Publicidade

Posts com a Tag Luiz Argôlo

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 Congresso | 11:00

Processo de cassação de Argôlo será retomado caso baiano tome posse

Compartilhe: Twitter
Deputado Federal Luiz Argôlo (SDD-BA) responde a processo no Conselho de Ética. (Foto: Agência Câmara)

Deputado Federal Luiz Argôlo (SDD-BA) responde a processo no Conselho de Ética. (Foto: Agência Câmara)

Luiz Argôlo (SDD-BA) é um dos raros casos de suplente que não quer virar titular. Primeiro suplente da coligação que reuniu DEM, PMDB, PSDB, PTN, SDD, PROS, PRB e PSC na disputa proporcional na Bahia, Argôlo não deverá ter vida fácil caso tenha uma janela para voltar à Câmara dos Deputados.

Isso porque, o processo que corre no Conselho de Ética da Casa e cujo pedido de cassação já foi aprovado no grupo foi sobrestado pelo ex-presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).

Isso significa que se Argôlo assumir o mandato, o processo volta do ponto onde havia sido interrompido pelo ato do ex-presidente. Como houve um recurso de Argôlo na Comissão de Constituição e Justiça, o processo seria retomado a partir desse ponto.

Acontece que já há parecer do relator do recurso, Valtenir Pereira (PROS-MT), rejeitando o pedido de Argôlo, colocando o processo a um passo de ir para votação no Plenário. Nesse caso, a apreciação do pedido de cassação será feita por voto aberto.

Ou seja, a principal consequência caso Argôlo tome posse será a retomada do seu processo de cassação.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014 Congresso | 13:34

Marcos Rogério será o relator do caso Bolsonaro no Conselho de Ética

Compartilhe: Twitter
Deputado Marcos Rogério (PDT-RO)

Deputado Marcos Rogério (PDT-RO)

O presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados, Ricardo Izar (PSD-SP), anunciará em instantes o nome do relator responsável por conduzir o caso Bolsonaro naquela instância.

Jair Bolsonaro foi alvo de representação no Conselho de Ética depois de dizer à deputada Maria do Rosário (PT-RS) que não a estupraria porque a parlamentar não seria merecedora de tal agressão.

Izar selecionou o deputado Marcos Rogério (PDT-RO) para relatar a questão. Rogério saiu fortalecido depois do trabalho que realizou como relator do caso envolvendo o deputado baiano Luiz Argôlo (SDD) e as relações deste com o doleiro Alberto Youssef.

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014 Congresso | 19:15

Após adiamento, relator promete para amanhã parecer sobre Argôlo na CCJ

Compartilhe: Twitter
Deputado federal Valtenir Pereira (PROS-MT). Foto: Divulgação

Deputado federal Valtenir Pereira (PROS-MT). Foto: Divulgação

Depois de frustrar membros do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara ao adiar a entrega de seu relatório sobre o caso Luiz Argôlo (PSD-BA), Valtenir Pereira (PROS-MT) promete apresentar seu parecer amanhã.

Leia também: Presidente do Conselho de Ética teme que Argôlo seja primeira pizza da Lava-Jato

Pereira é relator na Comissão de Constituição e Justiça do recurso encaminhado por Argôlo após aprovação no Conselho de Ética do parecer de Marcos Rogério (PDT-RO) que pede a cassação do parlamentar baiano.

Mesmo no prazo normal, inicialmente programado para 2 de dezembro, a apresentação do relatório que analisará o recurso de Argôlo na Comissão de Constituição e Justiça já era tido como tardio e com risco de livrar Argôlo da cassação.

Com o adiamento, a pizza é praticamente garantida, já que não haverá tempo para o encaminhamento para o Plenário da votação do relatório que pediu a cassação de Argôlo em função de suas relações com o doleiro Alberto Youssef.

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 8 de outubro de 2014 Congresso | 13:30

Derrotado nas urnas, Argôlo se prepara para encarar o Conselho de Ética

Compartilhe: Twitter
Deputado Federal Luiz Argôlo (SDD-BA) responde a processo no Conselho de Ética. (Foto: Agência Câmara)

Deputado Federal Luiz Argôlo (SDD-BA) responde a processo no Conselho de Ética. (Foto: Agência Câmara)

Sem votos suficientes para voltar a Brasília no próximo ano, o deputado federal Luiz Argôlo (SDD-BA) já se prepara para encarar novamente o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. Adiado na véspera, o julgamento do deputado foi remarcado para a quarta-feira da semana que vem e a expectativa é de que o parecer do relator Marcos Rogério (PDT-RO) seja pela cassação.

Leia também: Na mira do Conselho de Ética, Argôlo arrecada mais que em 2010

Até lá, porém, Argôlo ainda aposta na colaboração de seus colegas. Entre alguns integrantes do Conselho, há uma sensação de que o deputado baiano já foi punido nas urnas. Outros acreditam que o fato de Argôlo não ter sido reeleito facilita a condenação pela Casa. Resta saber se a derrota eleitoral será considerada suficiente ou se os deputados ainda assim votarão contra o deputado, que ficaria inelegível pelos próximos oito anos.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 26 de setembro de 2014 Eleições | 07:30

Na mira do Conselho de Ética, Argôlo arrecada mais que em 2010

Compartilhe: Twitter
Deputado Federal Luiz Argôlo (SDD-BA) responde a processo no Conselho de Ética. (Foto: Agência Câmara)

Deputado Federal Luiz Argôlo (SDD-BA) responde a processo no Conselho de Ética. (Foto: Agência Câmara)

A possibilidade de o deputado federal Luiz Argôlo (SDD-BA) ter seus direitos políticos cassados pela Câmara dos Deputados não impediu que o candidato à reeleição superasse a arrecadação obtida em 2010.

Assista: Ex-contadora de Youssef desmente Argôlo: ‘posso provar que nos encontramos mais vezes’

Até o momento, Argôlo já recebeu R$ 360 mil, equivalentes a mais que o dobro do mesmo período das últimas eleições. O valor parcial é praticamente igual ao total arrecadado em 2010, com correção monetária.

Entre os principais doadores, está a UTC Engenharia, que repassou R$ 150 mil. A empresa é uma das citadas nos depoimentos do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa à Polícia Federal como parte de um esquema de desvio de recursos da estatal, de acordo com reportagem da revista Veja.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 3 de setembro de 2014 Congresso | 18:00

Ex-contadora de Youssef desmente Argôlo: ‘posso provar que nos encontramos mais vezes’

Compartilhe: Twitter

A ex-contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Poza, foi à Câmara dos Deputados nesta quarta-feira para apresentar sua versão dos fatos contra as últimas declarações do deputado federal Luiz Argôlo (SDD-BA) ao Conselho de Ética.

De acordo com Meire, diversas pessoas que trabalharam na empresa GFD, de Youssef, poderiam comprovar os encontros entre os dois, para tratar dos repasses financeiros.

Leia mais: Contadora divulga áudio em que advogado de Argôlo oferece dinheiro por silêncio

“Foram encontros fortuitos, casuais, porque ele ia muito na GFD. O Carlos Alberto (Pereira da Costa), Enivaldo Quadrado, o próprio João Procópio (Almeida Prado), as secretárias e as copeiras sabem que ele frequentava a GFD”, afirma a contadora. “Caso se faça necessário eu vou sim trazer pessoas que vão comprová-lo”.

Assista ao vídeo completo:

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 2 de setembro de 2014 Congresso | 14:11

Argôlo rejeita rótulo de ‘bebê Johnson’

Compartilhe: Twitter
Deputado Federal Luiz Argôlo (SDD-BA) responde a processo no Conselho de Ética. (Foto: Agência Câmara)

Deputado Federal Luiz Argôlo (SDD-BA) responde a processo no Conselho de Ética. (Foto: Agência Câmara)

Investigado por quebra de decoro, o deputado federal Luiz Argôlo (SDD-BA) aproveitou parte de seu depoimento para reclamar ao Conselho de Ética da Câmara do codinome de “bebê Johnson” revelado pela ex-contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Poza.

“Talvez ela tenha se referido a mim como um bebê Johnson porque eu não fazia parte de toda essa estrutura em que ela queria me colocar”, disse Argôlo, que afirma só ter encontrado com Meire uma única vez. De acordo com o deputado, Meire teria pedido R$ 250 mil reais para “pagar umas contas” e, diante da negativa de Argôlo pagar o dinheiro, ela teria ido ao Conselho de Ética para denunciá-lo.

Argôlo disse ainda que está preparando uma série de processos por calúnia e difamação, inclusive contra a ex-contadora e insinuou que teria denúncias a fazer para a imprensa sobre a forma como ele e Meire foram apresentados e “como ela se comporta perante os homens”.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 12 de agosto de 2014 Congresso | 10:56

Contadora de Youssef confirma presença em sessão do Conselho de Ética

Compartilhe: Twitter

Meire Poza acaba de confirmar sua presença na sessão desta quarta-feira no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados.

O presidente do Conselho de Ética, Ricardo Izar (PSD-SP), marcou a sessão para as 10h.

Meire foi contadora do doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato.

Meire será ouvida no processo que apura a suposta quebra de decoro parlamentar de Luiz Argôlo (SDD-BA). Argôlo é suspeito de manter relações com Youssef.

O parlamentar teria trocado mensagens com o doleiro para supostamente acertar detalhes da transferência de R$120 mil que teriam como destino a conta de Vanilton Bezerra, chefe de gabinete de Argôlo.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 18 de julho de 2014 Congresso | 07:30

Presidente da Câmara pede votação dos casos Vargas e Argôlo até eleições

Compartilhe: Twitter
O deputado Henrique Eduardo Alves (Foto: José Cruz/ABr)

O deputado Henrique Eduardo Alves (Foto: José Cruz/ABr)

O próprio presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), tem se articulado para garantir que os processos contra o ex-petista André Vargas e Luiz Argôlo (SDD-BA) sejam concluídos até as eleições de outubro.

Leia também: Argôlo alega uso de prova ilegal em defesa no Conselho de Ética

Alves, que disputará o governo do Rio Grande do Norte, pediu agilidade na condução dos processos diretamente ao presidente do Conselho de Ética, Ricardo Izar (PSD-SP).

Com o adiamento da votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias, o prazo dos processos continua a correr normalmente e os relatores de cada processo – Júlio Delgado (PSB-MG) e Marcos Rogério (PDT-RO) – afirmam que seguirão o combinado.

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 16 de julho de 2014 Congresso | 12:00

‘Nossa estratégia não é protelar as investigações’ afirma advogado de Argôlo

Compartilhe: Twitter
Deputado Federal Luiz Argôlo (SDD-BA) responde a processo no Conselho de Ética. (Foto: Agência Câmara)

Deputado Federal Luiz Argôlo (SDD-BA) responde a processo no Conselho de Ética. (Foto: Agência Câmara)

Ao contrário do que tem feito a defesa do ex-petista André Vargas no Conselho de Ética da Câmara, o advogado do deputado Luiz Argôlo (SDD-BA), Aluísio Reges, garante que não tentará atrasar o processo para ganhar tempo até as eleições.

Leia também: Deputados propõem adiar recesso para concluir casos Vargas e Argôlo

“Nossa estratégia não é protelar as investigações. Nós vamos agir de uma forma completamente diferente da defesa do Vargas. Pode ver que nós não precisamos ser chamados por edital, mesmo doente o deputado recebeu a denúncia. Agora, também não vamos acelerar nada”, afirmou Reges.

Em junho, o Solidariedade decidiu arquivar o processo contra Argôlo. Com o sinal verde do partido, o deputado disputará a reeleição na Bahia. Uma eventual cassação, porém, abriria brechas jurídicas para impedir sua posse, caso eleito.

 

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última