Publicidade

Posts com a Tag Márcio França

domingo, 22 de março de 2015 Eleições | 09:00

‘Fora do PT, Marta perde parte da rejeição e pode ir ao segundo turno’, diz Márcio França

Compartilhe: Twitter

O presidente do PSB paulista e vice-governador de São Paulo, Márcio França, não disfarça o entusiasmo com os planos de lançar Marta Suplicy como candidata a prefeita de São Paulo em 2016. Só se falava no assunto nas rodas formadas durante a festa de aniversário da petista, na última sexta-feira. Ali, a ministra admitiu ao jornal O Estado de S. Paulo que está de saída do PT, mas na festa, segundo França, ela optou pela discrição.

França diz que, ao migrar para a oposição ao governo Dilma, Marta tende a crescer no eleitorado paulista. “Fora do PT, ela perde parte da rejeição que tem e isso pode levá-la ao segundo turno”, disse o vice-governador, ao Poder Online. Confira a entrevista:

Márcio França. (Foto: Divulgação)

Márcio França. (Foto: Divulgação)

O senhor esteve na sexta-feira na festa da senadora Marta Suplicy. Ela anunciou sua ida para o PSB?
Ela não falou nada ali. Mas estamos caminhando nesse sentido. Ela mesma traçou este caminho. É uma opção importante, uma opção diferente daquela que guiou sua carreira até agora. Estamos certos de que ela vai fazer muita diferença na próxima eleição. Ela tem entrada na periferia, mas tem mais do que isso. Tem um recall como prefeita de São Paulo, com uma boa avaliação em vários setores. Fora do PT ela perde parte da rejeição que tem e isso pode levá-la ao segundo turno.

Mas será uma eleição bastante disputada. 
Sim, é uma eleição em que a maioria dos nomes já está colocada. Teremos Marta, Celso Russomanno, o prefeito Haddad, e provavelmente um candidato do PSDB, cujo nome ainda não está claro. Ao se deslocar para outro campo, Marta vai atrair esse eleitor que gosta do jeito do Geraldo Alckmin de fazer as coisas.

Quando o senhor fala em se deslocar para outro campo o senhor quer dizer ir para a oposição ao PT?
Sim. Marta tem a mesma ideia de ter uma visão crítica em relação ao governo Dilma que o PSB tem. É uma oposição, mas sem radicalismos. Ela tem feito uma crítica dura à presidente Dilma. Mas não precisa discordar de tudo do governo petista.

Quando Marta começou a ensaiar sua saída do PT,  circulou a ideia de que ela tentaria repetir Marina Silva, que deixou o PT e disputou a Presidência. É mais ou menos a mesma coisa?
Acho que tem a ver, mas é diferente. Marina é uma pessoa que, eu acredito, ainda pode conversar conosco. Estou certo de que vamos conversar. Talvez esta hora já tenha chegado. Talvez não tenha mais muito sentido essa ideia de criar a Rede. Acho que a Marina é uma mulher avançada para o seu tempo. As coisas funcionam diferente na prática. Ela é algo como o Itamar foi.

Como o Lula?
Também. Mas acho que se ela apoiasse a Marta seria sem dúvida muito importante.

Com a morte do governador Eduardo Campos, a vinda de Marta e outros políticos para o PSB é um jeito de tentar dar uma nova identidade ao partido?
Essa coisa de nos colocarmos como críticos ao governo sem radicalismo está atraindo muita gente. Depois da tragédia que o partido viveu, passamos por um período difícil. Mas muita gente achava que estávamos enterrados quando, na verdade, somos uma semente. Podemos agora construir um campo maior. Estamos negociando uma fusão com o PPS. No Senado, esperamos fazer 10 nomes.

Marina tem chance de ser candidata a presidente de novo se ficar no partido? 
Acho que ela mesma sabe que hoje seria muito difícil aprovar no diretório um projeto como esse. Mas tem espaço para muitas outras coisas. Ela tem a opção de fazer uma luta política fora do sistema partidário. Mas se optar por fazer dentro, pode disputar cargos ou não disputar.

 

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 17 de novembro de 2014 Congresso | 09:00

Márcio França veste a camisa de vice

Compartilhe: Twitter
Márcio França. (Foto: Divulgação)

Márcio França. (Foto: Divulgação)

O deputado Márcio França (PSB-SP) ainda não assumiu como número dois do governo Alckmin, mas já veste a camisa. França, que bateu de frente com a ex-senadora Marina Silva para garantir a aliança com o PSDB em São Paulo, anda comentando entusiasmado os projetos do tucano pelos corredores da Câmara.

Um programa que ganhou o gogó do deputado é o que prevê a criação de Fatecs voltadas à economia criativa, com atenção para áreas como moda e gastronomia.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 13 de maio de 2014 Política | 15:00

Márcio França vai para a cozinha

Compartilhe: Twitter
Site do deputado na internet tem área exclusiva com receitas (Reprodução)

Site do deputado na internet tem área exclusiva com receitas (Reprodução)

Cotado para coordenar a campanha presidencial de Eduardo Campos, o deputado Márcio França (PSB-SP) vai para trás do fogão na hora de refrescar as ideias.

Ao menos segundo o site do deputado na internet, ele já mereceria até o título de chef. A página traz uma área totalmente dedicada a receitas do socialista. Com direito a foto vestido a caráter e tudo.

No cardápio, casquinha de siri, bacalhau, linguado, carne seca, entre outros.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014 Eleições | 07:30

‘Se o PSB tiver candidato em São Paulo, serei eu’, diz Márcio França

Compartilhe: Twitter
Márcio França e o governador Geraldo Alckmin (Foto: AE)

Márcio França e o governador Geraldo Alckmin (Foto: AE)

O presidente do PSB paulista, deputado Márcio França (PSB-SP), já se prepara para colocar o bloco na rua, assim que for confirmado o plano do partido de lançar candidato próprio no estado.

“Se tivermos um candidato em São Paulo, serei eu”, disse França. “Internamente acho difícil que alguém dispute comigo caso haja decisão pela candidatura própria”, acrescentou o dirigente socialista, que continua a defender a tese de aliança com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) no estado.

A Rede da ex-senadora Marina Silva tentou emplacar João Paulo Capobianco na vaga, mas o diretório do partido no estado segue fechado com o deputado. Entre as possibilidades discutidas atualmente entre os socialistas está a de tentar alocar Capobianco no posto de vice.

 

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 7 de janeiro de 2014 Eleições | 16:42

PTB paulista entra no circuito para indicar vice de Alckmin

Compartilhe: Twitter

O PTB de São Paulo entrou com mais força no circuito para tentar emplacar uma vice na chapa de reeleição de Geraldo Alckmin (PSDB). Aproveitando a turbulência envolvendo o PSB paulista e a pressão pela ruptura da aliança com os tucanos, defendida por setores da Rede incorporados ao partido, os trabalhistas correm para oferecer opções para a vaga.

Campos Machado, que preside o PTB de São Paulo, defende a indicação de uma mulher para ser vice de Alckmin e usará a secretaria do partido para fomentar a ideia.

Para isso, promoverá dez encontros do PTB Mulher a partir de fevereiro, para encampar a tese e de uma forma tácita pressionar o tucano para essa possibilidade.

 

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014 Eleições | 15:00

PSB paulista faz juras a Alckmin e diz que só ‘fator novo’ poria aliança em risco

Compartilhe: Twitter

Em meio às especulações sobre a adesão do PSB à campanha de reeleição do governador paulista, Geraldo Alckmin, o comando do PSB no estado empenha-se em dizer que nada mudou em seu plano original. O presidente do diretório do PSB em São Paulo, Márcio França, afirma que só um “fator novo”, que mudasse radicalmente o atual cenário político, poderia colocar em risco o apoio do partido a Alckmin.

A afirmação ocorre após a ex-senadora Marina Silva ter batido o pé na tese de que o PSB deve ter candidato próprio no estado. O pedido para que a posição do PSB em favor da aliança fosse reavaliada foi feito pela ex-senadora ao governador de Pernambuco, Eduardo Campos, durante a cerimônia de filiação da ex-corregedora do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon, realizada no mês passado.

Leia também:PSB e Rede fazem reunião em SP para aparar arestas

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 26 de novembro de 2013 Eleições | 08:00

Rede terá reunião com presidente do PSB paulista para tratar de apoio a Alckmin

Compartilhe: Twitter

Um dos mais próximos articuladores de Marina Silva (PSB-AC), Pedro Ivo, terá um encontro nesta semana com o presidente do PSB paulista, Márcio França. França é um dos principais patrocinadores da proposta de que o PSB deve fechar o quanto antes a aliança com o governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB), apoiando a reeleição do tucano já no primeiro turno da eleição em São Paulo.

Dentro do círculo próximo ao governador de Pernambuco, Eduardo Campos, já há o entendimento de que a opção será mesmo por um palanque comum em São Paulo. Como setores da Rede têm opinião diferente, a reunião servirá para que os dois lados façam mais uma rodada de conversas para chegar a um denominador comum.

O encontro será realizado em Brasília.

Leia também: PSB amarra palanque duplo com PSDB em São Paulo e Pará

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 21 de novembro de 2013 Eleições | 06:00

PSB amarra palanque duplo com PSDB em São Paulo e no Pará

Compartilhe: Twitter

A equipe do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, decidiu que vai mesmo abraçar a proposta de um palanque duplo com o PSDB de Aécio Neves em dois estados: São Paulo e Pará.

Em São Paulo, a sigla deve mesmo confirmar a já esperada indicação de Márcio França (PSB-SP) como vice do governador Geraldo Alckmin (PSDB).

O partido também deve indicar o vice de Simão Jatene, que disputará o governo paraense pelo tucanato.

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 12 de novembro de 2013 Partidos | 10:30

Presidente do PPS diz que candidatura de Soninha é ‘pouco provável’

Compartilhe: Twitter

Soninha Francine (PPS-SP) já começou a viajar para viabilizar sua candidatura presidencial dentro de seu partido. No entanto, ela não tem a aprovação do presidente nacional do PPS, deputado Roberto Freire (SP).

Leia também: ‘Vou adorar ser candidata a presidente’, diz Soninha

“A candidatura da Soninha é pouco provável. A tendência é fecharmos com (senador) Aécio (Neves, PSDB), com quem temos mais afinidade”, afirmou Freire, que deve ter trabalho com o diretório de São Paulo.

O PPS-SP aprovou no fim de semana apoio à candidatura do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB).

A reunião contou com a presença do deputado federal Marcio França, presidente do PSB paulista, e do deputado federal Arnaldo Jardim.

Soninha tem o apoio dos diretórios do Paraná e Pernambuco, que defendem candidatura própria do PPS. 

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 29 de outubro de 2013 Partidos | 10:00

‘Toda vez que você faz um casamento, começa uma nova vida’, diz deputado sobre união Rede e PSB

Compartilhe: Twitter

Os deputados Walter Feldman e Márcio França, ambos do PSB-SP, tiveram uma longa conversa reservada durante o encontro pragmático do partido. Líderes em São Paulo e com pensamentos diferentes para 2014, o início da relação dos dois foi tenso. Recentemente, os dois adotaram discursos mais amenos.

Leia também: PSB pretende ficar de olho no ex-tucano de alma kassabista

França, defensor de que o partido apoie a reeleição do governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), passou a Feldman, favorável à candidatura própria, o histórico das disputas eleitorais do PSB-SP e detalhes das alianças firmadas antes da fusão com a Rede.

“Toda vez que você faz uma casamento, começa uma nova vida, com novos hábitos. O ser humano tende a se acomodar e um casamento mexe com as pessoas. Um casamento que chacoalhou a política nacional, não ia ficar incólume internamente”, afirmou França.

Leia também: PSB e Rede admitem ser adversários em alguns Estados

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última