Publicidade

Posts com a Tag Miriam Belchior

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015 Política | 19:30

‘Estou na melhor situação do mundo. Sou ex-ministro’, diz Gilberto Carvalho

Compartilhe: Twitter
Gilberto Carvalho (Foto: Dida Sampaio/AE)

Gilberto Carvalho (Foto: Dida Sampaio/AE)

O ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, esteve presente à cerimônia de posse da nova presidente da Caixa Econômica, Miriam Belchior.

Ao deixar o ato, Carvalho acabou, num momento de descontração, dando um termômetro de como anda a Esplanada dos Ministérios.

“Estou na melhor situação do mundo. Sou ex-ministro”, comemorou ele em tom de brincadeira.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015 Governo | 16:30

Ideli Salvatti também entra na Ravenna

Compartilhe: Twitter
A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti, é mais uma das que aderiram à dieta do doutor Ravenna, famosa entre as autoridades.

Empolgada com os resultados obtidos pela presidente Dilma Rousseff e os colegas ministros Eleonora Menicucci, Kátia Abreu, Miriam Belchior e José Eduardo Cardozo, Ideli pretende perder 20 kg.

Leia também: José Eduardo Cardozo perdeu 5kg com a Ravenna

Autor: Tags: , , , , , ,

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015 Governo | 13:05

Dilma cogita manter presidentes do Banco Brasil e do BNDES

Compartilhe: Twitter
A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

A presidente Dilma Rousseff deve bater o martelo em breve sobre as indicações que restam para os bancos estatais. Por enquanto, Dilma comentou com auxiliares que está propensa a manter no posto os atuais presidentes do Banco do Brasil, Ademir Bendine, e do BNDES, Luciano Coutinho.

Dilma já definiu recentemente a indicação de Miriam Belchior para a Caixa Econômica Federal.

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014 Governo | 13:14

Além de Dilma, Cardozo e Miriam Belchior entram na Ravenna

Compartilhe: Twitter
A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

A presidente Dilma Rousseff. (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

Não é só a presidente Dilma Rousseff que está na Ravenna, dieta idealizada pelo médico Máximo Ravenna e que prega o emagrecimento rápido. José Eduardo Cardozo e Miriam Belchior também aderiram.

O cardápio restringe o consumo de carboidratos e inclui algumas regras, como o consumo de um caldo antes das refeições. Uma das inspirações foi a senadora e futura ministra Kátia Abreu, que se refere carinhosamente aos pratos como sua “raçãozinha”.

Outro que testou e jura que a dieta funciona maravilhas foi o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA). Ele diz que chegou a perder sete quilos em uma semana.

 

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014 Governo | 12:16

Miriam Belchior organiza beija-mão de despedida

Compartilhe: Twitter

A ministra Miriam Belchior reservou um tempinho na agenda para os servidores que quiserem fazer um beija-mão de despedida.

Ela estará entre 14h30 e 15h disponível para quem quiser posar para uma foto e levar de lembrança dos tempos em que ela comandou o Ministério do Planejamento.

 

Autor: Tags: ,

terça-feira, 25 de novembro de 2014 Governo | 16:00

Dilma empenha-se em garantir lugar para xodós na Esplanada

Compartilhe: Twitter

É resultado de um empenho pessoal da presidente Dilma Rousseff a negociação para garantir lugar para pelo menos dois petistas no primeiro escalão do novo governo. O primeiro é Edinho Silva, ex-presidente do PT de São Paulo e tesoureiro de sua campanha presidencial. A segunda é Miriam Belchior, hoje ministra do Planejamento e agora cotada para o Ministério de Minas e Energia.

Edinho Silva (Foto: PT-SP)

Edinho Silva (Foto: PT-SP)

Edinho, que já teve o nome citado para o Ministério do Esporte, apareceu nos últimos dias como alternativa para a Secretaria de Comunicação Social, hoje comandada por Thomas Traumann. Ele aproximou-se muito de Dilma durante a campanha e deixou de concorrer a um mandato de deputado para cuidar das finanças da candidatura. Além de ter excelente trânsito no PT, ele é um dos integrantes da coordenação da campanha que desenvolveram um bom relacionamento com a presidente.

Já Miriam Belchior deixará o Planejamento, onde será acomodado o ex-secretário-executivo da Fazenda Nelson Barbosa. Sua ida para Minas e Energia, que hoje está nas mãos do PMDB, ganhou corpo nesta semana. Antes de Dilma articular a permanência dela no governo, havia a expectativa de que ela pudesse retornar a Santo André, para quem sabe preparar uma candidatura no futuro.

 

 

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 3 de novembro de 2014 Eleições | 15:00

Petistas apostam em trocas no Planejamento e Meio Ambiente

Compartilhe: Twitter

Em meio às especulações que circulam entre líderes petistas sobre a montagem do novo ministério, há quem aposte em trocas no Planejamento e no Meio Ambiente.

A primeira pasta é comandada por Miriam Belchior e é tida como um dos possíveis destinos de Jaques Wagner, um dos queridinhos da presidente Dilma Rousseff. A segunda é comandada por Izabella Teixeira.

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 25 de outubro de 2013 Governo | 09:00

Dilma monta cardápio para o comando da Casa Civil

Compartilhe: Twitter

Quem é próximo da presidente Dilma Rousseff afirma que, embora ela manifeste interesse claro em alguns nomes, o martelo ainda não foi batido sobre quem será o novo ministro da Casa Civil. Dilma estaria montando uma espécie de “cardápio” com as opções, para decidir em definitivo só mesmo mais perto do fim do ano.

A presidente Dilma Rousseff (Foto: Pedro Ladeira/Frame/AE)

A presidente Dilma Rousseff (Foto: Pedro Ladeira/Frame/AE)

Hoje, dizem petistas próximos à presidente, quem anda bem cotado na lista é mesmo o secretário-executivo da Previdência, Carlos Gabas. Como revelou o Poder Online, Gabas até desistiu de uma candidatura a deputado federal, atendendo a um pedido expresso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mas circula também a especulação de que ele pode ser alocado em alguma outra pasta.

O enfraquecimento de Aloizio Mercadante, hoje ministro da Educação, nessa lista ficou evidente nos últimos meses. Mas isso não significa que ele tenha sido eliminado da relação de alternativas.

Há quem diga que, nas mais recentes conversas sobre o assunto, Dilma teria sinalizado que ainda pode escolher um modelo como o adotado em 2010, quando o ministro Antonio Palocci ocupou simultaneamente a Casa Civil e um posto de destaque na coordenação da campanha.

O nome de Gabas cresceu diante dos rumores de que Dilma teria torcido o nariz para uma proposta de rearranjo na Esplanada, que envolveria a atual ministra do Planejamento, Miriam Belchior: ela iria para a Casa Civil e, para o seu lugar, retornaria o hoje ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. A própria Miriam, segundo os colegas, também não teria manifestado interesse.

A lista de opções é completada pelo nome do ministro da Advocacia-Geral da União, Luís Inácio Adams. Ele sempre pertenceu ao círculo de ministros com excelente trânsito junto à presidente. Uma vez enterrada a polêmica sobre investigações da PF que atingiram outros quadros da AGU, ele volta a figurar entre as alternativas.

As conversas de Dilma sobre a Esplanada têm ocorrido apenas com um grupo muito restrito: com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, em algumas ocasiões, o presidente do PT, Rui Falcão, e Mercadante. Alguns petistas, entretanto, foram recrutados para fazer sondagens sobre possíveis indicações do partido.

Leia também: Um requisito para ter espaço no ministério de Dilma

 

 

 

Autor: Tags: , , , , , , , ,

sexta-feira, 20 de setembro de 2013 Congresso | 07:00

Governo estuda vincular emendas para resolver financiamento da saúde

Compartilhe: Twitter

Em negociação há cerca de dois meses no Congresso, o aumento de recurso para  financiamento do sistema de saúde no Brasil segue sem solução mesmo depois da intervenção do vice-presinte da República, Michel Temer (PMDB), e da ministra Miriam Belchior (Planejamento).

Depois que Miriam afirmou nesta quinta-feira (19) que o governo federal não tem como implementar a proposta de iniciativa popular de destinar 10% da receita corrente bruta da União para a saúde, restou na mesa a ideia de aumentar a verba da área por meio de emendas parlamentares. Metade dos valores obrigatórios previstos na Proposta de Emenda à Constituição do Orçamento impositivo (PEC 22/2000) seriam destinados ao setor.

O senador Humberto Costa (PT-PE), relator da proposta na comissão que trata do assunto espera que, na próxima segunda-feira (23), a ministra apresente um projeto alternativo ao dos 10% da receita bruta.

 

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 Congresso, Governo | 13:00

Votação do Orçamento não sofrerá novos atrasos, diz Miriam Belchior

Compartilhe: Twitter

A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, garante que não haverá mais surpresas. O Congresso votará o Orçamento de R$ 2,14 trilhões, com atraso, na próxima terça-feira (5). O Palácio do Planalto costurou um acordo para que o texto final passe pelo Senado e a Câmara.

“Nós abrimos mão de votar em janeiro (em sessão extraordinária) para votarmos na terça-feira. Nossa expectativa é de que não tenha problemas. Conversei hoje com o senador (Romero) Jucá e ele me disse que estava tudo certo”, disse Miriam, ao iG.

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última