Publicidade

Posts com a Tag metrô

quarta-feira, 26 de março de 2014 Estados | 16:59

Padilha acionou PT ao tomar conhecimento de propaganda do Metrô

Compartilhe: Twitter

A representação feita pelo PT contra a propaganda do Metrô paulista que associa o ambiente lotado dos trens a um clima de “xaveco” teve o dedo do ex-ministro Alexandre Padilha, pré-candidato ao governo paulista.

Padilha tomou conhecimento do comercial pela Secretaria de Mulheres da CUT e mobilizou os deputados Luiz Claudio Marcolino e Alencar Santana, que então acionaram a Promotoria de Justiça de Direitos Humanos de São Paulo. O caso ganhou repercussão após o Poder Online noticiar a ação do PT contra o comercial.

Padilha queixou-se das justificativas apresentadas pelo Metrô e disse que o caso mostra o “descontrole” da administração estadual.

 

 

 

Autor: Tags: , ,

Política | 13:30

Ouvinte já havia reclamado da propaganda do Metrô de SP

Compartilhe: Twitter
Reprodução/Twitter

Reprodução/Twitter

A Rádio Transamérica tirou do ar a propaganda do Metrô de SP acusada de sexista na semana passada após uma ouvinte reclamar pelo Twitter.

Jacqueline Barros usou sua rede social, no dia 18, para dizer ao Metrô e à rádio que o conteúdo era “extremamente ofensivo e desrespeitoso” e citou a informação da operação realizada pela polícia para prender os chamados “encoxadores do Metrô”.

Ouça aqui a propaganda do Metrô

Na época, o perfil do Metrô informou que iria “verificar a questão apontada com a área de marketing”.

Já a rádio respondeu à ouvinte com as mesmas informações divulgadas ontem em nota. Jacqueline, então, argumentou que sabia que o personagem era humorístico.

“O ponto que é que associar a “paquera”, “xaveco” ou o que seja a um ambiente de trem lotado, na minha opinião, é de extremo mau gosto.Uma vez q toda mulher q anda de metro/trem sabe o constrangimento que é estar em um trem lotado e sentir alguém se aproveitando dessa situação”.

Leia também: Metrô de SP promete processar rádio por propaganda acusada de machista

Dois dias depois, o perfil da rádio no Twitter informou que o departamento responsável tinha alterado o texto do comercial em consideração ao comentário de Jacqueline.

O PT entrou com uma representação contra a propaganda na última segunda-feira (24). O Metrô diz que o anúncio não foi autorizado e que a rádio será processada.

Saiba mais: PT alega conteúdo machista e pede suspensão de propaganda do Metrô de SP

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 25 de março de 2014 Política | 21:13

Metrô de SP promete processar rádio por propaganda acusada de machista

Compartilhe: Twitter

O Metrô informou na noite desta terça-feira que pretende processar a rádio Transamérica FM “pelo uso indevido e sem aprovação de seu nome em inserção testemunhal veiculada em programa da emissora”.

A propaganda foi acusada de conteúdo sexista por deputados do PT, que entraram com uma representação no Ministério Público.

Saiba mais: PT alega conteúdo machista e pede suspensão de propaganda do Metrô de SP

Apesar do locutor introduzir a peça dizendo ”o metrô tem uma mensagem especial para você” e divulgar números sobre passageiros e obras de transporte do governo, a rádio informou que a gravação se trata de um “testemunhal” com o “exclusivo intuito de entreter e divertir o público ao passar informações úteis sobre o serviços de transporte público”.

Ouça aqui

“Nem o Metrô nem a agência Nova SB, a qual a Companhia encomendou campanha sobre obras de expansão da rede metroviária, foram informados de que tal conteúdo seria veiculado pela rádio Transamérica”, disse o Metrô em nota. A propaganda já foi retirada do ar.

Leia também: Metrô de SP diz que não autorizou propaganda acusada de machista em rádio

 

 

Autor: Tags: , , , , , , , ,

Política | 19:30

Metrô de SP diz que não autorizou propaganda em rádio acusada de machista

Compartilhe: Twitter

O Metrô de São Paulo afirmou que não autorizou e nem pagará pela propaganda veiculada pela rádio Transamérica, acusada de conteúdo sexista por deputados do PT.

Saiba mais: PT alega conteúdo machista e pede suspensão de propaganda do Metrô de SP

Em nota, o Metrô paulista diz que a inserção é “totalmente inapropriada” e que nunca foi informado pela emissora de rádio de seu conteúdo. “Advertida, a Rádio Transamérica FM tirou o comercial do ar e informou que a produção desse infeliz conteúdo é de sua inteira responsabilidade. Como jamais foi aprovado ou autorizado, esse serviço não foi nem será pago pelo Metrô”, diz a nota do Metrô.

Apesar do locutor introduzir a peça dizendo “o metrô tem uma mensagem especial para você” e divulgar números sobre passageiros e obras de transporte do governo, a rádio informou que a gravação se trata de um “testemunhal” com o “exclusivo intuito de entreter e divertir o público ao passar informações úteis sobre o serviços de transporte público”.

Ouça aqui

A gravação é alvo de representação ao Ministério Público dos deputados Alencar Santana e Luiz Claudio Marcolino, ambos do PT, endereçada, além do Metrô e CPTM, para o secretário da Casa Civil, Edson Aparecido.

“Embora o absurdo da veiculação (da gravação), é má intenção dos deputados incluir a Casa Civil na representação sendo que o Metrô tem conta própria e a Casa Civil não tem a menor responsabilidade sobre veiculação de propaganda”, afirmou Aparecido.

Veja também: ‘Encoxadores’ do metrô marcam encontro pelo Facebook

A empresa diz ainda que “o briefing transmitido à rádio era mostrar a modernidade do Metrô de São Paulo e explicar que a lotação nos horários de pico acontece em todas as grandes cidades do mundo. Além disso, deveriam ser anunciadas as obras de expansão em andamento”.

Em nota, a Rádio Transamérica diz “que o personagem Gavião é caricato e humorístico, restando claro que o testemunhal amplamente apontado tem o exclusivo intuito de entreter e divertir o público ao passar informações úteis sobre o serviços de transporte público”.

Leia também: Metrô promete processar rádio por propaganda machista

Autor: Tags: , , , , , , , ,

Política | 10:00

PT alega conteúdo machista e pede suspensão de propaganda do Metrô de SP

Compartilhe: Twitter

Os deputados estaduais do PT Alencar Santana e Luiz Claudio Marcolino protocolaram  na promotoria de Justiça de Direitos Humanos de São Paulo uma representação contra o secretário da Casa Civil, Edson Aparecido, o diretor presidente da CPTM, Mário Manoel Seabra, e o diretor presidente do Metrô, Luiz Antonio Carvalho Pacheco, pela veiculação de uma propaganda considerada sexista pelos petistas.

Ouça aqui

“Nos horário de pico é normal trem e Metrô ficá lotado. É assim nas grande metrópole espalhada pelo mundo. Pá falá a verdade eu até gosto do trem lotado é bom pra chavecá a mulherada né mano! Foi assim que eu conheci a Giscreusa. Muito já foi feito e o governo sabe que ainda tem muito prá fazê (sic)”, diz a propaganda do governo do estado, veiculada em uma rádio da capital paulista.

Leia também: Metrô de SP diz que não autorizou propaganda acusada de machista em rádio

“Não bastasse o sofrimento vivenciado por homens e mulheres no transporte coletivo oferecido pelo governo do estado, de não  assegurar transporte público digno que garanta tranquilidade e preservação do direito básico da mulher de não ter seu corpo usado como instrumento da satisfação da lascívia masculina, ao contrário, o governo do Estado de São Paulo promove uma campanha publicitária que em nada contribui para a mudança desse estado de coisas e reforça a cultura machista”, diz trecho da representação que pede instauração de inquérito civil e imediata suspensão da propaganda.

Saiba mais: ‘Encoxadores’ do metrô marcam encontro pelo Facebook

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013 Política | 19:00

Governo de SP vai se reunir com MP para pedir continuidade dos contratos do Metrô

Compartilhe: Twitter

O secretário de Estado dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, a diretoria do Metrô e o Ministério Público se reúnem na semana que vem para discutir a suspensão dos contratos ainda em execução da companhia com o governo de São Paulo, pedido oficialmente pelo MP.

Secretário Jurandir Fernandes (foto: divulgação/Alesp)

Secretário Jurandir Fernandes (foto: divulgação/Alesp)

Leia também: Promotor vê indício de cartel e pede suspensão de contratos do Metrô de SP

Fernandes vai defender a continuidade dos contratos. Ele afirma que a reforma de 98 trens foi mais vantajosa do que a compra de trens novos. Nos cálculos da Promotoria, orçada originalmente a um custo de R$ 1,622 bilhão, a reforma acabou custando aos cofres do governo de São Paulo cerca de R$ 2,5 bilhões, um acréscimo de R$ 875 milhões ao montante original.

Na Assembleia Legislativa de São Paulo, para participar da reunião da Frente Parlamentar em Defesa da Malha Ferroviária Paulista, o secretário afirmou que “talvez o mundo tenha que aprender conosco”, ao defender a reforma citada pelo MP.

 

Saiba mais: Ex-diretor da Siemens envolve seis políticos com cartel

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 1 de outubro de 2013 Eleições | 10:30

Combate ao crack e hospitais vão guiar discurso de Alckmin na saúde

Compartilhe: Twitter
O governador Geraldo Alckmin (Foto: Tiago Queiroz/AE)

O governador Geraldo Alckmin (Foto: Tiago Queiroz/AE)

Ciente de que terá de fazer frente ao discurso do rival Alexandre Padilha (PT) sobre o programa Mais Médicos, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, já começou a elencar alguns motes para a campanha eleitoral do ano que vem.

A ideia é investir em temas como os programas de combate ao crack e a construção de novos hospitais no estado. Ainda na saúde, as AMEs (Atendimento Médico de Especialidades) devem aparecer com frequência nas falas do tucano.

A expansão do metrô será exaltada nas discussões sobre transporte urbano. No que se refere às grandes obras viárias, o sonho do governador era entregar mais um trecho do Rodoanel, mas não teve jeito. Assim, a duplicação da Rodovia dos Tamoios deve ganhar destaque na campanha.

Leia também: PT ja mobiliza deputados em ofensiva contra Alckmin no interior paulista

 

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 4 de setembro de 2013 Política | 21:08

Por 40 minutos, deputados de SP se perdem em manobras e ficam sem respostas do presidente do Metrô

Compartilhe: Twitter

Por 40 minutos, cerca de 20 deputados que participavam da reunião da Comissão de Infraestrutura com o  diretor-presidente do Metrô, Luiz Antonio Carvalho Pacheco, se perderam em manobras políticas de obstrução e acabaram não ouvindo a resposta da maioria das questões sobre o caso Siemens.

Pelo regimento da Casa, as comissões não podem se alongar durante a sessão do plenário, que tem início às 18h30. Para que o grande expediente não fosse iniciado, deputados petistas se revezavam na tribuna para que a sessão não fosse iniciada.

Enquanto isso, deputados do PSDB discutiam com o presidente da comissão, Alencar Santana (PT-SP), em outro auditório, dizendo que o presidente da Casa, Samuel Moreira (PSDB-SP), já havia iniciado o grande expediente.

O deputado Cauê Macris (PSDB-SP) afirmou que os petistas estavam fazendo um “tribunal de inquisição” com o presidente do Metrô, enquanto os petistas diziam que os tucanos estavam tentando “blindar” Pacheco. O bate-boca durou 40 minutos e a reunião da Comissão foi encerrada sem o presidente esclarecer, por exemplo, questões levantadas  sobre empresas supostamente laranjas.

Outra reunião com o presidente do Metrô deverá ser agendada.

Leia também: PT tenta constranger deputados que não assinaram pedido de CPI do caso Simens

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 12 de março de 2013 Cidades | 10:35

Deputado afirma que lei seca também inspira demanda por Metrô 24h

Compartilhe: Twitter

O deputado estadual paulista, Luiz Cláudio Marcolino (PT), disse que a lei seca é uma das inspirações que o estimularam a fomentar a discussão do funcionamento permanente das linhas de metrô de São Paulo.

Marcolino é um dos organizadores da audiência pública que será realizada nesta quinta-feira na Assembleia Legislativa de São Paulo para discutir o funcionamento 24h do Metrô.

Além da lei seca, o parlamentar diz que outras demandas já pediam essa mudança no horário de funcionamento do Metrô, que atualmente opera das 4h40 à meia-noite.

“Muitos bancários que trabalham a madrugada toda nos callcenters e grupos culturais já tinham essa necessidade. Mesmo as pessoas que trabalham em bares. A vida noturna em São Paulo é muito ativa e permanente”, disse Marcolino. “A questão da lei seca aprofunda mais isso”, acrescentou.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 29 de novembro de 2012 Estados | 19:00

Queda do preço da energia elétrica deve ajudar a reduzir aumento da passagem do Metrô

Compartilhe: Twitter

O secretário estadual de Trasnportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, disse que a queda na tarifa de energia elétrica, prevista para o ano que vem, pode ajudar a reduzir o aumento das tarifas do Metrô e CPTM.

Segundo Fernandes, não haverá uma redução nominal nos valores das passagens do Metrô, mas o reflexo poderia ser de um aumento menor.

Assista:

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última