedido de impugnação dos registros das candidaturas dos dois.

Eleito em 2002, o casal do PSB foi acusado de comprar dois votos  por R$ 26 cada. Eles foram absolvidos pelo TRE do Amapá, mas condenados pelo TSE, atendendo a recurso apresentado pelo PMDB. Capiberibe e a mulher foram cassados em abril de 2004.

João Capiberibe compareceu à solenidade na OAB por ter sido autor da Lei de Transparência (131/09), que obriga a União, os estados e os municípios a divulgarem na internet todos os dados referentes ao orçamento.

Autor: Tags: , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última