Publicidade

Posts com a Tag Mato Grosso

quarta-feira, 20 de maio de 2015 Política | 19:47

Taques não dá cargos a aliados e garante não ter problemas com legislativo

Compartilhe: Twitter
 Pedro Taques (PDT-MT). Foto: Agência Senado

Pedro Taques (PDT-MT). Foto: Agência Senado

Apesar de ter sido eleito por uma coligação de 12 partidos,o governador do Mato Grosso, Pedro Taques (PDT) levou a sério o chamado critério técnico nas nomeações de suas 12 secretarias.

Em vez de atender às demandas dos partidos por cargos, nomeou apenas dois secretário com filiação partidária.

O governador garante que não teve ptoblemas com o legislativo local e indica a fórmula para a presidente Dilma Rousseff.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 6 de janeiro de 2015 Congresso | 07:30

Corpo a corpo de Cunha causa boa impressão até para deputados da base

Compartilhe: Twitter
Material da campanha de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) à presidência da Câmara.

Material da campanha de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) à presidência da Câmara.

Favorito para a disputa da presidência da Câmara dos Deputados e principal adversário do PT nessa empreitada, o líder do PMDB na Casa, Eduardo Cunha (RJ), tem causado boa impressão até mesmo entre os partidos da base governista.

Em passagem recente pelo Mato Grosso, onde se reuniu com deputados daquele estado, Cunha falou a respeito de seus planos, destacando o que se transformou em seu mantra de campanha: independência da Câmara.

A fala causou boa impressão numa bancada composta por oito deputados em que somente dois são de partidos da oposição.

Entre os presentes, alguns destacam a quietude do lado petista e dizem aguardar uma posição de Arlindo Chinaglia (PT-SP), que concorrerá contra Cunha pela presidência da Câmara em 2015, antes que seja tarde.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 21 de novembro de 2014 Governo | 18:40

‘Mato Grosso perde interlocutor, mas Brasil ganha’, diz dirigente do PROS sobre Kátia Abreu

Compartilhe: Twitter
Deputado federal Valtenir Pereira (PROS-MT). Foto: Divulgação

Deputado federal Valtenir Pereira (PROS-MT). Foto: Divulgação

O presidente do PROS no Mato Grosso, Valtenir Pereira, recebeu com entusiasmo a notícia do convite feito pela presidente Dilma Rousseff à senadora e presidente da Confederação Nacional da Agricultura, Kátia Abreu, para assumir Ministério da Agricultura. O atual ministro, Neri Geller, foi uma indicação direta do senador Blairo Maggi (PR-MT), principal nome do agronegócio no estado.

“O Mato Grosso perde um interlocutor, mas o Brasil ganha uma referência no agronegócio. A senadora sempre teve nossa admiração e nosso apoio aqui no estado”, disse Pereira. Com relação à resistência de alguns setores do partido e dos movimentos sociais pela reforma agrária ao nome de Kátia Abreu, o deputado afirmou que “iria ajudar a mediar os diferentes interesses”.

Leia também: MST se diz preparado para encarar Kátia Abreu no Ministério da Agricultura

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quinta-feira, 16 de outubro de 2014 Eleições | 14:00

Sem Dilma, campanha no Mato Grosso ganha reforço de ministro da Agricultura

Compartilhe: Twitter
Ministro da Agricultura Neri Geller. (Foto: Agência Brasil)

Ministro da Agricultura Neri Geller. (Foto: Agência Brasil)

A campanha da presidente Dilma Rousseff já indicou que, nesta reta final, será inviável uma viagem da candidata à reeleição para o Mato Grosso, onde o PT aparece com 10% a menos das intenções de voto que o tucano Aécio Neves.

Para compensar, o ministro da Agricultura, Neri Geller, saiu hoje de férias e se dedicará exclusivamente à campanha eleitoral – especialmente junto aos municípios produtores do agronegócio no estado.

Além do peemedebista, a ministra-chefe da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Ideli Salvatti, também esteve em Cuiabá nesta semana, para participar do lançamento oficial da campanha de Dilma no segundo turno.

Leia tambémNem malária tirou o gás de Pedro Taques

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 18 de setembro de 2014 Sem categoria | 15:00

Palanque de Pedro Taques tem de tudo, menos Dilma

Compartilhe: Twitter
O senador Pedro Taques (PDT-MT). Foto: Agência Senado

O senador Pedro Taques (PDT-MT). Foto: Agência Senado

Um comentário frequente na campanha do pedetista Pedro Taques ao governo do Mato Grosso é o de que não faltaram presidenciáveis no palanque do senador. Passaram por ali Marina Silva (PSB), Aécio Neves (PSDB), Eymael (PSDC) e Pastor Everaldo (PSC).

Mas até agora nada da presidente Dilma Rousseff (PT).

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 1 de setembro de 2014 Eleições | 10:30

Sem dinheiro para campanha, Valtenir Pereira promete projeto para acabar com panfleteiros

Compartilhe: Twitter
Presidente do PROS no Mato Grosso, Valternir Pereira. (Foto: Divulgação)

Presidente do PROS no Mato Grosso, Valternir Pereira. (Foto: Divulgação)

Com dificuldade de arrecadar para a campanha no Mato Grosso, o presidente local do PROS, Valtenir Pereira, afirma que vai apresentar um projeto de lei para proibir a contratação de panfleteiros profissionais.

Leia também: ‘Financiadores das campanhas tiraram férias de 90 dias’, diz presidente do PROS no MT

“Precisamos acabar com a contratação de cabo eleitoral. Temos que ter militantes cadastrados, que conheçam a história do partido. Se não fica isso, uns poucos privilegiados desequilibrando o jogo”, defende Pereira, que é candidato à reeleição como deputado federal, na coligação do candidato petista ao governo do Mato Grosso, Lúdio Cabral.

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 26 de agosto de 2014 Eleições | 10:30

‘Financiadores das campanhas tiraram férias de 90 dias’, diz presidente do PROS no MT

Compartilhe: Twitter
Deputado federal Valtenir Pereira (PROS-MT). Foto: Divulgação

Deputado federal Valtenir Pereira (PROS-MT). Foto: Divulgação

O presidente do presidente do PROS no Mato Grosso, Valtenir Pereira, diz estar sofrendo sérias dificuldades de arrecadação no estado. De acordo com o deputado federal, só agora – já quase em setembro – é que a campanha de seu candidato a governador, Lúdio Cabral (PT-MT) está começando a ganhar as ruas.

Leia também: No Mato Grosso, PSB teme desgaste de Marina por luta contra desmatamento

“Os financiadores das campanhas tiraram férias de 90 dias”, brinca Pereira. “Só alguns privilegiados, como o (candidato a governador pelo PDT) Pedro Taques é que tão com dinheiro pra contratar cabo eleitoral”, completa o deputado.

Pereira acredita, no entanto, que uma visita de Lula e Dilma ao Mato Grosso, nas próximas semanas, possa ajudar a aumentar a visibilidade dos candidatos da coligação e dar um gás na campanha.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 25 de agosto de 2014 Eleições | 10:30

No Mato Grosso, PSB teme desgaste de Marina por luta contra desmatamento

Compartilhe: Twitter
Marina Silva (Foto: Cacá Meirelles)

Marina Silva (Foto: Cacá Meirelles)

O PSB teme que a atuação de Marina Silva como ministra do Meio Ambiente do governo Lula possa prejudicar seu desempenho no Mato Grosso, estado com grande concentração de produtores do agronegócio e campeão de desmatamento da floresta amazônica.

Apesar de aliados tentarem minimizar as divergências entre a presidenciável e o setor ruralista, Marina é diretamente associada às campanhas de combate ao desmatamento realizadas localmente durante sua gestão – entre elas a Operação Ouro Verde, deflagrada em 2005 pela Polícia Federal, responsável pela prisão de várias pessoas da região por extração e transporte ilegal de madeira.

O partido aposta, entretanto, na habilidade política do gaúcho Beto Albuquerque (PSB-RS), candidato a vice de Marina e com bom trânsito entre os produtores rurais, para neutralizar a situação no estado.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 19 de agosto de 2014 Eleições | 07:30

‘Divergências entre Marina e agronegócio já foram superadas’ diz Pedro Taques

Compartilhe: Twitter
O senador Pedro Taques (PDT-MT). Foto: Agência Senado

O senador Pedro Taques (PDT-MT). Foto: Agência Senado

Com o palanque aberto para tucanos e socialistas, o senador e candidato ao governo do Mato Grosso, Pedro Taques (PDT-MT), tem dito que as divergências entre o setor do agronegócio e a possível candidata à Presidência da República pelo PSB, Marina Silva, são coisa do passado.

Leia também: Ex-governador tucano assume vaga ao Senado na chapa de Pedro Taques

“Essas divergências (entre Marina e agronegócio) já estão superadas, estamos em outra conjuntura. Esse diálogo já tem sido feito pelo PSB, inclusive pelo prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes. Não tem como pensar no desenvolvimento do Brasil, sem pensar no Mato Grosso”, disse Taques.

Nesta terça-feira, o senador participará fará campanha ao lado do presidenciável tucano Aécio Neves e de partidos nacionalmente aliados ao PSDB, como DEM, PP e PTB. Taques disse ainda que “certamente” fará campanha ao lado de Marina Silva, caso ela seja confirmada como candidata.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 30 de julho de 2014 Eleições | 13:30

Ex-governador tucano assume vaga ao Senado na chapa de Pedro Taques

Compartilhe: Twitter
O ex-governador do Mato Grosso, Rogério Salles (PSDB). Foto: Divulgação

O ex-governador do Mato Grosso, Rogério Salles (PSDB). Foto: Divulgação

O senador e candidato ao governo do Mato Grosso, Pedro Taques (PDT), anunciará nesta tarde a entrada do ex-governador tucano Rogério Salles na disputa pelo Senado, em sua coligação. A primeira suplência deve ficar com o empresário Antonio Donizette Aguilera (PTB), enquanto a segunda suplência permanece com a deputada estadual Luciane Bezerra (PSB).

Salles substituirá o senador Jayme Campos, que abandonou a disputa na semana passada. A vaga era disputada por representantes do PSDB, PTB e do PSB, mas na escolha prevaleceu a opção por fortalecer o palanque para o presidenciável tucano, Aécio Neves.

Nos últimos dias, contudo, Taques tem buscado azeitar as relações com os aliados, em especial com o PSB – que já deu sinais de apoio ao candidato ao Senado Wellington Fagundes (PR), coligado com o petista Lúdio Cabral.

Durante a campanha, Taques e Salles vão resgatar a atuação de ambos durante a operação “Arca de Noé”, deflagrada em 2002 pela Polícia Federal. Na época, Taques era procurador e o tucano governava o estado. A estratégia já foi utilizada na campanha de Taques ao Senado, em 2010. Agora, a ideia é apresentar Salles como o governador responsável pela prisão do banqueiro João Arcanjo Ribeiro.

Leia também: No Mato Grosso, candidato petista recorre a Lula e JK

Autor: Tags: , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última