Publicidade

Posts com a Tag Ministério da Agricultura

terça-feira, 2 de junho de 2015 Política | 15:45

“Vá perguntar para seu patrão”, responde Kátia Abreu sobre denúncias

Compartilhe: Twitter

A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, passou a adotar uma resposta única para se livrar das perguntas sobre suspeitas de favorecimento em um esquema de distribuição de terras no estado de Tocantins, na década de 1990.

“Vá perguntar para seu patrão”, disse a ministra, ao ser indagada pelo Canal Rural, veículo de propriedade do grupo JBS.

O patrão, no caso, é Joesley Batista, presidente da rolding que controla a JBS e principal desafeto da ministra.

A ministra usou a estratégia durante a entrevista coletiva, no Palácio do Planalto, após o lançamento do Plano Safra 2015/2016, que pretende destinar R$ 187,7 bilhões para o agronegócio. Um dia antes, a ministra usou o mesmo recurso de devolver a pergunta em uma entrevista coletiva, após visitar a bancada ruralista.

Reportagem do Canal Rural diz que a ministra recebeu 1268 hectares de terras pertencentes a agricultores familiares que foram tomadas pelo estado com a alegação de serem improdutivas. Após a desapropriação, o então governador do Tocantins, Siqueira Campos (PSDB-TO), teria distribuído as terras a políticos do Estado. O caso teria acontecido em 1997.

A briga de Kátia Abreu com a JBS não é nova.O bilionário foi um dos principais doadores de campanha e se viu contrariado diante da indicação para a pasta. Ela respondeu na época: “sinto muito”.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 20 de janeiro de 2015 Governo | 15:00

Pepe Vargas manda recado a Kátia Abreu sobre demarcação de terras

Compartilhe: Twitter
Pepe Vargas (Foto: Agência Brasil)

Pepe Vargas (Foto: Agência Brasil)

Pepe Vargas, ministro responsável pelo diálogo entre o Planalto e o Congresso Nacional, mandou um recado claro para sua colega de Esplanada, Kátia Abreu (PMDB), titular da Agricultura.

Ao falar sobre a polêmica PEC 215, que transfere para o Congresso a decisão sobre demarcação de terras indígenas, Vargas afirmou que a colega não deverá se pronunciar sobre o tema.

“Esse tema não envolve o ministério da Agricultura. Envolve o Ministério da Justiça, a Funai e ao Incra. Então os órgão diretamente envolvidos são esses. A ministra Kátia Abreu, como ministra, não deverá ter manifestação do seu ministério em torno dessas questões”, disse o ministro da Secretaria de Relações Institucionais.

Quando ainda ocupava uma cadeira no Senado, Kátia declarou publicamente sua posição favorável à PEC 215 e, apesar de ser do partido que é o principal parceiro do Planalto no Congresso, afirmou que votaria contra o governo nessa matéria.

“A ministra Kátia Abreu é uma mulher inteligente, uma grande liderança. Ela sabe com certeza quais são as funções do Ministério dela. Outra coisa quando ela era líder sindical. Hoje ela é a ministra da Agricultura, que vai pensar a produção, a elevação da renda dos médios produtores, que é uma coisa importante que ela tem citado”, afirmou o ministro.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

sábado, 3 de janeiro de 2015 Governo | 06:00

‘Não terá nenhum glamour’, diz Kátia Abreu sobre cerimônia de casamento

Compartilhe: Twitter

Após o anúncio de que a presidente Dilma Rousseff será madrinha do casamento entre a recém-empossada ministra da Agricultura, Kátia Abreu (PMDB-TO) e o engenheiro agrônomo Moisés Pinto Gomes, a peemedebista tem dito que a cerimônia será “bastante simples”.

“Não tem nenhum glamour”, explica Kátia, “é apenas uma cerimônia para selar uma relação.”

Nos últimos meses, a ex-senadora também aderiu à dieta Ravenna – responsável pelo emagrecimento de Dilma Rousseff, José Eduardo Cardozo e Miriam Belchior, entre outros. Nas festas de fim de ano, Kátia disse ter furado a dieta mas garantiu que pretende perder quatro quilos até o casamento, em fevereiro.

Assista:

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015 Governo | 16:12

‘Não vim pra brigas que não tragam resultado’, diz Kátia Abreu

Compartilhe: Twitter

Presente na posse da presidente reeleita Dilma Rousseff, a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) desconversou ao ser questionada sobre a polêmica que acompanhou sua indicação ao Ministério da Agricultura.

“Fui convidada pela presidente Dilma Rousseff para servir o país e é isso que eu pretendo fazer”, disse a futura ministra. “Não vim para brigas que não tragam resultado”, completou a presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 21 de novembro de 2014 Governo | 18:40

‘Mato Grosso perde interlocutor, mas Brasil ganha’, diz dirigente do PROS sobre Kátia Abreu

Compartilhe: Twitter
Deputado federal Valtenir Pereira (PROS-MT). Foto: Divulgação

Deputado federal Valtenir Pereira (PROS-MT). Foto: Divulgação

O presidente do PROS no Mato Grosso, Valtenir Pereira, recebeu com entusiasmo a notícia do convite feito pela presidente Dilma Rousseff à senadora e presidente da Confederação Nacional da Agricultura, Kátia Abreu, para assumir Ministério da Agricultura. O atual ministro, Neri Geller, foi uma indicação direta do senador Blairo Maggi (PR-MT), principal nome do agronegócio no estado.

“O Mato Grosso perde um interlocutor, mas o Brasil ganha uma referência no agronegócio. A senadora sempre teve nossa admiração e nosso apoio aqui no estado”, disse Pereira. Com relação à resistência de alguns setores do partido e dos movimentos sociais pela reforma agrária ao nome de Kátia Abreu, o deputado afirmou que “iria ajudar a mediar os diferentes interesses”.

Leia também: MST se diz preparado para encarar Kátia Abreu no Ministério da Agricultura

Autor: Tags: , , , , , , , ,

terça-feira, 18 de novembro de 2014 Congresso | 16:11

‘Comunidade científica vai poder agregar valor a nossa biodiversidade’, diz deputada

Compartilhe: Twitter

A chamada Lei da Biodiversidade (PL 7735/2014), de autoria do governo federal, ainda causa polêmicas entre o governo e a bancada ruralista. A proposta é uma tentativa de facilitar o acesso à exploração do patrimônio genético brasileiro por pesquisadores, agricultores, indústrias e comunidades tradicionais, uma vez que toda a legislação sobre o assunto é baseada em uma Medida Provisória de 2001.

Entre as principais divergências, está a definição sobre a responsabilidade pela fiscalização da exploração. O governo defende que o Ibama esteja à frente do controle, em parceria com a Marinha, enquanto ruralistas reivindicam que o Ministério da Agricultura também faça parte do processo de fiscalização. Apesar da polêmica, a deputada federal Luciana Santos (PCdoB-PE), que disputa a relatoria final do projeto com o ruralista Alceu Moreira (PMDB-RS), acredita que o projeto deve ser votado ainda nesta semana.

“Para além de proteger, que é uma questão estratégica e de soberania nacional, importante para o país, nós também temos que explorar essa biodiversidade. porque ela tem um potencial econômico indiscutível. É uma cadeia produtiva de ponta, onde nós temos que nos inserir. A comunidade científica vai poder agregar valor a nossa biodiversidade”, defende Luciana.

Assista:

Autor: Tags: , , , ,

sábado, 1 de novembro de 2014 Governo | 08:00

MST se diz preparado para encarar Kátia Abreu no Ministério da Agricultura

Compartilhe: Twitter
Senadora Kátia Abreu (PMDB-TO). Foto: Pablo Valadares / Agência Senado

Senadora Kátia Abreu (PMDB-TO). Foto: Pablo Valadares / Agência Senado

Dirigentes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra têm dito que uma eventual escolha da senadora reeleita Kátia Abreu (PMDB-TO) para ocupar a pasta da Agricultura no próximo governo de Dilma Rousseff não seria nenhuma surpresa.

Leia também: MST elege três deputados federais pelo PT

Presidente da Confederação Nacional da Agricultura, Kátia é um dos principais nomes da bancada ruralista no Congresso e vista como grande adversária do movimento pela reforma agrária.

A ida de Kátia para a base aliada do governo – num movimento que a levou do DEM para o PSD até chegar, em 2013, ao PMDB – sempre foi vista pelo movimento como uma tentativa de se aproximar do comando das políticas da área.

Os mais otimistas dizem que a presença da senadora no Ministério poderia até mesmo fortalecer a mobilização pela demarcação de terras, uma vez que a rejeição de Kátia entre os movimentos sociais é maior do que a de outros ruralistas que vinham ocupando a pasta nos governos petistas anteriores, o que poderia estimular uma reação mais incisiva.

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 16 de outubro de 2014 Eleições | 14:00

Sem Dilma, campanha no Mato Grosso ganha reforço de ministro da Agricultura

Compartilhe: Twitter
Ministro da Agricultura Neri Geller. (Foto: Agência Brasil)

Ministro da Agricultura Neri Geller. (Foto: Agência Brasil)

A campanha da presidente Dilma Rousseff já indicou que, nesta reta final, será inviável uma viagem da candidata à reeleição para o Mato Grosso, onde o PT aparece com 10% a menos das intenções de voto que o tucano Aécio Neves.

Para compensar, o ministro da Agricultura, Neri Geller, saiu hoje de férias e se dedicará exclusivamente à campanha eleitoral – especialmente junto aos municípios produtores do agronegócio no estado.

Além do peemedebista, a ministra-chefe da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Ideli Salvatti, também esteve em Cuiabá nesta semana, para participar do lançamento oficial da campanha de Dilma no segundo turno.

Leia tambémNem malária tirou o gás de Pedro Taques

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 26 de março de 2014 Congresso | 16:35

Petista cobra divulgação de gastos públicos no agronegócio

Compartilhe: Twitter
Deputado Valmir Assunção (PT-BA) - (Foto: divulgação)

Deputado Valmir Assunção (PT-BA) – (Foto: divulgação)

O deputado Valmir Assunção (PT-BA) apresentou à Mesa Diretora Câmara dos Deputados um requerimento no qual solicita a divulgação de todos os recursos públicos gastos com setores do agronegócio, por meio de patrocínios, convênios e financiamentos do Banco do Brasil, Ministério da Agricultura e Ministério do Desenvolvimento Agrário, entre outros.

A iniciativa é uma resposta do partido à polêmica criada em torno do financiamento de uma feira de produtos agroecológicos promovida pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), por parte do governo federal.

De acordo com o deputado, atualmente não são divulgados os valores dos repasses, mas apenas as entidades que recebem os recursos. Caso seja aprovado o requerimento, a Câmara solicitará aos órgãos a divulgação das informações em questão.

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 Governo | 14:00

Governo publica nova fórmula da cerveja para consulta pública

Compartilhe: Twitter

O Diário Oficial da União desta quarta-feira (22) traz a publicação da proposta da nova fórmula da cerveja para consulta pública em 60 dias. A resolução também terá que ser aprovada pelo Mercosul -a cerveja é um dos produtos cujos padrões de qualidade e identidade são decididos entre os países do bloco.

Leia também: Produção de cerveja recua 2% em 2013

O tema foi motivo de embate entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e o setor cervejeiro. A proposta estipula que a porcentagem de cevada maltada seja de 55%, no entanto, o governo já sabe que as grandes produtoras irão reivindicar na consulta que esse índice seja reduzido para 50%. Na prática, a cerveja nacional teria mais milho, menos malte, e, portanto, o custo final poderia ser menor.

A proposta também permite novos adjuntos cervejeiros, além de arroz e milho, como mel, atendendo pedido do setor cervejeiro. O lúpulo, hoje obrigatório na receita, poderá ser substituído por ervas aromáticas em algumas variedades da bebida, estipuladas na proposta.

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última