Publicidade

Posts com a Tag MST

terça-feira, 1 de setembro de 2015 Partidos | 14:58

Presidente do PT participará de frente contra política econômica

Compartilhe: Twitter

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, participará no próximo sábado (5), em Belo Horizonte, do encontro de movimentos sociais com objetivo de criação de uma frente política que tem, entre suas convicções, uma crítica forte em relação a condução da política econômica do governo.

Puxam a frente, entidades como a Central de Movimentos Populares, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST ), a União Nacional dos Estudantes (UNE), a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB).

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 3 de agosto de 2015 Brasil, Governo, Justiça, Política | 14:09

Por “razões de segurança”, governo esconde paradeiro de Levy

Compartilhe: Twitter

Com a invasão do prédio do Ministério da Fazenda por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) nesta segunda-feira (3), a assessoria do ministro da Fazenda, Joaquim Levy decidiu não divulgar seu paradeiro. Aos jornalistas que insistiam em saber onde está Levy, a assessoria alegou “razões de segurança” para não dar informações.

Os sem terras chegaram ao ministério por volta das 5h30 tomaram o prédio. Nesta segunda, nenhum funcionário pode entrar para trabalhar. Os manifestantes carregam faixas de “fora Levy” e alegam que o ajuste fiscal do governo paralisou a reforma agrária. Eles prometem ficar no prédio até obter uma sinalização do governo de retomada dos assentamentos.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 23 de junho de 2015 Brasil, Congresso, Governo, Política | 18:18

Eunício pede nova reintegração de posse em fazenda ocupada pelo MST

Compartilhe: Twitter
Senador Eunício Oliveira (PMDB-CE). Foto: Luiz Alves / Agência Senado

Senador Eunício Oliveira (PMDB-CE). Foto: Luiz Alves / Agência Senado

O senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) ingressou nesta terça-feira (23), na Justiça de Goiás, com um pedido de reintegração de posse para tirar de suas terras cerca de três mil famílias integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

É a segunda vez que o MST ocupa a fazenda Agropecuária Santa Mônica, propriedade de mais de 21 mil hectares, localizada entre os municípios goianos de Alexânia, Abadiânia e Corumbá.

De acordo com o MST, o retorno às terras do senador ocorreu porque o governo federal não cumpriu acordos firmados na reintegração ocorrida em março deste ano. Um dos pontos do acordo é o assentamento de cerca de 1.100 famílias até 60 dias após o despejo, ocorrido no início de março.

O senador, no entanto, acredita que, agora, a Justiça será mais ágil em determinar a retirada dos ocupantes. Isto porque, já existe entendimento do Tribunal de Justiça de Goiás dando ganho de causa ao senador.

Na primeira ocupação, os integrantes do MST ficaram seis meses na  na fazenda. A reocupação ocorreu no último domingo (21)

 

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 17 de junho de 2015 Brasil, Governo, Política | 17:38

Além de mais dinheiro, MST pede que governo reduza burocracia para agricultura familiar

Compartilhe: Twitter

Dando continuidade às “agendas positivas”, o governo marcou para a manhã da próxima segunda-feira (23) o lançamento do Plano Safra específico para a agricultura familiar. Movimentos sociais do campo esperam que o valor a ser anunciado em crédito supere o volume de R$ 24,1 bilhões, anunciado no ano passado e que o governo melhore os critérios para acesso.

“Não adianta nada comemorar volume maior de crédito, sem que o governo não cuide de melhorar o acesso ao crédito. Cada vez menos famílias procuram o Pronaf”, ponderou Alexandre Conceição, coordenador do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 5 de maio de 2015 Governo | 06:00

Governo começa a definir cronograma para agilizar assentamentos

Compartilhe: Twitter
Ocupação do MST, em Pernambuco. (Foto: Ramiro Olivier / MST)

Ocupação do MST, em Pernambuco. (Foto: Ramiro Olivier / MST)

Em tempos de desgaste junto ao MST e movimentos sociais nos quais o PT tem base histórica, o governo deve realizar nos próximos dias uma reunião envolvendo vários ministérios e o Incra.

O encontro deve servir para traçar um cronograma para acelerar assentamentos de sem-terra.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 20 de abril de 2015 Governo | 07:00

Governo faz um aceno ao MST

Compartilhe: Twitter
Ocupação do MST, em Pernambuco. (Foto: Ramiro Olivier / MST)

Ocupação do MST, em Pernambuco. (Foto: Ramiro Olivier / MST)

Na tentativa de responder às cobranças do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra pelo avanço na reforma agrária, o governo federal se comprometeu a assinar a primeira emissão de posse do segundo mandato da presidente Dilma Rousseff ainda este mês. A data é simbólica, pois marca os 19 anos do massacre de Eldorado dos Carajás.

Assista: ‘100 dias do segundo mandato e nenhuma família foi assentada’, critica coordenador do MST

Com a presença dos ministros Patrus Ananias (Desenvolvimento Agrário) e Tereza Campello (Desenvolvimento Social), o ato será realizado nas fazendas de Colatina e Cotia, no município de Prado, no sul da Bahia. Há também a possibilidade de a presidente Dilma participar do ato, a depender de sua agenda.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 15 de abril de 2015 Governo | 09:00

‘100 dias do segundo mandato e nenhuma família foi assentada’, critica coordenador do MST

Compartilhe: Twitter

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra Alexandre Conceição iniciou uma série de ocupações pelo país nesta semana, para pressionar o governo federal a avançar no processo da reforma agrária. O objetivo é obter até o dia 17 de abril um compromisso e um prazo para o assentamento de novas famílias. A data é marcada pelo massacre de Eldorado do Carajás, quando 21 militantes do MST foram assassinados no Pará, em 1996.

“Os quatro anos que passaram foram desastrosos e agora já se completam 100 dias do segundo mandato e nenhuma família foi assentada. Nós queremos um aceleramento e um destravamento imediato da reforma agrária e que as famílias possam imediatamente ser assentadas”, diz o coordenador nacional do MST, Alexandre Conceição. “Mais de 6 milhões de hectares foram concentrados na mão do latifúndio. Não pode. Nós não votamos numa presidente da República pra concentrar latifúndio na mão do latifundiário e do agronegócio”, completa.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 12 de março de 2015 Congresso | 18:00

Petistas entram com representação contra tucano que chamou MST de ‘quadrilha’

Compartilhe: Twitter

Os petistas Valmir Assunção (BA), Dionilso Marcon (RS) e João Daniel (SE), que fazem parte do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, decidiram entrar com uma representação junto ao Conselho de Ética da Câmara contra o deputado federal Nilson Leitão (PSDB-MT).

O motivo é um discurso feito pelo tucano no Plenário da Câmara, nesta semana, em que acusa o MST de ser “uma quadrilha bem montada” e diz que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, deveria tratar o movimento “como bandidos”.

“Sou do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, sou deputado federal, não sou bandido, nem tampouco faço parte de quadrilha”, disse Valmir, ao explicar as razões da representação.

Assista:

Autor: Tags: , , , , , , ,

segunda-feira, 2 de março de 2015 Governo | 07:00

Patrus Ananias busca articulador político para comando do Incra

Compartilhe: Twitter
O ministro do Desenvolvimento Agrário e ex-prefeito de Belo Horizonte, Patrus Ananias (PT-MG). Foto: Divulgação

O ministro do Desenvolvimento Agrário e ex-prefeito de Belo Horizonte, Patrus Ananias (PT-MG). Foto: Divulgação

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, deve anunciar já nos próximos dias o futuro presidente do Instituto Nacional da Reforma Agrária. O escolhido assumirá o lugar do economista Carlos Guedes, que desde 2012 preside o órgão por indicação de Miguel Rossetto.

Leia também: Entenda a disputa entre Kátia Abreu e Patrus Ananias na reforma agrária

Entre os nomes defendidos pelos movimentos sociais, está o do superintendente regional do Incra em Sergipe, Leonardo Góes. Na avaliação de Ananias, entretanto, seria interessante indicar alguém com um perfil não apenas técnico, mas também com um bom potencial de articulação política.

Neste contexto, outro nome cotado é o da ex-secretária se Planejamento de Sergipe, Maria Lúcia Falcón. Em 2010, ela chegou a ser sondada pela então recém-eleita presidente Dilma Rousseff para assumir o comando do MDA. Por resistência da tendência petista Democracia Socialista, no entanto, a vaga acabou ficando com o petista Afonso Florence (BA).

O comando do Incra é o último passo que falta para Ananias fechar a nata de seu time. Entre outros nomes de sua confiança, o mineiro já conta com o apoio da ex-presidente da Caixa Econômica Federal Maria Fernanda Coelho, que ocupa a secretaria-executiva do Ministério e foi um dos nomes sugeridos à presidente como possível titular da pasta, antes da escolha do mineiro.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014 Congresso | 11:00

Movimentos sociais preparam atos contra Eduardo Cunha

Compartilhe: Twitter
O líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). (foto: divulgação)

O líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). (foto: divulgação)

Na primeira semana de fevereiro, diversas entidades como CUT, MST e MTST pretendem realizar uma série de protestos na Câmara dos Deputados, contra a eleição do peemedebista Eduardo Cunha (RJ) à presidência da Casa.

A articulação faz parte das atividades do chamado Fórum 21, uma “frente de esquerda” lançada neste mês, em São Paulo. O grupo reúne militantes de partidos de esquerda e diversos movimentos sociais e sindicalistas.

 

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. Última