Publicidade

Posts com a Tag Lei Geral da Copa

quinta-feira, 22 de março de 2012 Sem categoria | 07:00

São Paulo libera ou não bebida alcoólica na Copa? Alckmin não responde

Compartilhe: Twitter

O governador Geraldo Alckmin vai aguardar uma definição da Câmara dos Deputados para emitir uma posição oficial a respeito da liberação ou não do consumo de bebidas alcoólicas nos estádios durante a Copa do Mundo de 2014.

Ele pretendia divulgar sua posição na tarde de ontem.

Mas graças à obstrução orquestrada por PMDB, PPS, PSD, DEM, PR, PTB, PDT e PSC, a Lei Geral da Copa não foi votada e  Alckmin optou por repetir o discurso vago e as críticas à “esfera federal” que havia feito pela manhã.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

Congresso | 06:01

Lei da Copa não trata apenas do consumo de bebida alcoólica

Compartilhe: Twitter

Há quem defenda, no governo, a tese de que não é tanto problema assim o Congresso barrar a votação da Lei Geral da Copa.

Inclusive porque, na falta de uma norma nacional para a venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante os jogos, valem as leis estaduais, e certamente a Fifa obterá maior flexibilidade dos governos e assembleias legislativas estaduais.

Mas não pensa assim o deputado Renan Filho (PMDB-AL), que pesidiu aa Comissão Especial que analisou a Lei Geral da Copa.

Segundo ele argumenta, há uma série de outros pontos que tornam a votação da norma nacional fundamental.

Em tempo:

Apesar disso, Renan participou da obstrução de seu partido à votação da Lei da Copa, a fim de esperar pela votação imediata do Código Florestal, como querem os ruralistas.

O deputado explica sua posição:

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 21 de março de 2012 Congresso | 19:31

O painel da derrota do governo

Compartilhe: Twitter

Praticamente toda base aliada se une para derrotar Planalto na Câmara

Este foi o retrato da votação de hoje no plenário da Câmara. O Palácio do Planalto insistiu  e o presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS), atendeu. Colocou em pauta o projeto da Lei Geral da Copa.

Mas a sessão não durou duas horas. Com o apoio de praticamente todos os partidos da base aliada, o projeto foi retirado de pauta.

Apesar do clima de insatisfação em toda a base aliada, o líder do governo, Alirndo Chinaglia (PT-SP), atribuiu a derrota à pressão dos ruralistas para votar o novo Código Florestal.

Autor: Tags: ,

Congresso | 19:07

Líder do PMDB jura que partido salvou o governo

Compartilhe: Twitter

Do líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), sobre o fato de o partido ter obstruído a votação do projeto do governo de Lei Geral da Copa:

— Não é rebeldia. O PMDB salvou o governo de sofrer uma derrota aqui, na Lei Geral da Copa. E, com isso, ainda estamos dando tempo ao Palácio para negociar um projeto de Código Florestal possível de ser aprovado em plenário.

Só falta convencer à ministra da Coordenação Política, Ideli Salvatti.

Autor: Tags: , , ,

Copa 2014 | 16:14

Marco Maia colocará Lei Geral da Copa na pauta de votações desta quarta-feira

Compartilhe: Twitter

O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), se prepara para entrar no plenário da Casa e colocar o projeto da Lei Geral da Copa na pauta desta quarta-feira.
A votação acontece diante da insistência do Palácio do Planalto de confrontar os deputados da bancada ruralistas, que pressionam pela inclusão do novo Código Florestal na pauta do dia.
Marco Maia resolveu que só irá marcar uma data para a votação do novo Código Florestal na semana que vem, que provavelmente será depois da semana Santa.

Autor: Tags: ,

terça-feira, 20 de março de 2012 Congresso | 07:02

Governo cobra votação da Lei da Copa esta semana e relator acata mudanças no texto

Compartilhe: Twitter

O governo decidiu cobrar de sua base parlamentar a votação da Lei Geral da Copa ainda esta semana na Câmara.

O relator do projeto, Vicente Cândido, mesmo contrariado, aceitou mudar mais uma vez o texto do projeto, que liberava expressamente a venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante as Copas das Confederações de 2013 e do Mundo de 2014.

A bancada do PT pediu que ele retornasse ao texto original do governo, que apenas retira a proibição presente no Estatuto do Torcedor.

A bancada do PT estava contra a liberação. Mas o líder do governo, Arlindo Chinaglia (PT-SP), convenceu os petistas a bancarem a proposta original do governo.

Ele argumentou que, assim como o Catar, que é um país muçulmano, o Brasil fechou acordo com a Fifa para não proibir a venda:

— Não significa trair valores, significa fazer acordos que têm valores comerciais.

Vicente Cândido diz-se contrariado porque acha que  o texto do governo deixa margem a confusão  ao não se explicitar a liberação.

Segundo ele, após aprovada a Lei Geral da Copa, a Fifa ainda será obrigada a negociar com cada um dos sete estados que tenham leis específicas proibindo a venda de bebidas alcoólicas nos estádios.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 19 de março de 2012 Congresso | 17:45

Marco Maia usará “termômetro” para definir data da votação da Lei Geral da Copa

Compartilhe: Twitter

O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), informou ao relator da Lei Geral da Copa, Vicente Cândido (PT-SP), que vai medir o clima entre os demais deputados da Casa antes decidir quando coloca em pauta a votação do projeto.

A previsão é que o texto seja votado na próxima quarta-feira.

Quanto ao novo Código Florestal, que é um problema para o Palácio do Planalto, o governo trabalha seriamente com a possibilidade de adiar a votação para depois da semana santa. Ou, talvez, depois da Rio+20.

Autor: Tags: , , ,

Copa 2014 | 08:00

Ruralistas e evangélicos podem complicar votações na Câmara

Compartilhe: Twitter

Uma possível união entre as bancadas ruralista e evangélica na Câmara ameaça o governo na votação da Lei Geral da Copa, prevista para esta terá-feira.

Por causa do tensionamento das relações com a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, na negociação do novo Código Florestal, ruralistas estão propondo à bancada evangélica um troca-troca: eles apoiam a derrubada o artigo da Lei Geral da Copa, que permite a venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante a competição, e os evangélicos votam contra as propostas dos ambientalistas.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 16 de março de 2012 Copa 2014 | 11:44

Marco Maia recebe Joseph Blatter

Compartilhe: Twitter

Numa tentativa de sinalizar que a Câmara está se esforçando para votar o projeto de Lei Geral da Copa, o presidente da Câmara, Marco Maia (PR-RS), vai oferecer um almoço para o presidente da Fifa Joseph Blatter.

O encontro acontece logo após reunião de Blatter com a presidenta Dilma Rousseff no Palácio do Planalto.

Além de Maia, participam do encontro o Ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e o relator do projeto de Lei Geral da Copa, Vicente Cândido (PT-SP). Maia quer  garantir a Blatter que apesar da demora, o projeto deve ser votado na semana que vem.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 15 de março de 2012 Congresso, Copa 2014, Governo | 17:32

Relator da Lei Geral da Copa atribui trapalhada do governo à mudança de líder na Câmara

Compartilhe: Twitter

O relator do projeto da Lei Geral da Copa, Vicente Cândido (PT-SP), atribuiu à mudança do líder do governo na Câmara parte da culpa pela confusão do Planalto em torno da questão da venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante a Copa de 2014.

Cândido disse que o tema já havia sido discutido e estava pronto ser votado no plenário. Com a troca de liderança, entretanto, a discussão teria sido reaberta.

O Planalto sinalizou então que não havia compromisso em liberar a venda de bebidas alcoólicas nos estádios. A posição precisou ser revista em poucas horas.

Cândido ironizou a atuação da assessoria jurídica da Casa Civil no episódio.

O parlamentar disse também que a confusão só dará mais trabalho para o governo aprovar o projeto em votação no plenário na semana que vem.

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última