Publicidade

Posts com a Tag propaganda eleitoral

sexta-feira, 1 de outubro de 2010 Eleições | 13:03

O custo da esquizofrenia dos dois documentos

Compartilhe: Twitter

(Foto: AE)

O PT foi o autor e promotor, no Legislativo, da ideia de exigir dois documentos para votar. Depois foi também o autor da representação na Justiça para derrubar a lei.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) usou parte de seu orçamento de propaganda, de R$ 3,8 milhões, para produzir anúncios com o objetivo de esclarecer ao eleitor a exigência dos dois documentos e os veiculou no tempo de propaganda que as emissoras são obrigadas a ceder “gratuitamente” à Justiça.

Ontem o TSE  precisou gravar rapidinho um video para ser veiculado na TV e um spot de rádio para dizer o contrário e tentar esclarecer a confusão.

Resultado: sem contar as propagandas anteriores – pedindo ao eleitor para levar dois documentos para a zona eleitoral – só essa brincadeira de última hora custou R$ 6.500,00.

Não é nada, não é nada, é o meu, o seu e o nosso pagando a conta da esquizofrenia legislativa.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 27 de setembro de 2010 Eleições | 13:08

Skaf usa a Fiesp no horário eleitoral

Compartilhe: Twitter

Vai ao ar amanhã o programa eleitoral que Paulo Skaf gravou na porta da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na Avenida Paulista.

A propaganda faz questão de ressaltar que “a Fiesp é a Federação que reúne 150 mil indústrias e seus três milhões de empregados. Tem um orçamento maior que o da maioria das cidades brasileiras e é responsável por metade de toda produção nacional”.

O candidato do PSB a governador de São Paulo aposta que, nesta retal final da campanha, é importante lembrar aos eleitores de sua experiência na entidade, da qual é presidente licenciado e onde está há seis anos .

A FIESP na propaganda de Skaf, segundo um de seus diretores, desagrada à boa parte da diretoria da federação.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 27 de julho de 2010 Eleições | 06:02

ACSP: pesquisa para medir efeito do horário eleitoral

Compartilhe: Twitter

Alencar Burti

O presidente da Associação Comercial de São Paulo, Alencar Burti, deixou para setembro a divulgação da última das três pesquisas de intenção de votos para presidente da República encomendadas pela entidade ao Ibope:

– É melhor para medir o impacto do início da propaganda eleitoral no rádio e na televisão – diz Burti.

O horário político começa no dia 17 de agosto.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 1 de julho de 2010 Eleições | 16:30

Tucanos perdem Serra em vários estados. Mas o PT perde Dilma e Lula em mais estados

Compartilhe: Twitter

Não adianta espremer o presidente do PPS, Roberto Freire, nem torcer o seu pescoço. Nem sob tortura Freire admite que está festejando a decisão do Tribunal Superior Eleitoral que impõe a verticalização da propaganda eleitoral no rádio e na TV.

É que, além de proibir candidatos a presidente de aparecerem nos programas dos estados em que seus partidos se coligaram a partido com outro candidato à Presidência, o TSE também informou que será proibida a presença de “militantes” nesses programas.

A expressão foi colocada na consulta do PPS para fazer a decisão valer também contra a presença do presidente Lula.

Ou seja, os aliados de Dilma Rousseff nos estados perdem o principal cabo eleitoral do país no momento: Luiz Inácio Lula da Silva e seus 80% de popularidade.

Freire está ou não está dando pulinhos de felicidade?

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quinta-feira, 10 de junho de 2010 Eleições | 08:45

Rebeldia premiada

Compartilhe: Twitter

Com seus projetos e votos contrários ao governo e a favor dos aposentados — por exemplo, na derrubada do fator previdenciário — o  senador Paulo Paim (PT-RS) já recebeu convites para participar das propagandas eleitorais de quase todos os partidos no Rio Grande do Sul. Até os de oposição, como o DEM e o PSDB.

Para desespero do governo e do PT, o senador tem aceitado.

Autor: Tags: , , , , ,

sábado, 5 de junho de 2010 Eleições | 09:41

Propaganda eleitoral na Copa pode não funcionar

Compartilhe: Twitter

Os marqueteiros não esperam grandes saltos de popularidade com as inserções eleitorais na TV que o PSDB pretende aproveitar para a campanha de José Serra. É que elas vão ao ar em plena Copa do Mundo. Trata-se do período em que os telespectadores têm menores índices de atenção para propaganda política. E candidato, com se sabe, não é sabonete. Nem cerveja…

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 25 de maio de 2010 Eleições | 16:12

Uma prova de criatividade para Duda Mendonça

Compartilhe: Twitter

O marqueteiro Duda Mendonça recebeu uma má notícia.

Seu cliente, Paulo Skaf, candidato do PSB a governador de São Paulo, terá ainda menos tempo de televisão do que imaginava. Não deve chegar a 1 minuto. Será, certamente, uma prova de criatividade para Duda, que sempre trabalhou com espaços generosos.

Autor: Tags: , , ,

Eleições | 16:11

Partidos erraram no cálculo do tempo de TV

Compartilhe: Twitter

Aliás, todos as coligações paulistas refizeram seus cálculos e descobriram que muitos partidos aliados significam zero minuto de acréscimo no horário eleitoral.

O PT contava com mais de 7 minutos. Ficará com, no máximo, 4,5. E o PSDB, que esperava quase 8, ficará com cerca de cinco minutos.

O motivo do tempo menor é a divisão dos 20 minutos de propaganda proporcionalmente entre os partidos.

Autor: Tags: , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última