Publicidade

Posts com a Tag Paulinho da Força

quinta-feira, 4 de agosto de 2011 Governo | 10:09

Gilberto Carvalho e a briga com as centrais sindicais

Compartilhe: Twitter

Diante da ausência dos movimentos sindicais no lançamento do plano Brasil Maior na última terça-feira, o secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, convidou os líderes sindicalistas para mais uma conversa daqui a pouco, às 10h30, no Palácio do Planalto.

Em manifestação ontem na capital paulista, as centrais desceram a lenha tanto na nova política industrial quanto no governo de Dilma Rousseff.

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 27 de julho de 2011 Governo | 16:30

Paulinho da Força ameaça Dilma Rousseff

Compartilhe: Twitter

Paulinho da Força (Foto: Celso Junior/AE)

Do presidente da Força Sindical, deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), ao jornal Valor Econômico, sobre a faxina promovida pela presidenta Dilma Rousseff no Ministério dos Transportes:

Dilma tem que combater a corrupção, mas está errando no tratamento com aliados. Esse tipo de relação nos preocupa, não é um modelo bom. Tem que tratar com tranquilidade, não como se todos fossem bandidos. Se for assim, se esse tratamento valer para toda crise, teremos que tratá-la [Dilma] dessa forma quando houver uma denúncia envolvendo a presidente.

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 26 de julho de 2011 Brasil | 11:35

Sindicalistas farão protesto em São Paulo pela redução da jornada de trabalho

Compartilhe: Twitter

Presidente da Força Sindical, o deputado Paulo Pereira da Silva (PDT) está em uma corrida contra o tempo para reunir em São Paulo, na quarta-feira (3) da próxima semana, cerca de 100 mil sindicalistas de todo o Brasil.

O objetivo é fazer uma grande manifestação para pressionar a redução da jornada de trabalho, o fim do fator previdenciário e a regulamentação das terceirizações.

O protesto, que começará às 10h, terá concentração no Estádio do Pacaembu e seguirá pela Avenida Paulista até a Assembleia Legislativa.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 8 de junho de 2011 Governo | 17:29

Deputados são barrados na posse de Gleisi

Compartilhe: Twitter

Primeira falha de coordenação política na nova gestão da Casa Civil do governo.

Os deputados Jose Nobre Guimarães (PT-CE), Nelson Pelegrino  (PT-BA) e Paulinho da Força (PDT-SP), e o senador Clésio Andrade (PR-MG) quase não conseguiram acompanhar nada da cerimônia de posse da senadora Gleisi Hoffman na Casa Civil, realizada no Palácio do Planalto.

Seguranças não permitiram que eles passassem pela entrada de autoridades.

Durante boa parte da solenidade, o grupo de parlamentares teve de se contentar com um espaço numa área mais afastada do salão, onde ficou parte da imprensa. Apenas no final a entrada dos quatro foi liberada.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 27 de maio de 2011 Governo | 17:45

Lula dá “tapa com luva de pelica” em Paulinho

Compartilhe: Twitter

Paulinho da Força chega para reunião entre Lula as centrais sindicais (Foto: Nelson Antoine/AE)

Lula não gostou nada de o deputado Paulinho da Força (PDT-SP) ter pedido o afastamento do ministro-chefe da Casa Civil, Antônio Palocci, e ainda ter sugerido que o próprio ex-presidente assuma a pasta. Ao receber as centrais sindicais, na manhã desta sexta-feira, no Instituto da Cidadania, para debater a reforma política, Lula deu “um tapa com luva de pelica” no deputado.

Classificando a campanha contra Palocci de “perseguição da mídia”, Lula afirmou que situações desse tipo são complicadas, mas comuns. E que “é preciso ser solidário com quem sofre ataques”. Citou o exemplo do próprio Paulinho, que abriu mão da candidatura a prefeito de São Paulo, em 2008, após enfrentar uma onda de denúncias contra ele e sua mulher.

Na ocasião, a mulher de Paulinho, Elza de Fátima Costa Pereira, teve de explicar um depósito de R$ 37.500 na ONG Meu Guri, da qual era presidente. O depósito teria sido realizado pelo ex-assessor de Paulinho, João Pedro de Moura, preso na operação Santa Tereza, que desmascarou o esquema de liberação de verbas do BNDES. Paulinho também era acusado de integrar o esquema, mas negou o envolvimento.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 11 de março de 2011 Governo | 19:02

Fim do imposto sindical é trunfo de Dilma contra Paulinho da Força

Compartilhe: Twitter

As piadas e bom humor da presidenta Dilma Rousseff com o presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), hoje, no Palácio do Planalto, foram só para sindicalista ver – e guardam uma dose de puro sarcasmo.

Quando entrou na reunião com Dilma, Paulinho já sabia que está em desvantagem em seu embate com o governo depois de a Central Única dos Trabalhadores (CUT), como adiantou o Poder Online, levantar a velha bandeira do fim do imposto sindical.

Como se sabe, a Força Sindical é mais dependente desses recursos (R$ 1,3 bilhão por ano) do que a CUT. O projeto-de-lei está na Casa Civil de Antônio Palocci e pode ser votado a qualquer hora.

Autor: Tags: , , , ,

Congresso | 09:04

Líder do PDT agora é moderado com reajuste do imposto de renda

Compartilhe: Twitter

 O líder do PDT na Câmara, Giovanni Queiroz (PA), afirmou que um reajuste da tabela de imposto de renda em 4,5% — proposta defendida até agora pelo governo —  é “razoável” para o trabalhador e não prejudicaria a economia.

— É um aumento razoável, até porque uma correção acima dos 4,5% poderia sinalizar ao mercado uma inflação maior. Vou levar minha opinião à reunião da bancada na próxima terça-feira — disse ao Poder Online.

Vale lembrar que Giovanni foi o único líder da base governista excluído da última reunião com a presidenta Dilma Rousseff, tudo porque defendeu uma proposta de salário mínimo diferente da apresentada pelo governo.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011 Congresso | 15:47

Paulinho da Força: “Não queremos desgastar a relação com os senadores”

Compartilhe: Twitter

O deputado Paulinho da Força (PDT-SP) e representantes das centrais sindicais se reúnem agora com o senador Paulo Paim (PT-RS) para tentar convencê-lo a apresentar a emenda de aumento do salário mínimo para R$ 560, contra a proposta de R$ 545 do governo.

Mas, ao Poder Online, Paulinho admitiu que a proposta das centrais deve ser derrotada no Senado, e afirmou que não vai à guerra, como na Câmara, para não desgastar as relações com a Casa.

—  Sabemos que o governo vai ganhar, então não vamos impor nossa posição. E também não queremos desgastar a relação com os senadores, até porque muitos defendem pontos de interesse das centrais, como reajuste do salário mínimo quando não houver crescimento da economia .

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011 Congresso | 19:08

Deputados adotam discurso apelativo para defender mínimo maior

Compartilhe: Twitter

Paulinho da Força (Foto: Celso Junior/AE)

Sabem aquela história do “eu podia estar roubando…eu podia estar matando…mas estou pedindo”? Contagiou os deputados no embate por um salário mínimo de R$ 560.

Paulinho da Força (PDT-SP) acaba de levantar uma moedinha de R$ 0,50 durante seu discurso para dizer que era aquele o valor que o governo estava negando por dia para o trabalhador.

E o deputado ACM Neto (DEM-BA) acompanhou o estilo:

– Trata-se de negar R$ 15 a mais por mês para o trabalhador.

Autor: Tags: , ,

Governo | 12:03

Pressionado por Dilma, Carlos Lupi (PDT) tenta debelar rebeldia da bancada

Compartilhe: Twitter

Depois de se reunir no Palácio do Planalto, o ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT), comanda neste momento reunião com a Executiva do partido e a bancada da Câmara em um hotel em Brasília.

O principal ponto em questão é a emenda do deputado Paulinho da Força Sindical (PDT-SP), que propõe o aumento do salário mínimo para R$ 560 contra a proposta de R$ 545 do governo.

Pressionado pela presidente Dilma Rousseff, Lupi tenta debelar rebeldia da bancada.

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 8
  3. 9
  4. 10
  5. 11
  6. 12
  7. Última