Publicidade

Posts com a Tag Paulinho da Força

terça-feira, 16 de dezembro de 2014 Congresso | 19:59

Aliança com PV, PPS e Solidariedade enfrenta resistência no PSB

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Glauber Braga (PSB-RJ). Foto: Divulgação

O deputado federal Glauber Braga (PSB-RJ). Foto: Divulgação

Causou desconforto em parte dos socialistas a participação do PSB no bloco composto também por PV, PPS e Solidariedade. Entre as críticas apresentadas, alguns parlamentares reclamaram da falta de um diálogo mais amplo com a bancada e da falta de identificação programática da sigla com o Solidariedade, presidido por Paulinho da Força (SDD-SP).

No evento de lançamento, foi notada a ausência da maioria dos 29 parlamentares do PSB. Além do presidente da sigla, Carlos Siqueira (PE), e do líder da sigla na Câmara, Beto Albuquerque (RS), – que compuseram a mesa oficial – apenas o mineiro Júlio Delgado (MG) esteve presente durante todo o ato político.

Contrariada, parte da bancada já se prepara para enfrentar a cúpula do partido. Ainda nesta semana, um manifesto assinado por parlamentares como Glauber Braga (PSB-RJ) e Luiza Erundina (PSB-SP) deve ser divulgado contra a presença do PSB no bloco recém-lançado.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014 Partidos | 14:24

‘Bloco com PSB, PPS, PV e Solidariedade pode sair nesta semana’, diz Paulinho da Força

Compartilhe: Twitter
Paulinho da Força Sindical (Foto: Leonardo Prado/Agência Câmara)

Paulinho da Força Sindical (Foto: Leonardo Prado/Agência Câmara)

Amanhã à tarde, os presidentes nacionais do PSB, PPS, PV e Solidariedade se reunirão em Brasília para continuar as conversas sobre a formação de um bloco com os quatro partidos. De acordo com o presidente do Solidariedade, Paulinho da Força (SDD-SP), a expectativa é de que a aliança possa ser formalizada já nos próximos dias. “Pode sair nesta semana”, diz o deputado.

O bloco, no entanto, não valerá para a disputa pela presidência da Casa – uma vez que o PSB aposta no nome de Júlio Delgado (PSB-MG) e o Solidariedade já formalizou apoio a Eduardo Cunha (PMDB-RJ). “Essa questão da eleição da Câmara não tinha como entrar no acordo, porque não tínhamos condição de mudar os apoios que já foram definidos”, explica Paulinho da Força.

Além da atuação em Brasília, um dos principais objetivos do bloco seria a indicação de candidatos próprios em todos os municípios para disputar as eleições 2016. Na cidade de São Paulo, por exemplo, um dos nomes citados pelo presidente do Solidariedade é o da senadora e ex-prefeita Marta Suplicy (PT-SP), que tem recebido convites para trocar o PT por uma das siglas do grupo.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

domingo, 21 de setembro de 2014 Eleições | 08:00

‘Ninguém sabe o nome da Marina’, diz Paulinho da Força

Compartilhe: Twitter

Embalado num discurso otimista sobre a capacidade do senador Aécio Neves (PSDB) de chegar ao segundo turno da disputa presidencial, o presidente do Solidariedade, Paulo Pereira da Silva (SD-SP), o Paulinho da Força, diz que as próximas semanas marcarão uma mudança no discurso do tucano. Segundo ele, Aécio já tomou a decisão de colocar na campanha temas da agenda trabalhista.

Paulinho diz que o tucano vai se comprometer nesta fase com a valorização do mínimo e colocará em discussão o fim do fator previdenciário. Isso deve ajudar, segundo ele, a melhorar o desempenho na reta final e a garantir uma virada sobre a ex-senadora Marina Silva.

Paulinho: de saída da Força Sindical

Paulinho: agenda trabalhista entrará na campanha

Minimizando o desempenho da candidata do PSB, favorita para disputar o segundo turno com Dilma Rousseff (PT), ele foge da discussão sobre um possível apoio à ex-senadora. Diz que não vai cair no mesmo “erro” do coordenador da campanha José Agripino Maia, que acenou para uma aliança caso a socialista siga na corrida e Aécio seja derrotado. Paulinho diz que Marina é “uma boa pessoa”, mas não tem condições de levar. “Ninguém sabe o nome de Marina”, afirma.

Passada a eleição, o que vai ser do Solidariedade ?
Nosso partido foi construído na oposição. Somos oposição. E estamos confiantes de que Aécio Neves vai para o segundo turno. Sabemos que os eleitores estão buscando alguém capaz de derrotar o PT. Esse público foi para Marina num primeiro momento e acredito que ele já está voltando.

Mas as pesquisas ainda indicam que Marina é favorita para disputar o segundo turno com a presidente Dilma.
Por enquanto, o que existe de indicativo é que a onda que levou Marina até aí está baixando.

Aliados de Aécio dizem que ele precisa mudar o discurso. Que não está dialogando com a massa dos eleitores. O sr. concorda?
Foi pensando justamente nisso que acertamos agora de levar questões trabalhistas para o programa de televisão. É fundamental conversar com o conjunto dos trabalhadores.

O senhor acredita que Aécio não estava dialogando o suficiente com os trabalhadores?
Não estava dialogando nada. O que nós dissemos: é importante falar da política do salário mínimo, por exemplo.

Vocês definiram propostas específicas a serem apresentadas na reta final da campanha?
Ele vai se comprometer a manter a política de valorização do mínimo. Também vai falar com os aposentados, que passarão a ter aumento real de salário. Mais importante, é a primeira vez que um candidato se propõe a falar sobre fim do fator previdenciário. Ele disse textualmente que vai chamar o movimento sindical para discutir uma alternativa que permita às pessoas se aposentarem com dignidade. São milhões de pessoas que estão esperando uma resposta dos candidatos.

Mas, e se Marina for para o segundo turno, como fica?
Não acreditamos que ela vá. Estamos com Aécio até o dia 5 de madrugada. Se algo sair de outro jeito, aí vamos sentar e discutir. Mas o fato é que Aécio tem uma coisa que Marina não tem. Ele tem uma coligação com mais candidatos. Rodamos milhões de santinhos e colas. Vai ter muito mais panfleto com o nome do Aécio do que com o nome da Marina. Ela não vai ganhar. Ninguém sabe o nome da Marina. De qualquer jeito, nem adianta ficar me perguntando se vou apoiá-la no segundo turno. Não vou cometer o mesmo erro do Agripino (Maia).

Qual é sua opinião sobre Marina?
Ela é uma boa pessoa. Tenho boa relação com ela, com os partidos que estão coligados a ela. Ela é correta. Acredito que ela vai fazer o possível para cumprir o que promete. Ela vai. Quem não cumpre o que fala é o PT e a Dilma.

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 18 de agosto de 2014 Eleições | 10:30

Aécio prepara nova agenda com operários

Compartilhe: Twitter
O presidenciável Aécio Neves (PSDB-MG). (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

O presidenciável Aécio Neves (PSDB-MG). (Foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

O braço sindical do PSDB está preparando uma visita do presidenciável tucano Aécio Neves a um canteiro de obras na Barra Funda, zona oeste de São Paulo, onde vários prédios estão sendo construídos pela WTorre.

Leia também: Tucanos planejam reunir 3 mil sindicalistas em apoio a Aécio

A intenção é realizar um café da manhã entre Aécio e os cerca de 1600 operários da obra, no dia 03 de setembro – data que ainda depende da confirmação da agenda do presidenciável.

Esta seria a segunda atividade do gênero com a participação de Aécio, que recentemente esteve na porta da fábrica Voith, no Jaraguá, zona norte de São Paulo, na companhia do deputado federal Paulinho da Força (SDD-SP).

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 29 de julho de 2014 Eleições | 17:55

Paulinho da Força acerta agenda sindical para Aécio

Compartilhe: Twitter
Paulinho da Força Sindical (Foto: Leonardo Prado/Agência Câmara)

Paulinho da Força Sindical (Foto: Leonardo Prado/Agência Câmara)

O presidente do Solidariedade, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (SDD-SP), definiu uma agenda para ajudar na aproximação do tucano Aécio Neves com sindicalistas.

Leia também: Paulinho da Força manda imprimir 20 mil adesivos contra Dilma

De acordo com Paulinho, três atividades já estão programadas para o mês de agosto. Primeiro, Aécio deverá acompanhar o deputado a um encontro do movimento sindical em São Paulo. Em seguida, os dois pretendem fazer campanha na porta de uma fábrica metalúrgica, onde Paulinho tem mais presença.

Por fim, também está prevista uma viagem para Sertãozinho ou alguma outra cidade do setor sucroalcooleiro.

Autor: Tags: , , ,

sábado, 26 de julho de 2014 Eleições | 07:00

Paulinho da Força manda imprimir 20 mil adesivos contra Dilma

Compartilhe: Twitter
Adesivo contra Dilma, produzido por Paulinho da Força (SDD-SP).

Adesivo contra Dilma, produzido por Paulinho da Força (SDD-SP).

O presidente do Solidariedade, Paulinho da Força (SDD-SP), afirma ter mandado imprimir cerca de 20 mil adesivos com a mensagem “Fora Dillma – Chega de corrupção”, com os clássicos “LL” do ex-presidente Fernando Collor.

De acordo com Paulinho, os adesivos têm feito mais sucesso por São Paulo do que os dele próprio. “Os meus ninguém pede, mas os dela todo mundo quer. O pessoal vê no carro e me para no trânsito. Por isso mandei fazer um monte”, diz o deputado federal e líder da Força Sindical.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 24 de julho de 2014 Eleições | 10:30

‘Só não devemos eleger deputados em dois estados’, diz Paulinho da Força

Compartilhe: Twitter
Paulinho da Força Sindical (Foto: Leonardo Prado/Agência Câmara)

Paulinho da Força Sindical (Foto: Leonardo Prado/Agência Câmara)

O presidente do Solidariedade, Paulinho da Força, está otimista com relação ao crescimento da bancada do partido nestas eleições. Se as previsões do sindicalista se confirmarem, o partido sairá de 24 deputados federais para mais de 30 parlamentares, distribuídos entre praticamente todos os estados.

“Só não devemos eleger deputados em dois estados: Rio Grande do Norte e Mato Grosso”, afirma Paulinho. O deputado também diz ter dúvidas sobre a reeleição no Distrito Federal e em Roraima, mas afirma que as candidaturas são “competitivas”.

O Solidariedade também pretende fortalecer a presença da legenda nos governos estaduais, disputando quatro vagas a vice-governador e a cadeira do estado de Tocantins, com o apoio de partidos como PSDB,  PDT, PSB, DEM, PPS, PP e PR ao candidato Sandoval Cardoso.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 30 de junho de 2014 Copa 2014 | 07:30

‘Ir ao estádio é pedir pra ser vaiada’, diz Paulinho da Força

Compartilhe: Twitter
Paulinho da Força Sindical (Foto: Leonardo Prado/Agência Câmara)

Paulinho da Força Sindical (Foto: Leonardo Prado/Agência Câmara)

O presidente nacional do Solidariedade e aliado de Aécio Neves, Paulinho da Força, ironizou a decisão de a presidente Dilma Rousseff participar da entrega da taça da Copa do Mundo, na final do mundial, no Maracanã.

“Corre o risco de quebrarem a taça na cabeça dela”, ironizou o deputado federal. “Acho que ir no estádio é pedir para ser vaiada, né.”

Paulinho desconversou, no entanto, sobre a decisão de Aécio Neves de acompanhar os jogos apenas pela televisão. “Se fosse em Brasília, ele não seria vaiado de jeito nenhum”, garantiu Paulinho, com base em pesquisas internas do PSDB que apontariam uma vitória no DF.

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 5 de maio de 2014 Eleições | 06:00

Solidariedade formaliza apoio a Aécio no dia 13

Compartilhe: Twitter

O Solidariedade, liderado pelo deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (SDD-SP), vai formalizar o apoio ao presidenciável tucano Aécio Neves no próximo dia 13.

O anúncio será feito durante uma reunião ampliada da executiva do partido, em Brasília.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 27 de março de 2014 Congresso | 16:00

Paulinho terá encontro com dirigentes partidários em Roma

Compartilhe: Twitter
Paulinho da Força Sindical (Foto: Leonardo Prado/Agência Câmara)

Paulinho da Força Sindical (Foto: Leonardo Prado/Agência Câmara)

O presidente do Solidariedade, Paulinho da Força (SP), embarca nesse final de semana para Roma, na Itália.

Ele diz que terá encontro com representantes de partidos de centro esquerda de diversos países da Europa.

Paulinho afirma que o grupo deverá ser recebido pelo Papa Francisco na próxima quarta-feira.

Autor: Tags: , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. Última