Publicidade

Posts com a Tag PSDB

sexta-feira, 6 de março de 2015 Estados | 10:00

PSDB ainda vê interesse de Serra na prefeitura em 2016

Compartilhe: Twitter

O PSDB de São Paulo diz desconfiar e muito das declarações do senador José Serra (PSDB-SP) de que não quer nem ouvir falar em disputar a prefeitura paulistana em 2016. Líderes da legenda investem na tese de que o tucano prefere mil vezes disputar um cargo executivo a se concentrar no mandato de senador. E pode sim reivindicar a candidatura.

José Serra: 'Paz e amor' (foto: divulgação)

José Serra: ‘Paz e amor’ (foto: divulgação)

Serra repete à exaustão que a prefeitura paulistana, para ele, é uma etapa cumprida e nega qualquer interesse em concorrer. Alguns aliados dizem que, no máximo, ele pode vir a cogitar a disputa ao governo paulista. Mas que seu foco continua sendo o de disputar a Presidência mais uma vez, uma indicação que disputaria com o governador Geraldo Alckmin e o candidato derrotado ao Planalto Aécio Neves (MG).

Como bem sabe o PSDB, Serra é famoso por só se colocar na disputa aos 45 do segundo tempo. Eleição após eleição, ele aguarda até dias antes do prazo final de candidatura para se apresentar. Até lá, a articulação é sempre feita de maneira silenciosa.

Uma parcela significativa do PSDB investe hoje no discurso da renovação. Diz que o PSDB seguirá encolhendo se insistir em lançar sucessivamente os mesmos nomes para as disputas de cargos no Executivo. E aponta que o partido perde a oportunidade de construir novos nomes diante do desgaste demonstrado pelo PT.

Dentro desse cenário, a tese é que Serra pode vir a trabalhar por um nome como o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP). Este último vem sendo mantido longe do holofote eleitoral, mas tucanos argumentam que a jogada é evitar que ele se desgaste antes da hora. Outro tucano interessado na vaga e também próximo de Serra é Andrea Matarazzo.

Alckmin, entretanto, tem demonstrado que fará o possível para manter o controle do processo eleitoral de 2016. Ao menos por enquanto, a expectativa é de que o vereador Mario Covas Neto, seu aliado, assuma o comando do diretório municipal. Alckmin trabalha, em seu círculo próximo, nomes como o secretário Saulo de Castro Abreu. Alguns nomes, embora tidos como mais frágeis, seguem na lista de apostas, como o deputado Bruno Covas.

 

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 5 de março de 2015 Partidos | 15:00

Mário Covas Neto, o Zuzinha, pode assumir comando do PSDB paulistano

Compartilhe: Twitter

O vereador Mário Covas Neto, o Zuzinha, filho do ex-governador Mário Covas, está amarrando sua candidatura única à presidência do PSDB paulistano.

Se a empreitada der certo, ele terá o controle do diretório durante os preparativos para a corrida municipal de 2016.  Seu sobrinho Bruno Covas é um dos interessados na vaga, caso a legenda opte por uma renovação.

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 4 de março de 2015 Eleições | 07:30

PT dá como certa saída de Marta e faz diagnóstico desanimador em SP

Compartilhe: Twitter

Depois de ficar absolutamente sem resposta nas tentativas de diálogo que fez com a senadora Marta Suplicy, o PT jogou a toalha e já dá como certa a saída da ex-ministra do Turismo. A informação que circulava ontem à tarde no comando partidário era a de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já foi avisado formalmente do acerto entre a senadora e o PSB, para a disputa pela prefeitura paulistana em 2016.

Marta Suplicy (Foto: Agência Senado)

Marta Suplicy (Foto: Agência Senado)

O interlocutor foi o ex-ministro Fernando Bezerra Coelho, que na semana passada se reuniu com o comando do PSB em São Paulo para discutir o que descreveu como “Operação Marta”. A petista não deu nenhum sinal de vida ao partido, de acordo com dirigentes.

Como informou na época o Poder Online, a negociação entre Marta e o PSB teve o aval do governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB) na virada do ano. Alckmin entende que a candidatura da ex-prefeita enfraqueceria significativamente o prefeito Fernando Haddad (PT), abrindo terreno para a construção de um novo nome do PSDB para a corrida municipal. Em troca do endosso, o tucano indicou que não quer nenhum tipo de interferência da senadora em seus planos de disputar a Presidência em 2018.

A avaliação do PT parece não ser lá muito diferente. Há no partido quem diga que Marta tem inclusive boas chances de ir para o segundo turno. Como ninguém duvida que Celso Russomanno dará muito trabalho a petistas e tucanos na eleição do ano que vem, nem colegas de Haddad parecem descartar o risco de o prefeito ficar fora da segunda etapa de votação.

 

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 3 de março de 2015 Eleições | 09:00

No PSDB de São Paulo, atenção é total em Celso Russomanno

Compartilhe: Twitter
Celso Russomanno (PRB-SP). Foto: Divulgação

Celso Russomanno (PRB-SP). Foto: Divulgação

O PSDB de São Paulo já considera que seu maior adversário na disputa pela prefeitura paulistana em 2016 é mesmo Celso Russomanno.

O partido também considera irreversível a entrada de Marta Suplicy na disputa pela cadeira do petista Fernando Haddad, como candidata pelo PSB.

Mas ninguém se entende sobre a escolha do nome para encabeçar a chapa tucana. Aí são “outros quinhentos e muito ego para conciliar”, diz um líder da legenda na capital.

 

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015 Congresso | 13:37

‘Congresso desrespeitou autonomia da Venezuela’, diz petista

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA). Foto: Divulgação

O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA). Foto: Divulgação

O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) tem dito que há “uma indignação seletiva” no Congresso Nacional, quanto aos fatos internacionais. “Quando os Estados Unidos, por exemplo, invadem países sem o aval dos organismos internacionais, da ONU, não há nenhuma reclamação no Parlamento”, diz o petista.

Saiba mais: Mendonça apresenta moção de repúdio contra Nicolas Maduro

De acordo com Valmir, por uma articulação do DEM e do PSDB, a Câmara dos Deputados foi “arrogante” ao aprovar uma moção de repúdio ao governo da Venezuela. “O Congresso Nacional promoveu um desrespeito à autonomia da Venezuela, enquanto país democrático. Um desrespeito ao presidente Nicolas Maduro, eleito com a maioria dos votos em eleições limpas e reconhecidas pela comunidade internacional, além de desrespeito à soberania do povo venezuelano”.

Militante do MST, Valmir disse ainda que “o Parlamento não tem o direito de interferir naquilo que não tem informações concretas”, e afirmou que a moção foi baseada “em notícias filtradas pela mídia brasileira”. Segundo o petista, “se houvesse coerência no DEM e no PSDB, eles também teriam se mobilizado quando Hugo Chávez e Fernando Lugo sofreram golpes de Estado”, na Venezuela e no Paraguai.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015 Congresso | 18:39

Izar diz que disputará novo mandato à presidência do Conselho de Ética

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Ricardo Izar (PSD-SP). Foto: Agência Câmara

O deputado federal Ricardo Izar (PSD-SP). Foto: Agência Câmara

Depois de eleito quarto suplente da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, Ricardo Izar (PSD-SP) achou que não poderia concorrer a um novo mandato na presidência do Conselho de Ética da Casa.

Entretanto, após consulta a técnicos da Casa, Izar ficou sabendo que não haveria impedimento regimental a uma nova candidatura. Ele chegou a pensar em apoiar o nome de Marcos Rogério (PDT-RO).

A definição ainda depende de acertar os ponteiros no PSD, já que Sérgio Brito (BA) e José Carlos Araújo (BA) pediram ao partido para serem indicados ao posto. Izar deve conversar com Brito nesta terça-feira, mas diz que o correligionário já deu sinalização no sentido de abrir mão em nome do atual presidente do Conselho de Ética.

Segundo o atual presidente do conselho, as primeiras indicações dos partidos para a nova composição do grupo o estimularam. Izar acredita que poderá ter o apoio de PSDB, DEM e PMDB para conseguir um novo mandato.

“Acho que com isso dá para sustentar (nova candidatura)”, aposta Izar. Existe uma grande chance que a eleição para o Conselho de Ética coloque Izar em disputa com Rogério mais uma vez. Os dois, que atualmente têm uma relação cordial, disputaram o mesmo cargo em 2013, ocasião em que Izar acabou vencendo.

Embora conte com o apoio do PMDB, o partido deverá acompanhar o candidato indicado pelo presidente da Câmara e ex-líder na Casa, Eduardo Cunha. O cargo de presidente do Conselho de Ética deve receber ainda mais visibilidade em função dos desdobramentos da Operação Lava Jato sobre parlamentares envolvidos no esquema de corrupção da Petrobras.

Autor: Tags: , , , , , , ,

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015 Congresso | 09:00

Caminho livre para João Campos liderar evangélicos na Câmara

Compartilhe: Twitter
O deputado federal João Campos (PSDB-GO). Foto: Divulgação

O deputado federal João Campos (PSDB-GO). Foto: Divulgação

Autor do polêmico projeto batizado como “Cura Gay”, o deputado João Campos (PSDB-GO) deverá assumir a coordenação da bancada evangélica na Câmara dos Deputados.

O tucano diz ter aparado as arestas com seu único adversário até o momento, Takayama (PSC-PR), que também pretendia disputar o posto.

De acordo com Campos, numa conversa entre os dois, o paranaense teria aberto mão de concorrer e deixado o caminho livre para o tucano, que já liderou os evangélicos na legislatura anterior.

A decisão oficial será tomada na próxima terça-feira e, a não ser que surja um novo interessado, o tucano deve ser referendado como novo líder dos 83 evangélicos eleitos.

Autor: Tags: , , , , ,

Congresso | 07:00

PT planeja paz com PSB para formar frente de esquerda

Compartilhe: Twitter

Enquanto cada vez mais setores do PSB defendem a tese de que o lugar do partido não será na esfera do PSDB, o PT pretende fazer um esforço especial para reatar seus melhores tempos com os socialistas.

PT e PSB se afastaram durante a disputa eleitoral de 2014, sobretudo depois dos ataques que os dois partidos trocaram ainda no primeiro turno a partir da entrada de Marina Silva (PSB) na disputa. As relações se desgastaram ainda mais depois que o PSB resolveu apoiar Aécio Neves (PSDB) no segundo turno.

Petistas na Câmara não apenas acreditam que o partido poderá melhorar as relações com o PSB, como demonstram disposição em trabalhar por isso. Parte da estratégia que o PT tem em seus planos para tentar romper um certo isolamento em que se vê desde a derrota eleitoral e especialmente ao perder a presidência da Câmara.

Parte de bancada tem defendido a criação de uma frente de esquerda para contrapor o sentimento anti-PT que tem isolado o partido neste início de legislatura. Nessa estratégia, o reatamento com o PSB é visto como quase fundamental, e a partir da próxima semana petistas pretendem reconstruir pontes com os socialistas.

Autor: Tags: , , , , , ,

sábado, 14 de fevereiro de 2015 Partidos | 08:00

‘Pedido de impeachment é desprezível’, diz Luciana Genro

Compartilhe: Twitter

Embora acuse o governo federal de cometer “uma espécie de estelionato eleitoral”, a ex-presidenciável do PSOL Luciana Genro (RS) critica a campanha travada por integrantes da oposição em defesa de um impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

“Esse pedido de impeachment, pra nós, é desprezível”, diz a presidente da Fundação Lauro Campos. “Nós não nos alinhamos com a oposição de direita. Nós queremos que o povo vá às ruas para lutar por mais direitos.”

De acordo com Luciana, os partidos que aderiram à mobilização pró-impeachment e convocaram manifestações pelo Brasil, neste domingo, também estão “comprometidos com esse mesmo modelo econômico e com todo esse escândalo de corrupção que toma conta do país, particularmente no caso de Petrobras e das grandes empreiteiras”.

Assista:

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 Congresso | 08:00

João Campos e Takayama disputam comando da bancada evangélica

Compartilhe: Twitter
O deputado federal João Campos (PSDB-GO). Foto: Divulgação

O deputado federal João Campos (PSDB-GO). Foto: Divulgação

Nós últimos dias, dois deputados reforçaram a campanha pela coordenação da bancada evangélica: João Campos (PSDB-GO) e Takayama (PSC-PR). Os dois disputam a sucessão de Paulo Freire (PR-SP), que assumiu o comando a bancada em 2014, no lugar de Campos.

Até o momento, entretanto, o goiano é visto entre boa parte de seus colegas como favorito na corrida contra Takayama. A seu favor, pesam a atuação em defesa do projeto que ficou conhecido como “cura gay” e o bom trânsito com diversas alas da bancada.

Leia também: ‘Atuação da bancada evangélica deixou a desejar’, diz pastor Eurico

 

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
  6. 6
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última