Publicidade

Posts com a Tag PDT

quinta-feira, 16 de outubro de 2014 Eleições | 15:24

Relação entre Carlos Lupi e apoiadores de Aécio anda complicada

Compartilhe: Twitter
Carlos Lupi (Foto: Elza Fiúza - Agência Brasil)

Carlos Lupi (Foto: Elza Fiúza – Agência Brasil)

Não anda nada bem a relação entre o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e seus correligionários Pedro Taques (MT), Cristovam Buarque (DF) e Antônio Reguffe (DF). Nas palavras de um pedetista, o clima está “complicado”, sobretudo depois que Lupi lançou um comunicado oficial em que ameaçou punir aqueles que desrespeitassem a decisão da convenção do partido de apoiar a presidente Dilma Rousseff. Ao contrário de Lupi, Taques, Cristovam e Reguffe anunciaram publicamente o apoio ao presidenciável tucano Aécio Neves.

Para fugir da polêmica, entretanto, o senador eleito Antônio Reguffe (PDT) repete a quem quiser ouvir que sua prioridade no momento é eleger o candidato a governador do Distrito Federal Rodrigo Rollemberg (PSB). Sobre a campanha presidencial, Reguffe desconversa e tem se limitado responder que não fará parte da base governista e votará “a favor dos bons projetos e contra os maus”.

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 30 de setembro de 2014 Eleições | 13:30

Líder nas pesquisas, Reguffe evita debates

Compartilhe: Twitter
Deputado federal Reguffe (PDT-DF) decide se concorre ao Senado ou como vice-governador. (Foto: Divulgação)

Deputado federal Reguffe (PDT-DF) decide se concorre ao Senado ou como vice-governador. (Foto: Divulgação)

Líder nas intenções de voto para o Senado, o deputado federal Antônio Reguffe (PDT-DF) tem sido criticado por adversários e até mesmo por eleitores devido a suas repetidas ausências nos debates eleitorais.

O mais emblemático foi o da TV Record, realizado no último sábado. Antes disso, Reguffe também faltou a debates realizados por rádios comunitárias, escolas públicas e grêmios estudantis do Distrito Federal.

De acordo com o deputado, em alguns casos o motivo para ausência foi conflito de agendas. Em outros, como na TV Record, o problema seria uma das regras dos debates, que permite aos candidatos a edição das falas para uso posterior na propaganda eleitoral gratuita.

“Já tivemos edições muito problemáticas, no passado. Além disso, fica desigual, ainda mais porque cada candidato tem um tempo diferente de TV e você não sabe qual o uso que vai ser feito daquele material”, diz Reguffe. O candidato admite, no entanto, que a organização do debate aceitou mudar a regra para garantir sua participação. “Mas aí já estava muito em cima e não dava para alterar a agenda”, explica.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 17 de setembro de 2014 Eleições | 15:00

Distribuindo santinhos em envelope, pedetista tieta Cristovam Buarque

Compartilhe: Twitter
Material entregue pelo candidato a deputado federal Silas Eduardo (PDT-SP).

Material entregue pelo candidato a deputado federal Silas Eduardo (PDT-SP).

O candidato a deputado federal Silas Eduardo (PDT-SP) adotou uma nova estratégia para abordar possíveis eleitores em São Paulo, durante a campanha. Nesta semana, o pedetista passou a distribuir seus panfletos em um envelope dos Correios.

“Posso lhe entregar uma mensagem?”, pergunta Eduardo, antes de oferecer o envelope com suas principais propostas e a foto de uma dobradinha com o candidato a deputado estadual Charles D’Orto (PTC-SP), de Ribeirão Pires. “Comecei a usar esse envelope por respeito às pessoas”, explica o pedetista, eleito suplente a deputado federal em 2010.

Autointitulado “defensor do biodiesel”, o candidato diz se inspirar no senador Cristovam Buarque (PDT-DF) e pede, ainda, para quem for a Brasília, que leve um de seus envelopes ao ex-governador do Distrito Federal.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 19 de agosto de 2014 Eleições | 07:30

‘Divergências entre Marina e agronegócio já foram superadas’ diz Pedro Taques

Compartilhe: Twitter
O senador Pedro Taques (PDT-MT). Foto: Agência Senado

O senador Pedro Taques (PDT-MT). Foto: Agência Senado

Com o palanque aberto para tucanos e socialistas, o senador e candidato ao governo do Mato Grosso, Pedro Taques (PDT-MT), tem dito que as divergências entre o setor do agronegócio e a possível candidata à Presidência da República pelo PSB, Marina Silva, são coisa do passado.

Leia também: Ex-governador tucano assume vaga ao Senado na chapa de Pedro Taques

“Essas divergências (entre Marina e agronegócio) já estão superadas, estamos em outra conjuntura. Esse diálogo já tem sido feito pelo PSB, inclusive pelo prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes. Não tem como pensar no desenvolvimento do Brasil, sem pensar no Mato Grosso”, disse Taques.

Nesta terça-feira, o senador participará fará campanha ao lado do presidenciável tucano Aécio Neves e de partidos nacionalmente aliados ao PSDB, como DEM, PP e PTB. Taques disse ainda que “certamente” fará campanha ao lado de Marina Silva, caso ela seja confirmada como candidata.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 5 de agosto de 2014 Eleições | 15:00

Com evangélicos, Campos e Marina recorrem a versículos bíblicos

Compartilhe: Twitter
Divulgação de evento de Campos e Marina com evangélicos, no Distrito Federal. (Reprodução)

Divulgação de evento de Campos e Marina com evangélicos, no Distrito Federal. (Reprodução)

Será lançada na próxima quarta-feira a Carta de Princípios e Responsabilidades do Fórum Evangélico da campanha de Rodrigo Rollemberg (PSB) ao governo do Distrito Federal.

Com a presença de diversos líderes evangélicos, o evento também terá a participação do presidenciável Eduardo Campos (PSB), de sua vice Marina Silva (PSB) e do candidato ao Senado Antônio Reguffe (PDT).

Para divulgar a agenda, os candidatos recorreram até mesmo a versículos bíblicos de Jeremias. “Busquem a prosperidade da cidade para a qual eu os deportei e orem ao Senhor em favor dela, porque a prosperidade de vocês depende da prosperidade dela”, diz o convite.

A reunião faz parte de uma estratégia de aproximação do PSB com o segmento evangélico, que na última segunda-feira levou mais de dois mil pastores da Assembleia de Deus a um encontro fechado com Campos e Marina. Localmente, o PSB disputa o voto evangélico com o candidato à reeleição Agnelo Queiroz (PT), que tem o apoio formal da maioria das igrejas e do presidenciável Pastor Everaldo (PSC).

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 30 de julho de 2014 Eleições | 13:30

Ex-governador tucano assume vaga ao Senado na chapa de Pedro Taques

Compartilhe: Twitter
O ex-governador do Mato Grosso, Rogério Salles (PSDB). Foto: Divulgação

O ex-governador do Mato Grosso, Rogério Salles (PSDB). Foto: Divulgação

O senador e candidato ao governo do Mato Grosso, Pedro Taques (PDT), anunciará nesta tarde a entrada do ex-governador tucano Rogério Salles na disputa pelo Senado, em sua coligação. A primeira suplência deve ficar com o empresário Antonio Donizette Aguilera (PTB), enquanto a segunda suplência permanece com a deputada estadual Luciane Bezerra (PSB).

Salles substituirá o senador Jayme Campos, que abandonou a disputa na semana passada. A vaga era disputada por representantes do PSDB, PTB e do PSB, mas na escolha prevaleceu a opção por fortalecer o palanque para o presidenciável tucano, Aécio Neves.

Nos últimos dias, contudo, Taques tem buscado azeitar as relações com os aliados, em especial com o PSB – que já deu sinais de apoio ao candidato ao Senado Wellington Fagundes (PR), coligado com o petista Lúdio Cabral.

Durante a campanha, Taques e Salles vão resgatar a atuação de ambos durante a operação “Arca de Noé”, deflagrada em 2002 pela Polícia Federal. Na época, Taques era procurador e o tucano governava o estado. A estratégia já foi utilizada na campanha de Taques ao Senado, em 2010. Agora, a ideia é apresentar Salles como o governador responsável pela prisão do banqueiro João Arcanjo Ribeiro.

Leia também: No Mato Grosso, candidato petista recorre a Lula e JK

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 24 de julho de 2014 Eleições | 07:30

PSB, PSDB e PTB disputam vaga do Senado em chapa de Pedro Taques

Compartilhe: Twitter
O senador Pedro Taques (PDT-MT). Foto: Agência Senado

O senador Pedro Taques (PDT-MT). Foto: Agência Senado

Além de se explicar diante das críticas dos adversários por uma suposta fraude em pesquisa eleitoral divulgada no último fim de semana, a coligação liderada pelo senador e candidato ao governo do Mato Grosso Pedro Taques (PDT-MT) ainda precisa definir quem substituirá o candidato Jayme Campos (DEM-MT) na disputa pelo Senado.

Campos desistiu de concorrer no início da semana, quando alegou falta de “solidariedade” de alguns partidos da aliança, como PSB e PPS, que estariam mais inclinados a pedir votos para o candidato Wellington Fagundes (PR-MT), aliado do petista Lúdio Cabral.

Para resolver o impasse, os principais nomes da disputa são o de Luciane Bezerra, até então 2ª suplente de Campos, o da ex-senadora Serys Slhessarenko (PTB-MT) e do vice-prefeito de Rondonópolis, Rogério Salles (PSDB-MT).

Luciane poderia reaproximar a coligação do PSB do prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, além de fortalecer o palanque do presidenciável Eduardo Campos no estado. Por outro lado, o PTB defende que Serys já tinha se apresentado como pré-candidata antes da escolha por Campos e lembra que a candidata já ultrapassou os 500 mil votos em eleições anteriores. Já Salles contemplaria melhor a região sul do estado e  poderia aumentar a presença do presidenciável tucano Aécio Neves.

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 23 de julho de 2014 Eleições | 10:30

Presidente do PROS no Mato Grosso chama Pedro Taques de ‘rei da fraude’

Compartilhe: Twitter
Deputado federal Valtenir Pereira (PROS-MT). Foto: Divulgação

Deputado federal Valtenir Pereira (PROS-MT). Foto: Divulgação

Após a divulgação de uma pesquisa considerada “inconsistente” pelo Tribunal Regional Eleitoral, o senador e candidato ao governo do Mato Grosso, Pedro Taques (PDT-MT) tem sido alvo de críticas dos adversários no estado. “O rei da moralidade agora é o rei da fraude”, alfinetou o presidente estadual do PROS e deputado federal, Valtenir Pereira.

Aliado do petista Lúdio Cabral, que também disputa o governo local, Pereira afirma que a pesquisa “alterou as proporcionalidades nas regiões em que Pedro Taques tem uma base mais forte”. De acordo com o levantamento realizado pelo Instituto Vox Populi e publicado no Diário de Cuiabá no último sábado, Taques venceria no primeiro turno, seguido de José Riva (PSD) e, por último, Lúdio Cabral.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

terça-feira, 22 de julho de 2014 Eleições | 07:30

‘Estou fechado com Dilma’, diz Armando Monteiro

Compartilhe: Twitter
O senador Armando Monteiro (PTB-PE). Foto: Agência Brasil

O senador Armando Monteiro (PTB-PE). Foto: Agência Brasil

O senador e candidato ao governo de Pernambuco, Armando Monteiro (PTB-PE), garante que continuará a pedir votos para a reeleição da presidente Dilma Rousseff, mesmo após as declarações contrárias do presidente do PTB, Benito Gama.

“Essas declarações estão fora de contexto. Temos uma posição muito clara e nossa aliança aqui no estado é com o PT”, afirma o senador, que lidera as pesquisas de intenção de voto contra o candidato à sucessão de Eduardo Campos, Paulo Câmara (PSB-PE).

“E tem mais: o PSDB está no palanque adversário. Como eu poderia abrir o palanque para o Aécio Neves? Estou com Lula desde o primeiro mandato e estou fechado com Dilma, com muita tranquilidade”, garante Monteiro, que em breve gravará as primeiras inserções com a presidente.

Encabeçada pelo PTB, a chapa tem como vice o deputado federal Paulo Rubem (PDT-PE) e como candidato ao Senado o deputado federal João Paulo Lima (PT-PE).

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 21 de julho de 2014 Eleições | 13:30

Reguffe jura que vai responder todos os emails de eleitores

Compartilhe: Twitter
Deputado federal Reguffe (PDT-DF) decide se concorre ao Senado ou como vice-governador. (Foto: Divulgação)

Deputado federal Reguffe (PDT-DF) (Foto: Divulgação)

Usando a redução de corte de gastos como mote de sua campanha ao Senado, o deputado Antônio Reguffe (PDT-DF) andou circulando por Brasília no último fim de semana sem assessores.

Fez corpo a corpo em áreas nobres da capital federal, distribuiu panfletos diretamente aos eleitores e ainda jurou que vai responder a todos os que lhe enviarem emails: “Como sou eu mesmo quem abre, pode demorar alguns dias para eu responder”.

Defensor do corte de gastos públicos, o deputado diz ter reduzido em mais da metade o número de funcionários do gabinete, cortando inclusive as vagas para assessoria de imprensa.

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última