Publicidade

Posts com a Tag Minas e Energia

terça-feira, 19 de março de 2013 Congresso | 18:40

Em encontro com bancada, Lobão tem de defender Dilma contra críticas de peemedebistas

Compartilhe: Twitter

Durante encontro do ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, com a bancada do PMDB da Câmara dos Deputados, o tema Petrobrás colocou os parlamentares da legenda em posição crítica contra a presidente Dilma Rousseff (PT).

Darcísio Perondi (PMDB-RS), um dos críticos, questionou Lobão sobre a estatal petrolífera e disparou contra o PT.

“O PT esculhambou a Petrobrás”, disse Perondi, que questionou a competência de Dilma a respeito do setor energético e encerrou a fala com um pedido ao ministro. “Não tenho seu otimismo, me contagie”.

Lobão então precisou fazer a defesa da presidente, quem vem sofrendo crítica semelhante de tucanos.

Assista:

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 23 de novembro de 2011 Brasil | 18:22

Lobão recebe amanhã presidente da Chevron

Compartilhe: Twitter

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, receberá amanhã, às 15h, o presidente da Chevron para América Latina e África, Ali Moshiri.

A audiência foi solicitada por Moshiri na mesma semana em que a empresa recebeu multa milionária pelo vazamento de óleo na Bacia de Campos, além de correr o risco de perder o direito de explorar o pré-sal.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 18 de agosto de 2011 Congresso | 18:30

Lobão concorda em falar no Senado, mas não sobre concessões no setor elétrico

Compartilhe: Twitter

Um grupo de oito senadores foi pessoalmente, na tarde de ontem, ao Ministério de Minas e Energia para convencer o chefe da pasta, Edison Lobão, a falar no Senado sobre a divisão dos royalties do pré-sal.

No encontro, demonstraram interesse em ouvir também explanação sobre a renovação das concessões do setor elétrico que vencem em 2015, que já conta com o aval da presidenta Dilma Rousseff.

Lobão concordou em tratar dos royalties -– cujo veto de Lula às regras de distribuição dos recursos, que beneficiou estados produtores, está em análise no Congresso –-, mas adiantou que não falará sobre as concessões.

— Esse assunto está nas mãos da Dilma. Além disso, tem muito tempo para se discutir isso até 2015 — serpenteou o ministro.

A audiência conjunta das comissões de Infraestrutura e Assuntos Econômicos com Lobão foi marcada para a próxima quinta-feira.

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 22 de setembro de 2010 Eleições | 07:03

PMDB do Senado quer volta de Lobão a Ministério das Minas e Energia

Compartilhe: Twitter

A cúpula do PMDB no Senado já decidiu: quer a volta de Edison Lobão (PMDB) para o ministério de Minas e Energia logo após a eleição no dia 3 de outubro.

Com Renan Calheiros (PMDB-AL) e José Sarney (PMDB-AP) à frente, o grupo quer garantir a volta do senador que havia deixado o cargo para concorrer à reeleição. O objetivo principal dos peemedebistas é também evitar qualquer movimento para colocar Nelson Hubner, diretor na Aneel, no posto.

Hubner comandou a pasta após a demissão de Silas Rondeau, apadrinhado de Sarney que deixou o cargo após denúncias de corrupção.

Os peemedebistas que gostam de lembrar que Hubner chegou à Aneel indicado por Erenice Guerra, ex-ministra-chefe da Casa Civil.

Autor: Tags: , , , , , ,

quarta-feira, 21 de julho de 2010 Economia | 17:00

Gasodutos: atraso na regulamentação adia leilões em dez anos

Compartilhe: Twitter

O Ministério de Minas e Energia encaminha hoje à Casa Civil o texto que regulamenta a Lei do Gás, sancionada em março de 2009. Por esse decreto, os gasodutos passarão a ser operados por meio de concessões leiloadas, em vez de autorizações dadas a quem as solicitar, como ocorre atualmente.

O problema é que, nos 19 meses entre a aprovação da lei no Congresso e a data de hoje,  todos os potenciais concessionários que podem explorar os futuros gasodutos a serem criados no Brasil já deram entrada em pedidos de licenciamento em órgãos ambientais, o que lhes garante as condições antigas de autorização.

Com isso, eles fugiram dos futuros leilões, em que prevaleceria o preço mais baixo por operação. Segundo especialistas, os pedidos de licenciamento de novos dutos foram tantos que um leilão para novas concessões só terá necessidade de ocorrer daqui a dez, quinze anos.

Autor: Tags: , , ,