Publicidade

Posts com a Tag marco regulatório da mídia

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015 Governo | 15:00

‘Vamos construir algo que tenha apoio popular’, diz Berzoini, sobre regulação da mídia

Compartilhe: Twitter

O novo ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, disse que pretende fazer uma discussão pública sobre a construção de um marco regulatório da mídia. A ida de Berzoini para a nova pasta foi endossada pelo PT com base na ideia de dar andamento à regulação dos meios de comunicação.

“Vamos construir algo que tenha apoio popular”, diz o ministro. Segundo Berzoini, o debate sobre o tema será “tranquilo e transparente”.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 23 de setembro de 2014 Eleições | 19:30

Entidades pedem adesão de candidatos a propostas para comunicação no Distrito Federal

Compartilhe: Twitter

Diversas organizações que atuam na área da comunicação apresentam, nesta noite, um conjunto de propostas sobre comunicação aos candidatos do Distrito Federal. Confirmaram presença na atividade representantes das candidaturas de Rodrigo Rollemberg (PSB) ao governo e de Aldemário Araújo (PSOL) ao Senado, além de cerca de 10 candidatos a deputados distritais ou federais.

Leia também: Entidades questionam presidenciáveis sobre lei de comunicação

Entre as principais demandas reunidas estão a instalação do Conselho de Comunicação do DF, acesso à banda larga, a criação de uma TV Pública distrital e mais investimentos na Rádio Cultura, que também é pública. Além da pauta local, o grupo também selecionou as principais propostas nacionais pela democratização da mídia, dentre elas a aprovação de um novo marco regulatório da comunicação pelo Congresso Nacional.

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 14 de agosto de 2014 Eleições | 10:30

Conselho da EBC defende debate eleitoral sobre marco regulatório da mídia

Compartilhe: Twitter
Conselho Curador da EBC. (Foto: Agência Brasil)

Conselho Curador da EBC. (Foto: Agência Brasil)

Na última quarta-feira, o Conselho Curador da Empresa Brasil de Comunicação se reuniu e cobrou do presidente da EBC, Nelson Breve, explicações sobre a declaração dada ao Poder Online de que seria “inoportuno discutir regulamentação da comunicação durante as eleições”.

O posicionamento de Breve não pegou nada bem entre os conselheiros e funcionários da EBC, que decidiram manter o debate eleitoral sobre comunicação, sem a exclusão prévia de qualquer tema. Na reunião, o presidente da EBC foi criticado por se antecipar no veto a temas específicos, antes mesmo das próprias candidaturas, mas voltou atrás e afirmou que não seria “censor de nada”, nem diria “qual debate vai acontecer”.

Nesta quinta-feira, representantes da EBC e da Frente Parlamentar pela Liberdade de Expressão e o Direito à Comunicação se reúnem para preparar a proposta que será apresentada à coordenação de campanha de cada um dos 11 presidenciáveis, em encontro previsto para o dia 20 de agosto.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 8 de agosto de 2014 Eleições | 20:44

‘É inoportuno discutir regulamentação da comunicação nas eleições’, diz presidente da EBC

Compartilhe: Twitter
O presidente da EBC, Nelson Breve. (Foto: Agência Brasil)

O presidente da EBC, Nelson Breve. (Foto: Agência Brasil)

O presidente da Empresa Brasil de Comunicação, Nelson Breve, diz que a discussão de um novo marco regulatório da comunicação brasileira não será tema do debate sobre comunicação realizado pela empresa com os 11 presidenciáveis, em parceria com a Frente Parlamentar pela Liberdade de Expressão e o Direito à Comunicação.

“O convite é para discutir uma Política Nacional de Comunicação, como algo mais amplo. Mas é inoportuno discutir algo que não é consenso na sociedade, como a regulamentação da comunicação, durante as eleições. Se for para colocar marco regulatório nesse debate é melhor não fazer”, diz Breve.

Na opinião do jornalista, a discussão deve girar apenas em torno de temas mais amplos, como infraestrutura, exportação de conteúdos criativos, o papel do setor público e privado. “Precisamos saber quais os objetivos estratégicos de cada candidatura, para a comunicação. Regulamentação vem depois”, afirma Breve.

O tema da regulação da mídia já virou dor de cabeça na campanha da presidente Dilma Rousseff, que decidiu manter o assunto fora do programa presidencial petista. Setores da Frente Parlamentar defendem que o tema seja incluído nas discussões sobre a eleição.

Autor: Tags: , , , , ,

sábado, 24 de setembro de 2011 Partidos | 21:40

Dirceu: “Regulação da mídia é a bandeira mais importante”

Compartilhe: Twitter

O ex-ministro Zé Dirceu participou hoje de um encontro promovido por blogueiros, em São Paulo, e criticou a “mídia em geral” – segundo ele, alinhada à “direita brasileira”, que estaria trabalhando para pregar o rótulo de corrupto no ex-presidente Lula, com a condenação dos réus do mensalão, e de uma governante anti-corrupção em Dilma Rousseff, ao elogiar a faxina.

Diante desse quadro, Dirceu afirmou;

– A regulação [da mídia] talvez seja a bandeira mais importante que nós temos nos próximos anos além da reforma política.

Para Dirceu, a resistência ao projeto elaborado pelo ex-ministro Franklin Martins parte de grupos que temem a concorrência, sobretudo com o capital estrangeiro.

Presente ao evento, o líder do PT, deputado Paulo Teixeira (SP), garantiu que o ministro da Comunicação, Paulo Bernardo, enviará o projeto ao Congresso ainda este ano, como adiantou Poder Online.

Aliás, Dirceu também respondeu à comparação feita pelo deputado Paulinho da Força (PDT-SP) de que ele é “uma espécie de Che Guevara brasileiro”:

– Eu não sou o Che Guevara porque estou vivo. Não pelas minhas qualidades, mas estou vivo. Porque ele morreu pelas qualidades dele. Eu, pelos meus defeitos, estou vivo porque não consegui fazer a revolução que ele fez.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 9 de setembro de 2011 Governo | 06:04

Dilma vai resgatar projeto de Franklin Martins

Compartilhe: Twitter

Não com todas as letras, mas na essência: Dilma Rousseff vai resgatar o projeto de regulamentação da mídia, legado pelo ex-ministro Franklin Martins.

Sobretudo no que diz respeito à questão da “mídia cruzada” – limitar que uma mesma empresa possua vários meios de comunicação.

Dilma já percebeu que esta é uma questão inegociável para o PT – que continuará batendo nesta tecla. No partido, ninguém acredita que Dilma tenha sido, um dia, totalmente contra a proposta de Franklin.

Apenas, bem ao seu estilo, estava analisando nos detalhes. E ela mesma disse isso ao ex-ministro.

Autor: Tags: , , ,