Publicidade

Posts com a Tag programa Mais Médicos

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014 Brasil | 09:25

Governo formaliza desligamento de cubana do programa Mais Médicos

Compartilhe: Twitter
A médica Ramona Rodriguez (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

A médica Ramona Rodriguez (Foto: Alan Sampaio/iG Brasília)

A médica cubana Ramona Matos Rodriguez, que no dia 4 de fevereiro abandonou o Mais Médicos e buscou refúgio com o deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO), está oficialmente desligada do programa.

Portaria assinada pelo secretário de gestão do trabalho e da educação na saúde, Mozart Júlio Tabosa Sales, publicada nesta quarta-feira, cancelou o registro único para o exercício da medicina para o Brasil de Ramona.

Ramona chegou a ficar alguns dias alojada na sala da liderança do DEM na Câmara dos Deputados e atualmente aguarda resposta em relação a um pedido de asilo para permanecer no Brasil.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 10 de dezembro de 2013 Política | 21:36

Cotado para assumir Saúde, Mozart Sales critica governo tucano em SP

Compartilhe: Twitter

Mote da campanha do ministro petista Alexandre Padilha (Saúde) para o governo do Estado de São Paulo, o programa Mais Médicos do governo federal foi tema da reunião da  Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, presidida pela deputada Telma de Souza (PT-SP), desta terça-feira, com a presença do secretário de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mozart Sales.

Leia também: Ao afinar discurso de campanha, Padilha compara-se a médicos cubanos

“Gostaríamos que a secretaria estadual fosse mais parceira. O coordenador estadual não pode apenas constar da lista. O programa é federal, mas precisa do apoio e da parceria dos estados e municípios”, afirmou Sales. Os deputados petistas Edinho Silva, Marcos Martins e Gerson Bittencourt endossaram a crítica e falaram sobre a resistência que as entidades médicas tiveram com o programa em São Paulo.

 

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 21 de outubro de 2013 Brasil | 20:32

Tudo pronto no Planalto para sanção do ‘Mais Médicos’

Compartilhe: Twitter

mais_médicosPara não disputar espaço com o leilão do Campo de Libra, a sanção de um dos projetos mais importantes da gestão Dilma Rousseff (PT), do programa Mais Médicos, ficou para esta terça-feira.

O tempo extra, deixou o cerimonial do Palácio do Planalto mais tranquilo para arrumar a casa para o ato. Tradicional palco dos anúncios presidenciais, o segundo andar do Palácio está prontinho para a cerimônia.

 

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 23 de agosto de 2013 Política | 13:15

Entidades protocolam mais uma ação contra programa Mais Médicos

Compartilhe: Twitter

Na data em que o PT-SP, com apoio de entidades sindicais, marcou ato em defesa ao programa Mais Médicos, o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a  Associação Médica Brasileira (AMB) vão protocolar mais uma medida judicial contra o governo federal.

Nesta sexta-feira (23), o departamento jurídico das duas entidades entram no Supremo Tribunal Federal (STF) com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) argumentando que Medida Provisória não é o instrumento jurídico adequado para o pedido de urgência de implantação do programa.

As entidades médicas -que já contam com apoio do PSDB e do PTB– têm impetrado diversas ações contra o Mais Médicos.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 22 de agosto de 2013 Política | 10:00

PTB paulista embarca em campanha contra Mais Médicos

Compartilhe: Twitter

O presidente do PTB-SP, deputado Campos Machado, oficializou apoio à  Associação Paulista de Medicina e Associação Médica Brasileira (AMB) contra o programa do governo federal Mais Médicos.

O ex-governador José Serra (PSDB) também já se manifestou contrário à proposta do ministro Alexandre Padilha, pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, em encontro com a AMB.

Leia também: “Não temos medo do debate sobre médicos”, diz presidente do PT paulista

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 15 de agosto de 2013 Política | 15:26

‘Não temos medo do debate sobre médicos’, diz presidente do PT paulista

Compartilhe: Twitter

O presidente do diretório estadual de São Paulo do PT, deputado Edinho Silva, diz não temer que o programa do governo federal Mais Médicos, criticado pela classe e pela oposição, seja o mote da campanha eleitoral para o governo do estado.

Capitaneado pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, pré-candidato petista ao governo, o programa chegou a ser alvo de “alerta” do Conselho Federal de Medicina e ataques do ex-governador José Serra.

“Eu já fui prefeito, já fiz muito concurso para médicos e as vagas todas nunca eram preenchidas. Sei bem que há falta de médicos. Não temos medo desse debate. Esse pode ser o primeiro, aliás, e melhora se o segundo for segurança pública. E agora também temos transporte”, afirmou Edinho.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 14 de agosto de 2013 Política | 07:00

Conselho Federal de Medicina divulga ‘alerta’ sobre Mais Médicos

Compartilhe: Twitter

O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou para todas as suas regionais um “alerta” aos profissionais que aderirem ao programa Mais Médicos do governo federal.

Para o órgão, os médicos vinculados ao programa “assumem o risco da corresponsabilidade ético-profissional, civil e criminal em caso de denúncias envolvendo estrangeiros (sem diplomas revalidados)”. Ainda segundo o comunicado,  “é importante ressaltar junto à sociedade que os médicos nestas funções podem ser alvo de processos se houver irregularidades em atendimento ou danos a pacientes”.

Leia a íntegra do comunicado:

Alerta aos médicos gestores, supervisores e tutores do Programa “Mais Médicos”

Preocupados com a segurança dos pacientes brasileiros atendidos por médicos estrangeiros sem aprovação no exame Revalida em seus moldes atuais, o Conselho Federal de Medicina (CFM) e os 27 Conselhos Regionais de Medicina (CRMs), reforçam à sociedade a importância de que sejam observadas as normas éticas da categoria, atualmente em vigor.

As entidades ressaltam aos gestores públicos e aos médicos supervisores e tutores do Programa “Mais Médicos”que, no exercício dessas funções, também estão sujeitos às regras previstas no Código de Ética Médica, conforme explicito no inciso I do seu Preâmbulo e em seus Princípios Fundamentais.

Ao assumir compromissos com o programa criado pela MP 621/2013, os médicos em cargos de gestão pública ou de supervisão e tutoria de ensino assumem corresponsabilidade com o profissional estrangeiro em caso de:

1) Denúncia ou constatação de dano a paciente por ação ou omissão, caracterizada por imperícia, imprudência ou negligência;
2) Indicação de procedimento, mesmo com a participação de vários médicos, que resulte em dano;
3) Não uso em favor do paciente de todos os meios disponíveis de diagnóstico e tratamento, cientificamente reconhecidos e a seu alcance;
4) Acobertamento ou conduta antiética em desfavor do paciente.

Por tanto, conforme os ditames dos artigos 1°, 3°, 5°, 6°, 18, 32 e 50 do Código de Ética Médica, tais médicos estão passíveis de processos e penalizações de caráter ético-profissional, civil e criminal pelos atos praticados por participantes e intercambistas do Programa“Mais Médicos”.

A população, que se sentir prejudicada, pode encaminhar suas denúncias aos CRMs do Estado onde houver sido realizado o atendimento para que as providências sejam tomadas.

Conselho Federal de Medicina/ Conselhos Regionais de Medicina

Leia também: “Quem antecipa campanha eleitoral é o PT”, diz Serra

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 1 de agosto de 2013 Política | 07:00

Serra abraça bandeira do financiamento para a saúde

Compartilhe: Twitter

Acostumado em retomar em época de eleição a imagem de gestor da saúde, o ex-governador José Serra já abraçou a bandeira sobre o financiamento do setor. Ontem, na reunião que teve com a direção da Associação Médica Brasileira (AMB), o tucano colocou-se inclusive à disposição para ir até Brasília e acompanhar o protocolo do projeto de lei de iniciativa popular sobre o assunto, produzido pelo movimento Saúde + 10. O projeto vincula 10% da receita bruta da União à saúde.

Leia também: ‘Quem antecipa corrida eleitoral é o PT’, diz Serra

Serra se movimenta dentro e fora do PSDB num esforço para manter aberta a perspectiva de uma candidatura presidencial. De acordo com o presidente da AMB, Florentino Cardoso, o projeto – que já tem 2 milhões de assinaturas- deverá ser entregue no dia 7 ou 8 de agosto.

Saiba mais: Esperanças de Serra agora residem em dobradinha PPS-PSD

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 30 de julho de 2013 Política | 13:22

Padilha se reúne com conselho do Hospital das Clínicas de SP para discutir Mais Médicos

Compartilhe: Twitter

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, participou na manhã desta terça-feira (30) da reunião do conselho deliberativo do Hospital das Cínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) para falar sobre o programa Mais Médicos do governo federal.

Leia também: Associação entra com liminar na Justiça para anular programa Mais Médicos

A reunião, fechada, durou cerca de três horas. Os diretores e professores presentes puderam fazer perguntas e apresentar propostas ao ministro.

O programa é alvo de protestos e o ministério suspeita de sabotagem nas inscrições para o programa. A Associação Médica Brasileira (AMB) chegou a entrar na Justiça pedindo a anulação do Mais Médicos.

Leia também: Ministro da Saúde diz que programa cria mais vagas para médicos

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 24 de julho de 2013 Governo | 07:00

Braço da ONU diz ver com ‘entusiasmo’ programa Mais Médicos

Compartilhe: Twitter

A Organização Pan-Americana da Saúde da Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) divulgou um comunicado dizendo que acompanha os debates sobre o programa Mais Médicos do governo federal e que “vê com entusiasmo o recente pronunciamento do governo brasileiro” sobre o tema.

De acordo com a instituição, ligada à Organização das Nações Unidas, a medida é coerente  com suas resoluções e recomendações sobre cobertura universal em saúde, fortalecimento da atenção básica e primária no setor, além de construir maior equidade nos benefícios que a população recebe do Sistema Único de Saúde (SUS).

“O Brasil apresenta uma média de médicos com relação a sua população menor que a média regional e a de países com sistemas de referência, tanto nas Américas como em outras regiões do mundo. Para a Organização, são corretas as medidas de levar médicos, em curto prazo, para comunidades afastadas e de criar, em médio prazo, novas faculdades de medicina e ampliar a matrícula de estudantes de regiões mais deficientes, assim como o numero de residências médicas. Países que têm os mesmos problemas e preocupações do Brasil estão colhendo resultados da implementação dessas medidas”, diz o comunicado.

Leia também: Supremo dá 10 dias para governo explicar programa Mais Médicos

Autor: Tags: ,