Publicidade

Posts com a Tag PDT

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012 Partidos | 08:00

PDT restringe acesso a ex-marido de Dilma

Compartilhe: Twitter

Ficou mais difícil a volta ao PDT do advogado Carlos Araújo – ex-deputado, ex-guerrilheiro e ex-marido da presidente Dilma Rousseff.

Mesmo que Araújo tente retornar pela regional do Rio Grande do Sul, a decisão passará pela executiva nacional do PDT.

E a tarefa não será fácil. A maioria dos trabalhistas atribuiu a Carlos Araújo boa parte das dificuldades de relacionamento da bancada e da direção do partido com o governo.

A imposição de Brizola Neto como ministro do Trabalho e Emprego, mantido no cargo por conta e risco da presidente Dilma Rousseff, é vista no PDT como indicação e interferência indevidas do ex-guerrilheiro no partido.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012 Congresso | 15:30

Lupi lá

Compartilhe: Twitter
A queda de braço entre o  presidente do PDT, Carlos Lupi, e o ministro Brizola Neto (Trabalho) teve mais um lance com a eleição do líder do partido na Câmara.
Venceu Lupi, com a escolha do partido em reconduzir o deputado André Figueiredo (CE), seu aliado, ao cargo.
Mais ligado a Brizola Neto, o deputado João Dado, derrotado na disputa, vai ocupar a 1ª vice liderança. 
Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 23 de novembro de 2012 Política | 16:11

Instabilidade ronda neto de Brizola

Compartilhe: Twitter

A disputa na bancada do PDT na Câmara envolve mais que a liderança e um lugar na Mesa Diretora da próxima legislatura.

Como o estatuto deixado por Leonel Brizola define que essas questões também são assuntos da instância partidária, é cada vez mais evidente a queda de braços entre o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e o ministro Brizola Neto pelo comando do partido.

A briga também foca o espaço que o PDT ocupa na Esplanada dos Ministérios.

Um dos candidatos a líder, o deputado Vieira da Cunha (RS) – que chegou a ser cotado para o cargo de ministro – não fala sobre os embates que estão sendo travados, mas afirma que o trauma e as mágoas da bancada com a imposição de Brizola Neto pelo Palácio do Planalto ainda não foram superados.

“O mal estar persiste. Brizola Neto não teve respaldo do partido. Foi a presidente Dilma que o escolheu”, diz.

Com baixa interlocução no Palácio do Planalto, o PDT tem reclamado ao PT e à sua estrela mais cintilante, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Se o descontentamento tiver algum efeito nas decisões que a presidente Dilma vier a tomar no início de 2013, a permanência Brizola Neto é incerta. O desfecho da crise de relacionamento entre o PDT e o governo deve ocorrer antes da reforma ministerial.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 16 de novembro de 2012 Brasil, Governo, Partidos | 07:00

Dilma e as mudanças no PDT

Compartilhe: Twitter

Pelo sim, pelo não, tem gente no PT meio desconfiada de um suposto interesse de Dilma Rousseff em questões internas de seu ex-partido, o PDT.

São atribuídas à presidenta ações que visam afastar o ex-ministro Carlos Lupi do comando pedetista.

A bolsa de comentários petista cita dois fatos: a sondagem para que Lupi assumisse uma vaga no Tribunal de Contas do Estado do Rio e a decisão do ex-deputado Carlos Araújo, ex-marido de Dilma, de voltar para o partido. Araújo é o maior amigo da presidenta.

A suposta movimentação da presidenta ocorre no momento em que amigos do ex-presidente Lula dizem que ele não descarta a possibilidade de tentar voltar à Presidência em 2014, o que impediria a reeleição de Dilma.

Setores do PT também têm reclamado da decisão da presidenta de não ter feito qualquer movimento que pudesse contribuir para tornar menos duro o julgamento de petistas no Supremo Tribunal Federal.

Ninguém aposta num rompimento entre Dilma e Lula, mas muita gente alerta que, com as devidas arrumações, o PDT ficaria de portas abertas para ela.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 12 de novembro de 2012 Partidos | 12:34

Juventude Socialista diz não a Carlos Araújo

Compartilhe: Twitter

O eventual retorno à militância no PDT do advogado Carlos Araújo, ex-marido de Dilma Rousseff, gerou uma animada briga no partido.

Ligada ao ex-ministro Carlos Lupi, presidente do partido, a Juventude Socialista do PDT-RJ lançou uma campanha de repúdio à volta de Araújo.

Em comunicado, a JS classifica o advogado e ex-deputado de “persona não grata” no PDT e diz que ele deve ser impedido de retornar.

O movimento chegou a liderar um “tuitaço” com a hashtag #CarlosAraujoNão! .

Araújo, que muito próximo aos netos de Leonel Brizola, voltaria às atividades do partido para fortalecer a corrente de oposição a Lupi

Autor: Tags: , , ,

Partidos | 12:30

PDT é operação de risco

Compartilhe: Twitter

No PDT, o desejo do Planalto em influir nas mudanças de comando é arriscada. Na Câmara e no Senado, a maioria dos parlamentares critica a suposta tentativa de Dilma Rousseff de se intrometer em assuntos do partido.

Brizola Neto recebe apoio discreto do ex-marido de Dilma, o ex-guerrilheiro e pai da única filha da presidente, Carlos Araújo, que está voltando ao PDT do Rio Grande do Sul depois de 12 anos afastado.

Tido como conselheiro presidencial sem cargo, Araújo é amigo de Dilma. Seu trabalho político no PDT passa pelo resgate do trabalhismo histórico.

É ligado aos netos de Brizola que estão na política: o ministro, a deputada gaúcha Juliana e o vereador Brizola Neto, no Rio, irmãos e herdeiros do espólio do avô nos dois estados.

O ala mais conservadora do PDT, que não participou das articulações e nem apoiou a indicação de Brizola Neto para a Esplanada, quer dar o troco na eleição do novo diretório nacional, em fevereiro, namora com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e não avaliza a aliança que, ao gosto do Planalto, daria ao PMDB a hegemonia no comando do Congresso.

Autor: Tags: , , ,

Partidos | 11:00

PDT e PTB preocupam Planalto

Compartilhe: Twitter

As duas grandes preocupações do Palácio do Planalto na dança de cadeiras nos partidos da base aliada são o PDT e o PTB.

A presidente Dilma Rousseff quer o ministro do Trabalho, Brizola Neto (RJ), no comando do PDT e o senador Gim Argello (DF) na presidência do PTB. Mas já identificou sinais de uma possível rebelião.

As ministras Gleisi Hoffmann, da Casa Civil, e Ideli Salvatti, das Relações Institucionais, foram encarregadas de pavimentar o caminho.

Ideli sondou o líder do PTB, Jovair Arantes (GO), mas recebeu deste a resposta de que cuidará primeiro de sua reeleição e só depois de eventuais mudanças no partido.

No PTB a tarefa não será fácil. Com a licença de Roberto Jefferson, o partido está sendo tocado pelo ex-deputado Benito Gama. Há uma fila de candidatos, entre eles os senadores Armando Monteiro (PE), Fernando Collor (AL) e vários deputados federais.

Como ninguém quer constranger Jefferson que, doente, condenado e com riscos de ir para a cadeia, é provável que nem haja disputa tão cedo.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 18 de outubro de 2012 Eleições | 10:51

Em vídeo, Paulinho detona Serra em apoio a Dilma: “esse sujeito nunca gostou de trabalhador”

Compartilhe: Twitter

Hoje apoiador de José Serra (PSDB) no segundo turno da eleição paulistana, Paulinho da Força (PDT) já pensou bem diferente a respeito do hoje aliado.

Num vídeo que circula na internet, Paulinho aparece discursando diante da então ministra Dilma Rousseff e detona o tucano, adversário da petista na eleição presidencial de 2010.

— Conheço o Serra há muito tempo — diz Paulinho — Esse sujeito nunca gostou de trabalhador — acrescenta ele.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 17 de outubro de 2012 Eleições | 10:37

Paulinho nega conflito com PDT: “não há intervenção”

Compartilhe: Twitter

Paulinho da Força (PDT) disse não haver nenhum conflito em seu partido por causa do apoio declarado pela Executiva Nacional do PDT à candidatura de Fernando Haddad (PT) em São Paulo.

— Não há intervenção — garante ele.

Paulinho, que declarou apoio a José Serra (PSDB) no segundo turno, afirmou ter conversado por telefone na tarde de ontem com Carlos Luppi, presidente Nacional do PDT, e que a posição dele e da executiva municipal serão respeitadas.

O PDT Nacional acaba usando a manobra para poder acomodar as coisas em cidades em que os interesses são conflitantes.

Liberou os paulistas liderados por Paulinho a apoiar Serra e ficam livres para manter a harmonia com PT com vistas a eleições em cidades em que estão juntos, como em Curitiba.

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 27 de setembro de 2012 Eleições | 10:03

TSE define hoje candidatura de Ronaldo Lessa em Maceió

Compartilhe: Twitter

O Tribunal Superior Eleitoral decide hoje, a partir das 19h, o destino do candidato a prefeito de Maceió, Ronaldo Lessa (PDT).

O pedetista encabeça o chamado Chapão para a Prefeitura, que tem o apoio do líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros, do expresidente Fernando Collor de Mello (PTB) e do PT.

Lessa teve seu registro negado pelo TRE de Alagoas devido ao não pagamento de multa eleitoral relativa à sua campanha para governador, em 2010. O pagamento foi feito depois do prazo estabelecido pela Justiça.

A cassação do registro esfriou a sua campanha e ele foi ultrapassado nas pesquisas pelo tucano Rui Palmeira.

Autor: Tags: , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 8
  3. 9
  4. 10
  5. 11
  6. 12
  7. 20
  8. 30
  9. Última