Publicidade

Posts com a Tag Luiz Moura\

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015 Partidos | 16:02

Luiz Moura parece dar ‘paz’ ao PT

Compartilhe: Twitter
Luiz Moura (Foto: Divulgação)

Luiz Moura (Foto: Divulgação)

O PT diz que o caso do deputado estadual Luiz Moura (SP), expulso por suspeita de manter vínculos com o Primeiro Comando da Capital (PCC), está mesmo encerrado.

Embora Moura tenha prometido recorrer a todas as instâncias do partido sobre a decisão de removê-lo dos quadros petistas, o comando partidário diz que nada foi apresentado até agora.

 

 

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 19 de setembro de 2014 Partidos | 09:00

Mesmo expulso, Luiz Moura cola imagem ao PT

Compartilhe: Twitter
O site de Luiz Moura na internet (Reprodução)

O site de Luiz Moura na internet (Reprodução)

O PT não quer nem ouvir falar de Luiz Moura, mas a recíproca parece passar longe do deputado paulista, suspeito de envolvimento com o PCC.

O diretório estadual petista já expulsou o deputado, que tentou recorrer a instâncias superiores, mas já foi avisado de que qualquer tentativa de reverter a decisão será inócua.

Ainda assim, o site de Luiz Moura na internet ainda estampa por todos os lados as cores e a estrela do partido. Sem contar o domínio da página, que é luizmourapt.com.br.

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 6 de agosto de 2014 Política | 09:00

O que espera o deputado Luiz Moura

Compartilhe: Twitter
Luiz Moura (Foto: Divulgação)

Luiz Moura (Foto: Divulgação)

Se depender da conversa que corre no Ministério Público paulista e na Polícia Civil, o deputado estadual Luiz Moura, expulso nesta semana do PT, ainda tem muita dor de cabeça pela frente.

O que se diz é que há uma massa crítica graúda já levantada contra ele, suficiente para fazer andar rapidamente uma investigação sobre as suspeitas de um elo do deputado com o PCC.

Por ter foro privilegiado, Moura só pode ser investigado pela Procuradoria-Geral de Justiça, que já encaminhou ao Tribunal de Justiça do estado um pedido para que seja autorizada a abertura formal do processo.

Moura nega qualquer envolvimento com o crime organizado e promete brigar na Justiça pelo direito de disputar a reeleição na Assembleia paulista.

 

 

Autor: Tags: ,

terça-feira, 5 de agosto de 2014 Eleições | 12:25

PT tenta jogar caso Luiz Moura na conta do governo Alckmin

Compartilhe: Twitter
Luiz Moura (Foto: Divulgação)

Luiz Moura (Foto: Divulgação)

O PT tenta jogar na conta do governo do tucano Geraldo Alckmin parte da dor de cabeça que continua tendo com o caso Luiz Moura. O deputado estadual foi flagrado numa reunião da qual participavam integrantes do PCC, investigada pela Polícia Civil. Mas até agora não foi indiciado, até porque tem foro privilegiado.

O PT diz não esperar qualquer tipo de desfecho antes do processo eleitoral.  E, com isso, a preocupação maior é que ele tenha chances de ganhar na Justiça o direito de concorrer na eleição deste ano.

Seja como for, as instâncias nacionais do partido já estão preparadas para referendar a decisão do diretório estadual da legenda, que expulsou o deputado na semana passada.

Leia também: Crise da água e expulsão de Luiz Moura dão alento a Alexandre Padilha

Autor: Tags: , , ,

sábado, 2 de agosto de 2014 Eleições | 08:00

Expulsão de Luiz Moura e crise da água dão alento a Alexandre Padilha

Compartilhe: Twitter
Alexandre Padilha

Alexandre Padilha

O PT de São Paulo encerrou esta semana convencido de que, finalmente, terá algum alento na campanha do ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha.

O clima não é exatamente de céu de brigadeiro, mas o partido comemora, por exemplo, o fato de ter consumado a expulsão do deputado Luiz Moura, suspeito de manter relações com o PCC.

O PT ainda se prepara para enfrentar recursos e ações do deputado na Justiça. Mas entende que a expulsão é suficiente para dizer ao eleitorado que o partido não foi conivente e agiu na hora certa.

Mas o alívio maior veio com a chance de transformar a crise no abastecimento de água em um discurso crítico forte contra o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Toda a campanha petista já começou a ser redirecionada, de maneira a incorporar com mais ênfase esse tema.

A ordem na campanha de Padilha, agora, é apostar todas as fichas no horário eleitoral no rádio e na televisão.  A prioridade é criar as condições para se aproximar ao máximo do patamar histórico de votação do PT no estado e superar o peemedebista Paulo Skaf na disputa.

 

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 1 de agosto de 2014 Partidos | 12:00

Diretório do PT confirma expulsão de Luiz Moura

Compartilhe: Twitter

O diretório estadual do PT acaba de referendar a decisão tomada ontem pela executiva estadual do partido e bateu o martelo na expulsão do deputado estadual Luiz Moura. A decisão foi confirmada por unanimidade, segundo informaram ao Poder Online fontes que participam da reunião.

Luiz Moura (Foto: Divulgação)

Luiz Moura (Foto: Divulgação)

Moura bateu de frente com o comando partidário desde que foi suspenso do partido, diante da repercussão da notícia de que manteria um vínculo com o PCC. Após ser suspenso da legenda, em maio, ele passou a contestar internamente a decisão e recorreu à Justiça para tentar  concorrer a um novo mandato pelo PT na eleição deste ano.

O presidente estadual do PT, Emidio de Souza, já havia adiantado ao Poder Online que pediria a expulsão do deputado assim que se aproximasse o fim do prazo de suspensão, que era de 60 dias. Ontem, a executiva estadual petista confirmou a previsão e decidiu, também por unanimidade, propor a expulsão do deputado. Mas, para ter validade, a decisão precisava passar pelo crivo do diretório.

O PT considera a saída de Moura da legenda fundamental para enterrar o assunto e afastar ao máximo o caso da campanha de Alexandre Padilha ao governo de São Paulo. Embora não tenha relação com o ex-ministro da Saúde, o caso ajudou a aumentar o desgaste do PT no estado, justamente no momento em que Padilha se esforça para decolar nas pesquisas.

Na época em que o caso veio à tona, o partido recorreu a um mecanismo estatutário e optou pela suspensão de Moura para dar uma solução rápida ao caso. O procedimento padrão seria a instalação de uma Comissão de Ética, que envolveria a oitiva de testemunhas e o cumprimento de prazos para apresentação de defesa. Mas, ao contestar na Justiça a decisão, Moura deu mais exposição ao caso do que esperava a legenda, jogando toda a estratégia por terra.

Leia também: PT pedirá afastamento de Luiz Moura por acusação de elo com o PCC

Relembre o casoDeputado acusado de relação com PCC diz que só entrega mandato na Justiça

 

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 21 de julho de 2014 Eleições | 06:00

Presidente do PT paulista pede expulsão de deputado acusado de elo com PCC

Compartilhe: Twitter

O presidente do PT de São Paulo, Emidio de Souza, endureceu o discurso contra o deputado estadual Luiz Moura, suspeito de manter relações com o PCC. Moura está suspenso do partido por 60 dias e entrou na Justiça contra a legenda, para tentar se lançar candidato na eleição deste ano.

“Se depender de mim, o partido vai expulsá-lo ao fim desse prazo de 60 dias. Vamos cumprir todos os trâmites previstos no estatuto, mas esta será a minha posição”, afirmou Emidio ao Poder Online.

Emidio avisou que a única chance que Moura tem de ser candidato na eleição deste ano é se a Justiça assim determinar. “O partido está absolutamente fechado nesta questão. Se depender do PT, ele não concorre na eleição em hipótese alguma.”

 

 

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 4 de junho de 2014 Política | 06:00

Acordo firmado no comando do PT tornará inócuos recursos de Luiz Moura

Compartilhe: Twitter
Luiz Moura (Foto: Divulgação)

Luiz Moura (Foto: Divulgação)

O deputado estadual Luiz Moura (PT-SP) declarou que tem a intenção de recorrer a todas as instâncias do PT contra sua suspensão pela acusação de manter relação com o PCC, mas já foi avisado que a tentativa será totalmente inócua. Isso porque todas as instâncias petistas – desde o diretório estadual até o alto comando nacional – já selaram um acordo para derrubar a tentativa do deputado de se manter nos quadros partidários.

O partido entende que, ao prometer entrar com os recursos, Moura tenta protelar sua expulsão, na esperança de que a repercussão negativa do caso esfrie e a legenda recue na decisão de avançar no processo disciplinar interno.

Mas a chance de isso ocorrer, de acordo com o comando partidário, é zero. Até porque não é só o partido que concorda com a necessidade de enterrar o caso o quanto antes. A decisão de abrir o processo de expulsão do deputado tem aval expresso também do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do Palácio do Planalto.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 3 de junho de 2014 Política | 06:00

PT sela acordo interno para acelerar expulsão de deputado acusado de elo com PCC

Compartilhe: Twitter
Luiz Moura (Foto: Divulgação)

Luiz Moura (Foto: Divulgação)

O PT de São Paulo já acertou com todas as instâncias partidárias – desde seu diretório estadual até o comando nacional –  uma estratégia para acelerar o processo de expulsão do deputado Luiz Moura, suspeito de envolvimento com o PCC. O primeiro passo do partido foi suspender o deputado por 60 dias e abrir um processo disciplinar contra ele. Agora, a ordem é acelerar o trâmite e encerrar o caso ainda durante o período de vigência da suspensão.

Pensando em agilizar o andamento do caso, o PT optou pelo processo disciplinar decidido pela executiva estadual, em vez de instalar uma Comissão de Ética. Ainda assim, o partido tem prazos de defesa para cumprir e sabe que a burocracia interna levará pelo menos pouco mais de um mês.

O que é certo é que, uma vez instaurado o processo disciplinar, o partido já decidiu que não dará legenda ao deputado. Moura ficará impossibilitado de disputar a eleição deste ano e não poderá, portanto, renovar seu mandato. A rigor, ele tem o direito de recorrer a instâncias superiores para tentar reverter a decisão. Mas o PT paulista já o advertiu de que tem acordo selado com o comando nacional para barrar qualquer investida nesse sentido.

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 2 de junho de 2014 Política | 16:52

Deputado acusado de elo com PCC disse ao PT que ‘não fez nada de errado’

Compartilhe: Twitter
Luiz Moura (Foto: Divulgação)

Luiz Moura (Foto: Divulgação)

Na reunião que teve nesta segunda-feira com a direção do PT de São Paulo, o deputado estadual Luiz Moura insistiu na tese de que “não fez nada de errado” e voltou a negar o vínculo com o Primeiro Comando da Capital (PCC). Moura virou alvo das suspeitas desde que participou de uma assembleia de motoristas e cobradores, na qual estavam presentes vários integrantes da organização criminosa.

Leia também: PT suspende deputado acusado de elo com PCC

Dirigentes do PT tentaram de tudo para convencer o deputado a se desfiliar. Avisaram que a insistência em permanecer na legenda significaria automaticamente a abertura de um processo disciplinar interno. O comando partidário o advertiu também de que esta seria sua última chance de evitar um desgaste ainda maior. E explicou que já havia acordo com todas as demais instâncias partidárias para “solucionar” a questão o quanto antes.

Diante da desistência de Moura, o PT paulista decidiu abrir um processo disciplinar interno, que vai culminar na expulsão do parlamentar. A avaliação do partido é a de que, com isso, será possível estancar boa parte da repercussão negativa do caso.

 

Autor: Tags: , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última