Publicidade

Posts com a Tag Operação Lava Jato

terça-feira, 15 de dezembro de 2015 Brasil, Política | 14:37

Cunha diz que foi ele quem chamou o chaveiro

Compartilhe: Twitter
A jornalista acompanhou o marido em uma cerimônia na Câmara, em agosto deste ano.

A jornalista acompanhou o marido em uma cerimônia na Câmara, em agosto deste ano.

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse que quem mandou chamar o chaveiro para abrir o cofre da residência oficial da Presidência da Câmara foi ele, porque se tratava de um cofre velho “desses a manivela”, que ele nunca sabe abrir.

“Era um cofre velho, desses a manivela que a gente nunca consegue abrir”, disse Cunha que confessou já ter travado uma briga com outro cofre, da mesma categoria, em outro imóvel que ele ocupou antes de se tornar presidente, ocasião que ele também teve que chamar o chaveiro.

No entanto, agentes da PF apreenderam dinheiro e jóias na residência oficial, que podem ser fruto de desvios na Petrobras.

Autor: Tags: ,

Brasil, Política | 13:41

Agentes da PF buscam provas na Mesa Diretora da Câmara

Compartilhe: Twitter
O presidente de Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Foto: Alan Sampaio / iG Brasília

O presidente de Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Foto: Alan Sampaio / iG Brasília

Agentes da Polícia Federal também fazem buscas na Secretaria da Mesa Diretora da Câmara dentro da nova fase da Operação Lava Jato, depois de ter vasculhado a Diretoria Geral da Câmara, o Gabinete do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o Centro de Informática, e outros órgãos dentro da Câmara.

A Mesa da Câmara foi responsável pela decisão que tirou da relatoria do processo contra Cunha, no Conselho de Ética, o deputado Fausto Pinato (PRB-SP), decisão tomada na semana passada a pedido de Cunha.

A manipulação de órgãos da Câmara pode caracterizar o uso do mandato ou do cargo de presidente para tumultuar as investigações, fato que pode ensejar, por parte o Ministério Publico, de prisão de Cunha.

Um eventual pedido de prisão de Cunha teria que ser decido pelo Pleno do Supremo Tribunal Federal (STF) pelo fato de se tratar de um chefe de Poder.

Autor: Tags: , , , ,

Política | 13:02

PMDB marca reunião para antecipar decisão sobre rompimento com governo

Compartilhe: Twitter
Michel Temer (Foto: Marcello Casal Jr./ABr)

Michel Temer (Foto: Marcello Casal Jr./ABr)

Depois das buscas e apreensões realizadas nesta terça-feira (15), que atingiram em cheio políticos do PMDB, em especial o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (RJ), a direção do partido decidiu convocar a executiva nacional da legenda para amanhã, às 10h30.

A ala aliada de Cunha e contrária ao Planalto, além dos diretórios estaduais do partido, aumentaram a pressão sobre a cúpula com o objetivo de antecipar, de marco para janeiro, a convenção do partido. A principal decisão a ser tomada na convenção poderá ser de rompimento com o governo.

As lideranças regionais argumentam que falta menos de um ano para as eleições municipais e, por isso, a definição se torna cada vez mais urgente, no sentido de ter uma orientação mínima para a construção de alianças nos municípios.

No entanto, o motivo mais importante alegado pelos aliados de Cunha é de que as buscas feitas em seus endereços não foram evitadas pelo Planalto, ou ainda, que serviram de revide diante da aceitação do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, por parte de Cunha, na Câmara.
Reunião amanhã da Executiva Nacional do PMDB às 10h30, na sede do partido

A convocação da executiva foi decidida nesta manhã pelo presidente nacional do partido, Michel Temer, segundo interlocutores próximos se movimentava antes no intuito de atrasar o máximo possível essas decisões, justamente com a intenção de não complicar as coisas para o governo.

Um dos sinais desse comportamento teria sido a transformação do Encontro Nacional do Partido, ocorrido em novembro, em apenas um momento de debates sobre o documento Uma Ponte para o Futuro.

(Com informações de Paulo Cruz)

Autor: Tags: , , ,

Brasil, Política | 10:27

PF busca indícios de manipulação de dados na Câmara

Compartilhe: Twitter

As buscas feitas por policiais federais no Centro de Informática (Cenin) da Câmara tiveram o objetivo de identificar interferências do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), sobre os dados registrados pelos computadores da Câmara.

Há acusações de que o órgão, a mando de Cunha, não cumpriu a Lei de Acesso à Informação (LAI) que tem objetivo de garantir a transparência de dados públicos.

No momento em que os agentes chegaram ao órgão, um funcionário chegou a passar mal e brigadistas tiveram que ser chamados para socorro.

No início deste ano, Cunha demitiu o então chefe do órgão, Luiz Antonio Eira, depois da divulgação das denúncias de que os requerimentos convocando prestadoras de serviços da Petrobras a prestarem depoimentos foram feitos em computadores do gabinete de Cunha.

Cunha negava a autoria dos pedidos e atribuía os requerimentos à então deputada Solange Almeida, sua aliada.

Esta manobra identificada pelo Ministério Público é uma das provas contra cunha no processo que o acusa de achacar empreiteiras interessadas em contratos com a Petrobras.

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 21 de outubro de 2015 Brasil, Congresso, Governo, Partidos, Política | 12:25

Aliados de Cunha garantem ter apoio de tucanos

Compartilhe: Twitter

Apesar das cobranças por parte do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso por uma postura mais crítica do PSDB em relação ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), aliados do peemedebistas garantem ter o apoio dos tucanos para evitar que ele saia do cargo.

Cunha é hoje o principal denunciado por envolvimento nos casos de corrupção investigados pela Operação lava Jato e é alvo de uma representação feita ao Conselho de Ética da Câmara, por quebra de decoro parlamentar. A representação é encabeçada pela Rede e pelo PSOL.

Ao contabilizar possíveis votos contrários ao afastamento, um dos mais fieis escudeiros de Cunha avaliou que a única manifestação contra Cunha, por parte dos tucanos foi uma “nota de quatro linhas”. “Alguém tem dúvida de que os tucanos não estão conosco?”,questionou o aliado que pediu anonimato.

“Se não estivessem, estariam aí, com o PSOL e com a Rede, dando entrevista a todo momento no Salão Verde”, ponderou.

A primeira manifestação dos tucanos saiu do líder do partido na Câmara.Carlos Sampaio, que disse dar a Cunha o “benefício da dúvida”.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 9 de setembro de 2015 Brasil, Congresso, Justiça | 17:52

Cristovam Buarque pede a Renan prioridade para propostas sugeridas pela Lava Jato

Compartilhe: Twitter
Senador Cristovam Buarque (PDT-DF) adotou duas propostas de combate a corrupção sugeridas pelos procuradores da Operação Lava Jato

Senador Cristovam Buarque (PDT-DF) adotou duas propostas de combate a corrupção sugeridas pelos procuradores da Operação Lava Jato

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) apresentou nesta quarta-feira (9) dois projetos de lei sugeridos pelos procuradores da Operação Lava Jato, com o objetivo de combater a corrupção.

Buarque quer que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), inclua as propostas na chamada Agenda Brasil, conjunto de prioridades elencadas pelo peemedebista para as votações do senado até o final deste ano.

Uma das propostas apresentadas estabelece multa para instituições financeiras que dificultarem o acesso a dados de clientes investigados e que tiveram seus sigilos constitucionais quebrados pela Justiça.

Outra modifica o Código de Processo Penal, para que se possa utilizar o instrumento da prisão preventiva com o objetivo de evitar a dissipação de dinheiro desviado enquanto a investigação acontece.

“São medidas indispensáveis para blindar o desenvolvimento econômico e social que o Brasil busca e merece. O objetivo é integrar esses projetos à Agenda Brasil”, sugeriu o senador, ao justificar a proposta.

Renan é um dos investigados pela operação.

As duas propostas fazem parte do pacote de 19 anteprojetos de Lei apresentados aos senadores pelo grupo do Ministério Público Federal liderado pelo procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 20 de agosto de 2015 Brasil, Congresso, Justiça, Partidos, Política | 18:26

Para Sílvio Costa, só pressão popular tira Cunha da Presidência da Câmara

Compartilhe: Twitter

O deputado Sílvio Costa (PSC-PE) tem sido uma das vozes mais contestadoras da atuação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), desde a posse de parlamentar no cargo. Após a denúncia, apresentada pelo procurador Geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF), Costa se mostrou cético em relação a cassação do mandato de Cunha. O deputado disse não acreditar que pedidos de cassação prosperem na Câmara já que as instâncias de poder na Casa são controladas hoje pelo presidente.

“Isto que sestá acontecendo aqui não é nenhuma novidade, todo mudo sabia que ele ia ser denunciado . Sabiam dessas informações desde as eleições da Câmara”, disse o deputado.

“Se a gente colocar no Conselho de Ética, ele (Cunha) tem maioria. Se a gente colocar na Corregedoria, ele também tem maioria”, observou.

“Acho que a gente tem que começar um movimento de fora para dentro. A opinião pública tem que participar e dizer a ele que ele tem que sair.”

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 19 de agosto de 2015 Brasil, Congresso, Política | 20:47

Cunha ignora possibilidade de denúncia e leva mulher para evento na Câmara

Compartilhe: Twitter
Cláudia Cruz

Mulher de Cunha, Cláudia Cruz participa de coquetel do Parlatino, na Câmara dos Deputados (Foto; Luciana Lima)

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), decidiu ignorar a expectativa de ser denunciado nas próximas horas e levou sua mulher, a jornalista Cláudia Cruz, para um coquetel de encerramento da reunião do Parlamento Latino-americano (Parlatino), nesta quarta-feira (19), no Salão Nobre da Câmara dos Deputados.

Em clima de tensão, a primeira dama da Câmara nada falou. Ela apenas se posicionou ao lado do marido durante o breve discurso de boas vindas aos convidados.

Autor: Tags: , ,

Brasil, Congresso, Justiça, Partidos, Política | 20:12

Deputados esperam informações sobre contas de Cunha no exterior

Compartilhe: Twitter

A expectativa do grupo de deputados críticos ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é de que a denúncia que deverá ser apresentada nas próximas horas pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, traga mais elementos, além das acusações de recebimento de propina no esquema investigado pela Operação Lava Jato.

A aposta dos deputados é de que Janot detalhe a acusação de lavagem de dinheiro relatando as supostas operações de Cunha em contas no exterior usando nomes de pessoas próximas.

A reunião desta quarta-feira, chamada pelo PSOL da Câmara, contou com a presença de cerca de 15 deputados de vários partidos, como PPS, PT, PSDB, PSB e do PSC.

A ideia é esperar a acusação formal e oferecer imediatamente um pedido de afastamento de Cunha da presidência da Casa.

O deputado Júlio Delgado (PSB-MG), que disputou a presidência da Casa com Cunha participou da reunião e conversou com a coluna. Acompanhe:

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 6 de agosto de 2015 Brasil, Congresso, Política | 15:59

“Eu não acho nada”, diz Cunha sobre eleição de Janot

Compartilhe: Twitter
O presidente de Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Foto: Alan Sampaio / iG Brasília

O presidente de Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Foto: Alan Sampaio / iG Brasília

O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se esquivou de comentar a vitória do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na eleição da lista tríplice do Ministério Público Federal (MPF).

Internamente, a vitória, com 81% dos votos, foi considerada uma aprovação em relação a forma que o procurador tem conduzido as investigações da Operação Lava Jato.

Janot ficou em primeiro lugar, com 799 votos, e deverá ser indicado pela presidente Dilma Rousseff para permanecer no cargo. A recondução, no entanto, terá também que passar pelo aval do Senado.

“Eu não acho nada”, respondeu Cunha, irritado diante do questionamento.

Cunha é um dos políticos investigados pela Lava Jato e acusa o procurador de ter com ele uma “querela”.

O presidente da Câmara ainda insinuou que Janot teria obrigado o delator Júlio Camargo a mentir em seu depoimento com o objetivo de constranger o Legislativo.

Na lava Jato, Cunha é investigado devido a suspeita de ter achacado empresas em contratos com a Petrobras. De acordo com o depoimento de Júlio Camargo, prestado dentro do acordo de delação premiada, o presidente da Câmara teria levado US 5 milhões em propina.

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. Última