Publicidade

Posts com a Tag Osmar Serraglio

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015 Congresso | 17:58

Cunha recria comissão da PEC 215, que muda demarcação de terras indígenas

Compartilhe: Twitter
O presidente de Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Foto: Alan Sampaio / iG Brasília

O presidente de Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Foto: Alan Sampaio / iG Brasília

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), decidiu recriar a Comissão Especial responsável por discutir e votar a PEC 215/2000, que transfere ao Congresso Nacional a responsabilidade pela demarcação de terras indígenas.

Leia também: Deputados pedem investigação de irregularidades em relatório da PEC 215

A decisão foi publicada na última quarta-feira, sob a resistência dos movimentos indígena e ambientalista. Agora, os partidos precisam indicar seus representantes para compor a comissão, cujo relatório do ruralista Osmar Serraglio (PMDB-PR) estava pronto para ser votado no final do ano passado.

No mesmo dia da publicação, cerca de trinta etnias organizavam um café da manhã para discutir estratégias contra a retomada da PEC. A mobilização teve o apoio de parlamentares como João Capiberibe (PSB-AP), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Janete Capiberibe (PSB-AP), Alessandro Molon (PT-RJ), Odorico Monteiro (PT-CE), Sarney Filho (PV-MA), Chico Alencar (PSOL-RJ) e Edmilson Rodrigues (PSOL-PA), além do presidente do PV, José Luiz Penna.

Assista:  ‘Morreremos lutando’, diz cacique em protesto contra PEC 215

Ao contrário do que fez com a criação da CPI da Petrobras, Cunha preferiu uma abordagem mais discreta para esta comissão. Não por acaso, a PEC 215 é alvo de grande polêmica em função das mudanças que propõe para o procedimento de demarcação de terras indígenas. Os movimentos sociais acreditam que, com a influência da bancada ruralista, as demarcações deverão sofrer enorme revés, dificultando a aprovação de novos pedidos.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 16 de dezembro de 2014 Congresso | 16:53

‘Morreremos lutando’, diz cacique em protesto contra PEC 215

Compartilhe: Twitter

Impedidos de entrar na Câmara dos Deputados para se manifestar contra a votação da PEC 215/2000, que transfere para o Congresso Nacional a responsabilidade pela demarcação de terras indígenas, líderes de diversas etnias protestam do lado de fora da Casa.

“Vamos nos preparar para o enfrentamento. Vamos entrar aí dentro. Não nos importamos se morrer alguém, morreremos na luta e não parados, de braços cruzados”, disse o cacique Nailton Pataxó, da Bahia.

Agora à tarde, um grupo de representantes indígenas e parlamentares contrários à PEC estão reunidos com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para tentar que o governo interceda contra a votação, nesta semana. No caminho, quatro indígenas foram detidos e encaminhados ao Complexo da Polícia Civil do DF, acusados de lesão corporal contra policiais militares.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014 Congresso | 07:30

Deputados pedem investigação de irregularidades em relatório da PEC 215

Compartilhe: Twitter

Deputados da Frente Parlamentar de Apoio aos Povos Indígenas querem que o Conselho de Ética da Câmara investigue a existência de supostas irregularidades na elaboração do relatório da PEC 215, pelo deputado federal Osmar Serraglio (PMDB-PR). Entre outras coisas, a Proposta de Emenda Constitucional transfere para o Legislativo a responsabilidade pela demarcação de terras indígenas e autoriza a revisão de demarcações já realizadas.

Leia tambémIndígenas planejam manifestações semanais em Brasília

Os parlamentares se baseiam em uma informação do Ministério Público Federal e da Polícia Federal de que um assessor jurídico da Confederação Nacional da Agricultura teria elaborado o relatório de acordo com interesses ruralistas, por R$ 30 mil.

“O relatório mente”, diz o deputado federal Padre Ton (PT-RO), presidente da frente. “Não é que um relator de uma PEC não possa buscar assessoria jurídica fora. Mas essas degravações denotam uma quadrilha que está querendo mudar a Constituição do Brasil e mudar cláusulas pétreas para responder aos interesses de uma minoria, que são os ruralistas”, completa.

A votação do relatório estava prevista para a última quarta-feira, mas foi adiada para terça-feira que vem, devido à convocação da Sessão do Congresso Nacional para votar os vetos presidenciais e a nova meta do superávit primário.

Assista:

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 7 de março de 2014 Eleições | 16:01

“Ninguém no PMDB trabalha por isso”, diz dirigente do Paraná sobre aliança com o PT

Compartilhe: Twitter
Osmar Serraglio (divulgação)

Osmar Serraglio (divulgação)

Se o PMDB tinha quatro correntes bem definidas sobre as eleições no Paraná, esse número foi reduzido pela metade, já que duas correntes perderam fôlego. Uma delas a que pretendia apoiar a candidatura de Orlando Pessuti.

O PT também caiu em desogosto. Segundo o presidente do diretório paranaense do PMDB, deputado federal Osmar Serraglio, o grupo que flertava com a possibilidade de apoiar Gleisi Hoffmann desistiu dessa possibilidade.

“Não tem ninguém no PMDB trabalhando por isso (aliança com o PT), só o PT”, resumiu o dirigente. Perguntado se a situação é reflexo dos conflitos nacionais, Serraglio disse que não há relação entre as duas coisas.

Ele argumenta que a bancada do PMDB na Assembleia Legislativa do estado é da base do governador Beto Richa (PSDB), o que a coloca em rota de colisão com os petistas.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014 Eleições | 08:00

No PMDB do Paraná, brigas dificultam até reuniões do diretório

Compartilhe: Twitter
Osmar Serraglio (divulgação)

Osmar Serraglio (divulgação)

O deputado Osmar Serraglio, presidente do diretório paranaense do PMDB, desistiu de promover reuniões formais do partido no estado com o objetivo de buscar uma solução para o impasse local acerca da candidatura local.

O partido está longe de uma definição enquanto quatro correntes tentam prevalecer: os apoiadores da candidatura de Roberto Requião, os que preferem lançar Orlando Pessuti, o grupo que defende o apoio ao governador Beto Richa (PSDB) e os que flertam com uma aliança com o PT de Gleisi Hoffmann.

Serraglio trocou as reuniões oficiais por uma abordagem mais informal. O giro pelo estado será feito, mas o presidente pretende ter conversas isoladas e até diálogos telefônicos em busca do consenso.

“Se eu convocar uma reunião pública do PMDB, vai ter briga. Por que vou provocar isso agora? São embates com consequências. Para quê eu vou proporcionar palco de rinha no qual alguém possa sair magoado?”, diz o deputado, dando uma dimensão do impasse local.

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 28 de janeiro de 2014 Eleições | 17:36

Serraglio promoverá reuniões pelo interior em busca de definição no Paraná

Compartilhe: Twitter
Osmar Serraglio (divulgação)

Osmar Serraglio (divulgação)

O presidente do diretório paranaense do PMDB, deputado Osmar Serraglio, pretende fazer uma série de reuniões pelo estado para tentar buscar uma solução para o impasse local.

O PMDB está divido no Paraná em quatro correntes quando o assunto é a eleição no estado. Um grupo, composto pelos deputados estaduais do PMDB paranaense, trabalha em defesa de uma aliança com o governador Beto Richa (PSDB). Existem ainda os defensores da candidatura própria, grupo que subdivide-se entre os apoiadores de Roberto Requião e os que preferem Orlando Pessuti. E um, apontado como minoritário, que gostaria de uma aliança com Gleisi Hoffmann (PT).

Serraglio, que está em viagem com a família, deve começar a organizar os encontros e fechar as datas na próxima semana, quando retorna da folga.

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 17 de junho de 2013 Congresso | 12:59

‘Eu sigo a orientação do governo’, diz Osmar Serraglio

Compartilhe: Twitter

Novo presidente do PMDB no Paraná, o deputado federal Osmar Serraglio promete se “alinhar mais com o partido”.

O alinhamento ocorre após o deputado ter sido fiel ao governo durante a votação da MP dos Portos, destoando da orientação dada pelo líder peemedebista na Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Leia também: Osmar Serraglio agora é fiel escudeiro do governo

“No limite eu, que sou vice-líder do governo, sigo a orientação do governo”, afirma Serraglio.

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 10 de junho de 2013 Governo | 11:50

Osmar Serraglio agora é fiel escudeiro do governo

Compartilhe: Twitter

Em meio à polêmica provocada pela movimentação do líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), quem tem surpreendido o Palácio do Planalto quando o assunto é lealdade é o deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR).

Relator da CPI dos Correios, que investigou o escândalo do mensalão durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Serraglio tem seguido à risca as orientações do governo nas votações.

Foi, por exemplo, um dos poucos parlamentares a votarem com o governo em absolutamente todos os itens da MP dos Portos.

Autor: Tags:

quarta-feira, 24 de agosto de 2011 Congresso | 10:05

Dissidentes do PMDB coletam assinaturas para votar logo a emenda 29

Compartilhe: Twitter

O deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR) já começou a coletar assinaturas pedindo urgência para a votação da Emenda 29, que prevê o aumento de recursos para a saúde.

O grupo de dissidentes peemedebistas ameaça obstruir as votações na Casa até que seja estipulada uma data para votar a emenda.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 16 de agosto de 2011 Congresso | 19:51

Átila Lins será o candidato do PMDB à vaga no TCU

Compartilhe: Twitter

O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), informou ao deputado Átila Lins que os peemedebistas Fátima Pelaes e Osmar Serraglio abriram mão de disputar cadeira no Tribunal de Contas da União.

Com a desistência, Átila se torna o candidato único do partido para vaga aberta com a aposentadoria de Ubiratan Aguiar.

Segundo ele, a decisão será anunciada amanhã à bancada peemedebista.

Autor: Tags: , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última