Publicidade

Posts com a Tag Joaquim Levy

quinta-feira, 21 de maio de 2015 Política | 14:14

“Levy fica”, diz Dilma diante das críticas de senadores

Compartilhe: Twitter

A presidente Dilma Rousseff reagiu às críticas ao ministro da Fazenda, Joaquim Levy, feitas pelo senador Lindbergh Farias (PT-RJ) e antecipadas em entrevista ao iG.

“Este é um País democrático. As pessoas podem pensar diferente. Eu não tenho a mesma posição que o senador (Lindbergh Farias) em relação ministro Joaquim Levy. Ele é da minha confiança e fica no governo”, disse Dilma antes de oferecer um almoço no Itamaraty ao presidente do Uruguai, Tabaré Vasquez.

Na entrevista ao iG, Lindbergh não só pediu alterações na política econômica, como também sugeriu a saída do ministro: “Ele pensa diferente do PT. Não tenho esperança de que, enquanto estiver no Ministério da Fazenda, o Levy mude o rumo.”

 

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 18 de maio de 2015 Política | 18:33

Governo inclui na conta do corte mudanças da Câmara no pacote fiscal

Compartilhe: Twitter

Em tempos de especulação sobre o tamanho do corte a ser anunciado pelo governo ainda nesta semana, interlocutores do Planalto tem feito a seguinte conta: Soma-se o que o governo diz que já vem economizando, correspondente a 1/18 avos do previsto na Lei Orçamentária (aproximadamente R$ 58 bilhões), mais o que o Congresso, especificamente a Câmara, já modificou nas medidas do pacote fiscal e outra parcela de cautela, já que é de praxe, que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, sempre pedirá um pouquinho mais. Na soma de Levy, o corte deve fechar entre R$ 70 bilhões e R$ 80 bilhões.
O texto aprovado pela Câmara diz que o trabalhador terá direito ao seguro-desemprego se tiver trabalhado por pelo menos 12 meses nos últimos dois anos. O prazo proposto pelo governo era de 18 meses. Antes, o trabalhador precisava de apenas seis meses.
Em relação ao abono salarial, a Câmara entendeu que o trabalhador que recebe até dois salários mínimos deverá ter trabalhado por três meses para ter direito ao benefício. O texto do Executivo exigia seis meses.
Para o seguro-defeso, pago ao pescador durante o período em que a pesca é proibida, a Câmara manteve a regra vigente antes da edição da medida provisória. O pescador necessita ter ao menos um ano de registro na categoria. O governo queria aumentar a exigência para três anos.

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 11 de maio de 2015 Congresso | 09:00

Cansado de tanta crítica, Levy dá apelido a Rogério Rosso

Compartilhe: Twitter
Ex-governador do DF, Rogério Rosso (PSD-DF)

O líder do PSD na Câmara, Rogério Rosso (PSD-DF)

As constantes críticas e demandas por políticas econômicas de valorização das exportações fizeram com que o líder do PSD na Câmara, Rogério Rosso (DF), recebesse um apelido do ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

Agora, sempre que se encontram, Levy se refere ao ex-governador do Distrito Federal como “mister produtividade”. Rosso garante que não levou a alfinetada a mal e diz que até tem gostado do estilo de atuação do ministro.

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 24 de abril de 2015 Governo | 13:22

Rodrigo de Almeida deixa o iG para comandar Comunicação da Fazenda

Compartilhe: Twitter

O  jornalista Rodrigo de Almeida deixa hoje o cargo de diretor de Jornalismo do iG para assumir, como assessor especial do ministro Joaquim Levy, a coordenação da Comunicação Social do Ministério da Fazenda.

Rodrigo de Almeida, 39 anos, é doutor em Ciência Política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da UERJ. Foi pesquisador do Núcleo do Estudos do Empresariado, Instituições e Capitalismo (NEIC), teve passagem acadêmica pela The New School for Social Research (Nova York) e foi diretor executivo da Casa do Saber Rio.  Tem vários livros publicados, entre eles, a biografia do economista Eugênio Gudin. Ele deve assumir suas funções no Ministério na primeira semana de maio.

A Diretoria de Jornalismo do iG passa a ser ocupada pela jornalista Bia Sant’Anna, que até então atuava como editora-executiva da Home. 

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 6 de abril de 2015 Congresso | 17:00

Eduardo Cunha abre as portas para Joaquim Levy

Compartilhe: Twitter
Eduardo Cunha (PMDB-RJ). (foto: Alan Sampaio iG/Brasília)

Eduardo Cunha (PMDB-RJ). (foto: Alan Sampaio iG/Brasília)

Na política, o clima entre o governo e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDBRJ), está longe de ser dos melhores. Mas a coisa parece mais amena quando o interlocutor é o ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

A pedido do ministro, Eduardo Cunha chamou uma reunião em sua casa amanhã, pela manhã. Prometeu reunir líderes de centrais sindicais para discutir a aprovação do pacote fiscal no Congresso.

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 2 de abril de 2015 Governo | 12:27

Depois do chá de cadeira, Levy recebeu líder do PT à noite

Compartilhe: Twitter
Joaquim Levy (Foto: Agência Brasil)

Joaquim Levy (Foto: Agência Brasil)

Pegou mal, mas o ministro Joaquim Levy tentou compensar o furo que deu no líder do PT na Câmara, Sibá Machado, relatado ontem pelo Poder Online. Depois de deixar o petista esperando por duas horas sem ser atendido no fim da manhã, Levy deu um jeito de chamá-lo de volta para discutir a votação do ajuste fiscal no Congresso.

Os dois se reuniram à noite, numa conversa que teve também a participação do deputado Vicente Cândido, outro que havia encarado mais cedo a longa espera no Ministério da Fazenda.

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 1 de abril de 2015 Política, Sem categoria | 17:30

Metalúrgicos da CUT fazem ato contra Ministério da Fazenda

Compartilhe: Twitter

A gritaria contra o ministério da Fazenda deve continuar aumentando a dor de cabeça do ministro Joaquim Levy. Amanhã, quem promete fazer barulho em frente à sede da pasta em São Paulo são os metalúrgicos da CUT.

Serão cobradas medidas de incentivo ao setor, como a renovação da frota de caminhões. A medida é parte do pacote de reivindicações entregue ao governo em janeiro.

Autor: Tags: , , ,

Congresso | 15:31

Joaquim Levy dá chá de cadeira no líder do PT na Câmara

Compartilhe: Twitter
Deputado Federal Sibá Machado (PT-AC). Foto: Agência Câmara

Deputado Federal Sibá Machado (PT-AC). Foto: Agência Câmara

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, está dando canseira até no partido da presidente Dilma Rousseff. O líder do PT, Sibá Machado, passou o fim da manhã tomando um chá de cadeira.

Passou duas horas sentado na sala de espera, aguardando para ser recebido para uma audiência que estava previamente agendada para tratar da apreciação do pacote fiscal do governo no Congresso.

Não só Sibá não foi recebido, como não recebeu uma explicação para o furo. O PT não gostou. Nem um pouco, aliás.

Autor: Tags:

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 Partidos | 18:22

Esquerda petista critica apoio da Executiva Nacional do PT ao ajuste fiscal

Compartilhe: Twitter
O secretário nacional de Movimentos Populares do PT, Bruno Elias. Foto: Divulgação

O secretário nacional de Movimentos Populares do PT, Bruno Elias. Foto: Divulgação

Correntes que integram a chamada esquerda petista questionaram a decisão da Comissão Executiva Nacional do PT de apoiar o pacote fiscal proposto pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy. De acordo com o secretário nacional de Movimentos Populares do partido, Bruno Elias, “não há consenso do PT em defesa do ajuste fiscal do Levy”.

Saiba mais: Governo espera cortar R$ 18 bi com alteração de regras trabalhistas

Militante da tendência Articulação de Esquerda, Elias diz que o grupo votou contra a manifestação de apoio aprovada por maioria às Medidas Provisórias 664 e 665 e que se engajará “sem titubear” nas manifestações convocadas pela CUT para o dia 13 de março, contra as medidas.

“Os trabalhadores não podem pagar essa conta. Outro ajuste é possível, com maior progressividade no imposto de renda, taxação das grandes fortunas, heranças e remessas de capital ao exterior e sem restringir os direitos da classe trabalhadora”, defendeu o petista.

Em reunião realizada nesta tarde, em Brasília, a Executiva decidiu reiterar o apoio do Diretório Nacional às Medidas Provisórias 664 e 665. A resolução aprovada diz, entretanto, que os textos precisam ser aperfeiçoados pelo Congresso.

Leia também: Lula enquadra PT e defende ajuste fiscal

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 27 de janeiro de 2015 Governo | 16:53

Atrasado, Joaquim Levy chegou depois de Dilma na reunião ministerial

Compartilhe: Twitter
Joaquim Levy (Foto: Agência Brasil)

Joaquim Levy (Foto: Agência Brasil)

Recém-chegado na Esplanada sob muito fogo amigo, Joaquim Levy foi o último a chegar à reunião ministerial desta terça-feira.

O novo ministro da Fazenda só apareceu na Granja do Torto às 16h20. Quando até a presidente Dilma Rousseff já estava presente.

 

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última