Publicidade

Posts com a Tag Mahmoud Ahmadinejad

sexta-feira, 22 de junho de 2012 Diplomacia | 18:30

Sinalização de Planalto inviabilizou encontro de Temer com Ahmadinejad

Compartilhe: Twitter

O vice-presidente da República, Michel Temer, chegou a programar um encontro com o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, ontem durante a Conferência Rio+20 da Organização das Nações Unidas (ONU), no Rio de Janeiro.

Mas momentos antes da reunião, o Itamaraty sinalizou com uma possibilidade de encontro do iraniano com a presidenta Dilma.

Mobilizada para o encontro com Dilma, a comitiva iraniana chegou a apresentar o vice de Ahmadinejad para se encontrar com Temer. Mas o brasileiro dispensou o encontro.

Ahmadinejad foi embora sem se reunir com nenhuma autoridade brasileira. O máximo que ele teve foi um rápido encontro com o ex-presidente Lula, no primeiro dia da Conferência.

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 20 de junho de 2012 Brasil | 17:59

Ahmadinejad é assediado durante conferência Rio+20

Compartilhe: Twitter

Muito se falou, antes da Conferência Rio+20, da Organização das Nações Unidas, que o líder iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, ficaria isolado durante as reuniões.

Mas pela foto tirada no plenário principal onde acontece a conferência, pode-se ver que não foi bem isto o que aconteceu.

A todo momento, Ahmadinejad é assediado para posar em fotos com os representantes dos demais países.

O líder iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, posa para fotos durante Rio+20

Ahmadinejad é assediado durante Conferência Rio+20

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 21 de março de 2011 Governo | 06:02

Os motivos diplomáticos da ausência de Lula no almoço de Obama

Compartilhe: Twitter

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: William Volcov/AE)

A história da ausência do ex-presidente Lula ao almoço em homenagem a Barack Obama, no Itamaraty, começou em março de 2010.

Durante a visita da secretária de estado, Hillary Clinton, ao Brasil, Lula e o então ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, decidiram abrir o diálogo com o novo governo dos Estados Unidos dando prioridade às reivindicações comerciais do Brasil e, sobretudo, à insistência de ferrenha defesa de Mahmoud Ahmadinejad, presidente do Irã.

Na ocasião, um diplomata norte-americano comunicou a Amorim, com todas as letras, que Obama só viria ao Brasil depois de Lula deixar o poder.

Obama cumpriu à risca a promessa. E Lula, agora, respondeu dando bolo no almoço.

Outro detalhe: o ex-presidente, até hoje, deve a Ahmadinejad explicações quanto ao caso da libertação da francesa Clotilde Reiss, negociada por Lula, e cuja contrapartida do francês Nicolas Sarkozy – exigida pelo iraniano e garantida pelo brasileiro – nunca chegara a Teerã.

Logo ficaria um pouco chato para aqueles que mais sustentam a imagem de líder mundial que Lula almeja, o ex-presidente aparecer em foto descendo louvores a Obama.

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 3 de novembro de 2010 Governo | 18:06

Antes de vender caças, Sarkozy precisa acertar as contas com Lula

Compartilhe: Twitter

Lula e Sarkozy (Foto: Ricardo Stuckert/PR)

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, está louco para conversar com o presidente Lula sobre os caças franceses (Rafale), durante a reunião do G20, em Seul.

Mas assim que tocar no assunto, Sarkozy vai ouvir. Lula esperou este encontro cara a cara para cobrar do líder francês a quebra de acordo no caso da libertação da francesa Clotilde Reiss, em maio, pelo regime do Irã.

Como se sabe, Lula foi fundamental para a libertação da acadêmica de 24 anos, condenada por Mahmoud Ahmadinejad por “espionagem” depois de ela passar emails a França dando conta de fraude na eleição do presidente iraniano. A pena era de 10 anos e foi, graças a Lula, revertida em multa de 350 mil euros. Ela ficou presa por 11 meses.

Pelo acordo fechado com Lula, Sarkozy deveria ter telefonado para Ahmadinejad assim que Clotilde pisasse em solo francês. E ele se recusou a fazer a deferência. É claro que Lula foi cobrado pelo presidente do Irã e sofreu um arranhão em sua pretensão de ser um mediador internacional.

O imbróglio diplomático pode até render um descontinho a mais na compra dos caças.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 4 de agosto de 2010 Governo | 14:46

Joseph Safra evita críticas à relação de Lula com Ahmadinejad

Compartilhe: Twitter

Joseph Safra

A comunidade judaica estava reunida, agora há pouco, em São Paulo, para a inauguração da unidade Perdizes-Higienópolis do Hospital Albert Einstein, na zona oeste da capital paulista.

Além dos elogios às instalações, que atenderão 40 mil pessoas por ano e só perdem para o prédio do Morumbi, o assunto nas rodas de muitos convidados era o apoio do governo brasileiro ao presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad.

Em seu discurso, o presidente do HAE, Cláudio Luiz Lottenberg, ao lado do governador Alberto Goldman, criticou “aqueles que negam o holocausto” e lembrou que o prédio começou a ser construído na gestão de José Serra.

Goldman foi ao evento acompanhado de quase todo o seu secretariado.

Cercado de seguranças, como sempre, em uma roda de amigos, estava o banqueiro Joseph Safra. Na saída, Poder Online perguntou a Safra qual sua opinião sobre a relação do governo Lula com Ahmadinehjad. Ele deu uma risadinha, mas logo ficou sério e respondeu:

–  Não vou entrar nessa questão.

Autor: Tags: , , , ,