Publicidade

Posts com a Tag PMDB

sábado, 13 de junho de 2015 Partidos | 13:59

Petistas gritam “fora Cunha” mas rompimento com PMDB é rejeitado

Compartilhe: Twitter

Além de amenizar todas as críticas da esquerda do partido à política econômica, a ala majoritária do PT conseguiu também barrar as tentativas de rompimento da aliança prioritária com o PMDB, expressa no texto apresentado pela corrente O Trabalho.

A emenda foi derrotada e substituída por um texto mais genérico, que aponta mais para a construção de frente de esquerda e para a manutenção da atual aliança.

A defesa, no entanto, do rompimento se tornou uma catarse petista com gritos de “fora Cunha” em referência ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) que tem imposto uma série de constrangimentos ao governo e ao PT desde que assumiu o cargo. O deputado Carlos Zaratini (PT-SP) chegou a se referir a Cunha como o “oportunista de plantão”.

O texto proposto apontava o PMDB como “sabotador” do governo e pedia a rompimento da aliança já para as eleições do próximo ano. “O presidencialismo de alianças e junto com ele a política de alianças que desde 2002, diminui a bancada do PT de 91 deputados para 69 de agora. Na lógica deste sistema, a crise política tem levado a dar espaço de poder ao principal aliado, muitas vezes sabotador do governo, o PMDB, que opera na contrarreforma política, pela revisão do regime de partilha do pré-sal e pela terceirização completa do trabalho com a consequente redução de direitos sociais”, dizia o texto.

“O 5º Congresso do PT indica que esta política de alianças deve ser revistas agora para as eleições de 2016, em favor da aliança com forças políticas e sociais sintonizadas com as reformas populares que o PT defende”, dizia o texto.

Na defesa da proposta, Júlio Turra filho, executiva da CUT reclamou do tratamento por parte do governo à bancada petista. “Na atual situação de crise política e econômica, a  é como se fosse um partido minoritário da Câmara dos Deputados. Seu principal aliado, que detem a vice-presidência da Rpública, passa a ser um articulador político”, reclamou.

“É necessário rever essa aliança prioritária nacional com o PMDB que inclui as oligarquias mais retrógrada e homofóbica. Como é possível priorizar este partido na política de alianças”, disse Turra.

Apesar dos protestos, a emenda foi rejeitada, com a defesa feita pelo líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE).

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 11 de maio de 2015 Congresso | 19:44

‘Janot está forçando a barra’, diz Eduardo Cunha

Compartilhe: Twitter

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), rebateu as declarações do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de que as investigações da Operação Lava Jato seriam “absolutamente impessoais”.

De acordo com Cunha, a impessoalidade adotada em relação a outros citados nas delações premiadas – em especial o líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS) – não foi aplicada em seu caso. “O que está havendo aqui é o procurador forçando a barra e, mesmo que eu fosse o autor e tivesse assinado o requerimento, não teria nada a ver com o processo investigatório”, afirma o peemedebista.

“O que ele fez foi criar um constrangimento para mim e para o Poder Legislativo. Foi uma afronta à Câmara dos Deputados”, critica Cunha, “ele escolheu a mim para investigar e não adianta ele, com a palavra, dizer que o Ministério Público é impessoal”.

Cunha desconversou, no entanto, ao comentar a proposta que impediria a recondução do procurador-geral da República a seu cargo: “Propostas assim tem 200 na Casa, cada um que apresente a sua e vote”.

Assista:

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 7 de maio de 2015 Congresso | 18:22

Renan deixa Henrique Eduardo Alves no vácuo até pelo telefone

Compartilhe: Twitter
O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). (Foto: Divulgação)

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). (Foto: Divulgação)

Henrique Eduardo Alves não só segue esperando a audiência que pediu com o presidente do Senado, Renan Calheiros, como não é nem sequer atendido no telefone pelo colega.

Ontem, Alves telefonou três vezes para Renan. Não teve nem retorno.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 6 de maio de 2015 Congresso | 20:14

Bancada feminina tenta acordo com relator da reforma política

Compartilhe: Twitter
Adesivo elaborado pela bancada feminina.

Adesivo elaborado pela bancada feminina.

Diante da promessa do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de votar a reforma política no dia 26 de maio, a bancada feminina busca um acordo com o relator da proposta, Marcelo Castro (PMDB-PI), para aumentar a quantidade de mulheres eleitas.

Hoje à noite, as deputadas levarão a Castro a reivindicação de que pelo menos 30% das cadeiras sejam reservadas para a participação feminina. Inicialmente, a maior parte do movimento de mulheres pleiteava a paridade de gênero, o que representaria 50% das vagas.

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 29 de abril de 2015 Política | 15:19

Gastão Vieira troca PMDB pelo PROS para disputar prefeitura de São Luís

Compartilhe: Twitter

O ex-ministro do Turismo, Gastão Vieira, candidato peemedebista derrotado ao Senado nas últimas eleições, está de saída do PMDB. Vieira passará a integrar oficialmente o PROS. Ele já comanda sua comissão provisória no Maranhão.

Vieira pretende se lançar candidato à prefeitura de São Luís, onde certamente terá um adversário do clã Sarney, possivelmente a ex-governadora Roseana Sarney.

O ex-ministro tem evitado falar sobre possíveis mágoas com o PMDB nacional, mas não esconde sua insatisfação com Sarney e com o PMDB do Maranhão.

“Meu problema é de espaço”, disse o ex-ministro. “É uma decisão muito dolorosa para mim porque há 30 anos sou parte do PMDB, desde quando era ainda o MDB. Dói, dói muito, mas não saio com mágoa do PMDB nacional”, disse o ex-ministro, que pretende anunciar oficialmente sua saída no início da próxima semana.

Peemedebistas contaram que ele estava em busca de uma indicação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para uma vaga no segundo ou no terceiro escalão do governo, fatura por ter trabalhado com afinco para a eleição de Cunha.

Em meio à busca, Vieira precisou dar explicações ao vice-presidente, Michel Temer, que cuida da articulação política e das negociações para a distribuição de cargos, sobre sua filiação partidária.

Isso porque, ao saber da movimentação de Vieira, o ex-senador José Sarney (PMDB-MA) tratou de informar a Temer que Vieira, no Maranhão, havia assumido a presidência do PROS.

Vieira, por sua vez, tratou de desqualificar a “denúncia” feita por Sarney, informando ao vice-presidente que realmente havia assumido o comando do PROS no estado, mas por se tratar de uma comissão provisória, não deixou o PMDB.

“Fiquei com a comissão provisória do PROS e isso não exigia de mim a desfiliação do PMDB”, disse.

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 23 de abril de 2015 Governo | 18:03

Para petistas, Padilha é o ‘ministro das duas pastas’

Compartilhe: Twitter
O ministro Eliseu Padilha. (Foto: Agência Brasil)

O ministro Eliseu Padilha. (Foto: Agência Brasil)

Com a viagem do vice-presidente, Michel Temer (PMDB-SP), para Portugal e Espanha, nesta semana, o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Eliseu Padilha, acabou assumindo informalmente as funções de articulador do governo.

Padilha, que integra a coordenação política do governo e que rejeitou o convite da assumir a extinta pasta de Relações Institucionais, acabou se mudando para o gabinete da Vice Presidência, onde recebeu parlamentares e cuidou das relações com o Congresso.

Na “gestão” de Padilha, no entanto, o governo experimentou duas derrotas impostas pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ): a aprovação da proposta que cria regras para a terceirização e a admissibilidade da proposta que limita em 20 o número de ministérios.

Ainda irritados com o fato de a presidente ter entregado a articulação ao PMDB, alguns petistas apelidaram o ministro nos bastidores. Só se referem a ele como “o ministro das duas pastas”.

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 21 de abril de 2015 Governo | 07:00

‘MEC tem que se desprender do lobby dos reitores das universidades públicas’, diz peemedebista

Compartilhe: Twitter

Professor do ensino médio e deputado federal pelo PMDB do Rio de Janeiro, Celso Pansera diz ainda ter dúvidas quanto à capacidade do novo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, de promover avanços frente à área.

“O maior desafio dele é conseguir romper com o cerco dos reitores das universidades públicas. Há uma pressão e uma articulação muito grande do conjunto das instituições que envolvem serviços das universidades públicas federais”, diz Pansera. “Eles têm uma capacidade de lobby, de organização e pressão sobre o MEC muito grande. MEC tem que se desprender disso e ter um foco extremamente maior na questão do ensino básico.”

Membro da Comissão de Educação da Câmara, o deputado diz ainda que pretende apresentar, ao longo de seu mandato, um projeto que transferiria a responsabilidade sobre o ensino superior do MEC para o Ministério da Ciência e Tecnologia.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 16 de abril de 2015 Governo | 18:24

Vinicius Lages ficou sem discurso de despedida

Compartilhe: Twitter

Retirado da cadeira de ministro do Turismo para acomodar Henrique Eduardo Alves, Vinicius Lages estava ontem em um evento da Apex (Agência de Promoção de Exportações e Investimentos) quando recebeu um telefonema.

O ministro já estava sentado no palco, aguardando sua vez de discursar. Discretamente, levantou-se e informou à organização do encontro que teria de se retirar. Teve que ser substituído às pressas por outro representante do ministério.

Minutos depois, começava a rodar na internet a notícia da troca de comando na pasta. Quem estava lá, achou que o afilhado de Renan Calheiros simplesmente abandonou o evento assim que foi informado que o cargo não era mais dele.

Mas quem é próximo do ministro garante que não foi nada disso. Ele teria sido chamado naquele instante para comparecer ao Palácio do Planalto, para ser formalmente comunicado da mudança pela presidente Dilma Rousseff.

 

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 15 de abril de 2015 Congresso | 07:00

Skaf aguarda ansioso resultado da votação sobre terceirização

Compartilhe: Twitter
Paulo Skaf (Foto: Divulgação)

Paulo Skaf (Foto: Divulgação)

O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, nem disfarça a ansiedade com a votação do projeto que regulamenta a terceirização.

O peemdebista decidiu embarcar nesta quarta-feira para Brasília para acompanhar de perto as negociações no Congresso.

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 10 de abril de 2015 Congresso | 09:00

Michel Temer já tem onde guardar os currículos do segundo escalão

Compartilhe: Twitter
O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB). Foto: Agência Brasil

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB). Foto: Agência Brasil

Com a garantia de que irá conduzir todo o processo para nomeações no segundo escalão, o vice-presidente Michel Temer já tem onde guardar a enxurrada de currículos que cairá na sua mesa.

Ao menos é o que dizem alguns peemedebistas que estiveram no Palácio do Jaburu nesta semana, no jantar organizado logo após a indicação do vice como novo articulador do governo.

Enquanto passava por uma sala onde ficava um enorme baú, Eunício Oliveira (PMDB-CE) foi quem apontou: “Olha aí, aqui vai ser o porta-currículos do Michel”.

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última