Publicidade

Posts com a Tag PP

terça-feira, 28 de dezembro de 2010 Governo | 06:01

O embate entre Maria do Rosário e Jair Bolsonaro

Compartilhe: Twitter

Da série Recordar é Viver:

O dia em que o deputado ultraconservador Jair Bolsonaro (PP-RJ) e a deputada Maria do Rosário (PT-RS) — futura ministra dos Direitos Humanos — encontraram-se no Salão Verde da Câmara:

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010 Governo | 15:34

Dornelles encontra Dilma para decidir quem comandará Cidades

Compartilhe: Twitter

A presidente eleita Dilma Rousseff marcou reunião com o senador Francisco Dornelles (RJ), presidente do PP, para definir quem do partido irá comandar o Ministério das Cidades.

O encontro está previsto para daqui a pouco, às 16h, na Granja do Torto. A bancada da Câmara indicou o nome do deputado baiano Mário Negromonte. No entanto, setores do PP temem que Dornelles aceite a manutenção de Márcio Fortes.

No comando da pasta desde 2005, ele foi indicado pelo PP na época. Fortes ganhou a confiança do presidente Lula e de Dilma, mas criou desafetos na bancada que agora querem vê-lo fora do ministério das Cidades.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 Partidos | 16:04

O efeito Maluf na bancada do PT paulista

Compartilhe: Twitter

O PT de São Paulo fez as contas. Se o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aceitar o recurso do deputado Paulo Maluf (PP-SP) e acatar o registro de sua candidatura a despeito da Lei da Ficha Limpa, o deputado José Genoíno cai para terceiro suplente da coligação.

E o deputado eleito Protógenes Queiroz (PT) perde a cadeira na Câmara.

Autor: Tags: , , , , , ,

sábado, 4 de dezembro de 2010 Congresso | 07:03

Dornelles ameaça derrubar acordo Brasil-EUA

Compartilhe: Twitter

O senador Francisco Dornelles (PP-RJ) diz-se um integrante da base de apoio ao governo no Congresso.

Foi ele quem indicou Marcio Fortes para ministro das Cidades. E é ele o principal padrinho do ministro no Congresso.

Mas com a bancada na Câmara contra a permanência do ministro no cargo, Dornelles corre o sério risco de ser obrigado a abrir mão do afilhado.

Velha raposa política — talvez das mais velhas e mais raposas no Congresso — Dornelles não reclama.

Quando perguntado, diz que não faz questão de ministérios, que terá seu apoio qualquer decisão da bancada da Câmara e da presidenta eleita Dilma Rousseff.

Mas na quinta-feira Dornelles, o governista, subiu à tribuna do Senado para comentar o acordo de troca de informações fiscais entre o Brasil e os Estados Unidos, cuja assinatura tem que ser ratificada pelo Congresso.

Relator do assunto na Comissão de Relações Exteriores, Dornelles desancou o acordo. Disse que ele “fere o ordenamento jurídico do país” e ameaçou:

— Minha tendência é dar parecer contrariamente ao acordo.

Veja o vídeo:

Autor: Tags: , , , , ,

domingo, 28 de novembro de 2010 Estados | 15:04

Senhora senadora

Compartilhe: Twitter

Eleita senadora pelo PP gaúcho, a jornalista Ana Amélia Lemos ainda tem tempo para se acostumar com a vida de parlamentar, mas adianta:

– Ser chamada de senadora tudo bem, mas agora todo mundo me chama de senhora!

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 26 de novembro de 2010 Governo | 11:01

“Se eu quisesse ser embaixador tinha continuado na carreira diplomática”

Compartilhe: Twitter

O ministro das Cidades, Márcio Fortes, rebate as especulações em torno de sua transferência para uma embaixada, caso o PP perca a vaga no Ministério:

— Se eu quisesse ser embaixador tinha continuado na carreira diplomática — afirma.

Em tempo: Fortes é diplomata formado pelo Instituto Rio Branco.

Autor: Tags: , ,

Partidos | 09:02

PT paulista pressiona por Mercadante no Ministério das Cidades

Compartilhe: Twitter

Aloizio Mercadante (Foto: AE)

O PT paulista promete entrar na briga para emplacar Aloizio Mercadante no comando do Ministério das Cidades no governo de Dilma Rousseff.

Mas acontece que não é apenas o PT que está de olho nas Cidades. O PP também pressiona para se manter no comando da pasta, considerada estratégica por coordenar o programa “Minha Casa, Minha Vida”, que é uma das principais bandeiras do governo Lula.

Além disso, Mercadante vai ter de enfrentar outros nomes dentro do próprio PT, que também se colocaram a postos para o cargo: o ex-prefeito de Diadema José di Filippi Júnior e a atual secretária de Habilitação do Ministério das Cidades, Inês Magalhães.

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 25 de novembro de 2010 Governo | 09:59

Russomanno cobra a fatura de Dilma Rousseff

Compartilhe: Twitter

Celso Russomanno (Foto: AE)

Candidato derrotado do PP ao governo de São Paulo, Celso Russomanno declarou apoio no segundo turno das eleições presidenciais à petista Dilma Rousseff.

Ontem esteve no prédio do Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), onde está montada a equipe de transição do governo federal.

Foi cobrar a fatura.

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 17 de novembro de 2010 Partidos | 06:02

Os motivos de cada um para entrar no bloco do PMDB

Compartilhe: Twitter

A formação do bloco parlamentar pelo PMDB contou com a habilidade do deputado Henrique Eduardo Alves (RN) para fechar um acordo um dia depois de um feriado nacional – para espanto de muitos. Mas contou também com a insatisfação coletiva dos partidos em relação ao PT.

O PMDB ficou por conta porque o PT foi reivindicar à presidenta eleita Dilma Rousseff as pastas das Comunicações e da Saúde.

O PP também estrilou com o avanço do PT sobre o Ministério das Cidades. E o PR sentiu-se ameaçado caso o PT ganhasse o PMDB perdesse a pasta da Saúde e passasse a mirar no Ministérios dos Transportes.

O PTB, de olho em participar desse xadrez e garantir o Turismo ou o Desenvolvimento, Indústria e Comércio, acredita que é mais fácil partir para a guerra com aliados de peso.

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 12 de novembro de 2010 Congresso | 13:58

Os três pês do PP

Compartilhe: Twitter

No governo, o PP não é conhecido, como seria de se esperar, como o partidos dos dois pês.

Mas, sim, o partido dos três pês.

O primeiro “P”, é de Pizzolatti. Trata-se do líder da legenda, João Pizzolatti (SC), cuja reeleição para a Câmara está sub judice, já que o TSE indeferiu o registro de sua candidatura com base na Lei do Ficha Limpa.

O segundo “P” é de Pedro Henry (MT). O deputado foi declarado inelegível pelo TRE de seu Estado, mas está com recurso tramitando no TSE.

E o terceiro “P” é do ex-deputado Pedro Corrêa (PE),  que continua muito forte nos bastidores da legenda. Ele foi cassado pela Câmara, em 2006, por causa do Mensalão, mas elegeu a filha, Aline, como deputada federal por São Paulo.

O grupo está em campanha para fazer do colega Mario Negromonte (PP-BA) ministro no governo de Dilma Rousseff. Mas sofre forte resistências do Palácio do Planalto.

Autor: Tags: , , , , ,

  1. Primeira
  2. 10
  3. 11
  4. 12
  5. 13
  6. 14
  7. 15
  8. Última