Publicidade

Posts com a Tag José Priante

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012 Congresso | 09:22

Do senador Mário Couto sobre acusação de que é bicheiro: “renuncio a meu mandato”

Compartilhe: Twitter

Em vídeo gravado ao Poder Online, o senador Mario Couto (PSDB-PA) respondeu à acusação do deputado José Priante (PMDB-PA) de que ele é banqueiro do jogo do bicho no Pará:

— Faço um contrato de homem com Priante: o meu mandato contra o dele se provar que sou bicheiro.

Veja:

Autor: Tags: , , , , ,

Congresso | 06:04

Deputado denuncia senador: “O Mario Couto era banqueiro do jogo do bicho”, diz Priante

Compartilhe: Twitter

Um dos embates mais esperados este ano no Senado é entre os paraenses Mario Couto (PSDB) e Jader Barbalho (PMDB).

Já houve um primeiro pronunciamento de Couto em que ele acusou o jornal da família de Jader no Estado, o Diário do Pará, de atacá-lo sistematicamente e relembrou as acusações acerca da formação do patrimônio de seu adversário.

Aliado e primo de Jader, o deputado José Priante (PMDB) disse ao Poder Online que não haverá bate-boca entre os dois senadores:

— O Jader não vai dar confiança ao Mario. Nós sabemos bem da história dele e não vamos permitir que cresça na sombra do Jader. Sabe de onde vem esse Mario Couto, que tanto fala contra a corrupção? Do jogo do bicho. Ele era dono de banca, banqueiro do jogo.

(veja aqui a resposta do senador)

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 20 de junho de 2011 Congresso | 06:02

PMDB arma CPI contra o governo

Compartilhe: Twitter

Os deputados peemedebistas José Priante (PA) e Lúcio Vieira Lima (BA) conseguiram promover um mutirão em sua bancada e já recolheram 220 assinaturas em quase todos os partidos para a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito sobre os royalties pagos pelas empresas mineradoras.

São quase 50 asinaturas a mais do que o necessário para a criação da CPI.

O governo acredita que Roger Agnelli, ex-presidente da Vale, está por trás da movimentação.

Agnelli e o PMDB vivem uma guerra contra a antiga diretoria petista do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) por causa do pagamento de royalties da mineração, sobretudo no Pará.

O DNPM tem suas diretorias loteadas entre partidos da base governista — especialmente o PT, o PMDB e o PTB — num modelo muito semelhante ao dos Correios e Telégrafos,  onde uma briga entre padrinhos e apadrinhados acabou resultando na denúncia do Mensalão, feita pelo ex-deputado Roberto Jefferson (PTB).

Os peemedebistas atualmente dirigem o órgão. Mas acreditam que, investigando o pagamento de royalties, colocarão os petistas da antiga diretoria contra a parede.

Mas como costumava dizer o peemedebista Jader Barbalho: esse negócio de CPI a gente sabe como começa, só não dá para saber como vai acabar.

Autor: Tags: , , , , , , ,