Publicidade

Posts com a Tag operação porto seguro

terça-feira, 27 de novembro de 2012 Governo | 18:53

Advogado-geral avisou Dilma

Compartilhe: Twitter

Dilma Rousseff soube da Operação Porto Seguro na manhã  de sexta passada, quando recebeu uma ligação do advogado-geral da União, Luís Inácio Adams.

Ele telefonou para a presidenta por volta das 8h, depois de ser comunicado da operação por seu auxiliar direto, o então advogado-geral adjunto, José Weber Holanda Alves, que havia sido abordado por policiais federais.

Holanda Alves, assim como outros servidores suspeitos de tráfico de influência,  foi exonerado pela Presidência da República.

Na avaliação do Palácio do Planalto, não deverá haver surpresas relacionadas ao caso nos próximos dias: para o governo, as maiores evidências já foram vazadas pela PF e acabaram divulgadas pela imprensa.

Eventuais novidades só deverão surgir após a análise do material apreendido com os suspeitos.

Autor: Tags: , ,

Brasil | 11:30

O fênix Miranda ressurge

Compartilhe: Twitter

O reaparecimento do nome do ex-senador Gilberto Miranda nas sombras do poder já havia sido informado ao Palácio do Planalto por uma autoridade do Ministério da Justiça bem antes da eclosão da Operação Porto Seguro.

E não apenas porque ele teria encomendado um parecer para manter-se como posseiro de uma ilha, a das Cabras, em Ilhabela, litoral Sul de São Paulo, motivo de seu indiciamento pela Polícia Federal.

O lobby de Miranda apareceu em articulações delicadas relacionadas ao novo projeto de parceria com a iniciativa privada que o governo tenta tirar do papel para dotar os portos brasileiros de infraestrutura.

O Senado quer tirar Miranda do anonimato, mas antes quer ouvir os alvos principais da Polícia Federal.

Amigo do ex-presidente do Congresso, José Sarney, Miranda deve ser convocado junto com dirigentes da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), que também aparece na Operação Porto Seguro.

Antes, o Senado quer uma cópia do inquérito da Polícia Federal. O envio do documento foi solicitado pelos  senadores Álvaro Dias (PSDB-PR), Randolfo Rodrigues (PSOL-AP) e Pedro Taques (PDT-MT).

Suspeita-se que o teor dos grampos autorizados pela justiça seja mais explosivo que as relações da ex-chefe de gabinete da Presidência da República em São Paulo, Rosemary Noronha, a Rose.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 26 de novembro de 2012 Congresso | 18:59

Senado convoca Cardozo, Adms e agências

Compartilhe: Twitter

As sindicâncias administrativas e a demissão ou afastamento dos  indiciados na Operação Porto Seguro, da Polícia Federal, não foram suficientes para acalmar a oposição no Senado, que sabatinou e respaldou a nomeação dos dirigentes das agências reguladoras e Advocacia Geral da União (AGU).

“É saudável a decisão da presidente Dilma. Mas o Congresso tem o dever de fiscalizar e aprofundar a investigação”, diz o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP).

Randolfe e seu colega Pedro Taques (PDT-MT) apresentaram requerimento convocando o titular da Advocacia Geral da União (AGU), Luis Inácio Adms e os dirigentes de duas agências reguladoras, a Agência Nacional das Águas (ANA) e Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC) na suposta venda de parecer à empresas privadas interessadas em obras e serviços nos portos.

O senador Pedro Simon (PMDB-RS) pediu a convocação do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, na Comissão de Constituição e Justiça.

O Senado quer saber se a Polícia Federal – ligada ao Ministério da Justiça –  tem informações mais relevantes do que foi divulgado.

A oposição quer também a presença da ex-chefe do escritório de Representação de Brasília em São Paulo, Rosemary Noronha, a Rose.

Não podem convocá-la, mas vão convidá-la. Acham que “abandonada”, como se encontra, pode render um bom depoimento.

Autor: Tags: , , , ,

Brasil | 16:00

Investigação mina pretensão de Adms ao STF

Compartilhe: Twitter

Se Luis Inácio Adms tinha alguma chance de ser indicado para a vaga do ministro Ayres Britto, ela foi por água abaixo com o envolvimento do número dois da Advocacia Geral da União na Operação Porto Seguro, da Polícia Federal.

A AGU é um caminho natural para se chegar ao STF, como bem demonstram Gilmar Mendes e Dias Toffoli.

Mas a situação de Adms ficou complicada por seu empenhou junto à Casa Civil para a nomeação de José Weber Holanda Alves como adjunto da AGU.

Uma eventual insistência do Palácio do Planalto em indicá-lo encontraria forte resistência no Senado.

Autor: Tags: , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última