Publicidade

Posts com a Tag PC do B

segunda-feira, 14 de abril de 2014 Eleições | 16:00

Partidos da oposição pressionam PT por apoio a Flávio Dino

Compartilhe: Twitter

O  PDT, PSB, SDD e PTC passaram a pressionar o PT de Maranhão por uma definição no estado. Representantes dos partidos -entre eles o deputado ex-petista Domingos Dutra (SDD)- compareceram ao evento da corrente Resistência Petista em apoio ao pré-candidato do PCdoB ao governo do estado, Flávio Dino, que foi chamado de Dia da Dignidade Petista.

Ato de grupo petista em apoio a Flavio Dino (foto: divulgação)

Ato de grupo petista em apoio a Flavio Dino (foto: divulgação)

Além dos partidos opositores ao PMDB-MA, o grupo ganhou apoio de um dos fundadores do PT Manoel da Conceição Santos, petista histórico adversário da família Sarney. Os petistas dissidentes elaboraram um documento em que pedem que o partido “volte a beber da fonte em que surgiu” e que “o controle político dos Sarney impede que o Maranhão usufrua da Republica e dos ganhos dos governos Lula e Dilma”.

No ato, Dino afirmou que era preciso “trazer o PT de volta para o nosso campo ainda em 2014”. No entanto, ele declarou abrir palanque para o ex-governador de Pernambuco pré-candidato à Presidência, Eduardo Campos (PSB), o que vem sendo usado pelo PT como empecilho e gerado críticas do pré-candidato do PMDB aoo governo do estado, senador Lobão Filho.

O PT ainda não bateu o martelo sobre alianças no estado.

Leia também: Ala do PT de Maranhão vai fazer ato de apoio a Flavio Dino

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 9 de abril de 2014 Eleições | 07:00

Ala do PT de Maranhão vai fazer encontro de apoio a Flávio Dino

Compartilhe: Twitter

Uma das correntes do PT de Maranhão, a Resistência Petista, promove no fim de semana, em São Luís, um encontro em apoio ao pré-candidato do PCdoB ao governo do estado, Flávio Dino. O slogan da reunião: “Sou Lula, Dilma e Flávio Dino – O PT fazendo parte da mudança do Maranhão”.

Flavio Dino (Foto: Divulgação)

Flavio Dino (Foto: Divulgação)

A direção nacional do PT -que atualmente é aliado da governadora Roseana Sarney (PMDB-MA)- ainda não bateu o martelo sobre o apoio no estado e sofre pressão para rever a aliança. O PMDB lançará candidato para a sucessão de Roseana.

“O Brasil mudou com os governos de Lula e Dilma, mas o Maranhão continua preso ao sistema oligárquico, que compromete a qualidade de vida dos maranhenses. O Maranhão, como há cinquenta anos, ostenta alguns dos piores indicadores sociais do Brasil, em educação, saúde, saneamento básico e outros. Para acompanhar o Brasil, o Maranhão precisa mudar. E, pra mudar o Maranhão é preciso mudar a política do Maranhão, o governo do Maranhão”, diz o convite para o encontro, que terá a presença de Dino.

Leia também: Crise no Maranhão eleva pressão por candidatura forte do PMDB

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 18 de março de 2014 Congresso | 20:00

Fechado acordo para aprovar PEC que prorroga zona franca de Manaus

Compartilhe: Twitter
Bancada do AM se reuniu com Mercadante (foto: divulgação)

Bancada do AM se reuniu com Mercadante (foto: divulgação)

A bancada do Amazonas no Congresso se reuniu com líderes de diversos partidos e com o ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil) e garantiu apoio para votar e aprovar a Proposta de Emenda à Constituição 506-A/2010, que prorroga por mais 50 anos os benefícios fiscais da Zona Franca de Manaus, na quarta-feira.

“Pela lei atual, a zona franca sobrevive até 2023 e nove anos é um período curto para as empresas, que têm de fazer investimentos muitos pesados, se mudarem”, afirmou a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), que participou das negociações.

No ano passado, o PSDB apresentou uma emenda que pedia a extensão dos benefícios fiscais do setor de informática por mais 50 anos e a PEC foi retirada de pauta. Só agora, os líderes entraram em acordo para vota o benefício ao setor em separado, após a PEC.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 10 de março de 2014 Política | 14:30

Depois de assalto, Manuela D’Ávila cancela participação em congresso do PCdoB

Compartilhe: Twitter
Manuela D´Ávila (Foto: AE)

Manuela D´Ávila (Foto: AE)

A deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) teve seu carro roubado quando chegavam em sua casa, em Porto Alegre, na noite de domingo (9). Ela estava acompanhada de seu namorado, o músico Duca Leindecker.

Dois homens armados com revólveres abordaram o casal quando eles entravam na garagem do prédio onde moram. Os dois não ficaram feridos.

Por causa disso, Manuela cancelou sua participação no congresso do PCdoB que ocorrerá hoje e amanhã em Brasília.

“Trago comigo uma tranqüilidade… fui mais uma vítima de uma sociedade violenta que luto há 15 anos p/ mudar.”, escreveu a deputada em seu Twitter.

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 15 de novembro de 2013 Partidos | 09:00

Eleição de Flávio Dino é questão de honra, diz futura presidente do PCdoB

Compartilhe: Twitter

A futura presidente do PCdoB, deputada Luciana Santos (PE), afirmou que a eleição de Flávio Dino para o governo do Maranhão é questão de honra para o partido. Se eleito, Dino seria o primeiro governador da sigla.

Leia também: Aliado de Dilma, PCdoB admite abrir palanque a Eduardo Campos no Maranhão

A presidente Dilma Rousseff (PT), acompanhada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, comparece nesta sexta-feira, ao 13º Congresso do PCdoB, para selar a aliança nacional. No entanto, Maranhão é motivo de mal-estar entre o PT e o PCdoB.

“Há um sentimento grande de superação de um ciclo, da família Sarney no estado, e do espaço para o novo. E o novo é o Dino, que tem chances reais de vencer a eleição”, afirmou a deputada.

O PT tem sido pressionado para apoiar o candidato do clã Sarney no estado, o secretário da atual governadora, Roseana Sarney, Luís Fernando Silva.

Autor: Tags: , , , , , ,

domingo, 3 de novembro de 2013 Congresso | 08:00

Mexer com os fundos das teles vai causar polêmica, diz relatora de projetos sobre mídia independente

Compartilhe: Twitter

Nesta  semana, a Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática vai votar o relatório da Subcomissão Especial da Câmara dos Deputados sobre Mídia Alternativa que propões oito medidas para democratizar os meios de comunicação e financiar a mídia independente -em alta desde a onda de protestos pelo país.

A relatora da subcomissão, deputada Luciana Santos (PCdoB-PE), que trabalha com o relatório há dois anos, afirma que os projetos que criam fundos nacional e estaduais de Comunicação Pública e de reestruturar o Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) devem causar polêmica e enfrentar resistência não só dos parlamentares quanto também dos meios de comunicação tradicionais.

Deputada Luciana Santos (Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados)

Deputada Luciana Santos (Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados)

O que você constatou no relatório?

Há uma necessidade urgente de modernização do ambiente legal e de uma atuação mais intensa do Poder Executivo para viabilizar economicamente os órgãos de mídia independente. Existem, no Brasil, poucas normas específicas para o controle à concentração de propriedade na mídia. Precisamos regulamentar a Constituição poque há uma concentração grande dos meios de comunicação. Precisa haver uma política do Estado que leve em conta a diversidade, a pluralidade, dos meios existentes e não só os critérios técnicos. O relatório também mostra que a televisão concentra 64,8% do faturamento total dos meios de comunicação. No ano passado, o faturamento total desses meios foi de R$ 16,6 bilhões, sendo que a TV levou mais de R$ 10,8 bilhões. Esse bolo foi majoritariamente distribuído entre as quatro maiores empresas do setor: Globo, Record, SBT e Band. Mas, mesmo entre esses grandes, a distribuição é desigual. A Rede Globo, sozinha, ficou com quase 70% das verbas destinadas à televisão.

Como foi o processo de elaboração do relatório? O que você ouviu de reivindicação do setor?

O mais recorrente é a situação das rádios comunitárias, TVs educativas e micro e pequenas iniciativas, incluindo internet. É preciso um esforço muito grande, em particular das rádios comunitárias, para conseguirem produzir conteúdo e fazer manutenção dos equipamentos. Há necessidade de um financiamento específico para eles e de tratar da distribuição da publicidade, não só governamental. A legislação atual estimula a concentração de faturamento em poucos veículos, ao distribuir as verbas oficiais de publicidade. Nós levantamos dados da Secretaria de Comunicação da Presidência da República que mostram que, em abril deste ano, a televisão recebeu aproximadamente 62% das verbas federais de publicidade. E a Rede Globo, mais uma vez, é a principal beneficiada. Em 2012, a empresa recebeu 43% do total de verbas destinadas para televisão.

O que o relatório propõe para resolver isso?

Em primeiro lugar, permitir que as rádios comunitárias e TVs educativas possam receber publicidade, seja ela pública, seja privada, como uma maneira de se sustentar, o que hoje é proibido. Propomos um projeto de lei que permite a inserção de anúncios publicitários na programação dessas emissoras em até 20% do tempo diário. A outra medida obriga o investimento de, no mínimo, 20% das verbas destinadas à publicidade dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário federais em emissoras comunitárias, educativas e de veículos de comunicação caracterizados como microempresa, empresa de pequeno porte ou empresa individual de responsabilidade limitada.

Como você acha que vai ser a recepção dessas propostas?

Acho que os projetos para permitir publicidade em rádios comunitárias e de obrigatoriedade de verbas destinadas à publicidade dos três poderes serem aplicadas nessas emissoras serão bem aceitas. O problema é mexer com os fundos. Temos um projeto de lei que transforma o Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) em Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações e de Radiodifusão, democratizar o Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel), e um que cria uma Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE) destinada à mídia alternativa. Mexer com esses fundos vai causar polêmica, vai mexer com os grandes meios de comunicação, isso vai causar polêmica e vai ter resistência.

 

Autor: Tags: , , , , , ,

quarta-feira, 30 de outubro de 2013 Política | 18:45

PEC de 2003 que destina 2% do Orçamento para Cultura vai entrar em pauta

Compartilhe: Twitter

Depois de dez anos de tramitação no Congresso, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 150, que destina 2% do Orçamento da União para a Cultura, será colocada em pauta pelo presidente da Câmara, deputato Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), na semana que vem.

Ministra Marta Suplicy (Foto: Tomaz Silva/ABr)

Ministra Marta Suplicy (Foto: Tomaz Silva/ABr)

A decisão foi tomada nesta quarta-feira (30) após reunião com a deputada Jandira Feghali (PCdoB), presidente da Comissão de Cultura e Educação da Casa. A intenção é que a proposta seja votada no dia 5 de novembro, Dia Nacional da Cultura. De acordo com Jandira, a expectativa é que proposta deve ser aprovada.

A ministra Marta Suplicy (Cultura) receberá a boa notícia em reunião coma deputada no início da noite de hoje. A PEC é uma das bandeiras da ministra desde quando ela assumiu o posto, no ano passado.

Leia também: Marta Suplicy ganha força para substituir Mercadante no MEC

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 24 de setembro de 2013 Política | 17:06

Filho de Bolsonaro diz que pai tem ‘história e luta contra terroristas’

Compartilhe: Twitter

A confusão provocada pelo deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) na porta do antigo Destacamento de Operações de Informações-Centro de Defesa Interna (Doi-Codi), centro de tortura da ditatura militar (1964-1985) no Rio de Janeiro, fez com que o filho de Jair, deputado Flávio Bolsonaro (PP-RJ), discutisse nesta terça-feira com a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) pelo Twitter.

Reprodução/Twitter

Reprodução/Twitter

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) alega ter levado um soco do deputado em frente ao antigo Doi-Codi ontem, o partido registrou pedido por quebra de decoro.

“A dep. @jandira_feghali tb não faz parte da comissão da calúnia e entrou. Preconceito?”, escreveu o deputado após tuitar que “um senador não pode impedir a entrada de deputado em quartel do Exército”.

“A parlamentar tem história na luta pela liberdade d expressão e contra os crimes da ditadura. Um abs!”, respondeu a assessoria da deputada Jandira.

“E o @DepBolsonaro tem história e luta contra os terroristas q queriam implantar ditadura comunista no Brasil em 64”, afirmou Flávio.

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 6 de setembro de 2013 Política | 07:30

PT paulista sai a campo para amarrar palanque de Padilha

Compartilhe: Twitter

O diretório estadual do PT-SP já se reuniu com o PC do B, PR e PDT para conversar sobre apoio para a candidatura de Alexandre Padilha ao governo do Estado de São Paulo no ano que vem.

Dos três, apenas o PDT já tem pré-candidato próprio, o deputado major Olímpio (PDT-SP). O PR, na Assembleia, apoia o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), no entanto, na Câmara de Vereadores faz parte da base do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT).

As conversas ainda estão em fase de “sedução antes do namoro”, como definiu o presidente do diretório estadual, deputado Edinho Silva.

Nas próximas semanas, o partido se reúne com o PRB, PP, PSD -que deverá lançar o ex-prefeito Gilberto Kassab- e o PMDB, que faz parte da base de Alckmin mas também já anunciou candidatura própria com o empresário Paulo Skaf.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 4 de setembro de 2013 Política | 13:17

Ministério da Justiça faz consulta à AGU sobre possível entrada da PF no caso Amarildo

Compartilhe: Twitter

O ministro José Eduardo Cardozo solicitou nesta quarta-feira (4) que a Advocacia-Geral da União (AGU) analise se juridicamente é possível que a Polícia Federal assuma as investigações do caso Amarildo.

A determinação foi feita após reunião de deputados federais do Rio de Janeiro -Jandira Feghali (PC do B), Alessandro Molon (PT), Anthony Garotinho (PR) e Simão Sessim (PP)-  com o ministro.

Para os deputados, o corporativismo está impedindo que a investigação -que envolve policiais militares suspeitos– feita pela Polícia Civil avance. A entrada da Polícia Federal seria a alternativa para uma investigação imparcial.

“É preciso que uma força nacional e neutra atue no caso, visto que a própria polícia estadual está sendo investigada”, afirmou Jandira.

Cardozo ponderou que o desaparecimento de Amarildo não é um crime federativo mas que estudará medidas jurídicas de como o Ministério da Justiça e a Polícia Federal podem colaborar com o caso.

O pedreiro Amarildo de Souza está desaparecido desde 14 de julho, após ter sido conduzido por PMs de sua casa na Rocinha para a UPP da favela. A família de Amarildo de Souza já pediu à Justiça o reconhecimento da morte presumida do pedreiro.

Leia também: Reconstituição do sumiço de Amarildo esclarece fatos, diz delegado

 

Autor: Tags: , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última